Blog

obras

Vendo Artigos etiquetados em: obras

Cinema de graça no Forte da Capoeira

O Centro Esportivo de Capoeira Angola – CECA, que funciona no Forte de Santo Antônio Além do Carmo, promove, nesta sexta-feira (30), às 19h, mais uma sessão do projeto Cinema, Capoeira e Samba. A entrada é gratuita.

O projeto acontece todas as últimas sextas-feiras de cada mês, exibe filmes e documentários em DVD sobre a capoeira e outros aspectos da cultura e da história da Bahia.

Desta vez serão exibidos os filmes “Pastinha, uma vida pela capoeira”, de Antonio Carlos Murici, e “A linha do trem, um caminho esquecido”.

Depois das exibições, acontece a tradicional Roda de Samba Tradicional, com o Grupo Botequim.

O Forte de Santo Antonio Além do Carmo fica localizado na Praça Barão do Triunfo, Largo de Santo Antônio.

 

Mais sobre o Forte da Capoeira

O projeto “Forte da Capoeira”

Em 1997, visando recuperar e reformar a estrutura física do imóvel, permitindo que nele se desenvolvessem atividades artísticas e culturais que garantissem a sua utilização e preservação, o Ministério da Cultura e o Governo do Estado, através do IPAC, iniciou estudos que levaram à elaboração de projeto de restauro, a cargo da arquiteta Etelvina Rebouças. Essa elaboração foi financiada pelo Programa de Desenvolvimento do Turismo (PRODETUR I), com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e o custo das obras, previstas para serem executadas em doze meses, estava estimado de 2,5 a 3 milhões de Reais. Aguardava-se, entre fins de 2004 e início de 2005, a aprovação final pelo IPHAN, definindo os critérios para que as mesmas pudessem ser licitadas. A Companhia de Desenvolvimento Urbano (CONDER), que acompanhou o processo desde o início, deveria ser o órgão executor da reforma, já tendo inclusive providenciando pequenos reparos no imóvel, enquanto não se iniciam as obras. Outros recursos para a intervenção deviam ser captados, prevendo-se a possibilidade de terem como origem a segunda etapa do PRODETUR II.

O tema que garantiu a identidade cultural e a auto-sustentação do forte foi a Capoeira, uma vez que as suas instalações vinham sendo utilizadas desde 1981 pela Academia de João Pequeno, discípulo de Mestre Pastinha. Posteriormente, o segundo pavimento passou a ser utilizado pelo Grupo de Capoeira de Angola Pelourinho (GCAP), de Mestre Moraes.

Graças à ONG Associação Brasileira de Preservação da Capoeira – Forte da Capoeira, com o apoio do Governo do Estado, através da Secretaria da Cultura e Turismo (SCT), é que foram disponibilizados os recursos para a recuperação e restauro do monumento, sob a coordenação das arquitetas Vivian Lene e Luciana Guerra. No local foram implantados um pátio para atividades coletivas com cerca de 800 metros quadrados, um memorial alusivo aos grandes mestres da capoeira baiana (com objetos pessoais, bibliografia, fotos e vídeos) e seis salas de aula para a prática da capoeira. A estes somam-se ainda espaços para videoteca, biblioteca, oficina de fabricação de berimbaus, caxixis e pandeiros, e jardim. Complementarmente, os capoeiristas contam com um anexo, composto de duas áreas externas de recreação, quadra poliesportiva e parque infantil, utilizados como espaços de lazer pela comunidade do local e de bairros vizinhos.

Após a conclusão das obras de reforma em fins de 2006, o forte foi reaberto como Forte da Capoeira – Centro de Referência, Pesquisa e Memória da Capoeira da Bahia, instituição que tem por objetivo preservar e promover a Capoeira.

Desde 5 de novembro de 2007, com o novo governo estadual, o forte passou a ter uma nova gestão, através do IPAC e do Governo do Estado da Bahia.

 

Fontes: http://ibahia.globo.com e Wikipédia – http://pt.wikipedia.org/

Livro “A ginga dos mais vividos” é lançado na Bienal de Salvador

Não há limite de idade para a prática da capoeira. Esse é o tema do livro “A ginga dos mais vividos”, de autoria do jornalista brasiliense Mano Lima, colunista do Portal Capoeira e editor da revista Capoeira em Evidência.  O escritor está autografando a obra de 24 a 26 de abril de 2009, na Bienal do Livro, das 16 às 20 horas, no Centro de Convenções de Salvador (Bahia).

