Blog

intercâmbio

Vendo Artigos etiquetados em: intercâmbio

Bahia: Revolta dos Búzios é inspiração de CD de capoeira

Na ocasião, o cantor, compositor e mestre de capoeira Tonho Matéria, presidente da Associação Sociocultural, agradeceu a possibilidade de mostrar ao povo baiano e brasileiro como a Capoeira foi fundamental na luta pela igualdade racial e pela independência do Brasil. O evento contou ainda com uma peça de teatro encenada por crianças sobre a Revolta dos Búzios, apresentações de dança e o afoxé dos Filhos do Congo.

Com o intuito de fortalecer a memória da Revolta dos Búzios, que completou 215 anos no último dia 12 de agosto, a Associação Sociocultural de Capoeira Mangangá lançou o CD Capoeira das Antigas no Eco da Revolta dos Búzios, durante um evento na semana passada no Forte da Capoeira, no Santo Antônio Além do Carmo, em Salvador. O produto é fruto do edital Agosto da Igualdade, promovido pela Secretaria de Promoção da Igualdade Racial da Bahia.

O lançamento do CD integrou a programação do XIII Encontro Cultural e Intercâmbio Internacional de Capoeira Mangangá, do Projeto Artes em Movimento, desenvolvido pela Associação. O encontro busca promover a socialização e o intercâmbio entre adeptos, estudantes e praticantes de capoeira, através de atividades socioculturais, educacionais, musicais, esportivas e de cunho turístico.

O projeto conta com a presença de renomados capoeiristas do cenário local, nacional e internacional, além de profissionais de diversos segmentos, e recebe em torno de 1.500 participantes.

Estiveram presentes no lançamento do CD a chefe de gabinete da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Olívia Santana, o secretário de Promoção da Igualdade Racial, Elias Sampaio, o representante da Fundação Cultural Palmares na Bahia, Fábio Santana, entre outros.

{youtube}4ZiW9VFgNJk{/youtube}

A Associação Sociocultural de Capoeira Mangangá lançou, na sexta-feira (16), o CD “Capoeira das Antigas no Eco da Revolta dos Búzios”, durante evento no Forte da Capoeira, no Santo Antônio Além do Carmo.

O produto é fruto do edital Agosto da Igualdade, promovido pela Secretaria de Promoção da Igualdade Racial com o objetivo de fortalecer a memória da Revolta dos Búzios, que completou 215 anos no dia 12 de agosto deste ano.
O cantor, compositor e mestre de capoeira Tonho Matéria, presidente da Associação Sociocultural, abriu o evento agradecendo a possibilidade de mostrar ao povo baiano e brasileiro como a Capoeira foi fundamental na luta pela igualdade racial e pela independência do Brasil.

Estiveram presentes no lançamento do cd o secretário de Promoção da Igualdade Racial Elias Sampaio; Fábio Santana, representante da Fundação Cultural Palmares na Bahia; a secretária municipal da Reparação, Ivete Sacramento; Olívia Santana, chefe de gabinete da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), além do presidente da Comissão da Igualdade Racial da Assembleia Legislativa, deputado estadual Bira Coroa (PT), de mestres, representantes de rodas de capoeira e convidados.

A festa teve peça de teatro encenada por crianças sobre a Revolta dos Búzios, apresentações de dança e o afoxé dos Filhos do Congo. O secretário Elias Sampaio ressaltou a importância do Agosto da Igualdade e convocou os presentes a participarem da III Conferência De Promoção da Igualdade Racial do Estado da Bahia (COnepir), que acontece de 28 a 30 de agosto.
Com o CD em mãos, Sampaio lembrou que parte da população não leva em conta a importância da Revolta dos Búzios. “Além do nosso compromisso institucional para lembrar a Revolta, temos agora, com esse CD, também um registro histórico. Nossos heróis ficarão agora na Bahia, registrados”.

Projeto Artes em Movimento – O lançamento do CD integrou a programação do XIII Encontro Cultural e Intercâmbio Internacional de Capoeira Mangangá, do Projeto Artes em Movimento, desenvolvido pela Associação.
O III encontro busca promover a socialização e o intercâmbio entre adeptos, estudantes e praticantes de capoeira, através de atividades socioculturais, educacionais, musicais, esportivas e de cunho turístico.

