Blog

participaram

Vendo Artigos etiquetados em: participaram

Ginga Brasil lança Revista Gingando para Cidadania

A Associação Cultural Ginga Brasil Capoeira, coordenada em Portugal pelo Contra-Mestre Bola, lançou a primeira edição d Revista Gingando para a Cidadania. Trata-se do registo impresso do projecto que decorreu durante o último verão nas cidades de São João da Madeira e Taillinn, na Estónia, e que reuniu cerca de 100 capoeiristas de diversos países. “Este projecto refletiu os objectivos principais de nossa associação, que são a inclusão de jovens com menos oportunidades e o desenvolvimento do diálogo intercultural.

Foi uma ótima oportunidade para reunirmos os professores dos núcleos de nosso grupo fora de Portugal. Os jovens que participaram do intercâmbio adoraram e aprenderam bastante”, comenta Contra-Mestre Bola.

O projecto foi viabilizado devido ao apoio do Programa Juventude em Acção (www.juventude.pt) e foi composto por duas fases. Na primeira, 13 jovens da Estonia vieram até Portugal e participaram de uma série de actividades organizadas pelo núcleo português do Ginga Brasil.

Na segunda etapa, 20 jovens portugueses foram a Estónia apoiar o trabalho do Professor Alpino. Mais informações sobre a iniciativa podem ser obtidas no blog www.gingandoparacidadania.blogspot.com

 

Raquel Evangelista – Associação Cultural Ginga Brasil Capoeira

+351 211931159ou +351 936885268

Aconteceu: IV Festival Internacional de Capoira em Itabira

Ontem, 10 de Janeiro de 2010, foi realizado a 4ºedição do festival internacional de Capoira em Itabira – MG.

Com o intuito de dar continuidade ao projeto “capoeira da Rua para o Futuro” (que atende mais de 400 crianças em 10 bairros de Itabira)

O evento trouxe diversas atrações como palestras, oficinas entre outras.um dos organizadores, Ronaldo Capoeira, participantes de Belo Horizonte, Sete Lagoas, São João Del Rey, Nova Serrana, Carbonita, Santa Maria de Itabira, João Monlevade, Ipoema, Timóteo, Pará de Minas, dos estados da Bahia, São Paulo e de países como Panamá, Colômbia, Estados Unidos participaram do evento nos 2 dias.

Mais informações: (31) 8783-9725 – Ronaldo (Capoeira); (31) 3834-8976
Romério (Guajamun); (31) 3835-5429 – Juarez (Xingu).

Acesse: veja as fotos – www.afrominas.com.br

 

Fonte: Lucas Moraes – Jornal Imprensa Jovem EDITORA

Japão: Festival reúne participantes de 20 países em Kyoto

Os brasileiros também marcaram presença e a capoeira foi um dos destaques no Festival de Kyoto, Japão.

Na 4ª edição do Festival da União das Culturas no parque Okazaki em Kyoto, no dia 9, o que não faltou foi intercâmbio. Cerca de 800 pessoas de 20 países participaram do evento, que teve barracas de comidas típicas e artesanatos, workshops e apresentações de música e dança.

Crianças brasileiras participaram do workshop de capoeira com voluntários de Kansai.

A decoração ficou por conta da brasileira Luiza Ashida, que utilizou balões em vários formatos. A capoeira foi um dos destaques, e tanto a apresentação quanto a oficina reuniu pessoas de várias idades.

Fonte: ipcdigital.com

Aconteceu: VIII Ginga Fest

Batizado e troca de cordas – Capoeira Luanda Mogi Mirim-SP

Em parcerias com a Prefeitura Municipal de Mogi Mirim (Departamento de Promoção Social e Departamento de Cultura e Turismo) aconteceu o oitavo Ginga Fest organizado pelo Núcleo Capoeira Luanda – Mogi Mirim.

O Projeto Capoeiragem começou em janeiro de 2005 com a Supervisão do Contra Mestre Guerreiro e do Instrutor Xavante e com a coordenação da pedagoga Graziete Bronzatto.

Desde seu início e até hoje as aulas de Capoeira e Danças afro-brasileiras são ministradas voluntariamente por Luciano Jannuzzi, Graduado Sofrimento,instrutor de capoeira e professor de Educação Física.
Esse ano participaram do evento cerca de 80 alunos com idade entre 3 e 18 anos.

No dia seguinte, 22 de junho aconteceu o quinto batizado e troca de cordas em Andrada/MG onde o Instrutor Marcão (núcleo-Capoeira Luanda- Andrada) no clima de maior festa, batizou mais de 100 aluninhos com idade entre 4 e 18 anos.