A obra aborda experiências de inclusão social com idosos a partir da capoterapia, terapia criada por Mestre Gilvan, baseada na capoeira e desenvolvida em vários estados brasileiros.  O livro está à disposição no estande da Editora IMEPH (estande 140).

Durante a sua permanência, na capital baiana, Mano Lima, que também é autor dos livros “Eu, você e a capoeira” e “Dicionário de Capoeira”, estará à disposição para participar de rodas e eventos de capoeira e divulgar suas obras.

Contatos com o autor: (71) 9158 7898, (85) 8796 3290, (85) 9981 0221, recados com Lucinda ou José. E-mail: mano.lima@yahoo.com.br.

Encomende e receba em casa meu livro “A ginga dos mais vividos” (capoeira na 3a. idade) Mano Lima – (61) 8407 7960

Editor da Revista Capoeira em Evidência. Colunista dos sítios  www.temnoticia.com.br e www.portalcapoeira.com
 
Blog:http://comunicacao.org.br/jk/content/blogcategory/42/41/

 

FSM aborda impactos e disputas no território quilombola

“A política para os negros no Brasil e no mundo e os impactos causados no território quilombola” foi o tema de uma palestra ontem (29), na Universidade Rural do Pará (UFRA). A atividade reuniu entidades negras de todo o país, como a Associação das comunidades negras rurais quilombolas do Maranhão (Aconeruc-MA) e o Quilombo de Jambuaçú, do município paraense de Mojú.

Durante o evento o professor Kabemgele Munanga, que nasceu na República Democrática do Congo e que há 35 anos vive no Brasil e ministra as disciplinas de Antropologia e Relações Raciais na Universidade de São Paulo falou sobre a demarcação do território quilombola e das leis que legitimam a posse dessas terras, ressaltando que a questão é polêmica.

“Entre a lei e o cumprimento existe um abismo, apesar de em alguns estados as famílias já terem a titulação. Mas, existem cerca de 2000 comunidades quilombolas no Brasil e menos de 10% tem o registro das terras. Ter o registro da terra não resolve muita coisa porque faltam escolas, saneamento básico, energia elétrica e muitos já foram expulsos por falsos donos e vivem sob ameaças de empresários”, conta.

De acordo com Benedito Cunha, coordenador da Aconeruc-MA, nos anos 80 o governo federal desapropriou do município de Alcântara terras de 300 famílias de 10 comunidades, para a implantação de um centro espacial. Atualmente, existem 22 mil habitantes distribuídos em 162 comunidades quilombolas nas imediações do centro, que lutam para receberem o título das terras, já que existe o projeto para a construção de uma base para lançamentos de foguetes no local.

Benedito Cunha, Coordenador da Aconeruc, falou sobre a luta pelas terras das comunidades quilombolas do Maranhão:

“Várias famílias foram deslocadas para propriedades menores e inférteis e sem terem emprego tiveram que ir para a capital morar em bairros periféricos. Interditamos as obras da base, tirando as máquinas e o Incra já fez o levantamento e nos deu a possa das terras, mas nosso medo é que tenhamos que sair por causa dos impactos, já que o centro fica praticamente nos nossos quintais”, esclarece.

Benedito Cunha ressalta ainda que “a empresa responsável pelas obras da base culpa as comunidades quilombolas, dizendo que elas atrasam o desenvolvimento do país”. “O Roberto Amaral, que é dono da empresa binacional ACS, que surgiu por causa de uma acordo firmado entre o Brasil e a Ucrânia tem espaço na mídia para dizer que somos culpados pelo atraso nas obras, mas queremos apenas nossos direitos”, destaca.
 
 
Texto e Fotos: Emanuelle Oliveira
Jornalista e integrante da Cojira-AL

Fonte:  www.cojira-al.blogspot.com

Editora Record e Portal sorteiam obras de Nestor Capoeira

O Portal Capoeira fechou uma parceria com a área de Marketing do grupo Editorial Record. Por meio delas, serão disponibilizadas obras do Nestor Capoeira, lançadas pela Record: “O pequeno manual do jogador”, publicado em 1998 e hoje em sua 8ª edição; e “A Balada de Noivo-da-Vida e Veneno-da-Madrugada”.

Durante a campanha, os parceiros sortearão 10 exemplares de cada um desses livros. Nestor é doutorando em Comunicação Social e foi iniciado na capoeira pelo Mestre Leopoldina, um dos grandes nomes da capoeira fluminense, falecido recentemente. Em 1969, recebeu a graduação máxima do grupo Senzala. Além de dedicar-se ao ensino da capoeira. O capoeirista é compositor e ator. Estrelou o filme “Cordão de ouro”, quando exibiu sua perícia nas telas. Estreou na literatura capoeirística, com o clássico “Capoeira, os fundamentos da malícia”. Por curiosidade, esse primeiro livro foi publicado primeiramente no exterior, antes de chegar ao Brasil. É de sua lavra, ainda, “Capoeira, o galo já cantou”.