O projeto conta com a presença de renomados capoeiristas do cenário local, nacional e internacional, além de profissionais de diversos segmentos, e recebe em torno de 1.500 participantes

Maranhão: Franceses aprendem capoeira em Pindaré-Mirim

Franceses são alunos de intercâmbio de capoeira.
Essa é a segunda turma de franceses a vir aprender a luta no Maranhão.

Maranhão… Maranhão… oo… Que saudades do meu Maranhão… oo…

Três franceses apaixonados pela capoeira saíram de seu país para aprender as técnicas da arte marcial brasileira. Serão 15 dias de aprendizado com o grupo Nação Palmares em Pindaré-Mirim.

Os franceses Maria, Simon e Joana são alunos de intercâmbio de capoeira, que vieram da França para aprender todo o gingado e técnicas da arte genuinamente brasileira com o grupo Nação Palmares de Pindaré. O convite foi feito pelo mestre Dorinaldo Oliveira, que já esteve visitando alguns países europeus divulgando essa arte.

Essa é a segunda turma de franceses a vir buscar esse aperfeiçoamento de capoeira em Pindaré-Mirim.

Eles devem passar apenas 15 dias no Brasil, por isso, os treinos são puxados no ginásio de esporte do município.

 

Fonte: http://g1.globo.com

Intercâmbio de capoeira em Criciúma

O Projeto Berizabu, difusor da capoeira, reúne todos os núcleos neste sábado, às 9h30min, para um intercâmbio no centro comunitário do Bairro Tereza Cristina, em Criciúma. A atividade incluirá aulões e rodas de capoeira com o mestre Falcão, de Goiânia, e os contramestres Fabinho e Chiquinho, de Florianópolis.

O grupo faz esse evento com o intuito de divulgar ainda mais a modalidade e o convite está aberto a todo o público interessado. De acordo com o facilitador e professor de capoeira da Casa da Família (Cras) do Bairro Santa Luzia, Lucas Barbosa, o Berizabu possui ramificações espalhadas pelo Brasil e até outros países. “Nosso objetivo também é que as pessoas conheçam a nossa linhagem de capoeira, além de fortalecer o vínculo dos próprios alunos da cidade nessa integração”, diz.

 

Fonte: http://www.atribunanet.com

Portugal: Acampamento Pedagógico, Intercâmbio e Treinamento de Capoeira

PEDAGÓGICO INTERCÂMBIO E TREINAMENTO DE CAPOEIRA: 17,18 E 19 Junho 2011

A nossa ideia do Acampamento Pedagógico e Intercâmbio e Treinamento de Capoeira no verão é fazer com que os alunos tenham contacto com outros mestres, alunos e professores num ambiente saudável para aprimorar suas técnicas de capoeira e aproveitar para aprender técnicas de outras modalidades. Onde a experiência vivida e a convivência em grupo são valorizadas através de regras e superação, alcançando a espiritualidade como forma de viver e estar bem consigo, com os outros e com o meio ambiente que fazemos parte.

Será um acampamento de capoeirista e não de grupo, onde todos participam e que no final do acampamento todos se sintam felizes. Não poderá ter qualquer atitude imprópria, todos mostrarão suas habilidades, técnicas e destrezas sem precisar se confrontar um com o outro, o jogo terá que ser livre e solto, tanto na ANGOLA COMO NA REGIONAL, dando oportunidade para todos os estilos de jogo e capoeirista.

Os participantes do Acampamento Pedagógico e Intercâmbio e Treinamento de Capoeira de Verão serão os alunos da capoeira e outras modalidades.

A programação terá uma relação directa com a temática escolhida: aulas de capoeira, berimbau, músicas de capoeira, corridas, ginástica. Também aproveitaremos para fazer entrega de graduações dos alunos de capoeira do grupo AGBARA e actividades recreativas. As actividades serão desenvolvidas de acordo com os grupos e faixa etária dos alunos.

O Acampamento Pedagógico e Intercâmbio e Treinamento de Capoeira de Verão estarão abertos a todos os grupos de capoeira. Os participantes deverão fazer as suas inscrições e efectuar o pagamento através do NIB: 0035 0686 00005675430 44 apresentando o comprovativo junto com a inscrição. Poderão ainda inscrever-se na hora de chegada.

 

A INSCRIÇÃO SERÁ DE 60€ COM O COMPROVATIVO BANCÁRI0 E 65€ NA HORA DE CHEGADA.

