Blog

niterói

Vendo Artigos etiquetados em: niterói

Niterói vai ser palco do primeiro Intercâmbio Cultural Terranossa

De 26 a 31 de Agosto Niterói recebe mais um evento da Associação Terranossa de Capoeira. O Intercâmbio Cultural, que comemora os sete anos de existência do grupo, tem em sua programação palestras, cursos e troca de cordas.

“O evento irá possibilitar a integração entre os membros dos seis estados brasileiros e dos sete países do mundo. A ideia é garantir que o grupo todo fale a mesma língua, mesmo em continentes diferentes.”, explicou Mestre Cid, presidente do grupo e organizador do evento.

A programação terá início com aulas nos principais centros de treinamento do Rio de Janeiro. No dia 26 o Professor Naja recebe os integrantes do grupo para uma aula em sua academia, em Campo Grande. No dia 27 é a vez do Mestre Cid comandar o treino em Niterói. Para fechar o ciclo de aulas, Professor Minhoca ministra aula em Vicente de Carvalho no dia 28.

Na sexta-feira, dia 29, as atividades ficam concentradas em Niterói. Pela manhã Eco Terranossa, em Itacoatiara e a noite tem roda na Praia de Icaraí.

No sábado as atividades começam mais cedo para os integrantes do grupo, com a capacitação e os exames para as trocas de corda. Após o almoço haverá Seminário com Mestres convidados. Entre os já confirmados, Mestre Polaco, Mestre Genaro e Mestre Gegê. No fim da tarde é hora de receber os amigos para a formatura e troca de cordas.

São esperados cerca de 200 capoeiristas para o sábado 30/08, quando acontece a troca de cordas e a formatura, a partir das 17h. Mestre Cid pretende entregar cerca de 40 cordas, entre elas, cordas de Contramestre, Professor, instrutor e Monitor.

 

 

Programação:

 

26/08

19h – Treino em Campo Grande – Professor Naja

Academia Terranossa

Rua Seabra Filho, 377. Inhoaíba. Campo Grande. Rio de Janeiro/RJ

 

27/08

20h – Treino em Icaraí – Mestre Cid

Complexo Esportivo Caio Martins

Av. Roberto Silveira esquina com Rua Presidente Backer. Icaraí. Niterói/RJ.

 

28/08

19h – Treino em Vicente de Carvalho – Professor Minhoca

Colégio Isa

Rua Iere, 23. Vicente de Carvalho. Rio de Janeiro/RJ

 

29/08

Eco Terranossa

Praia de Itacoatiara

20h – Roda

Praia de Icaraí

 

30/08

8h – Cursos, Palestras e Exames

Complexo Esportivo Caio Martins

14h – Seminário com mestres convidados

Complexo Esportivo Caio Martins

17h – Formatura, Batizado e Troca de cordas

Complexo Esportivo Caio Martins

31/08

10h – Confraternização

Complexo Esportivo Caio Martins

Niterói: Festival Estilo Livre de Capoeira

Mais uma vez Niterói será presenteada com o Festival Estilo Livre de Capoeira, organizado pelo Mestre Zezeu e equipe. O evento será em dois dias e em lugares diferentes. No dia 02 de março, às 16h, o local de concetração será no ponto das Barcas de Niteróie, no dia seguinte (03 de março), às 8h30m será no SESC-Niterói. Participe!
Niterói, SESC, 2 e 3 de março de 2012
Niterói será palco entre os dias 2 e 3 de março — sexta e sábado — do Festival Estilo Livre de Capoeira, uma promoção da Federação Internacional dos Profissionais de Capoeira (FIPC) e do Instituto Brasileiro dos Profissionais de Capoeira (IBPC) em parceria com o SESC (Serviço Social do Comércio).
Este Festival Estilo Livre de Capoeira servirá de preparação para a 1a. COPA ESTILO LIVRE DE CAPOEIRA que será realizada no mês de junho de 2012 — evento do Calendário Esportivo Anual da Secretaria de Esportes do Município de Niterói.
PROGRAMAÇÃO DE SEXTA-FEIRA, DIA 2
Dia 2 de março (sexta-feira)
Caminhada Ecológica e Paisagística
(Concentração às 16:00h em frente à Estação das Barcas)
Os participantes terão ocasião de conhecer e fotografar, se desejarem, as obras do arquiteto e construtor de Brasília, Oscar Niemayer, emolduradas pelas belíssimas paisagens da Baía de Guanabara e participar de rodas de capoeira em lugares históricos, como a Praça Araribóia, São Domingos (Cantareira), Alto da Boa Viagem (Museu de Arte Contemporânea, MAC), e Praias de Icaraí, São Francisco e Charitas.
Esta atividade (Caminhada Ecológica e Paisagística Pelo Caminho Niemayer, Alto da Boa Viagem e Praias de Niterói) é gratuita e aberta aos capoeiristas, seus familiares e a quem quiser participar (basta aparecer na concentração).
A caminhada e as rodas de capoeira se encerrarão na Praia das Charitas, junto à Estação Hidroviária projetada pelo grande arquiteto e de onde se descortina uma das mais belas vistas da Baía de Guanabara — que, para muitos, trata-se da mais linda baía do mundo.
PROGRAMAÇÃO DE SÁBADO, DIA 3
Toda a programação deste dia será nas dependências do
SESC-NIterói (com exceção do almoço). Parte da Manhã:
Às 8:30h — Café da Manhã com Mestre Zezeu e convidados, aberto aos participantes.
Às 10:00h — Finalizações dos Cursos de Árbitro, Mesário e Ritmista.
Das 12 às 14:00h — Tempo livre para almoço, que correrá por conta dos participantes, com cardápio e restaurante à sua escolha.
Parte da Tarde
Às 14:00h — Competição Estilo Livre de Capoeira (Labora-tório)
Às 16:00h — Desfile e Escolha da Musa da Capoeira 2012
Às 17:00h — Entrega de Troféus e Encerramento
O SESC-Niterói fica no centro de Niterói, à Rua Padre Anchieta, 56 — Rink (atrás do Plaza Shopping). Os participantes deste evento poderão guardar os seus veículos no estacionamento do Plaza Shopping (pago) ou no estacionamento da Concha Acústica de Niterói (sem pagar nada). Coordenação de Mestre Zezeu e Mestra Borboleta.