A vasta produção literária de Nestor está nos Estados Unidos, com as obras “The little capoeira book” (Berkeley: North Atlantic Books, 1995), “Capoeira, roots of the dance-fight-game” (Berkeley: NAB, 2001), “Capoeira, the streetsmart song” (Berkeley: NAB, 2005); na França, com “Le petit manuel du jouer de capoeira” (Paris: Budo/L’Eveil, 2003), na Dinamarca, com BORGHALL, J. Capoeira, kampdans og livsfilosofi fra Brasilien. (Odense (Odense Universitetsforlag, 1997); na Holanda com “Capoeira, een handboek voor speeler” (Holand: Elmar, 2003); na Alemanha, com “Capoeira, Kampfkunst und Tanz aus Brasilien” (Berlim: Weinmann, 1999) e na Polônia, com “Capoeira” (Wroclaw: Purana, 2005).

{wmv}Nestor_Capoeira{/wmv}

Veja, aqui, uma pequena sinopse da obras dessa campanha promocional:

“O pequeno manual do jogador”:

É o segundo livro de técnicas lançado por Nestor pela Editora Record. Consciente da importância de passar seu conhecimento a novas gerações de capoeiristas, Nestor coloca a filosofia e a técnica da capoeira ao alcance de todos.
Nesta obra, o autor apresenta uma visão ampla da história, do ritual, da música e da filosofia do jogo da capoeira, além de um método prático de ensino ilustrado por mais de 300 desenhos e um capítulo dedicado ao ensino das crianças, trabalho pioneiro do autor.

“A Balada de Noivo-da-Vida e Veneno-da-Madrugada”

Este romance empolgante e bem brasileiro marca a estréia de Nestor no terreno da ficção. Na virada dos anos 70, o jovem carioca Toninho Ventania começar a jogar capoeira, mesmo contra a vontade de seus pais. Aprende não apenas uma forma de luta, mas uma nova filosofia e maneira de viver que o mete em aventuras inacreditáveis.

Circula pela noite, nos morros, no submundo, na alta sociedade. E faz amizade com dois mestres da capoeira: Noivo-da-Vida e Veneno-da-Madrugada. Os três se envolvem em crimes, conspirações internacionais e na introdução dessa arte afro-brasileira no exterior.
Com linguagem coloquial e ao mesmo tempo inteligente e instigante, o livro mistura sexo, drogas, violência, política e berimbau. E misticismo, pois a capoeira de seus personagens não é só luta, mas, também, a extremidade visível da cultura afro-brasileira que se envereda por terreiros de macumba, quadras de escola de samba e, é claro, todos os cantos da Bahia, de onde vem o principal personagem.

Serviço:

* o autor é jornalista, colunista do Portal Capoeira e autor do Dicionário de Capoeira (3a. edição revista e ampliada, 2008) e editor da revista Capoeira em Evidência.

Inicio das Obras de Restauração do Forte da Capoeira

De Salvador, Bahia, nos chega a grata notícia por intermédio de Mestre Decanio, de que o Governo da Bahia estará implementando as obras de Restauração do Forte de Santo Antônio, o "Forte da Capoeira".
O Portal Capoeira já havia noticiado a "Revitalização do Forte da Capoeira" em matéria de 21 de dezembro, cujo a fonte foi:  Globo Online – IBahia, mais é sempre bom receber esta confirmação ainda mais quando o assunto é de fundamental importância para a nossa cultura e história.
 
Luciano Milani

SALVADOR – O Forte Santo Antônio Além do Carmo, em Salvador, construído no século XVII, passará por um processo de revitalização para receber um centro de capoeira. As obras de recuperação do edifício histórico serão acompanhadas pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultura e devem começar no início de 2006. A idéia é transformar o espaço no Centro de Referência Estudos, Pesquisa e Memória da Capoeira, ou, simplesmente, no Forte da Capoeira.

O governador Paulo Souto, acompanhado do secretário da Cultura e Turismo, Paulo Gaudenzi, assinam nesta terça-feira o edital de licitação para a reforma e restauração do Forte.
 

O monumento irá abrigar seis salas de atividades, além de um grande palco ao ar livre para as grandes rodas de capoeira. A reforma vai devolver ao Santo Antônio suas características arquitetônicas originais, ao mesmo em que irá modernizá-lo com vestiários feminino e masculino, centro de documentação com sala de leitura, biblioteca, videoteca, sala de vídeo, oficina de instrumentos (para a fabricação de berimbaus, caxixis e pandeiros), lanchonete, memorial da capoeira, auditório, loja e área para abrigar exposições.