O EVENTO SERÁ NO PARQUE URBANO DE TONDELA.

 

CONCTATOS: MESTRE 917738469 /926759198 – TINTIN 913307534/968738803

BANDAS 969794151 – CONTRA-MESTRE BETÃO 961049912 – PEDRO 968097486

Coordenação do Evento

MESTRE NININHO

Intercâmbio internacional de jovens Portugal x Estónia

Intercâmbio Internacional Gingando para Cidadania, que será realizado neste mês de julho em São João da Madeira e conta com o apoio da Programa Juventude em Acção.

Trata-se de um projecto ligado à secção da Capoeira que tem o objectivo de desenvolver o senso de cidadania europeia nos jovens e mostrar-lhes que o desporto é um ótimo instrumento de inclusão social.

O Gingando para Cidadania é um projecto aprovado pela Agência Nacional para Gestão do Programa Juventude em Acção (ANGJPA), no âmbito da Acção 1.1. Conta com a organização e o apoio da AEJ, da Associação Cultural Ginga Brasil Capoeira e da Ong Berimba. Entre os dias 19 e 25 de julho, um grupo de 14 jovens estonianos virão a São João da Madeira para conhecer a cultura portuguesa, praticar capoeira, participar do Campeonato de Capoeira Ginga Brasil 2010 e do Batizado e Entrega de Cordas. Entre as actividades previstas, estão workshops de danças folclóricas e música portuguesa, uma peça de teatro e visitas culturais ao Porto e Guimarães. Na segunda etapa, que acontecerá entre os dias 2 e 9 de agosto, 14 jovens de São João da Madeira viajarão até Taillinn, capital da Estónia, para conhecer a cultura local e igualmente participar das actividades planeadas pelo grupo de jovens estonianos. O objectivo do projecto é promover o senso de cidadania europeia entre portugueses e estonianos, amenizar os problemas de inclusão social e mostrar que a capoeira pode ser uma ferramenta de ensino não-formal.

Em anexo, é possível ver o logotipo do evento e seu cartaz de divulgação. Para mais informações (programação detalhada das actividades,preços, etc) , por favor, entre em contacto. Podemos providenciar também outras imagens com boa resolução.

Ficha técnica

Projecto: Gingando para Cidadania

Tipo: Intercâmbio internacional bilateral entre Portugal e Estónia
Datas: 1ª fase, de 22 a 29 de julho e 2ª fase, de 4 a 12 de agosto
Locais: 1ª fase, em São João da Madeira e 2ª fase, em Taillinn
Organizadores: Associação Estamos Juntos e Ong Berimba
Apoio: Agência Nacional da Juventude de Portugal

Site: www.gingandoparacidadania.blogspot.com

Responsável: Raquel Evangelista
Contacto: 936885268 ou [email protected]

9º Encontro Cultural e Intercâmbio Internacional de Capoeira Mangangá

CIDADES AONDE ACONTECERÃO OS ENCONTROS

Salvador: bairros – Pau Miúdo, Castelo Branco, Sete de Abril, Nova Brasília, Águas Claras, 
Bom Juá, Vale das Pedrinhas, Caixa D’água, Pelourinho e Santo Antonio.
Simões Filho: Sede da Mangangá na Rua Presidente Castelo Branco no Bairro Ponto Parada.
São Roque do Paraguaçu: Praça Pública e Sede dos Moradores.
Cachoeira: Praça Publica (Festa da Irmandade da Boa Morte).

PROGRAMAÇÃO

Dias 11, 12 e 13 – Seminário sobre Turismo Étnico Afro

Programação: Debate, feira de arte, roda de capoeira, apresentações culturais

LocalCENTRO DE CONVENÇÕES DA BAHIA) o dia todo.