Orquestras infantil de Berimbaus, Niterói 1997

No ano de 1997 em Niterói, no bairro de São Domingos, algumas crianças se destacaram pela habilidade que mostravam na Roda da Capoeira e na sua parte rímica e musical. Dentre eles Wellington e Thiaguinho (ao centro e olhando à frente).

Aqueles meninos estavam praticando a capoeira angola a pouquissimo tempo e já mostravam que “iam dar o que falar”. E realmente começaram a jogar uma capoeira bonita de se ver. Um deles, o Wellington (filho da Vera) parecia flutuar no jogo, sapateava e mandingava. Todos o elogiavam e ele já começava a dar trabalho a alguns marmanjos da capoeira, que quando jogavam com o garoto tinham que se calçar de precauções, para não escorregarem de encontro ao chão.

Bons tempos aqueles da Cantareira, incríveis eventos os do Projeto Todo dia São Domingos, no Casarão. Inesquecíveis Sambas pelos quais depois o espaço ficou tão conhecido: o famoso Samba do Casarão! Local onde bambas se apresentaram … artistas que hoje entoam suas vozes nos melhores bares e casas de shows do Rio e do Brasil.  Nomes como Tereza Cristina e Galloti, Pedro Lima e Teresa Pineschi, Seu David da Portela e o seu grupo, Tio Samba e muitos outros deixaram sua marca nas lembranças de muitos que lá estiveram.

O tempo passa a memória permanece!

A partir dessa semana estaremos postando diariamente algumas fotos do Projeto todo Dia São Domingos e de uma época que muitos tem saudades e boas memórias.

Obs. se você participou do Casarão de São Domingos ou da Cantareira e tem alguma foto que deseja compartihar com agente basta enviar para info@kabula.org. A foto poderá ser selecionada e postada no nosso site.

Fonte: Kabula Art’s & Culture – http://kabula.org

Niterói: Capoeira atravessa a fronteira e ganha adeptos no restante do mundo

Em Niterói, a ginga afro-brasileira vem se misturando com sotaques estrangeiros desde 1995, quando foi fundado o Instituto Zezeu de Capoeira Livre, idealizado por Mestre Zezeu.

Séculos atrás, quando o Brasil ainda era colônia de Portugal, os negros foram trazidos da África para trabalharem como escravos à serviço do homem branco europeu. Além do trabalho forçado, os africanos também trouxeram seus costumes e cultura, que se manifesta até os dias atuais através de uma arte marcial que mistura música e ritmo a golpes mortais. Mais que isso, hoje a capoeira tornou-se patrimônio nacional, e é a grande responsável por difundir uma ideia que vem sendo cada vez mais explorada ao redor do mundo: a do intercambio cultural.

Em Niterói, a cantoria e ginga afro-brasileira vem se misturando com sotaques estrangeiros desde 1995, ano em que foi fundado o Instituto Zezeu de Capoeira Livre, iniciativa que conta hoje com cerca de dez a 15 estrangeiros aprendendo a luta. Idealizado por Mestre Zezeu, o capoeirista conta que o interesse de pessoas oriundas de outros países em entrar em contato direto com o mundo da Capoeira não é recente, porém sofreu um grande incentivo nos últimos anos.

“Isso sempre aconteceu, mas agora realmente aumentou muito. E é bom para todos, para Niterói, para o Brasil de modo geral e também para eles, que são muito bem recebidos pelos alunos. A recepção é excelente e o melhor é que é algo recíproco”, conta o professor, que vai além e diz que o principal objetivo do intercambio é o de promover uma integração entre culturas diferentes.

“Trabalhamos com todos os tipos de pessoas, com crianças, adultos, pessoas com necessidades especiais, sempre com todos participando da mesma roda de capoeira. O mais importante é acontecer essa integração entre todos”, completou.

