Blog

oral

Vendo Artigos etiquetados em: oral

O Mestre e sua função

Ao falarmos sobre capoeira é quase inevitável pensarmos logo na figura do mestre. O mestre que também é uma figura muito comum na maioria das manifestações das culturas populares de todo mundo, é aquele considerado o guardião da memória, da tradição, dos saberes e fazeres de uma determinada comunidade.

É aquele que é respeitado por todos como alguém que com o tempo foi assumindo essa função, herdada de outro mestre mais antigo que delegou a ele essa responsabilidade. Mas sobretudo, é aquele que é reconhecido pela sua comunidade como alguém que tem a sabedoria de exercer essa função. E esse reconhecimento é algo adquirido ao logo do tempo, pacientemente, mais ou menos na mesma época em que vão chegando também as rugas no rosto e os primeiros fios de cabelos brancos.

O verdadeiro mestre é aquele que não tem pressa, que sabe que o tempo é quem vai dar-lhe as condições de exercer essa função quase sagrada, com toda a sabedoria que ela exige. E é muito difícil que isso aconteça antes que esse sujeito tenha uma experiência de várias décadas envolvido com essa manifestação.

Por isso é que ele não pode queimar etapas, ser afoito e precipitado. “A fruta só dá no tempo”, como diria mestre Pastinha, mas, no entanto, vemos hoje em dia uma disseminação de jovens capoeiristas na faixa dos 20 ou 30 anos, se auto-intitulando mestres de capoeira, que mal começam a adquirir experiência de vida, e já assumem a responsabilidade de exercer essa sagrada função de mestre perante jovens e adultos em todas as partes do mundo por onde a capoeira se espalhou.

Isso é preocupante, pois acaba ferindo alguns princípios muito valiosos da tradição e da ancestralidade da capoeira, que tem no mestre o seu principal veículo de transmissão e que se baseia, sobretudo, na experiência do mais velho, que é quem tem a autoridade e o reconhecimento para exercer tal função. Citando novamente o filósofo Vicente Ferreira Pastinha, ele dizia que “o mestre guarda segredos, mas não nega explicação”. A capoeira tem segredos, que só os mais velhos sabem decifrar. E é preciso muita paciência e sabedoria para alcançar essa condição.

Vivemos um tempo em que o mercado e a profissionalização do capoeirista, fazem com que sejam queimadas etapas muito importantes no processo de formação do mestre de capoeira. Muitas vezes a ganância e o desejo de lucro por parte de alguns grupos fazem acelerar demasiadamente esse ciclo, dando margem a uma proliferação de mestres de capoeira sem nenhum requisito, experiência, nem capacidade para exercer essa função, o que tem resultado num empobrecimento muito grande na capoeira que se tem visto por aí, mundo afora.

É preciso recuperar a dignidade da função do mestre de capoeira. Ele deve ser um exemplo de vida para seus discípulos, deve conhecer profundamente a capoeira em todos os seus aspectos, e não apenas ter a musculatura mais desenvolvida e ser aquele que salta mais alto. Tem que saber sentar e aconselhar com sabedoria àqueles que estão sob sua guarda, como faziam os velhos griôs* africanos.

Isso só se adquire com o tempo, com bastante tempo.

 

*Vem de griot, da língua francesa, que  traduz  a palavra  Dieli (Jéli ou Djeli), que significa o sangue que circula, na língua bamanan  habitante do  território  do  antigo  império  Mali  que  hoje  está  dividido entre varios  países do noroeste da África. Na tradição oral do noroeste da ÁFRICA, o griô é um(a) caminhante, cantador(a), poeta, contador(a) de histórias, genealogista, artista, comunicador(a) tradicional, mediador(a) político(a) da comunidade. Ele(a) é o sangue que circula os saberes e histórias, mitos, lutas e glórias de seu povo, dando vida à rede de transmissão oral de sua região e país.