Responsável: Coordenador do Turismo Étnico-Afro Billy Arquimimo

Dia 13 (sexta-feira) às 18:00 – BAIRRO: BOM JUÁ

Programação: Palestra, oficinas, cinema e vídeo, exposição e roda de capoeira

Local: Rua da Fraternidade S/N Marotinho

Responsáveis: Formado Negão Brasil e Graduado Laerte

Intercâmbio no evento do Grupo Zambiacongo

Dia 14 (sábado) ás 09:00 – MUNICÍPIO: SÃO ROQUE DO PARAGUAÇU

Programação: Palestra, roda de capoeira, oficinas e aulão

Local: Praça publica e quadra de esportes

Saída do Ferry Boat em Água de Meninos às 07:00

Despesas por conta dos participantes

Responsável: Formado Queno

Dia 15 (domingo) – Festa da Irmandade da Boa Morte – CACHOEIRA

Programação: Cortejo da Irmandade da Boa Morte, rodas de capoeira e tours

Local: (Recôncavo Baiano)

Ônibus Saindo às 07:00 da frente do Iguatemi

Responsável: Mestre Tonho Matéria

Dia 16 (segunda-feira) às 18:00 – BAIRRO: CASTELO BRANCO

Programação: Palestra Vivencia de Capoeira, Roda de Capoeira

Local: Rua D Quadra 09, 27-E Clube Social Unidos Castelo Branco

Responsáveis: Contramestre Cabeça e Professor Zanata

Dia 17 (terça-feira) às 15:00 – TERREIRO DE JESUS – PELOURINHO

Palestra: Memória da Bahia (Na Cantina da Lua)

Facilitador: Clarindo Silva

Giro cultural e roda de capoeira de rua

Responsáveis: Associação de Capoeira Mangangá e Mestre Já Morreu

Dia 18 (quarta-feira) às 15:00 – SETE DE ABRIL

Programação: Palestras e rodas de capoeira

Oficina de construção de berimbau

Facilitador: Mestre Malvina

Associação dos Moradores perto do Final de Linha de Ônibus

Responsáveis: Professor Josmar e Estagiário Robson

Dia 19 (quinta-feira) às 18:30 – FORTE DA CAPOEIRA

Programação: Apresentação da FECABA

Palestra: Marco legal da Capoeira no Brasil, políticas públicas que envolvem a Capoeira e 
possíveis propostas de leis que podem ampliar os direitos dos capoeiristas na Bahia

Facilitador: Advogado Dr. Sergio São Bernardo

Palestra: Emenda Parlamentar sobre aposentadoria dos Mestres de Capoeira

Facilitador: Deputado Federal Bispo Marinho

Roda de capoeira e vivencia com mestres de capoeira

Local: Forte da Capoeira

Responsáveis: Mestres Tonho Matéria, Máximo, Coentro, Geni e Zé Doró

Dias 20 e 21 Mestre Tonho Matéria – Intercâmbio no Evento do Mestre Burguês (Grupo Muzenza) no Rio de Janeiro.

Dia 22 (domingo) – Intercâmbio nos eventos dos Grupos Jalará, Kirubê e Gangara em Salvador

Dia 23 (segunda-feira) às 16:00 – BARRIO: ÁGUAS CLARAS

Programação: Aulão Publico (infantil) e rodas de capoeira

Local: Associação dos Moradores de Águas Claras e praça publica

Responsável: Graduado King Flyer

Dia 24 (terça-feira) às 16:00 BAIRRO: VALE DAS PEDRINHAS

Programação: Palestra e Roda de capoeira infantil feminina e masculina

Responsáveis: Mestres Tonho Matéria, Boa Gente, Bia e Careça

Dia 25 (quara-feira) às 15:00 – BAIRRO: NOVA BRASÍLIA

Programação: Oficinas, aulão, palestra, roda de capoeira

Estrada Velha do Aeroporto – Loteamento Vila Mar – Aeroporto Km6.5

Responsáveis: Contra Mestre Gean e Estagiária Claudia

Dia 26 (quinta-feira) às 09:00 – BAIRRO: BARBALHO – COLÉGIO ICEIA

Programação: Aniversario de 60 anos da Fanfarra Faniceia, rodas de capoeira, palestra, Exposição fotográfica e Confraternização com convidados

Local: Instituto Central de Educação Isaías Alves – ICEIA

Responsável: Professora Noélia Marcelina

DIA 27 (sexta-feira) a partir das 09:00 BAIRRO: PAU MIÚDO

Programação: passeata de capoeira, rodas de capoeira, aulão, berimbau, maculelê, cinema e vídeo, Oficinas de capoeira Angola e Regional.

Oficinas de dança afro com a Professora Marcela Barravento

Oficina sobre escultura em madeira

Facilitador: Gilson Nascimento

Palestra tema: Vivencia de Capoeira como Terapia Corporal

Facilitador: Mestre Claudio (Maceió – Alagoas)

Local: Rua Professor Soeiro 18

Responsáveis: Professor: Lú Ovelha, Formados: Allan e Tisi, Estagiários: Ícaro e Coyote, Graduados: Bicudo, Adriano, Thizyo e Andreza.