Ginga europeia – O pensamento de Mestre Zezeu se traduz no ânimo que as tchecas Kristina Slezáková, de 32 anos, e Alice Brunova, 27, colocam em gingar ao som do berimbau. Mesmo separadas por um oceano de distância do Brasil, as duas conheceram a capoeira ainda na República Tcheca e se apaixonaram pela manifestação brasileira.

“Conheci através de um amigo que praticava capoeira na França. Como sou bailarina me interessei e quando ele começou a ensinar no meu país me juntei a ele”, diz Kristina, que fala português fluentemente. Alice, por sua vez, ainda não está familiarizada com o idioma, mas relata, em inglês, como foi seu primeiro contato.

“Um ex-namorado meu já praticava e foi natural o meu interesse em conhecer”, revelou. Apesar da adoração pela luta, elas contam que a capoeira ainda é algo pouco difundido em sua terra natal.

“A grande maioria das pessoas não tem opinião formada, elas encaram como apenas uma dança. Só quem está por dentro que conhece o que é de verdade”, diz Kristina.

Há ainda o caso da boliviana, descendente de palestinos, Yessica Abularach, que sempre viu a capoeira a seu alcance, mas, nunca havia encontrado a oportunidade de praticar. Seis meses após ter incorporado a arte marcial em sua rotina, ela destaca seus aspectos positivos. “Além dos benefícios físicos, como você melhorar o alongamento e trabalhar toda a musculatura, se sente muito mais confortável. É um desafio prazeroso. É um momento onde você quebra o ritmo, desestressa, relaxa”, destaca a economista de 25 anos.

Festival de Estilo Livre
A oportunidade de apresentar para estrangeiros um mundo completamente novo através da capoeira não limita-se apenas as aulas do Instituto Zezeu de Capoeira Livre. Em função da intensificação do interesse de pessoas do exterior pela arte marcial afro-brasileira, Mestre Zezeu promove, anualmente, um festival onde os amantes da luta podem aprender sobre as mais variadas manifestações dentro do universo do jogo. Batizado de Festival Interbairros de Capoeira Estilo Livre, o evento teve sua segunda edição no último sábado, e contou com a participação de capoeiristas de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Saquarema, Cabo Frio, entre outros locais, juntamente com estrangeiros.

A iniciativa, inclusive, premiou alguns mestres com o troféu Amigos da Capoeira, honraria concedida àqueles que ajudaram a promover o nome do esporte ao redor do mundo. Além disso, Mestre Zezeu revelou que em junho de 2011 Niterói irá receber a primeira Feira Internacional de Capoeira, realizado no Sesc e no Teatro Popular. O objetivo é tornar ainda mais forte o vínculo estrangeiro com todas as manifestações que envolvem a capoeira, a exemplo do maculelê e samba de roda.

O Fluminense – http://jornal.ofluminense.com.br/

FFC: Festival Mama África e Brasil de Capoeira

A cidade de Niterói sediou, no dia 26 de junho, o Festival Mama África e Brasil de Capoeira Estilo Livre, no Sesc, a partir das 8h. Diversas famílias compareceram ao evento e puderam assistir várias apresentações dos capoeiristas. O presidente do Instituto Brasileiro dos Profissionais de Capoeira e coordenador geral do Festival, Mestre Zezeu, recebeu convidados de Saquarema e dos países França, Alemanha, Bélgica, Bolívia e Áustria, os quais tiveram oportunidade para deixar seus depoimentos, durante a festa.

Além destes, compareceram os Mestres mais conhecidos em Niterói pelo trabalho e empenho que dedicam há anos à Capoeira e, com isso, colaboram para fortalecimento do jogo: Travassos, Antonio Affonso, Machado, Chita, Netto, César, Marcos, Cid, Aranha e Jorginho, dentre outros. Todos estavam acompanhados por seus alunos e participaram, unânimes, nas atividades apresentadas.

O Mestre Zezeu agradeceu a todos que auxiliaram para a realização do Festival, como a Federação Fluminense de Capoeira, a Liga Niterói de Capoeira, a Secretaria de Esportes de Niterói, a Fundação de Arte de Niterói (FAN), Ouvidoria Municipal de Niterói e todas as pessoas que espontaneamente somaram forças.

No decorrer da programação foi claro observar a união, a paz, a alegria e o companheirismo com que trabalham. Algo fundamenteal, todos os Mestres que tiveram oportunidade para comentar, enfatizaram a importância de Deus na vida do homem e como máxima na vida. Alguns, além de se preocuparem com o aprendizado da Capoeira, se dedicam também a instruírem os jovens na vida espiritual para dar equilíbrio na vida. Inclusive, o Mestre Zezeu comentou sobre seu novo conceito de Capoeira. “Posso afirmar que ela não tem uma religião apenas. Temos aqui, hoje, capoeiristas de todas as religiões. Nós, diretores, não recebemos nenhum centavo para fazer Capoeira, recebemos apoio dos amigos”, destacou.

