Blog

nomes

Vendo Artigos etiquetados em: nomes

3 de Agosto: Dia do Capoeirista – Matéria III

Matéria publicada no Jornal do Capoeira – Edição 42: 8 à 14 de Agosto de 2005 – www.capoeira.jex.com.br

Mestre João Coquinho, Capoeira de São Paulo, escreve sobre as homenagens feitas no Dia do Capoeirista – 3 de Agosto -, na Câmara Municipal de São Paulo

Conversando com o Mestre Sombra de Santos, também nos veio a questão do porque do dia 03 de Agosto ser Dia do Capoeirista. Prometi para ele que pesquisaria o assunto e em nosso próximo encontro, esclareceríamos essa duvida.
Outrossim, quanto à lista dos Mestres, percebo que sempre são excluídos alguns, como por exemplo, Mestre Grande da Associação Dois de Ouro; o Mestre Zé Lino (Padeiro) da Associação Berimbau de Ouro; o Mestre Almir das Areias; o Mestre Roberto O’Itabuna da Lagoa do Abaeté.
Peço para que as pessoas que organizam esta lista, não cometam pecados desta natureza e coloquem na cabeça que se a situação da capoeira não está boa é por que as pessoas sempre tentam tirar vantagens das situação quando tem oportunidade.
As entidades de administração da capoeira precisam se entender e tentar de todas as formas a união de todos os capoeirista, independente de estilo praticado. Lembro que o Mestre Valdenor escreveu um livro e listou as principais academias dos finais dos anos 70 e esqueceu também de incluir alguns nomes, incluindo ainda nomes mais novos. Conversei com ele e me disse que tinha errado muito e os próximos tomaria mais cuidado para não cometer pecado.
Um axé
Mestre João Coquinho
A D C C Berimbau Brasil
Zona Leste, Penha, Francisco Morato e Guarulhos

XI Congresso Nacional de Capoeira

Comunico a todos os associados e visitantes do Portal Capoeira, que estará acontecendo nos dias 12,13 e 14 de Maio o XI Congresso Nacional de Capoeira, promovido pela Associação Candeias, na cidade de Palmas/TO.rnEnfatizo, ainda a presença de grandes Mestres, Contramestres e Professores de Capoeira de todo o Brasil. Como: Mestre Suíno/Goiânia, Mestre Gilvan/Brasília, Contramestre Babuíno de Pernambuco dentre tantos outros nomes muito importantes no mundo da capoeira. rnDestaco também, que nesse evento ocorrerão vários cursos, apresentações e rodas com muito axé.rnSerá uma grande oportunidade de crescimento no âmbito cultural, físico e histórico para todos os que se fizerem presentes!!!

Mestre Ananias: 81 voltas ao mundo

Caros amigos,

Venha brincar, se divertir, distrair e vadiar a Capoeira e o Samba de Roda na "Vila dos Vinténs" no aniversário do Mestre Ananias.

 

São 81 ANOS de vida e mais de 50 anos em São Paulo e nós paulistanos temos a chance de comemorar junto a esse grande Mestre baiano, o que simboliza a presença e continuidade sociocultural de matriz africana no Brasil, a Capoeira e o Samba de Roda. 

 

Dia 13 de dezembro de 2005 (TERÇA) a partir das 19h. Até 22:30hs 5,00 (Homem e Mulher), após 10,00M e 15,00H. Mandem seus nomes para a lista de desconto no 5,00M e 10Hviladosvintens@gmail.com

Vila Cultural Itaim " Rua Henrique Chamma, 20 Itaim

 

Um grande abraço

 

O Samba do Recôncavo Baiano acaba de ser declarado pela UNESCO como Patrimônio Imaterial e Oral da Humanidade, assim o "Samba Sem Vintém" tem a honra de receber a presença do representante que há muito contribui para nossa capital. Salve Mestre Ananias!!!

 

Rodrigo Bruno Lima

 

Uirapuru Assessoria Cultural

www.uirapurubr.com.br

 

Fonte: Jornal do Capoeira – www.capoeira.jex.com.br

A FASCINANTE ANGOLA… de PASTINHA À MORAES

 
Crônica em homenagem aos Mestres Pastinha (nascido em 5 de Abril de 1889), e um de seus sucessores, Moraes
 
Dia Nacional e Internacional da Capoeira Angola
 
 
Como preliminar, devo deixar claro, que a Capoeira Angola  não se limita a esses dois grandes mestres, tem vários outros, excelentes, sendo que  alguns até completamente esquecidos e jamais mencionados em artigos e livros.   Escrevo hoje sobre esses dois   " Pastinha (Vicente Joaquim Ferreira) e Moraes (Pedro Moraes Trindade) " pois, sem sombra de dúvida, já estão consagrados como responsáveis por duas fases marcantes na existência e na sobrevivência e consolidação deste cada vez mais fascinante Jogo de Angola. Pastinha, nos primórdios, Moraes, mais adiante, na sua luta heróica e vitoriosa para não deixar a Angola morrer (em certa época foi dada como prática em extinção). Claro, nomes como Cobrinha Verde,  Waldemar de Corta Braço, João Grande, João Pequeno, Caiçara, Canjiquinha, Gato Preto, Paulo dos Anjos, Curió e tantos outros devem ser, e serão sempre reverenciados. Já estamos, inclusive, selecionando artigos sobre toda esta gente. No momento, entretanto, é obrigação de todos nós, amantes da verdadeira Capoeiragem, lembrar a fundamental importância desses dois nomes.  Com ênfase até no relativamente jovem mestre Moraes, pois foi ele que, dominando um bom inglês, peregrinou pelos Estados Unidos e Europa alertando para os malefícios de uma Capoeira "rainha do marketing" e, mostrando e demonstrando o valor e o fascínio da sua Capoeira Angola. Moraes, pelo mundo afora, sobretudo quando a Capoeira Estilizada ameaçava reinar absoluta, saiu palestrando e ilustrando as próprias palestras, com antológicas demonstrações do Jogo de Angola, incluindo-se aí, magistrais aulas, teóricas e práticas, sobre os verdadeiros fundamentos da  parte rítmica e cantada (incluindo-se aí o misterioso "Blue Note").
  
Como bem dizia o saudoso Mestre Caiçara (Antônio Carlos Moraes), "tem muito mestre de hoje que mal sabe soletrar e já sai dizendo que sabe ler".  Urge, pois, para esses jovens mestres afoitos, mostrar que "roupa de homem não dá em menino" (créditos, também, para Mestre Caiçara).  Vamos ao artigo.
 
Capoeira Angola
É de dentro pra fora
Capoeira angola
É de fora pra dentro
Read More

O Capoeira – Camille Adorno

O Capoeira

1ª edição: 1998 Editora Araguaia Brasília/DF

Nota do Autor
O Capoeira é um livro baseado em fatos verídicos, mas que estão tratados sem se limitar à estrita realidade dos episódios. Alguns personagens são a fusão de três ou quatro outros, reunindo comportamentos, ações e situações diversas, na busca de uma síntese. Nomes e lugares foram alterados visando preservar a identidade das pessoas que vivenciaram esta história.

©Copyright by Camille Adorno
Caixa Postal 95 Fone/Fax (062) 2531689
CEP 74001-970 Goiânia – G0
camilleadorno@starmedia.com

Para baixar e ler O Capoeira, clique aqui