Blog

peso

Vendo Artigos etiquetados em: peso

A Tríade da Mulher Atleta

A prática excessiva e desregrada de esportes e uma alimentação inadequada podem fazer mal a qualquer pessoa. Isso todo mundo sabe. O que muita gente não sabe é que a mulher tem um motivo (ou três) a mais que o homem para se preocupar com isso.

A Tríade da Mulher Atleta é um termo que surgiu na década de 80 para englobar três problemas de saúde que tendem a se apresentar em conjunto ou em sequência em mulheres que malham e se alimentam de forma desequilibrada: distúrbios alimentares, amenorréia e osteoporose.

O problema atinge principalmente mulheres que praticam atividades físicas nas quais é preferível ter um corpo magro, seja por motivo estético ou por melhorar o desempenho na atividade, e modalidades que estabelecem índices de peso corporal por categorias. Alguns exemplos que se enquadram nos casos acima são: ginásticas rítmicas e artística, nado sincronizado, corrida de fundo, maratona, lutas em geral e até mesmo o balé.

A tríade também atinge mulheres que praticam esportes ou frequentam academias sem acompanhamento médico, independente da modalidade, principalmente quando existe o objetivo de perder peso. Portanto é aconselhável que toda mulher conheça a tríade,

suas causas, seus sintomas e como evitar.

 

Conhecendo o inimigo

É fato que quem pratica atividade física gasta mais calorias e, portanto, precisa se alimentar bem. Mas se de forma consciente, com o objetivo de emagrecer por vontade própria ou exigência do esporte, ou por simples descuido, a atleta consome menos nutrientes do que o corpo precisa para a prática esportiva, este balanço energético negativo pode desencadear a tríade da Mulher Atleta.

O que parece um simples “erro” alimentar pode evoluir para distúrbios como anorexia e bulimia nervosa. A amenorréia (irregularidade ou ausência de menstruação) é outra conseqüência desta deficiência alimentar, pois na falta de nutrientes para a produção de energia, o corpo “desliga” a função reprodutora, desregulando a produção hormonal da mulher.

Em conjunto, o desequilíbrio hormonal e a carência alimentar desencadeiam o terceiro sintoma da tríade: a osteoporose precoce. Desse modo a atleta fica mais sujeita a fraturas que, com a atividade física, podem se tornar frequentes. A osteoporose indica que a tríade está em um estágio avançado e pode até mesmo ser irreversível.

 

Como evitar

Quem pratica esportes deve ter um acompanhamento médico regular. Este é o principal modo de evitar a tríade da mulher atleta

e também outros problemas de saúde. E se você quer emagrecer, nada de seguir a dieta que a amiga fez e deu certo. Procure um

especialista e deixe-o a par das suas atividades físicas.

Mas, se emagrecer não está nos seus planos e, mesmo assim, você percebe que está perdendo peso, infome seu médico, pois pode ser um sintoma da tríade.

Também fique atenta às irregularidades menstruais, pois, no caso de tríade, quanto mais cedo tratar, melhor.

 

Fontes:

Olhar Vital
Por dentro do 9 de Julho

 

Neila Vasconcelos – Venusiana

capoeiradevenus.blogspot.com

Projeto Social de capoeira fabrica campeões

O projeto Social Comunidade Capoeira de Belém do Pará, participou nos dias 30 e 31 de maio de 2009, do 2° Jogos Intermunicipal de capoeira, realizado na cidade de Marituba (Região metropolitana de Belém).

O projeto Social participou da competição com 5 integrantes  e obtiveram um ótimo resultado. Consagrando a atleta Marinete do Carmo, conhecida nas rodas de Capoeira como Neth Muzenza como Bi – Campeã de Capoeira  na categoria Adulto, peso médio. E o atleta Jhonici da silva (Pitt Bul), como Vice Campeão da categoria adulto, peso médio. Os dois atletas pertencentes ao Grupo Muzenza Capoeira.

A Competição foi realizado pelo Mestre Chaguinha e pelo Professor Paulo, ambos da Associação de Capoeira Luta Nossa do Pará, e contaram com o patrocinio da Secdel(secretaria de esporte e lazer de Marituba) e o apoio da Federação Paraense de capoeira.