DIA 28 (sábado) 14:00 – SIMÕES FILHO

Programação: Palestra, roda de capoeira, oficinas e aulão

Local: Sede da Mangangá na Rua Presidente Castelo Branco no Bairro Ponto Parada –

Em Praça publica e quadra de esportes

Responsável: Professor Del

Intercâmbio com o Grupo de capoeira Gangara em Salvador

Dia 29 (domingo) às 80:00 – CAIXA D’ÁGUA – ESCOLA PARQUE

Programação: Apresentação de Teatro, Batizado, troca de corda, Capoeira Show, Maculelê, Puxada de Rede, Dança Afro, Samba de Roda e intercâmbio com diversos grupos de capoeira.

Presença dos mestres: mestres Pit Bull (Grécia), Val Boa Morte, Luizinho Barravento (Austrália), Magayver (México), Marcos Gytauna (Argentina) Zé Doró (França), Burguês (Muzenza do Rio de Janeiro, Portugal, Espanha, Itália, Holanda, Suiça, França e Alemanhã), Claudio (Alagoas), Alfredo (Jequié), Professor Santos, Estagiário Mandingueiro, Graduados Pemba e Lee (Moçambique), Graduado Dourado (São Paulo), Mestres: Boa Gente, Geni, Máximo, Malvina, Bia e vários mestres de Salvador.

Participação especial dos Grupos de Teatro Tá Na Cara, Az Tyazinhaz e Capoeira Jacobina Arte. Professora de dança afro: Marcela Barravento e do Deputado Estadual Domingos Leonelli

LocalTeatro da Escola Parque (Rua Saldanha Marinho Caixa D’água S/N

Supervisão Geral: Mestre Tonho Matéria


[email protected][email protected]

Telefones: 00 55 71 – 81269333 – 32569806 www.capoeiramanganga.com.br

Mato Grosso: Juara sediará o maior Intercâmbio de Capoeira do Estado

Juara sediará nos dias 16 e 17 de Julho o Maior Encontro de Capoeira de Mato Grosso que deverá contar com a participação de Capoeiristas de 05 países. O 8° Intercâmbio de Capoeira e o 1° Encontro Internacional de Capoeira de Juara promete ser o melhor já realizado em Juara e irá ganhar grande destaque na mídia nacional.

O 7° Intercâmbio de Capoeira realizado no ano passado em nossa cidade contou com a participação expressiva de capoeiristas de outras cidades e de outros estados da federação, sendo o maior evento de capoeira da história de Juara. Agora um evento maior deverá ficar registrado na história do esporte Juarense.

Segundo o Professor Valdson Portela, isso só foi possível graças às parcerias que foram firmadas, como a Prefeitura de Juara e Associação Abencsoe. O local das rodas e disputas ainda será definido, mas poderá ser no Ginásio de Esportes Ângelo Sinval Riva ou no Centro de Eventos Dr Geraldo.

A intenção da comissão organizadora é fazer com que os pais, a família como um todo, prestigie e acompanhem seus filhos no evento, abrilhantado ainda mais o esporte. Já estão confirmados capoeiristas de Nova Zelândia, Venezuela, Estados Unidos, Canadá e Espanha, além de diversos outros estados.

“A intenção do evento é passar que a capoeira é um esporte atrativo, que possa crescer mais e ajudar no caráter da criança, buscando melhoria na qualidade de vida, sempre respeitando o próximo”, enfatizou Valdson em entrevista à Rádio Tucunaré.

Durante o 8° Intercâmbio de Capoeira e o 1° Encontro Internacional de Capoeira de Juara será lançado oficialmente o primeiro CD de Capoeira do Estado de Mato Grosso com composições do Mestrando Bicudo de Tangará da Serra. É um evento que promete muito e com certeza ficará na história de nosso município.

