Blog

passando

Vendo Artigos etiquetados em: passando

Campo Grande: Passando uma rasteira nas drogas

Com o objetivo de usar o esporte como arma contra as drogas e a violência, foi realizado no último final de semana em Campo Grande o 4º Encontro de Capoeira – Passando uma rasteira nas drogas. O evento teve o apoio do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul através da Fundesporte.

Cerca de 100 atletas de Campo Grande e interior do Estado participaram do encontro que promoveu aulas de capoeira, palestras de conscientização sobre drogas e violência, curso de primeiros socorros e um torneio infantil, juvenil e adulto da modalidade.

O diretor-presidente da Fundesporte, Flavio Britto, elogiou o trabalho dos organizadores do evento e ressaltou que o esporte é a maneira mais rápida e barata de afastar nossos jovens do perigo das drogas.

CAPOEIRANDO 2007

CAPOEIRANDO 2007 Em Arraial do Cabo, o paraíso das praias do Rio de Janeiro, a antiga vila de pescadores, com todas suas belezas naturais.
 
Em Arraial o Cabo, além das aulas de CAPOEIRA, CAPOEIRA REGIONAL e ANGOLA.
 
Diferentes mestres, como de costume, as noites cariocas serão quentes e agitadas com luaus na Praia Grande e o samba da rapaziada. Em Arraial do Cabo ainda teremos passeios de barco pelas prainhas do Pontal do Atalaia, Gruta Azul, Praia da Marinha e Praia do Forno mais exposição de fotos de capoeira da Pimpa.
 

Varíos mestres do grupo Senzala e de outros grupos para estar passando toda a experiencia adquirida em varios anos de convivio com a nossa Capoeira.

Chegada (arrival): 17/01/07
Seminários (classes): 17 a 20/01/07
Encerramento (ends): 21/01/07
 
Locais:
Seminários – Colégio CIEP da Prainha;
Palestras – Centro Cultural da Prefeitura;
Rodas na Praça da Rodoviária 19h.
Classes: Dias 17 – 16h, 18 e 19 – 10 às 14h
Sábado 20/1 – 10 às 18h!
 
Capoeira Angola
Capoeira Regional
Maculelê
Percussão
Dança Afrobrasileira
 
Para se inscrever no CAPOEIRANDO 2007 – http://www.capoeirando.com.br

Nova coluna: Capoeira sem fronteiras…

Estamos inaugurando uma nova coluna no Portal Capoeira: Capoeira sem fronteiras: A Capoeira para Portadores de Deficiência.
Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as pessoas portadoras de necessidades especiais (PPNEs) já são + de 23 milhões de brasileiros (as).
 
O número de capoeiristas envolvidos com este belo processo tem aumentado a cada dia… o trabalho tem se especializado… passando da esfera das experiências… para algo comprovado… É a nossa capoeira como arma de INCLUSÃO, como uma magia… como algo sem fronteiras e barreiras… é o ser humano… é a prática da cidadania!!!