O evento teve a participação expressiva do publico paraense e das academias de várias cidades do Pará, que lotaram o Ginasio municipal.
Um dos momentos mais marcantes da Competição foi a homenagem ao Grã-Mestre Bezerra, que foi pioneiro na organização da capoeira no Estado e um dos mais importantes Mestre da atualidade.

O Projeto social Comunidade Capoeira, foi criado e desenvolvido pelo Monitor Mac Iver(Grupo Muzenza Capoeira), que atende gratuitamente crianças carentes na Escola Jarbas passarinho(Souza), aos sábados e domingos às 16:00 horas e conta com atividades socio-culturais, com a realização de apresentações nos parques e jardins botanicos de Belém, além das já tradicionais apresentações folcloricas na praça da republica.

O telefone de contato é através do telefone: (91) 3231-6556 / 9115-2965 ou do E-mail: [email protected].

Saúde: Comida demais

Agência FAPESP – O que tem contribuído mais para a epidemia de obesidade: a ingestão excessiva de alimentos ou o sedentarismo? A questão vem sendo discutida há tempos, mas, segundo um estudo que acaba de ser divulgado, a culpa é principalmente do primeiro item.

A pesquisa foi apresentada na sexta-feira (8/5) no Congresso Europeu de Obesidade. Segundo o trabalho, feito por um grupo internacional, o aumento na obesidade nos Estados Unidos desde a década de 1970 se deve quase que completamente ao aumento na ingestão de calorias.

De acordo com a Associação Europeia para o Estudo da Obesidade, o estudo inova ao examinar a questão das contribuições proporcionais à epidemia de obesidade ao combinar relações metabólicas e dados epidemiológicos e agrícolas, entre outros.

“Há muitas sugestões de que tanto a redução da atividade física como o aumento na ingestão de calorias têm sido os principais vetores da obesidade. Mas, até agora, ninguém havia proposto como quantificar as contribuições relativas desses dois pontos”, disse Boyd Swinburn, diretor do Centro de Prevenção da Obesidade da Universidade Deakin, na Austrália, órgão que atua junto à Organização Mundial de Saúde.

“O novo estudo demonstra que o ganho de peso na população norte-americana parece ser explicado totalmente pela ingestão de mais calorias. Aparentemente, as mudanças nas frequências de atividades físicas têm um papel mínimo”, afirmou.

Os pesquisadores examinaram inicialmente 1.399 adultos e 963 crianças para determinar quantas calorias seus corpos queimam no total em circunstâncias normais. Após obterem as taxas de queima de calorias de cada um dos voluntários, Swinburn e colegas calcularam quanto os adultos precisam comer de modo a que mantenham um peso estável e quanto as crianças necessitam para que estejam em uma curva de crescimento normal.

Em seguida, foi feita a análise de quanto os norte-americanos comem, por meio de dados nacionais da disponibilidade de alimentos (a quantidade de alimento produzida e importada menos o total exportado, desperdiçado e usado em animais ou em outras situações), desde a década de 1970.

A ideia era estimar qual seria o peso aproximado 30 anos depois levando em conta apenas a ingestão de alimentos. Para isso, também usaram dados de outro estudo nacional sobre o peso médio dos habitantes dos Estados Unidos. “Se o aumento de peso real se mostrasse o mesmo que a estimativa havia apontado, isso implicaria que a ingestão de alimentos era a responsável.

Se isso não ocorresse, significaria que mudanças na atividade física também tiveram papel importante”, disse Swinburn. Os resultados mostraram que, em crianças, o peso estimado e o real eram exatamente o mesmo, indicando que o consumo calórico sozinho poderia explicar o aumento de peso médio observado no período. “Para os adultos, estimamos que eles estariam em média 10,8 quilos mais pesados, mas o aumento ficou em 8,6 quilos.

Isso sugere que o excesso na ingestão de alimentos ainda explica o ganho de peso, mas que houve melhorias na atividade física nesses 30 anos que evitaram um crescimento ainda maior”, afirmou. Segundo Swinburn, para que o peso médio retorne aos valores da década de 1970, seria preciso diminuir a ingestão calórica em cerca de 350 calorias por dia para crianças e em 500 calorias (um sanduíche grande) para adultos.