De igual forma, o Mestre Travassos falou de seu orgulho pelo evento. “Agradeço a todos os Mestres que aqui estão por fazerem com tanto amor e carinho o nosso esporte, que é a Capoeira. O nosso Deus está aqui entre nós e o Filho Dele veio a esse mundo para nos salvar e nos dar o apoio que precisamos. Por isso, nós, Mestres, precisamos procurar um caminho espiritual para preparar esses jovens”, enfatizou.

A Capoeira – tradicional manifestação de cultura genuinamente brasileira – tem espaço garantido no SESC Niterói todos os sábados, às 10h, aberto ao público e o Mestre Zezeu aguarda os interessados.

O SESC Niterói fica na Rua Padre Anchieta, 56, Centro.

 

Foto: Mestre Zezeu (sentado no chão, com a manga da camiseta de cor amarela) entre alguns Mestres presentes – Foto: Edson Soares

 

Postado por FFC no Federação Fluminense de Capoeira

Joel Pires Marques
Presidente da Federação Fluminense de Capoeira.
tel.: (22) 26295032 e (22) 88083788

Cabo Frio/RJ-Brasil.

FESTIVAL MAMA ÁFRICA E BRASIL DE CAPOEIRA ESTILO LIVRE

REUNIRÁ GRANDES MESTRES DA CAPOEIRA NO SESC-NITERÓI

Niterói — As assessorias de comunicação social do  Instituto Zezeu Capoeira Estilo Livre (IZC) e do IBPC — Instituto Brasileiro dos Profissionais de Capoeira acabam de confirmar para o dia 26 de junho (sábado) com concentração às 8:00h., a realização do Festival Mamma África e Brasil de Capoeira Estilo Livre, em parceria com o SESC Rio e com apoio da Federação Fluminense de Capoeira, da Liga Niterói de Capoeira, da Secretaria de Esportes de Niterói, da Fundação de Atividades Culturais do Município (FAN) e da Ouvidoria Municipal de Niterói.

O QUE É “ESTILO LIVRE”

A Capoeira é identificada como a arte marcial brasileira, e espalhou-se pelo mundo mais como atividade lúdica e exercício do que como luta. O Instituto Zezeu de Capoeira Estilo Livre propõe uma capoeira mais solta, que reúne movimentos e golpes dos dois estilos tradicionais de capoeira: a Capoeira Angola e a Capoeira Regional. Seu número de participantes cresce a cada dia, mas a finalidade deste encontro não é o de localizar tendências ou delimitar caminhos, e sim apontar para as necessidades que o ser humano tem de interagir com seu semelhante através do esporte, da cultura e da arte brasileira.

SESC-NITERÓI APÓIA ATIVIDADES POPULARES

O Serviço Social do Comércio, que proporciona múltiplas atividades em Niterói aos seus associados e à comunidade, apóia atividades de arte e cultura popular, por princípio. No dia 26 de junho, a partir das 8 horas da manhã, o FESTIVAL MAMMA ÁFRICA E BRASIL DE CAPOEIRA ESTILO LIVRE apresentará as seguintes atividades: apresentação de Capoeira de Angola, Regional e Estilo Livre, Maculelê, Jongo, Puxada de Rede, Pernada Carioca e Samba de Roda.

MAMA ÁFRICA HOMENAGEARÁ  CAPOEIRISTAS

Além destas apresentações, o conclave contará ainda com clínica e oficina de instrumentos musicais, mesa redonda entre Mestres e convidados e ainda Jogos Ecológicos, terapias alternativas e orientação odontológica.

Aproveitando o momento de confraternização, o Festival e seus parceiros — o Instituto Zezeu de Capoeira Esilo Livre,  Federação Fluminense de Capoeira, o SESC Rio, a FAN, a Ouvidoria Municipal de Niterói, etc. — homenagearão os profissionais que lutam pela valorização desta arte, que receberão troféus alusivos ao evento. Serão homenageados ainda com o troféu “Ämigos da Capoeira” aqueles que se distinguiram no apoio a essa tradicional manifestação de cultura genuinamente brasileira.

EVENTO MÚLTIPLO SERÁ ABERTO E GRATUITO

Esta promoção tem entrada gratuita e se estenderá pela maior parte do dia, terminando às 16:00h com Roda Aberta, onde todos os capoeiristas presentes terão a oportunidade de jogar com os Mestres que estarão presentes ao festival. — “Contamos com a presença da população que ama e pratica esportes, lutas, danças; pessoas interessadas em cultura popular e de todos aqueles que desejarem passar algumas horas curtindo as apresentações, participando das clínicas e convivendo conosco no alegre e saudável ambiente da capoeira. Neste evento não se paga nada, é tudo de graça. Estão todos convidados desde já”, conclui Mestre Zezeu, presidente do Instituto Brasileiro dos Profissionais de Capoeira e coordenador geral do Festival Mama África e Brasil de Capoeira Estilo Livre.

