Blog

médio

Vendo Artigos etiquetados em: médio

Centro de Capoeira São Salomão & Projeto Caxinguelês

Mais uma bela história de Capoeira…

Ontem dia 12 de dezembro de 2013, por volta das 21:00h, eu, Mestre Mago, minha companheira, Contramestra Bel e nossas filhas, Gabi e Belinha testemunhamos um dos momentos mais importantes dos quase dezessete anos do Centro de Capoeira São Salomão e do Projeto Caxinguelês.
Esse momento se refere ao coroamento de Othon que ingressou no Projeto Caxinguelês aos oito anos e hoje aos 17 anos fecha o ciclo da sua educação escolar e da participação no Caxinguelês com chave de ouro.

São muitos os elementos que precisam se harmonizar para que o desafio da educação/formação de uma criança dê certo. Mas com certeza dois, são pilares fundamentais: a família e a escola. No entanto, para crianças e jovens que vivem em situação de risco social e pessoal provocado pela pobreza e seus efeitos danosos é necessário mais um elemento para formar um tripé e melhorar a base de sustentação dessas crianças e jovens. É aí que entra a Capoeira e o Projeto Caxinguelês.

O Projeto Caxinguelês há quase dezessete anos atende crianças/jovens, dos 6 aos 18 anos de idade, com necessidades diversas de aprendizagem e comportamentais, num sistema de jornada escolar ampliada, em uma parceria com as escolas públicas do bairro. Até novembro deste ano atendíamos a comunidade do Pina, através de suas escolas Novo Pina, Osvaldo Lima Filho e João Cabral.

Othon chegou pra gente, pela sua extrema timidez ou quase prisão interior. Uma criança que desde cedo apresentou grande potencial na escola, com uma família atuante, mas rodeado por uma comunidade violenta, cheia de perigos e armadilhas e que não oferece condições para que as crianças cresçam em segurança. Então foi na Capoeira, no Projeto Caxinguelês, que ele encontrou essa segurança, esse espaço de expressão e crescimento. 
Othon passou por uma transformação radical de sua personalidade dentro do Projeto Caxinguelês, quebrando as grades de sua timidez que o impedia até de reagir fisicamente em momentos que eram necessários para manutenção do seu espaço. Teve uma fase, inclusive, que ele se tornou agressivo, causando assim, preocupação da escola e dos familiares, que nos procuraram achando que a Capoeira e o Projeto poderiam está prejudicando já que ele era tão comportado e agora estava rebelde e agressivo. Então eu disse, calma, isso vai passar, ele está apenas envergando a vara para o outro lado. Isso é necessário para que ela volte ao meio e encontre o ponto de equilíbrio. Ficará tudo bem! Essa agressividade que parece ser ruim nesse caso é positiva, ele precisa desenvolvê-la, confiem; e eles confiaram… E lá se foi Othon crescendo, desenvolvendo-se e como eu previ, equilibrando-se, sem perder o seu talento para a escola. Quando chegou ao Ensino Médio resolvemos estabelecer uma parceria com o Colégio Ideia, que é uma das melhores escolas de Ensino Médio de Recife, que topou a proposta na hora doando uma bolsa de estudos para Othon.
Othon tinha a difícil missão de ter sucesso nessa etapa da sua escolaridade no Colégio Ideia. Ele era o primeiro aluno que indicávamos para sair da escola pública, que apesar de todo esforço dos seus profissionais, é muito deficitária, por problemas estruturais no sistema público de ensino, para uma escola particular de alto nível. No entanto, os desafios dessa mudança não eram apenas intelectuais eram de toda ordem, mas acreditávamos na sua capacidade e sabíamos que ele ia ter êxito nessa missão.

Othon já estava nessa época, com seis anos de Projeto Caxinguelês e se apresentava como um jovem equilibrado e com condições psicológicas para enfrentar tal desafio. Não deu outra, ele chegou lá e logo venceu as primeiras dificuldades, que talvez tenham sido as maiores, pois foi essa transição do mundo da escola pública e da comunidade que a rodeia para o mundo da escola particular de classe média alta. Já adaptado a esse novo universo foi cada vez mais se desenvolvendo e focando nos estudos. Melhorou seu desempenho em todas as áreas e no final dessa jornada de três anos nos brinda com uma tremenda vitória!!!