Professor de capoeira é preso fazendo sexo com aluna de 10 anos

ABUSO: Foi com enorme repulsa que recebemos a notícia da prisão em flagrante do Mestre de Capoeira, Ailton Leonardo da Silva (Mestre Careca), de 54 anos, por crime de carater sexual contra uma de suas alunas com apenas 10 anos de idade

Fica a matéria retirada do conceituado Jornal do Estado do Rio de Janeiro: O Globo (Ver texto original) para que nossa comunidade reflita e comente sobre o terrível acontecimento que infelizmente acontece em nossa sociedade não só nas academias de capoeira mais em todos os lugares imagináveis, até nos menos suspeitos…

Luciano Milani

Professor de capoeira é preso fazendo sexo com aluna de 10 anos (O Globo)

RIO – Um professor de capoeira foi preso na noite desta sexta-feira ao ser flagrado fazendo sexo com uma de suas alunas, de apenas 10 anos, dentro do carro, na Avenida Meriti, em Vicente de Carvalho, na Zona Norte. Ailton Leonardo da Silva, de 54 anos, foi abordado por policiais do 16 BPM (Olaria) no momento em que a criança praticava sexo oral.

Segundo o delegado Felipe Curi, que registrou o caso na 22 DP (Benfica), o professor dá aulas de capoeira no condomínio da vítima, também em Vicente de Carvalho. Ele convidou a menina para ir a uma lanchonete e, no caminho, começou a aliciá-la. Pressionada, a menor concordou em praticar sexo oral.

Ailton responderá pelo crime de estupro de vulnerável (antigo atentado ao pudor) e, se condenado, ficará de oito a 15 anos na cadeia.

Fonte: http://oglobo.globo.com

Florianópolis-SC: II SENECA

Em maio de 2006 acontecerá o II SENECA, um importante evento, organizado pelo GECA – Grupo de Estudos da Capoeira. Neste evento o tema principal será a Capoeira e a Política Pública. Cada dia mais a capoeira vem se embrenhando e crescendo dentro do cenário socio-político, o que se espera deste encontro é uma frutífera simbiose dentro do ambito da representabilidade e fortalecimento de políticas públicas e inclusão… suas realidades e possibilidades. Estarão presentes no evento importantes nomes dentro e fora da capoeiragem.
Nós do Portal Capoeira desejamos de coração muito sucesso a turma do GECA e em especial ao grande camarada Miltinho Astronauta, um dos participantes do SENECA, nosso grande parceiro e irmão.
Luciano Milani


Prezado(a) Capoeira,
 
O GECA (Grupo de Estudos da Capoeira) convida o(a)  estimado(a) capoeira para participar do II SENECA – (Seminário Nacional de Estudos da Capoeira)  a ser realizado entre os dias 12, 13 e 14 de maio de 2006, na Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis-SC, com o tema:  Capoeira e Políticas Públicas: Realidade e Possibilidades. Abaixo apresentamos a Programação do II SENECA (sujeita a alteração)
 
Dia 12/05 – Sexta-feira
 
A partir das 14:00hs. – Recepção e Credenciamento dos participantes
 
18:30hs. – Mesa de abertura,  Auditório Garapuvu
 
– Representante do Ministério da Cultura
– Representante do Ministério do Esporte
– Representante do Ministério da Educação
– Representante do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte
– Reitor da Universidade Federal de Santa Catarina
– Coordenador Geral do II SENECA
 
19:30 h – 21:30 h.  Conferência de Abertura
 
Coordenador: Dr. José Luiz Cirqueira Falcão
Conferencista: a definir
 
21:30 hs. – Atividades culturais
Maracatu Arrasta Ilha, Lançamento de livros, Coquetel afro-brasileiro
 
Dia 13/05 – Sábado
 
9:00hs. – Mesa de debates: A Capoeira e as Políticas Públicas, Auditório Garapuvu
Coordenador:  a definir
Palestrantes : Dr. Luiz Renato Vieira, e a definir
11:30h às 12:30h. – Apresentação de pôsteres – Hall do Centro de Eventos
14:00h às 16:00h. – Oficinas e mostras de vídeo.
16:00 às 18:30hs. – Reunião dos Grupos de trabalho temáticos e Apresentações das Comunicações Orais
18:30hs. – Atividades culturais
Roda de confraternização: "As capoeiras que o GECA joga"
Sarau Musical e Cultural
 
Dia 14/05 – Domingo
 
9:00 hs – 10:50 hs – Mesa de debates: Relatos de Experiências de Políticas Públicas em Capoeira.
Coordenadora: Dr.  Letícia Vidor de Souza Reis
Palestrantes: a definir
11:00 às 13:00hs. – Reunião dos Grupos de trabalho temáticos e Apresentações das Comunicações Orais
14:30 hs. – Plenária Final e elaboração da "Carta de Floripa – Capoeira e Políticas Públicas: Realidade e Possibilidades"
17:00hs. – Encerramento do evento 
 
Read More