Kina Mutembua faz sucesso com o grupo TEIA de Minas

Kina Mutembua encanta participantes da TEIA com oficina sobre a cultura afro Jovens e educadores uniram capoeira e dança afro em atividade interativa

Um espaço dedicado a cultura e raízes afro-brasileira. Mais do que uma oficina, o Espaço Vivências da Teia Cultural foi palco de uma verdadeira troca de experiências durante a atividade "Contos e Lendas Africanas" ministrada pelo Kina Mutembua, grupo cultural da Ação Comunitária do Brasil/RJ.

Para chamar a atenção para a atividade, o grupo improvisou uma roda de capoeira que contagiou o público presente na Serraria Souza Pinto. Com essa estratégia, a oficina reuniu mais de 50 pessoas em uma atividade interativa que incluiu contação de histórias africanas, dança afro e samba de roda.

Romildo dos Santos, professor de capoeira e integrante do Kina Mutembua, contou diversas lendas do universo da capoeira como por exemplo, o surgimento do berimbau. Os participantes da TEIA também conheceram os tipos de berimbaus e alguns dos fundamentos da capoeira. Para Romildo, o mais importante foi a presença de mestres de capoeira de diversas partes do Brasil.

– Tivemos a participação de capoeiristas da Bahia, Sergipe, Alagoas, Minas Gerais que participaram de todas as atividades e possibilitaram uma troca de experiência muito importante não só para os jovens que participam do grupo,mas de nós educadores – conclui o professor de capoeira.

Charles Nelson e Viviane Santos, educadores de dança afro da ACB/RJ, explicaram aos participantes da oficina a história dos orixás e seus movimentos característicos na dança afro. O entusiasmo foi grande e todos os presentes participaram de uma aula de dança afro, onde construíram uma coreografia em conjunto.

– Assim como o Kina, a oficina foi a junção perfeita da dança afro com a capoeira. Foi uma atividade muito interessante que com certeza foi uma experiência para todos que participaram – explica Charles Nelson.

Caio Rosa, integrante do Kina Mutembua e instrutor de capoeira, contribuiu para a atividade falando sobre a cultura do candomblé que despertou a curiosidade e estimulou a discussão. "Confesso que no início tive um pouco de medo de falar para pessoas tão diversas. Mas no final, foi uma experiência que nunca vou me esquecer. Por mim, faríamos outra oficina agora!"

Jeniffer Menezes, cantora do Kina Mutembua, terminou a oficina emocionada com a participação do público que encerrou a atividade com brincadeiras ao som de cantigas de capoeira de samba de roda.

– Foi uma verdadeira troca. Muitos terminaram querendo saber mais sobre o que contamos e só isso já teria valido a pena. O mais gratificante foi ouvir diversas pessoas dizendo que nos esperam ano que vem para uma nova oficina. Foi realmente emocionante – revela a cantora.

Revista Fator – São Paulo
http://www.revistafator.com.br

Jundiaí: Crianças conquistam 7 medalhas na capoeira

A Academia de Capoeira Idalina, sob o comando de Mestre Rã e contra Mestre Passarinho, participou do 1º Torneio Ginga Criança realizado pela Associação Herença Cultural do Mestre Catitu e pelo Centro Universitário Metropolitano de São Paulo (Unimesp) . O evento foi realizado no dia 20 de outubro na cidade de Guarulhos.

Treze crianças jundiaienses participaram do campeonato. Leonardo Paulo F. Silva, o Paulinho, 13 anos faturou a maior premiação do campeonato, a medalha de platina concedida para o destaque técnico do torneio. "Fiquei muito feliz ao saber que tinha ganhado a medalha, o campeonato foi muito legal porque conheci muitos capoeiristas e mestres", fala o garoto que treina há 10 anos na Academia de Capoeira Idalina.

No total a Equipe de Jundiaí faturou sete medalhas, sendo duas de ouro, uma de prata, três de bronze e uma de platina, esta última concedida para o destaque técnico do campeonato.

Segundo Cássio Martinho, Mestre Rã, quinze grupos de capoeira participaram do torneio de diferentes cidades do estado de São Paulo. Para ele, foi uma grande satisfação participar do evento. "Eu sou apaixonado por crianças e adorei participar do torneio, foi uma competição sadia, mesmo aqueles que não ganharam medalhas saíram satisfeitos por participar. Prevaleceu a famosa frase: ‘o importante não é vencer e sim participar’", frisa ele.

Na opinião de Jarbas Francisco, o contramestre Passarinho, a participação do grupo Idalina no evento possibilitou o intercãmbio cultural com as outras academias e mestres. "Participar desses eventos é muito bom porque motiva tanto os professores como os alunos e permite fazer uma avaliação do trabalho desenvolvido, além da troca de experiências entre os participantes também tem outro fator positivo: contribui com a organização e socialização da Capoeira", ressalta.

