Blog

minas

Vendo Artigos etiquetados em: minas

Fundação Palmares participa de Encontro Quilombola

O diretor do Departamento de Proteção do Patrimônio Afro-brasileiro (DPA) da Fundação Cultural Palmares, Maurício Reis, participa durante toda a semana do III Encontro das Comunidades Quilombolas de Minas Gerais.

O evento tem o objetivo de discutir a situação dos quilombolas no Estado, as políticas de apoio aos quilombos, informar as populações tradicionais sobre alguns de seus direitos, bem como, ouvir as necessidades e anseios das populações remanescentes de escravos.

O diretor da DPA aproveita a ocasião para distribuir a algumas das comunidades mineiras presentes, as certidões de autoreconhecimento como comunidades remanescentes de quilombo.

Os quilombos autoreconhecidos que receberão as certidões são:

Fazenda Sertãozinho; Buieié; Comunidade Negra de Quilombo; Mocó dos pretos; Gravata; Chacrinha dos Pretos; Água Limpa de Baixo, Água Limpa de Cima; Comunidade Quilombolas; Brejo Grande; Dr. Campolina; Ferreiras; Moça Santa; Bebedouro; Alto Caititu; Catito do Meio; Boa Morte e Muzambinho.

O Encontro será realizado entre os dias 27 e 30 deste mês, no Sesc de Contagem. Entre os temas discutidos, estão: A importância da organização da comunidade quilombola para a busca de seus direitos; Políticas públicas e Direitos Humanos das Comunidades quilombolas: problemas, reivindicações, possibilidades e instrumentos institucionais e jurídicos; Política social de segurança alimentar em comunidades quilombolas; Política Ambiental e conflitos fundiários: a relação entre o meio ambiente e os direitos das comunidades quilombolas; A Federação N’Golo e a luta por melhores condições de representatividade das comunidades quilombolas;

Durante o evento serão apresentados o filme Quilombo (1984), dirigido por Cacá Diegues e roteiro baseado nos livros Ganga Zumba, de João Felício dos Santos, e Palmares, de Décio de Freitas; e o documentário Comunidades Quilombolas de Minas Gerais no séc. XXI. Também será lança a cartilha Quilombos de Minas: Manual de Orientação Jurídica para a Criação de Associações Quilombolas.

Assessoria de Comunicação
Inês Ulhôa – assessora de imprensa (9966-8898) ines.ulhoa@palmares.gov.br
Jacqueline Freitas – jacqueline.freitas@palmares.gov.br
Marília Matias de Oliveira – marilia.oliveira@palmares.gov.br
Marcus Bennett – marcus.bennett@palmares.gov.br
Telefones: (61) 3424-0164/ 0165/ 0166
wwww.palmares.gov.br

Campo Grande – MS: Cinema – Maré Capoeira

Cinemarco e Cinemoreninhas terão sessão de cinema

Campo Grande (MS) – Neste domingo (2/3), a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul promove mais uma sessão de cinema no Cinemarco e no Cine Moreninhas, os mais novos pontos de difusão audiovisual de Campo Grande. No Cinemarco, localizado no Museu de Arte Contemporânea de MS (Marco), a exibição será às 15 horas, e no Cine Moreninhas, localizado no Centro Comunitário das Moreninhas I e II, a sessão é às 18h30. A entrada é gratuita.

O CineMarco vai exibir o filme “Terra Estrangeira”, dirigido por Daniela Thomas e Walter Salles, o mesmo diretor de Central do Brasil. Terra Estrangeira conta a historia de Paco, um jovem estudante paulista que vê com o confisco do dinheiro do governo Collor e a morte de sua mãe o fim do sonho de ser ator. Decide sair do país e, para isso, aceita levar um objeto contrabandeado para Lisboa. Lá conhece Alex (Fernanda Torres) e se envolve numa trama policial surpreendente e apaixonante. O filme foi premiado nos festivais de Sundance, Paris, Bergamo, Bruges, Rotterdam, Londres, San Francisco e San Sebastian.

Já o Cine Moreninhas vai apresentar quatro filmes de curta-metragem infantis, em uma seleção na verdade capaz de agradar qualquer idade. São histórias que vêm do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná, cada uma com seu sotaque e suas particularidades culturais.

“Maré Capoeira” é narrado pelo garoto Maré, começando com uma roda de capoeira que se torna o centro da narrativa. O curta mistura a história da família de Maré, uma linhagem de capoeiristas, e sua amizade com a menina Tatuí, que também participa da roda, com preciosas informações sobre a origem e a história da capoeira no Brasil.

“Caçadores de Saci” brinca com a lenda brasileira do Saci Pererê, em uma divertida história que se passa no interior de Minas Gerais. O saci, ou melhor, cinco deles, infernizam a vida da família de um pequeno lugarejo na roça, fazendo o feijão queimar, o milho da pipoca não estourar, o café ficar salgado… A família resolve contratar um famoso caçador de sacis e todos partem, sob suas ordens, para a caçada bem-sucedida. “Dona Cristina Perdeu a Memória” aborda as dificuldades que uma pessoa idosa enfrenta quando começa a ter problemas de memória.