Fonte:Rádio Tucunaré

Retirado de : http://www.tosabendo.com

Artistas de Cuiabá realizam troca de conhecimentos através do Intercâmbio

Ao completar 290 anos de história, Cuiabá continua sendo celeiro de grandes artistas. Pensando na valorização de cada um deles, as ações da Secretaria de Cultura buscam dar apoio nas mais diferentes áreas e locais de atuação. Um exemplo é o Programa de Intercâmbio Cultural, que já firmou parceria com artistas renomados ou aqueles que ainda são desconhecidos do grande público. A SEC busca através do programa, expandir o número de artistas atendidos através da parceria, agregando artistas da capital e do interior do estado, fomentando dessa fora a troca de conhecimentos.

A professora de dança Afro Célia da Silva Santos, de Cuiabá, ministrou a Caravana Cultural do Gueto, no município de Matupá e Peixoto de Azevedo, em Fevereiro de 2009. Seu projeto foi aprovado pelo edital do Programa de Intercâmbio Cultural em 2008. Sua caravana ministrou várias oficinas, como a Capoeira, apresentação de dança Afro. A Caravana também apresentou uma explanação sobre a cultura afro-brasileira. “Antes o artista não tinha o acesso ao incentivo cultural, temos nossos trabalhos, mas para expandi-los para outras regiões era difícil. Hoje com o Edital de Intercâmbio, os artistas têm a possibilidade de iniciar seus projetos. O bom é que podemos levar para outros municípios a intensidade e o prestígio de poder participar em oficinas de qualidade e de forma gratuita. Para nós artistas é mais fácil quando alguém nos apoia. É uma forma de acreditar em nosso potencial com o incentivo.”, relata Célia da Silva.

O Fotógrafo Wieslaw Jan Syposa ministrou em 2008 duas oficinas na área de fotografia, uma de Photo Shop e outra de fotografia. O fotógrafo teve sua proposta aprovada e recebeu o incentivo do Programa de Intercâmbio Cultural. “A oportunidade que o artista tem ao ter sua proposta aprovada é de suma importância para o desenvolvimento de seu trabalho. Até serem reconhecidos profissionalmente os artistas encontram pelos caminhos várias barreiras, nem sempre é fácil. Às vezes precisamos de apoio e o edital de intercambio da SEC oportuniza a todos a chance de iniciar e repassar os nossos conhecimentos para as outras pessoas”, disse o fotógrafo.

Outro artista que também recebeu o apoio do Intercâmbio Cultural foi o ator, professor e escritor Luiz Carlos Ribeiro. Luiz Carlos, filho da capital mato-grossense, ministrou uma oficina de dramaturgia e palestra no município de Tangará da Serra. De acordo com Luiz Carlos, o primeiro módulo aconteceu em junho de 2008 e o segundo módulo aconteceu em janeiro de 2009. Durante a oficina de Dramaturgia e palestra foram repassadas informações sobre direção, produção, e interpretação em peças teatrais.

Nas palestras foram abordados vários temas sobre dramaturgia, como a obtenção de uma respiração equilibrada durante a encenação. “É fantástica a oportunidade que todos os artistas têm ao se inscreverem em um edital completo como ao do Intercâmbio Cultural. Além de aproximar a classe dos artistas da sociedade desfavorecida de cultura, ainda nos ajuda com o incentivo”, disse Luiz Carlos.

De acordo com Luiz Carlos, trabalhar com o interior é muito contagiante. “Percebo que as pessoas que moram longe da capital, sentem a necessidade do incentivo cultural em seus municípios. Percebo a valorização do meu trabalho, nos olhares brilhantes das pessoas que participam”. Ele salienta que a intenção de sua oficina é preparar as pessoas para estarem aptas no palco, desde a direção à apresentação.“Como artista, analiso que a Cultura do Estado hoje valoriza seus artistas de maneira igual e justa com todos, disponibilizando os editais. Com tudo isso, a valorização cultural cresce com o apoio que recebemos, basta apenas nos inscrever e participar”, reforça.

Em 2008 foram aprovados 182 projetos. A Coordenadoria de ações artístico-culturais de SEC atendeu desde 2008 a 2009, um percentual de 80% dos municípios do Estado. Dentre as grandes ações que a SEC viabilizou em 2008, os artistas tiveram a oportunidade de apresentar seus trabalhos em ações como a 4º Diversidade Cultural, Leitura na Praça e na realização de oficinas no ateliê livre localizado no Palácio da Instrução em Cuiabá.
 
http://www.odocumento.com.br/noticia.php?id=294636

Capoeira de Saia 2009

Capoeira de Saia 2009 (2a edição), acontecera nos dias 01, 02 e 03 de maio deste ano, em Salvador- Bahia, com vagas limitadas e programaçao a ser divulgada em data próxima.
 