Othon Vinícios, para nós da Capoeira, Enferrujado, formou-se no ensino médio sendo o homenageado da turma como aluno Laureado, ou seja, alcançou a melhor média geral: 9,1 de toda turma nos três anos de ensino médio. Além disso se apresenta como um jovem bonito, equilibrado, seguro, tranquilo, saudável, muito bem educado e formado, pronto para ingressar no mundo dos adultos e fazer a diferença na sua família e comunidade e porque não dizer no mundo. Quebra-se aqui, mais uma vez, através da Capoeira e do Projeto Caxinguelês o ciclo da pobreza e suas mazelas, que esmaga a maioria do nosso povo, missão cumprida!!!

Não temos como expressar tal alegria… Somente podemos compartilhá-la com quem sempre colaborou e torceu pelo nosso trabalho. Apresentamos por isso, mais uma prova material do que a Capoeira e o Projeto Caxinguelês fizeram, fazem e sempre tentará fazer, a diferença na vida das crianças e jovens que ingressam nessa aventura de se formar como cidadãos plenos, enfrentando as dificuldades e se tornando fortes para construir um mundo melhor de se viver. Parabéns Othon! Parabéns família de Othon! Parabéns aos professores e professoras das escolas que ele passou! Parabéns a nossa equipe do Projeto Caxinguelês! 
Hoje afirmamos em nós que vale a pena lutar pela educação através da nossa arte de fazer gente: a Capoeira!

Dedicamos esse momento e esse texto a Dona Elly, nossa fada Madrinha, que de lá do outro lado do oceano, na Holanda, tem se esforçado sobre humanamente para levantar recursos e financiar nosso Projeto aqui no Brasil. Obrigado!!!! Valeu à pena tudo!!!! 

Mago 
13/12/2013 – 00:30

2ª Copa Atibaia de Capoeira foi um sucesso

Mais uma vez um evento de capoeira obteve sucesso em Atibaia. No domingo passado, dia 30, no Ginásio Rolando Rolli, no Atibaia Jardim, a 2ª Copa Atibaia de Capoeira Adulto contou com a participação dos melhores capoeiristas da cidade, principalmente os representantes das academias Afro Brasileira, Estrela do Mar e Pescadores, que jogaram nas diversas categorias em disputa.

No Masculino Leve, o campeão foi Rafhael de Assis Estrela, vice Jean Prota (Estrela), 3º Alexandro (Afro). No Masculino Médio, o campeão foi Élson (Afro), vice Celso (Estrela), 3º Tiago (Afro). No Masculino Meio Pesado, campeão Aílton (Estrela), vice Adenir (Estrela), 3º Carlos (Estrela). Feminino Leve, campeã Adriana (Estrela), vice Isabel (Estrela). Feminino Médio, campeã Patricia (Afro), vice Andréa (Estrela), 3º Karla (Estrela).

Por Equipes, Estrela do Mar foi a campeã, com 3 medalhas de ouro, 5 de prata e 2 de bronze. Como vice ficou a Afro Brasileira, com 2 de ouro e 2 de bronze.  A realização do evento foi da Secretaria de Esportes e Lazer com coordenação do professor Fabiano de Lima e apoio do Orçamento Participativo.

O 3º Batizado e Troca de Cordas do Mestre Estevinho, com alunos dos bairros Maracanã, Itapetinga, Caetetuba, Pedreira e Jardim São Felipe, acontece neste domingo, dia 6, a partir das 13h, no Ginásio de Esportes José Aparecido F. Franco, no Atibaia Jardim

 

http://www.atibaia.com.br

RJ: 10º Batizado e Encontro Ecológico de Capoeira

O nosso X BATIZADO e ENCONTRO ECOLÓGICO DE CAPOEIRA ocorrerão nos dias 18 e 19 de setembro no Clube do Condomínio Novo Leblon e no Bosque da Barra, ambos situados na Barra da Tijuca.