PROGRAMAÇÃO:

– 8h = Concentração (no ginásio);

– 8:30h = Abertura “Hino Nacional”;

– 9 às 10h = Oficina de Capoeira Infantil com os Professores Camelo, Tatu e Ângelo folha Seca (no ginásio);

– 9 às 10h = Mesa Redonda com tema livre com Mestre Machado como mediador, Mestre Chita, Mestre Travassos, Dr. Amadou Diop entre outros (no restaurante);

– 10h = Oficina de Jongo com a Profª. Darlene Costa (no ginásio);

– 10:30h = Oficina de Pernada Carioca e Samba de Roda com o Mestre Derli da Silva Costa (no ginásio);

– 11h = Oficina de Maculelê com o Mestre Chita;

– 11:30h = Oficina de Capoeira Regional com o Mestre Antônio Affonso;

– 12h = Oficina de Capoeira Angola com o Mestre Cobrinha;

– 12:30h = Apresentações de Jongo, Pernada Carioca, Samba de Roda, Capoeira Regional, Capoeira Angola e Capoeira Livre;.

Aconteceu: SESC–Niterói/RJ – 1º Festival Interbairros de Capoeira Estilo Livre

1º Festival Interbairros de Capoeira Estilo Livre reuniu trezentos capoeiristas e aficcionados no SESC–Niterói/RJ, Brasil.

Com a finalidade de congraçamento entre os capoeiristas dos diversos bairros de Niterói e convidados das cidades vizinhas, realizou-se sábado, dia 26 de setembro, nas dependências do SESC (Serviço Social do Comércio) de Niterói o I Festival Interbairros de Capoeira Estilo Livre.

Promovido pela Liga Niterói de Capoeira, Federação Fluminense de Capoeira e Instituto Brasileiro dos Profissionais de Capoeira, com parceria do SESC e apoio das Secretarias Municipais de Cultura, de Esportes, e da Neltur — Empresa de Turismo de Niterói, o evento, conforme esperado, reuniu não apenas os capoeiristas, mas também suas famílias, que puderam desfrutar, na ocasião, de atividades paralelas como banho de piscina, recreação infantil e massoterapia, entre outras.

PRESENÇA EXPRESSIVA DE MESTRES TROUXE BRILHO EXTRA AO EVENTO

Os Mestres de Capoeira Aranha, Branca, Carlinhos, César, Chita, Coringa, Ferro, Jacaré, Joel, Lelo, Líu, Mais Velho, Marcos, Mendonça, Mestiço, Miquinho, Naval, Niterói, Sid, Tio Régis, Tio Russo, Tonelada, Zezeu e Zumba aplaudiram bastante quando sete outros mestres foram agraciados pela organização do evento com belíssimos troféus de Honra ao Mérito especialmente confeccionados para a ocasião: os cariocas Daniel “Barba Rala”, Derly (de Jacarepaguá) e Paulão Muzenza; Machado, de São Gonçalo; e Mestres Gegê (de Caxias), Gil (Niterói) e Travassos (Itaboraí). É raro um evento de Capoeira reunir tantos dos mais expressivos mestres do nosso tempo.

Além dos 31 mestres presentes — sete dos quais agraciados com o Troféu de Honra ao Mérito como reconhecimento pelo seu trabalho e pelas suas vidas — o evento também conferiu troféus para as maiores delegações de bairros presentes, tanto as de Niterói (1º. lugar Fonseca; 2º., Vital Brasil; 3º. Icaraí), quanto as dos municípios (1º. Santa Luzia, São Gonça-lo; 2º. Papucaia, Cachoeiras do Macacú; 3º. Jacarepaguá, Rio de Janeiro).

Dois Troféus de Destaque foram conferidos ainda ao Mestre Joel Pires Marques, de Cabo Frio/RJ, criador da comunidade “Papoeira, conversa de capoeira” da Internet, e ao Mestre Paulão da Muzenza, fundador do Grupo Muzenza de Capoeira. Mestre Joel mencionou e agradeceu publicamente a ajuda que recebe dos dois maiores divulgadores mundiais da capoeira na Internet: Mestre Jeronimo (da Austrália) e mestre Luciano Milani (de Portugal), como também do mestre André Lacé, a seu ver o atual maior conhecedor de capoeira (do Rio de Janeiro).

A INTEGRAÇÃO DE RAÇAS E DE CREDOS MANTÉM VIVO O “ESPÍRITO DA CAPOEIRA”

“No I Festival de Capoeira Estilo Livre houve a total integração de pessoas de variadas faixas etárias e situações econômicas e religiosas, como sempre acontece na Capoeira, que é o meio mais barato, rápido e seguro de promover o bem estar físico e a sudável convivência entre as pessoas”, assegura Mestre Zezeu, que coordenou o evento juntamente com o IZC — Instituto Zezeu de Capoeira Livre.

O Festival teve ainda o apoio da Ouvidoria Municipal de Niterói.

Joel Pires Marques

http://groups.google.com.br/group/papoeira/
CREF1 022152-G/RJ (Ed.Física)
Boxe; Capoeira; Kickboxing & Muaythai.
tel.: (22) 26295032 e (22) 99727403 e (22) 81540658
Cabo Frio/RJ-Brasil.