Levanta a saia la vem a maré … la vem a maré … la vem a maré …

O Programa “Capoeira de Saia” – Capacitação da Capoeira Feminina, que será um evento executado em três edições 2008, 2009 e 2010, em ambiência baiana, nacional e mundial respectivamente, e aglutinara mulheres praticantes da capoeira e áreas afins, provenientes de todo os continentes, no mês de maio em Salvador-Bahia, promovendo palestras, festivais, cursos e vivências ministradas pelos maiores mestres desta arte no Brasil.

A primeira edição já foi realizada no dia 17/05/2008, na Fortaleza de Santo Antônio Além do Carmo _ Forte da Capoeira, das 08 as 20 h, reuniu 300 praticantes e inumeros convidados (Mestre Joao Pequeno de Pastinha foi um deles, alem de tantos outros) .

Este programa nasce com o compromisso principal de promover o fortalecimento da participação da mulher na capoeira, possibilitando um maior intercâmbio entre as instituições culturais, enfocando o processo de ensino-aprendizagem da capoeira para este público, as discussões de gênero, bem como a importância, relação e contribuição no desenvolvimento histórico e social da capoeira, possibilitando desta maneira, a ampliação do nível de informação das profissionais e praticantes da capoeira e ainda o aprimoramento técnico-teórico das mesmas.

Axé camaradas,

Comissão Organizadora

Capoeira sitiada: consulado mexicano nega visto a mestres brasileiros

 

A capoeira cruzou o Pacífico, o Atlântico e o Índico. A beleza dessa luta-dança-arte brasileira cruzou os quatro cantos do planeta e hoje é praticada por todos os povos, raças, credos e etnias. Mas talvez alguns circuitos diplomáticos se esqueçam de que ela é afro-brasileira e que a sua internacionalização só foi possível devido ao trabalho perseverante de milhares de capoeiristas que deixaram o Brasil para ensiná-la no exterior. É o que parece estar ocorrendo com o consulado do México em São Paulo.

Convidado pelos instrutores de capoeira mexicanos do grupo que coordeno, programei uma viagem para o México, a fim de participar de evento de intercâmbio em janeiro de 2008. Assim o fiz nos últimos anos, uma vez que temos núcleos no Brasil, México, Estados Unidos e França. No México, em particular, já estive quatro vezes anteriormente. Desta feita, integraria uma comitiva formada pelos camaradas Mestre Plínio (Angoleiro Sim Sinhô), Mestre Cigano (Liberdade dos Palmares, EUA), Contramestre Monise (Capoeira Berim Brasil) e Professor Busca Longe (Muzenza, SP).

No entanto, muitos de nós estamos impedidos de entrar no território mexicano, pois não dispomos de cartão de crédito internacional com limite alto e imóvel registrado em nome próprio, como exigem as autoridades de imigração daquela nação latino-americana. Somos arte-educadores de Capoeira, que no Brasil ainda não tem, infelizmente, o reconhecimento devido. Por isso, a maioria de nossos mestres, proletarizados, não têm propriedades em Cancun, onde possam gozar as férias, tampouco reservas cambiais para entrarem em outros países como cobiçados turistas.

Embora sejamos profissionais com ampla experiência internacional, isso não foi suficiente para obtermos o visto de entrada neste país, mesmo que na condição de convidados de cidadãos mexicanos. Episódio estranho esse, pois a capoeira foi tão bem acolhida por “nuestros hermanos”. Embora respeitemos o soberano direito das nações controlarem a imigração ilegal, lamentamos a inflexibilidade destes procedimentos de obtenção de visto que ora nos impede de exercer o tão saudável e importante intercâmbio cultural entre duas nações que nutrem relações políticas, comerciais e culturais de larga envergadura.

Resta, a nós, evocar a sensibilidade das autoridades mexicanas em nosso país para rever procedimento tão ortodoxo. E ao Itamaraty para que convença seus pares no mundo diplomático, de que a Volta do Mundo da Capoeira é irreversível.

Saludos cordiales!

 

 

 

Wellington Nelson Fernandes

Cidadão Brasileiro, nascido em 1969, mestre de Capoeira e arte-educador
Presidente do grupo de capoeira Berim Brasil Internacional