Fonte: Última Hora – Campo Grande

 

 

Taubaté – Encontro visa fortalecer a arte capoeira

A Academia N’Golo Brasil realiza, neste final de semana, o 2º ENCAT (Encontro de Capoeira em Taubaté). O objetivo é difundir e fortalecer a cultura e a tradição relacionada à arte criada por escravos africanos, trabalhadores das fazendas do País na época do Império. O evento também contará com batizado e troca de graduação entre os participantes da modalidade.
 
 
Para o encontro, foram convidadas academias de Taubaté e região, Minas Gerais, Rio de Janeiro e da capital paulista. Entre as presenças confirmadas estão o mestrando Gilmar (Minas Gerais), professor Sabiá (Pindamonhangaba) e mestre Chaminé (Rio de Janeiro), nomes de destaque na preservação das raízes afro-brasileiras, além dos atletas Regiane de Cássia, Fábio Laurentino e Berenalva da Silva, campeões dos Jogos Regionais de Ubatuba, representando Taubaté.
 
 
O instrutor Fábio Laurentino da Silva, mais conhecido como ‘Mação’, acredita que o 2º ENCAT contribuirá também para fortalecer o setor turístico da cidade. "O encontro servirá também para fomentar o turismo local, uma vez que está atraindo participantes de várias partes do País. Eles vêm participar e acabam freqüentando o comércio e as atrações turísticas de Taubaté", destaca Mação.
 
 
Ele acredita que a reunião de capoeiristas deve superar a participação da primeira edição. Em 2005, estiveram presentes mais de 300 adeptos da prática esportiva.
 
 
Durante o ENCAT haverá também oficinas de capoeira angola, jogo de navalha e benguela (ritmo de capoeira contemporâneo). Outra atração será a homenagem ao Olodum, a ser realizada pela Banda de Percussão Odoyá, nos intervalos. O instrutor Mação conta que devem ser apresentadas as músicas mais antigas do grupo baiano. "São musicas que abordam assuntos como racismo e a educação no País", fala.
 
O 2º ENCAT acontece no dia 3, das 20 às 22 h, dia 4 das 14 às 18 h e, dia 5, das 9 às 13 h, na sede social do Esporte Clube Taubaté, localizada na Avenida Benjamin Constant, nº10, no Jardim das Nações, ao lado do estádio ‘Joaquinzão’. A entrada é franca. Os organizadores pedem a quem puder, colaborar com 01 kg de alimento não-perecível (exceto sal), que será destinado às entidades assistenciais do município.

 

 
Mais informações podem ser obtidas através dos telefones: (12) 9114-0793, professor Lazarini, (12) 9103-1042, instrutor Fábio Mação e (12) 9134-6784, com graduada Regiane de Cássia (Soneca)

Diário de Taubaté – http://www.diariotaubate.com.br

 
 

Fortaleza: Capoeira promove a inclusão de pessoas com necessidades especiais

Cidadania: Capoeira promove a inclusão de pessoas com necessidades especiais.
 
Um projeto criado há 10 anos em Aracaju (SE) e que utiliza a capoeira para trabalhar o desenvolvimento da coordenação motora, o eqüilíbrio, força, expressão corporal, musicalidade e auto-estima de pessoas com necessidades especiais.
Este é o Projeto Capoeira Inclusiva e Terapêutica – Arte de Sentir Bem, cujo criador é o sergipano mestre Beija-Flor.
E o professor Eraldo Gabriel de Sousa, o mestre Beija-Flor – há 27 anos praticando a capoeira -, encontra-se atualmente em nossa Capital, tentando implantar o seu projeto nas secretarias da Educação de Fortaleza e Maranguape, para atender às pessoas com necessidades eduacaionais especiais dessas cidades.
“Eu trabalho há 10 anos com pessoas dotadas de necessidades educacionais especiais e já implantei meu projeto em São Paulo, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Alagoas, Minas Gerais, Pará, Maranhão, e agora o estou apresentando no Ceará”, afirmou o professor Eraldo Gabriel. O mestre Beija-Flor vai ainda ministrar palestra, amanhã, na UFC/Faced.

O PROFESSOR ERALDO Gabriel trabalhou com alunos especiais em Belo Horizonte
 

Os melhores de 2004 do AEsp

  • Os melhores de 2004
AEsp escolhe o Kaspersky como melhor antivírus de 2004

Mais um ano que vai chegando ao fim e, como no final de 2003, o AEsp escolhe os melhores de 2004.

Antivírus: Kaspersky 5
Antivírus gratuito: Avast 4.5 Home
Antispyware: Spyware Doctor
Navegador: Firefox 1.0
Servidor de email: GMX
Game: Half Life 2
Programa P2P: Shareaza
Site de informática brasileiro: ForumPCS
Revista do ano: PC&CIA
Sistema Operacional: Windows XP SP2
Compactador de arquivos: Winrar 3.41
Tocador de MP3: WMP 10
DVD Player: Media Player Classic
Cliente de email: Thunderbird

*AEsp colaborou nos jornais  Estado de Minas, Jornal de Minas e Suplemento do "Minas Gerais".  Escreveu  dicas para Windows  no encarte da revista Info Exame
{mos_sb_discuss:16}