A Academia de Capoeira Idalina é uma das mais tradicionais de Jundiaí, fica localizada no bairro do Retiro. O grupo conta com aproximadamente cem integrantes entre crianças e adultos.

Confira os medalhistas jundiaiense:

Medalha de Platina:
Leonardo Paulo F. Silva

Medalha de Ouro
Manoel José dos Santos
Alisson Annimo

Medalha de prata:
Gabriel Ribeiro

Medalha de bronze:
José Vinícius dos Santos
Vitor Sibinel sanches
Alexsandro Eduardo F. Silva

Fonte: Jornal de Itupeva Online
http://www.jornaldeitupeva.com.br

Capoeira & APAE – Projeto APAEXOEIRA

APAE PARTICIPOU ATIVAMENTE AS COMEMORAÇÕES
 
Miguel Pereira – Foi com muita emoção que o Panorama Regional registrou esta semana a participação da APAE de Miguel Pereira nas festividades em homenagem ao 51º aniversário do município. No sábado, dia 21, o Projeto APAEXOEIRA, integrante do Abadá Capoeira reuniu seus 40 atletas com deficiência para troca de cordas e batizado na tenda que foi colocada na Praça João XXIII bem no coração da cidade.
 
Quem assistiu pode acompanhar a vibração dos atletas da APAE que hoje participam dessa maravilhosa iniciativa do Mestre Giboia e da Presidente Tânia Athayde. Uma verdadeira aula de inclusão social que mostrou a todos os presentes que uma pessoa especial pode e deve fazer tudo, como qualquer outra pessoa, precisando apenas que seus limites sejam respeitados. As fotos falam por si. Confiram os semblantes dos atletas APAEXONADOS por Capoeira.
 
Já no Domingo, mais de 200 pessoas participaram do desfile cívico representando a APAE de Miguel Pereira que hoje tem 120 alunos, 25 funcionários e dezenas de familiares e colaboradores. Uma verdadeira integração se demonstrou ao longo do percurso. A cidade aplaudiu e parabenizou a todos os participantes. Nota 1000 para toda a Família Apaeana.
 
Fonte: Panorama Regional
http://www.panoramaregional.com.br/

Paraná: Guaraniaçu é destaque no Mega Festival Nacional de Capoeira

 Foi realizado em Paranavaí (PR) no último final de semana o 12º Mega Festival Nacional de Capoeira que reuniu professores e mestres do Brasil e da Bolívia. Os professores de Guaraniaçu Sidnei Ramos “Tangerina” e Luciano Rodrigues “Timão” representaram a região conquistando o 3º lugar obtido por Timão e o 1º lugar obtido por Tangerina na categoria semi-profissional que reúne estagiários, monitores, instrutores e professores. Além dos títulos individuais a equipe de Guaraniaçu que conta também com o contra-mestre “Coringa” obteve o 3º lugar. No total participaram da competição 16 equipes de vários estados brasileiros e uma equipe boliviana. Já na categoria semi-profissional, a qual os atletas de Guaraniaçu participaram, teve 32 atletas. O final do Festival foi marcado por um grande show de capoeira no Teatro Municipal de Paranavaí. “Agradeço o apoio que o grupo vem recebendo de algumas empresas principalmente do Jornal Correio e da Loja Sartori, e também dos vereadores Ronaldo Cazella e Osmário Portela, além da administração municipal através das secretarias de esporte e ação social e do clube Mão Amiga”, disse o professor Signei. “Nosso grupo vem crescendo a cada dia, provando que este é um trabalho sério, com resultados surgindo nas competições e no grande número de alunos que participam do grupo”. 
 
Fonte: Correio do Povo do Paraná – http://www.jcorreiodopovo.com.br

Rio Preto é a primeira colocada em Encontro Estadual de Capoeira

A equipe de capoeiristas da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer conseguiu a primeira colocação no 14º Encontro Estadual de Capoeira em Catanduva.

Os atletas trouxeram à cidade o troféu de 1º lugar na classificação geral da competição. Participaram do evento 32 alunos do Projeto Cidadão, para crianças de 7 a 14 anos. As lutas aconteceram no ginásio de esportes do Gaviolli.

Os atletas rio-pretenses treinam nos núcleos do João Paulo 2º, Planalto e Eldorado. Pelo Projeto Cidadão, desenvolvido pela Prefeitura de Rio Preto, as crianças são atendidas diariamente em horário contrário ao escolar, recebendo alimentação, reforço escolar, atividades culturais, esportivas e musicais.

Participaram da competição atletas de cidades como Frutal, Tabapuã, Matão, Fernandópolis, e outras.