Interbairros de Niterói de Capoeira Estilo Livre

Aos Presidentes de Federações, Ligas e Associações, Mestres, Professores, Alunos e amantes da Capoeira,

No dia 26 de setembro de 2009, de 8 às 14h, a Federação Fluminense de Capoeira, a Liga Niterói de Capoeira, Liga Gonçalense de Capoeira e o Instituto Brasileiro dos Profissionais de capoeira, em parceria com o SESC Niterói, realizarão o Interbairros de Niterói de Capoeira Estilo Livre. Este é mais um evento de confraternização entre os capoeiristas fluminenses e os amantes desta modalidade esportiva.

Além de muita capoeira, o público presente poderá participar das atividades que estarão acontecendo no SESC Niterói nesta data, gratuitamente: Terapias alternativas, recreação infantil (brinquedos gigantes) e banho de piscina (menores de 12 anos somente acompanhados por responsável maior de 18 anos).

Nesta ocasião estaremos premiando com troféus os representantes dos bairros que comparecerem com maior número de capoeiristas, além do destaque do dia.

Esperamos contar com a sua ilustre presença e a participação de seu grupo.

Agradecemos desde já sua atenção e colocamo-nos à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas.

 

Justificativa:

Acredita-se que a denominação “capoeira” surgiu em analogia ao mato rasteiro ou vegetação rasteira.

Durante o regime escravo, o negro que fugia era perseguido pelos capitães do mato e quando não conseguia êxito em sua perseguição, ao retornar, era questionado pelo senhor de engenho sobre o motivo de não ter conseguido e, como resposta tinha: “a capoeira me pegou” – fazendo alusão a vegetação rasteira, pois o negro aparecia de repente e acertava chutes, cabeçadas e rasteiras.

A capoeira nos dias atuais, derrubando as barreiras culturais, já é praticada nos cinco continentes e, é reconhecido pelo Ministério da Cultura e, está em todos os níveis de nossa sociedade (clubes, creches, escolas, universidades, praças, empresas, etc) atendendo a todas as faixas etárias.

Atualmente possui vários estilos e a capoeira está organizada através de Associações, Ligas, Confederação, Federação Nacional e Internacional, o estilo livre integra todas as características e é uma das mais importantes e genuínas expressões afro-brasileira  manifestando-se através expressões como a dança, jogo, luta, etc.

Buscando a integração dos capoeiristas e amantes desta modalidade esportiva, a Federação Fluminense de Capoeira, a Liga Niterói de Capoeira, a Liga Gonçalense de Capoeira, a Associação dos Profissionais de Capoeira e o Instituto Zezeu Capoeira Livre promovem, em parceria com  o SESC Rio de Janeiro, o Interbairros de Niterói de Capoeira Estilo Livre. Este será realizado no dia 26/09,  das 8 h às 14 horas, no SESC Niterói (Rua Padre Anchieta, 56 – Centro – Niterói), e contará com a presença de vários mestres com reconhecimento mundial.

Serão premiados os representantes dos grupos que conseguirem mobilizar maior número de capoeiristas, além do Destaque do evento.

Com esta atividade não iremos auferir lucros.

 

Atenciosamente,

Elizeu dos Santos Felipe

Presidente da Federação Fluminense de Capoeira

mestrezezeu@yahoo.com.br

(21)9589-1358

SESC Niteroi – Capoeira Infantil

A Federação Fluminense de Capoeira realizará, em 09 de maio de 2009, das 09 às 17 horas, o Festival Estadual (RJ) de Capoeira Infantil.
Local: SESC Niterói/RJ.
Rua Padre Anchieta, 56 – Centro – Niterói/RJ, Brasil.
Todos os capoeiristas e simpatizantes estão convidados a participar do evento.

 

Entrada franca – Apoio SESC-Niterói/RJ

 Oficinas:

  • – História da capoeira
  • – Confecção de instrumentos com material reciclável
  • – Aulão de capoeira
  • – Rodas de capoeira infantil
  • – Apresentação dos profissionais de capoeira
  • – Recreação

Mais informações: (21)9589-1358
Realização: Federação Fluminense de Capoeira

Mestre Zezeu

RJ: WORLD FIGHT CAPOEIRA MUZENZA

Introdução

As cidades de Niterói e Rio de Janeiro foram escolhidas para o 5° Campeonato Mundial Aberto de Capoeira Muzenza / 2° World Fight Capoeira / 1° Festival Internacional de Cantigas de Capoeira / 1° Concurso de temas Livres de Capoeira. Não é só pela sua história de Capoeira na era colonial como pela sua posição geográfica estratégica possibilitando a vinda de capoeiristas do mundo inteiro. Sua beleza arquitetônica, suas belas praias, samba e a alegria do carioca nos faz chegar ao equilíbrio, portanto a presença dos mestres conhecidos mundialmente vem dar celebridade aos grandes eventos realizados pelo Grupo Muzenza.

Objetivo:

Promover o intercâmbio entre os vários segmentos da comunidade capoerística; A troca de conhecimentos e experiências sócio-culturais; O aprimoramento técnico-tático e estético-ritual da prática da Capoeira e demais interessados, que trabalham com a Capoeira.

