Blog

manutenção

Vendo Artigos etiquetados em: manutenção

Bahia: XI Encontro Internacional Capoeira Luanda – ALMA AFRICANA

Agosto deste ano, o Instituto de Artes Urbanas da Bahia se movimenta e promove o:

XI ENCONTRO INTERNACIONAL CAPOEIRA LUANDA

ALMA AFRICANA

 

Homenagem a Professora Emilia Biancardi de Ferreira e aos saudosos mestres pela sua contribuição em Capoeira e a Cultura Afro-Brasileira

06 à 11 de Agosto de 2007 – Salvador – BA

 
Assim como o candomblé, o samba, o jongo e os blocos afro e afoxés, a Capoeira é uma manifestação cultural que, antes de mais nada, preservou os valores negros e africanos.

O jogo de Capoeira pode ser considerado uma luta, uma brincadeira ou uma dança, que tem na manutenção do equilíbrio do corpo e da mente seu principal objetivo.

A Capoeira comprova a importância de constantemente termos que adotar uma nova atitude diante da vida; antes de mais nada, a Capoeira se mostra capaz de estabelecer mudanças.

Hoje, ela cruzou as fronteiras e já se encontra em mais de 100 paises.

 

Jelon Vieira
(mestrejelon@mac.com)

www.mestrejelon.com

A CAPOEIRA NA TERCEIRA IDADE

A pratica da capoeira,

  • pela multiplicidade de seus movimentos,
  • pela facilidade de ajustamento às condições pessoais de cada praticante,
  • pelas modificações mentais que acarreta,
  • pela integração entre os vários componentes do Ser,
  • por ser uma atividade fundamentalmente lúdica e portanto prazerosa,
  • por desenvolver uma estado transicional de consciência capaz de escapar aos bloqueios de natureza mental e às limitações físicas do praticante,
  • por se prestar a inúmeros níveis de carga de trabalho,

pode ser usada como método de manutenção da aptidão física, de capacitação ou de recuperação da aptidão física, correção de desgastes pela idade ou seqüela de complicações decorrentes de doenças próprias do envelhecimento.

Cumpre entretanto realçar que sua prática depende de avaliação prévia das condições orgâncas e funcionais do cadidato e acompanhamento médico adequado para impedir possíveis complicações por sobrecarga de esforço.

FOTOANÁLISE – GINGADO Bel e Decanio

Bel e Decanio

A maneira como Bimba  ensinava o gingado era  muito simples. Executava os movimentos com todo aprumo para que o novato apreendesse uma idéia geral do movimento. A seguir pegava suavemente nas mãos do aluno e introduzia o princípio fundamental do gingado – o vai-e-vem sem abandonar o terreno – como se demonstrasse o ‘quando eu entrar você sai… ‘quando eu sair você entra…’
Detalhes muito importantes eram o empurrão sútil e a puxada gentil, acompanhando o afastamento e a  aproximação do Mestre no ir-e-vir do gingado, mantendo sempre o neófito próximo ao seu corpo – como estivessem a bailar em parceria, com os pés sem perderem a leveza, apesar de manterem a planta apoiada ao solo.

Para manter a curta distância poderá o instrutor colocar uma das mãos sobre o ombro do aprendiz, como num passe de dança, sugerindo discretamente em linguagem corporal a manutenção da proximidade entre os parceiros.

A proximidade "parceiro"  obriga o aluno a acompanhar a direção do segmento corporal que ataca, criando o reflexo de esquiva.. sempre fugindo  do perigo que se aproxima… o que Bimba resumia na expressão "quem espera tempo ruim é o jegue!" Deve-se acentuar que o braço esquerdo de Bel não está bloqueando o percurso da mão que se aproxima e sim, procurando acompanhar a direção na qual o ataque se avizinha; iniciando-se assim o desvio de todo corpo do campo do possível impacto, em movimento espiralado, serpentino, elicóide…

Travamentos e a Instabilidade do WINDOWS

  • Para acabar com os Travamentos e a Instabilidade do seu WINDOWS 

    O chefe de estratégia de segurança da Microsoft, Scott Charney, disse desenvolvedores de softwares durante a conferência TechEd 2003, em Brisbane, que "as informações coletadas pela ferramenta de diagnóstico . Dr. Watson revelam que metade de todos os travamentos no Windows são causados não pelo código da Microsoft mas pelo código de softwares de terceiros". 
     
    Como jornalista e usuário do Windows desde 1993, decidi escrever um artigo a respeito, ao invés de simplesmente traduzir a notícia.
     
     
    A afirmação da Microsoft pode dar a sensação de que a empresa está querendo tirar a culpa das próprias costas, para colocá-la em quem desenvolve programas para o Windows. Mas a explicação da empresa é simples, e faz sentido. São comuns – e já foram muito mais, num passado recente – softwares que não são desenvolvidos levando em consideração as diretrizes e critérios publicadas pela Microsoft em seus Software Development Kits (SDKs).  
     
    O desenvolvimento de softwares, sem essa atenção, acaba criando problemas como a instabilidade constante e consumo exagerado de memória e recursos do sistema, normalmente as principais razões que levam à lentidão e ao travamentos do Windows. Até hoje é possível encontrar programas, desenvolvidos por empresas grandes e conhecidas, extremamente "mal -comportados". Esses programas solicitam memória e recursos do sistema, e não os devolvem quando não são mais necessários. Nesses casos, a solução mais eficiente é gravar os arquivos em andamento e reiniciar o Windows.  

Read More