O ENCONTRO ECOLÓGICO é um evento cultural e de educação ambiental, criado pelo professor Feinho em 2001 e visa despertar valores como a preservação e valorização da cultura popular bem como dos indivíduos da sociedade e do meio ambiente.

O BATIZADO é um evento tradicional onde o aluno iniciante é reconhecido como capoeirista pela comunidade da capoeira. No evento, mestres e professores são convidados para batizar os alunos, reconhecendo os esforços dedicados por este à capoeira. O Batizado ocorre juntamente com a troca de graduações (corda), que indica o nível do aluno nesta arte.

Juntamente com o BATIZADO e o ENCONTRO ECOLÓGICO, faremos um SHOW DE CULTURA POPULAR PARA A PAZ no Restaurante do Clube do Condomínio Novo Leblon logo após o Batizado.

No domingo teremos uma RODA em comemoração às novas graduações recebidas por nossos aprendizes. À tarde acontecerá uma atividade extra, nós faremos parte do evento Aldeya Jacarepaguá, na Escola SESC de Ensino Médio, onde ministraremos uma oficina de berimbau (cada participante construirá e levará o seu berimbau para casa – vagas limitadas –

 

inscrições através do e-mail assessoriadeculturaesem@gmail.com

 

PROGRAMAÇÃO:

18/09 – Sábado

Manhã

Encontro Ecológico – Bosque da Barra

9:00 – Chegada

9:15 – Oficina de Cultura Popular  Brasileira

( p/pais e filhos)

10:30 – Lanche

10:45 – Aula de Capoeira c/ M.Peixinho p/ adultos

e Prof Renata p/ crianças.

11:45– Roda das manifestações populares brasileiras

12:40 – Encerramento manhã

Tarde

Batizado e Troca de Cordas – Novo Leblon

15:00 – Batizado e Troca de Graduações

17:00 – Lanche e Entrega de Certificados

18:00 – Show de Cultura Popular para a Paz

19/09 – Domingo

Manhã

Praia da Barra Posto 7

10:00 ás 12:00 –  Roda Comemorativa

Tarde (Atividade Extra)

Escola SESC de Ensino Médio – Aldeya Jacarepaguá

14:00 – Oficina de Berimbau  

(vagas limitadas)

Ubatuba é campeã dos Jogos Regionais na capoeira

A equipe de capoeira de Ubatuba sagrou-se campeã da modalidade na classificação geral, na 53ª edição dos Jogos Regionais, que acontecem na cidade de Arujá.

Os capoeiristas de Ubatuba conquistaram o título dos jogos no masclino e no feminino, obtendo a marca de nove medalhas, das quais oito de ouro (duas delas por equipe) e uma de bronze.

Os atletas medalhistas da equipe foram Mariana Zemmel (categoria médio), Ana Tereza (meio pesado), Fabiana Martinez (leve), Edvaldo da Rocha (leve), Sacha Ortiz (médio), Mário Gabriel (pesado) e Jair Santos (meio pesado).

 

Para saber mais sobre os Jogos Regionais (Arujá), clique aqui.

 

Fonte: http://www.pindavale.com.br/

Projeto Social de capoeira fabrica campeões

O projeto Social Comunidade Capoeira de Belém do Pará, participou nos dias 30 e 31 de maio de 2009, do 2° Jogos Intermunicipal de capoeira, realizado na cidade de Marituba (Região metropolitana de Belém).

O projeto Social participou da competição com 5 integrantes  e obtiveram um ótimo resultado. Consagrando a atleta Marinete do Carmo, conhecida nas rodas de Capoeira como Neth Muzenza como Bi – Campeã de Capoeira  na categoria Adulto, peso médio. E o atleta Jhonici da silva (Pitt Bul), como Vice Campeão da categoria adulto, peso médio. Os dois atletas pertencentes ao Grupo Muzenza Capoeira.