Apresentação:

A Capoeira tem sido sempre objeto de grandes especulações e assim, como tudo que se refere as manifestações populares, ela tem a sua história marginalizada e descaracterizada.

Existem várias teorias sobre a origem de capoeira. A mais aceita é a que ela é uma mistura de diferentes danças, ritmos, lutas, instrumentos musicais, vindos de diferentes etnias e de diferentes partes da África, e que esse mistura ocorreu aqui, no Brasil, na época da escravidão; a capoeira é a brasileira, filha da mãe africana.

Após o período da escravidão, ela começa a ser tão perseguida e até ser posta fora da Lei pela constituição da república em 1890. É um período de grandes marginalidades. Mais ela surgiu marginalizada e “rica”, com um período fértil e um saldo de feitos e estórias que criaram verdadeiros mitos no mundo da capoeragem ou em qualquer outro lugar, onde a estórias fosse descritas pela ótica do povo e não a das classes dominantes.

Por volta de 1930, dentro de um contexto histórico de grande crise econômica e a necessidade política de amenizar as reivindicações e revolta dos populares, o governo se vê obrigado a ceder para não perder o controle. É o advento do “Estado Novo”, que cria sindicatos e libera uma série de manifestações populares, dentre essas a capoeira, enquadrada com normas e regras para sua prática no “folclore nacional”.

A capoeira se desenvolve, tecnicamente, ganha novas características e uma metodologia de ensino e no entanto, perde também, características fundamentais de sua essência.

O mundo da capoeira reage e o grupo Muzenza resolve fazer um trabalho, independente de regras e normas tão estranhas a seus valores e propósitos, buscando, no passado de lutas sociais e culturais (não pessoais), o caminho que dê à capoeira a sua verdadeira identidade.

Mestre Burguês

Programação:

Dia 17 de Janeiro de 2009

– Chegada das delegações

– Roda na praia

– 22h. visita a Escola de Samba

Dia 18 de janeiro de 2009

– Praia e muito surf.

– Roda nos Arcos da Lapa – Centro do Rio de janeiro

– Passeio Turístico

Dia 19 de janeiro de 2009

Local: CIEP Tancredo Neves – Rua do Catete 77 – Bairro Catete – Rio.

– Treinamento intensivo com Mestre Burguês

Dia 20 de janeiro de 2009

Local: CIEP Tancredo Neves – Rua do Catete 77 – Bairro Catete – Rio.

– Treinamento com os Mestres: Sargento (Portugal) – Feijão (Espanha) – Goiorê – Zambi (São Paulo)

– Mestre Sargento e Mestre Feijão – Seqüências de ensino do Mestre Burguês (Método Muzenza de ensinar)

– Mestre Goiorê – Seqüência de Mestre Bimba

– Mestre Zambi – Cintura desprezado do Mestre Bimba

Dia 21 de janeiro de 2009

Local: Clube Canto do Rio – Centro de Niterói, ao lado do Plazza Shopping – das 13h. às 24h.

– Curso com o Contra Mestre Fabinho (Espanha) – Recreação na Capoeira aplicada em escola.

– Curso de Maculelê – Mestre Edvaldo Baiano (Rio de janeiro)

– Curso com Mestre Arerê (Rio de janeiro) – Aula de introdução a Capoeira Angola

– Curso com Mestre King (Rio de janeiro) Capoeira Regional Contemporânea

– Curso com Mestre Levi (Rio de janeiro) – Aula de fundamentos, tradições e rituais da Capoeira tradicional

– Curso com Mestre Korvinho (Rio de janeiro)

– Palestra com Mestre Squisito

– Festival Internacional de Cantigas de Capoeira – Eliminatórias

Dias 22 de janeiro de 2009

Local Clube e Canto do Rio e SESC Niterói

– Das 10h. às 15h. Clube Canto do Rio

– Das 16h. às 21h. – SESC Niterói

– Mestre Carson (Porto Alegre – RS) – A importância do alongamento e da flexibilidade na capoeira – Finais

– Palestra com Mestre Itapoãn (Bahia)

– Palestra com Mestre Paulão (Rio de janeiro) – O Profissional de Capoeira e os conteúdos pedagógicos.

– Formatura dos novos Monitores, Instrutores, Professores, Contra-Mestres e Mestre do Grupo Muzenza

Dia 23 de janeiro de 2009

– Curso com Mestre Raimundo Dias (Salvador Bahia) – Capoeira Angola

– Curso com Mestre Pinatti (São Paulo)

– Curso com Mestre Boca Rica (Salvador Bahia)

– Curso com Suino (Goiânia Goiás)

– Palestra com Mestre Gladson (São Paulo)

– Aulão de Aeroginga (Carson – Porto Alegre)

– Eliminatórias do 5° Mundial Muzenza Aberto Individual Masculino e Feminino

Dia 24 de janeiro de 2009

– Roda de Mestres

– Finais do individual

– World Capoeira Fight Muzenza

E para abrilhantar o evento do Grupo Muzenza, aulas de surf e danças (axé, afro, funk e samba)

Clientela:

Professores

Capoeiristas em Geral

Professores de Ed. Física

Simpatizantes

Inscrições:

Fazer depósito:

Banco Bradesco – Ag. 49-3 – Conta Corrente 117336-7

Unibanco – Ag. 0325 – Conta Corrente 225348-3

Em favor de: ANTONIO CARLOS MENEZES (Mestre Burguês)

Após efetuar depósito envias fotocópia para o endereço: Av. Roberto Silveira, 348 Apto. 103 Bloco B – Icaraí – CEP 24230-161 – Niterói – Rio de janeiro – Brasil

Informações:

E-mails: grupomuzenza@hotmail.com

Fones: (21) 9824-0348 / (21) 9190-3234 / (21) 9364-3069

SITE: www.mundialmuzenza2009.com.br

www.worldfightcapoeira.com.br

 

Categorias

  • Galo – até 58 kg
  • Pena – 58,100 kg até 65 kg
  • Leve – 65,100 kg até 72 kg
  • Médio – 72,100 kg até 79 kg
  • Meio Pesado – 79,100 kg até 86 kg
  • Pesado – 86,100 kg até 93 kg
  • Super Pesado – acima de 93 kg
  • Absoluto: Qualquer peso pode lutar nesta categoria

 

 

Regulamento

1) Das Inscrições:

As inscrições: Deverão ser enviadas pelo Correio para o GRUPO MUZENZA:

Av. Roberto Silveira, 348 – AP. 103 Bl. B – Icaraí – Niterói – RJ – CEP 00000000

Obs.: não serão aceitas inscrições por e-mail.

Para inscrição deverá constar:

Nome:
Peso:
Apelido:
RG:

Para estrangeiros número de Passaporte:

Data de nascimento:
Nome do grupo que pertence:
Cidade:
Estado:
País:
Email:
Telefone:
Termo de Responsabilidade:

2) Das Categorias:

Galo – até 58 kg

Pena – 58,100 kg até 65 kg

Leve – 65,100 kg até 72 kg

Médio – 72,100 kg até 79 kg

Meio Pesado – 79,100 kg até 86 kg

Pesado – 86,100 kg até 93 kg

Super Pesado – acima de 93 kg

Absoluto: Qualquer peso pode lutar nesta categoria

2.1 – Só poderão competir atletas (comprovadamente) maiores de 18 anos de idade.

2.2 – Cada luta será de 3 rounds com duração de 1 min e meio por 1 de descanso.

2.3 – Em caso de empate, será decidido pelos jurados

2.4O piso será de material emborrachado para preservar a integridade dos atletas.

2.5 – Cada atleta poderá ser acompanhado por um técnico que poderá dar assistência nos intervalos das lutas.

2.6 – Cada atleta irá assinar um termo de responsabilidade onde reconhece todo regulamento, concordando e assumindo todas as responsbilidades pela inscrição na competição WORLD FIGHT CAPOEIRA MUZENZA.

2.7 – A pesagem será realizada com material (balança) da própria organização do evento, sendo realizado um dia antes da competição.

2.8 – Os Atletas poderão passar pela vistoria de anti-doping por sorteio realizada pela organização do evento.

2.9 – A competição será de 4 atletas por categoria que farão 2 lutas sendo considerado um único campeão e um vice-campeão por categoria.

3) Da Arbitragem:

3.1 – O sistema de arbitragem contará com: Um árbitro central que irá conduzir os combates tendo autoridade para parar ou repreender os atletas bem como desclassificar mediante as regras

3.2 – Serão 5 jurados que irão pontuar cada atleta.

3.3 – Será um Cronometrista que fará a contagem do tempo de combate e descanso.

4) Das regras e penalidades

4.1 – As avaliações feitas pelos jurados serão: ATAQUE – DEFESA – EFICIÊNCIA – VOLUME DE LUTA

4.2 – Serão permitidos golpes, quedas, floreios bem como toda a movimentação normal de uma roda de CAPOEIRA.

4.3 – Será penalizado (desclassificados) os atletas que:

• Pararem de gingar

• Caracterizarem outra luta

• Deixem a roda de combate com os dois pés por mais de 3 vêzes

• Desrespeitarem por intermédio de gestos obscenos ou palavras de baixo calão

• Desferirem golpes não permitidos: cabeçadas traumatizantes, dedo nos olhos, cotoveloadas, socos, agarrões (jiu-jitsu), joelhadas, chutar

quando estiver na negativa ou atingir o adversário no chão.

• Os atletas poderão usar joelheiras, cotoveleiras e tornozeleiras de material elástico pré liberado pela direção da organização.

• Os materiais proibidos para os atletas serão: óculos, cordões, anéis, relógios, tenis, sapatilhas etc

5) Das premiações

5.1 – As premiações serão dadas aos primeiros e segundos lugares por cada categoria:

1º Lugar: Cinturão e premiação em dinheiro

2º Lugar: Troféu e premiação em dinheiro

3º Lugar: Troféu

6) Do Congresso Técnico

6.1 – O Congresso Técnico Realizar-se-á logo após a pesagem

7) Ritmo

7.1 O toque a ser usado será de São Bento Grande da Regional