Segue abaixo mensagens originais de Mestre Decanio e Forte da Capoeira:
 
Mais um passo na via da cidadania da capoeira…
      Decanio
Desejando muito Axé, Saúde e Felicidade!


From: fortedacapoeira fortedacapoeira@superig.com.br
Sent: Tuesday, March 21, 2006 12:16 PM
 
Subject: INICIO DAS OBRAS DO FORTE

No dia 27/03/2006 às 17:00h, teremos a visita do Sr. Governador do estado da
Bahia, Dr. Paulo Souto, no Forte de Santo Antônio Além do Carmo, a fim de
dar a ordem de serviço para inicio das obras de restauração do Forte.
Contamos com a presença de todos!
 
Atenciosamente,
Caroline Alves
71 3243-3518

Pérolas da Língua Portuguesa…

ØPérolas de da nossa Língua Portuguesa:
 
BRASIL
PORTUGAL
AEROFÓLIO
AILERON
ANOTAÇÃO
APONTAMENTO
APELIDO
ALCUNHA
APONTADOR
AFIADOR
ARQUIVO
FICHEIRO
ATACANTE
AVANÇADO
BAND-AID
PENÇOS CURATIVOS
BANHEIRO
CASA DE BANHO
BARRIL
BIDÃO
BOM
FISH
BONITO
GIRO
CABAÇO
VIRGO
CADASTRO (PESSOAS)
FICHADO (POLICIAL)
CAFÉ DA MANHÃ
PEQUENO ALMOÇO
CAFETÃO
CHULO
CAIXAS DE SOM
COLUNAS
CALCINHA
CUECA
CALOTAS
TAMPÕES
CAMISETA
CAMISOLA
CAMISINHA (PRESERV.)
DUREX
CAVALO DE PAU
TRAVÃO DE MÃO
CAVANHAQUE
PERA
CELULAR
TELEMÓVEL
CHAVEIRO (DE CHAVES)
PORTA CHAVES
CHUPETA (SEXUAL)
BROCHE
COLOCAR
METER
COSTELETA
SUIÇAS
DIREÇÃO HIDRAULICA
DIREÇÃO ASSISTIDA
ENDEREÇO
MORADA
ESFRIAR
ARREFECER
ESTILETE
SEJATO
ESTILINGUE
FISGA
FUNILARIA
CHAPARIA
FUNILEIRO
BATE-LATAS
GAROTA
RAPARIGA
GAROTO
PUTO, MÍUDO
GOGO
CAROÇO
GOL
GOLO
GOLEIRO
GUARDA REDES
GOSTARIA…
APETECE-ME
GRADE
GRELHA
GRAMADO
RELVADO
GRAMPEADOR
AGRAFADOR
GRATIS
BORLA
JEANS
GANGA
JUNTO (PERTO)
AO PÉ
LADRÃO (FUTEBOL)
POLICIA (FUTEBOL)
MACHUCAR (FÍSICO)
MAGOAR
MAMADEIRA
BIBRÃO
MARCHA
ALAVANCA DE VELOCIDADE
MESA DE ESCRITÓRIO
SECRETÁRIA
MODES / ABSORVENTE
PENÇOS HIGIENICOS
MOUSE
RATO
OBJETO
ARCANHO
ÓLEO DIESEL
GASOLEO
ÔNIBUS
AUTO CARRO
ORDEM DE SERVIÇO
FOLHA DE OBRA
PAINEL
CONSOLA
PÃO
CASSETE
PARA-LAMA
GUARDA-LAMAS
PASTILHA DE FREIO
TRAVÕES
PERUA (VAN)
CARRINHA
PIADA
ANEDOTA
PRESENTE
PRENDA
PRESUNTO
FIAMBRE
PUTEIRO
ALTERNE
RAMAL
EXTENSÃO
RODA
JANTE
SACAR (ESPOTE)
BOLAR
SENHA
PALAVRA PASSE
SILIOS
PESTANAS
SOBRENOME
APELIDO
SORVETE
GELADO
SÓTÂO
TERCEIROS
SUCO
SUMO
TAMPINHA (REFRIG)
CARRICA
TODO MUNDO
TODA GENTE
TRAVE
BALIZAS
TRECHO EM OBRAS
TROÇO EM OBRAS
TROTE (ESCOLA)
PRACHE
XAVECAR
DEITAR O CHARME