A Competição foi realizado pelo Mestre Chaguinha e pelo Professor Paulo, ambos da Associação de Capoeira Luta Nossa do Pará, e contaram com o patrocinio da Secdel(secretaria de esporte e lazer de Marituba) e o apoio da Federação Paraense de capoeira.

O evento teve a participação expressiva do publico paraense e das academias de várias cidades do Pará, que lotaram o Ginasio municipal.
Um dos momentos mais marcantes da Competição foi a homenagem ao Grã-Mestre Bezerra, que foi pioneiro na organização da capoeira no Estado e um dos mais importantes Mestre da atualidade.

O Projeto social Comunidade Capoeira, foi criado e desenvolvido pelo Monitor Mac Iver(Grupo Muzenza Capoeira), que atende gratuitamente crianças carentes na Escola Jarbas passarinho(Souza), aos sábados e domingos às 16:00 horas e conta com atividades socio-culturais, com a realização de apresentações nos parques e jardins botanicos de Belém, além das já tradicionais apresentações folcloricas na praça da republica.

O telefone de contato é através do telefone: (91) 3231-6556 / 9115-2965 ou do E-mail: macivermuzenza@hotmail.com.

Saúde: Comida demais

Agência FAPESP – O que tem contribuído mais para a epidemia de obesidade: a ingestão excessiva de alimentos ou o sedentarismo? A questão vem sendo discutida há tempos, mas, segundo um estudo que acaba de ser divulgado, a culpa é principalmente do primeiro item.

A pesquisa foi apresentada na sexta-feira (8/5) no Congresso Europeu de Obesidade. Segundo o trabalho, feito por um grupo internacional, o aumento na obesidade nos Estados Unidos desde a década de 1970 se deve quase que completamente ao aumento na ingestão de calorias.

De acordo com a Associação Europeia para o Estudo da Obesidade, o estudo inova ao examinar a questão das contribuições proporcionais à epidemia de obesidade ao combinar relações metabólicas e dados epidemiológicos e agrícolas, entre outros.

“Há muitas sugestões de que tanto a redução da atividade física como o aumento na ingestão de calorias têm sido os principais vetores da obesidade. Mas, até agora, ninguém havia proposto como quantificar as contribuições relativas desses dois pontos”, disse Boyd Swinburn, diretor do Centro de Prevenção da Obesidade da Universidade Deakin, na Austrália, órgão que atua junto à Organização Mundial de Saúde.

“O novo estudo demonstra que o ganho de peso na população norte-americana parece ser explicado totalmente pela ingestão de mais calorias. Aparentemente, as mudanças nas frequências de atividades físicas têm um papel mínimo”, afirmou.

Os pesquisadores examinaram inicialmente 1.399 adultos e 963 crianças para determinar quantas calorias seus corpos queimam no total em circunstâncias normais. Após obterem as taxas de queima de calorias de cada um dos voluntários, Swinburn e colegas calcularam quanto os adultos precisam comer de modo a que mantenham um peso estável e quanto as crianças necessitam para que estejam em uma curva de crescimento normal.

Em seguida, foi feita a análise de quanto os norte-americanos comem, por meio de dados nacionais da disponibilidade de alimentos (a quantidade de alimento produzida e importada menos o total exportado, desperdiçado e usado em animais ou em outras situações), desde a década de 1970.

A ideia era estimar qual seria o peso aproximado 30 anos depois levando em conta apenas a ingestão de alimentos. Para isso, também usaram dados de outro estudo nacional sobre o peso médio dos habitantes dos Estados Unidos. “Se o aumento de peso real se mostrasse o mesmo que a estimativa havia apontado, isso implicaria que a ingestão de alimentos era a responsável.

Se isso não ocorresse, significaria que mudanças na atividade física também tiveram papel importante”, disse Swinburn. Os resultados mostraram que, em crianças, o peso estimado e o real eram exatamente o mesmo, indicando que o consumo calórico sozinho poderia explicar o aumento de peso médio observado no período. “Para os adultos, estimamos que eles estariam em média 10,8 quilos mais pesados, mas o aumento ficou em 8,6 quilos.

Isso sugere que o excesso na ingestão de alimentos ainda explica o ganho de peso, mas que houve melhorias na atividade física nesses 30 anos que evitaram um crescimento ainda maior”, afirmou. Segundo Swinburn, para que o peso médio retorne aos valores da década de 1970, seria preciso diminuir a ingestão calórica em cerca de 350 calorias por dia para crianças e em 500 calorias (um sanduíche grande) para adultos.

“Uma alternativa para atingir resultados semelhantes seria aumentar a atividade física em 150 minutos por dia para crianças e 110 para adultos. Realisticamente, embora a combinação dos dois fatores seja o ideal, o foco deve estar principalmente na redução da ingestão calórica”, disse.

O pesquisador enfatiza que a atividade física não pode ser ignorada como um importante fator para auxiliar na redução da obesidade e que deve continuar a ser promovida por conta de diversos outros benefícios à saúde .

Entretanto, Swinburn destaca que as expectativas em relação ao que pode ser atingido por meio de exercícios devem ser diminuídas e as políticas públicas de saúde precisam ser dirigidas mais no sentido de encorajar a população a comer menos.

 

http://www.easo.org/eco2009/ 

 

Laercio Elias Pereira
http://cev.org.br/qq/laercio/
(82) 9913 8811 – Maceio’

Santos: Cidade realiza seletiva de capoeira

A Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) irá realizar seletiva aberta de capoeira no próximo dia 26, a partir das 8h30, no Ginásio Magic Paula (esquina da Avenida dos Trabalhadores com a Rua Leila Maria de Barros Monteiro, Bairro Antártica).
 O evento objetiva formar seleção municipal, para a disputa dos Jogos Regionais de Santo André, que ocorrem em julho. “Todas as academias e associações da Cidade podem participar, com no máximo, dois atletas por categoria”, afirmou o coordenador de artes marciais Jorge Yoshimura.

No dia da peneira, os atletas devem levar carteira de identidade (RG ou habilitação), título de eleitor, cadastro de pessoa física (CPF) e comprovante de residência. O certame destina-se a competidores de 18 a 42 anos, que devem dançar dois ritmos: São Bento Pequeno de Angola e São Bento Grande.

No feminino, estarão em disputa as categorias leve (até 53 quilos), médio (53,01 a 59,5 quilos), meio-pesado (59,6 a 66 quilos) e pesado (mais de 66 quilos). No masculino entram em ação os pesos leve (até 68 quilos), médio (68,01 a 77,5 quilos), meio-pesado (77,51 a 87 quilos) e pesado (mais de 87 quilos).

Lista – Para a seletiva, 10 entidades já se cadastraram na Sejel.

 
Outras informações podem ser obtidas nos telefones 3496-5418 (Ginásio Magic Paula) e 3496-5400 (Ginásio Sejel); e no endereço eletrônico jorgeyoshimura@uol.com.br
 
Fonte: http://atribunadigital.globo.com

Capoeira, escola e integração…

Li esta notícia no Jornal digital Globo Online e confesso ter ficado bastante feliz…
Já conversei algumas vezes com mestres que estão envolvidos neste processo de integração da capoeira em nossas escolas…
Mais ainda existe um caminho muito arduo e complexo a ser seguido… e todos "capoeiristas educadores" devem se sentir responsabilizados por este importante passo.
Luciano Milani 

Capoeira pode entrar no currículo escolar como atividade de integração

Globo Online

RIO – A capoeira está próxima de entrar no currículo das unidades de ensino fundamental e médio da rede pública e privada, como atividade de integração sócio-cultural e desportiva da cultura afro-brasileira. É o que prevê o projeto de lei do deputado Edmilson Valentim (PCdoB) aprovado em primeira discussão na sessão extraordinária desta sexta-feira na Assembléia Legislativa (Alerj).

– A capoeira é um esporte genuinamente brasileiro. Nossa intenção é despertar o interesse dos alunos para a atividade – justifica o parlamentar.