“Uma alternativa para atingir resultados semelhantes seria aumentar a atividade física em 150 minutos por dia para crianças e 110 para adultos. Realisticamente, embora a combinação dos dois fatores seja o ideal, o foco deve estar principalmente na redução da ingestão calórica”, disse.

O pesquisador enfatiza que a atividade física não pode ser ignorada como um importante fator para auxiliar na redução da obesidade e que deve continuar a ser promovida por conta de diversos outros benefícios à saúde .

Entretanto, Swinburn destaca que as expectativas em relação ao que pode ser atingido por meio de exercícios devem ser diminuídas e as políticas públicas de saúde precisam ser dirigidas mais no sentido de encorajar a população a comer menos.

 

http://www.easo.org/eco2009/ 

 

Laercio Elias Pereira
http://cev.org.br/qq/laercio/
(82) 9913 8811 – Maceio’

FICA: Primeiro Campeonato Mundial Aberto de Capoeira

A todos os capoeiristas e demais interessados
 
Vimos pelo presente confirmar a realização do PRIMEIRO CAMPEONATO MUNDIAL ABERTO DE CAPOEIRA,  a ocorrer nos dias 09 e 10 de dezembro de 2006, Ginásio de Esportes Rebouças, sito à Ponta da Praia, Santos, SP, Brasil. Trata-se do primeiro evento desportivo oficial mundial de Capoeira. Neste evento participarão atletas masculinos e femininos nas categorias adulto, sênior e master, definidos conforme o Código Desportivo Internacional de Capoeira www.capoeira-fica.org . Para o próximo ano serão inseridas as categorias juvenil e infanto-juvenil.
 
Poderão participar deste evento, capoeiristas que se enquadrarem nas seguintes situações:
 
1- Até 03 capoeiristas de cada categoria de peso, sexo e idade, das entidades de prática desportiva filiadas nas Federações Nacionais filiadas à FICA;
 
2- Até 03 capoeiristas de cada categoria de peso, sexo e idade, das entidades filiadas diretamente na FICA, caso não existir Federação Nacional filiada;
 
3- Capoeristas classificados de 1º a 3º lugares nos campeonatos estaduais das Federações Estaduais que estejam filiadas diretamente na FICA;
 
4- Até 03 capoeiristas de cada categoria de peso, sexo e idade das entidades de prática desportiva filiadas diretamente na FICA, caso não existir Federações Estaduais filiadas diretamente na FICA em suas respectivas jurisdições.
 
Todos os atletas e técnicos das delegações deverão possuir registros individuais na FICA. A taxa de competição está estabelecida em US$ 10,00 (dez dólares) equivalentes a R$ 25,00 (vinte e cinco reais).
 
As inscrições ocorrerão entre os dias 01 e 30 de outubro de 2006 e deverão ser requeridas através de e-mail para [email protected] , assim como quaisquer outras informações adicionais.
 
A data de chegada está prevista para o dia 08/dez. O Congresso Técnico e a pesagem ocorrerão a partir das 15:00 h. do dia 09/dez. As competições, somente indivivuais, ocorrerão a partir das 08:00 h do dia 10/dez.
 
Serão disponibilizados alojamentos gratuítos para as 80 primeiras inscrições de atletas.
 
Colocando-nos à inteira disposição,
Atenciosamente
 
Presidente da Federação Internacional de Capoeira
http://www.capoeira-fica.org

SP: Jogos Regionais & Capoeira

São Caetano lidera os Jogos Regionais e São Bernardo fica em terceiro
 
Após dois dias de competição dos Jogos Regionais que começaram na quarta-feira, São Caetano aparece com 43 pontos na classificação geral em primeiro lugar, e já desponta como um dos favoritos para vencer a competição. A cidade vem seguida de perto por Santos, com 42 pontos, e São Bernardo com 36. Desse modo, são duas cidades do ABC entre as três primeiras. Santo André está apenas na 8ª posição, Diadema em 10º e Mauá em 11º.
 
Os atletas de São Caetano e São Bernardo fizeram bonito e mostraram muita ginga nas competições de Capoeira realizadas na quinta-feira.
A equipe feminina de São Caetano ficou em primeiro lugar, garantindo o ouro. Já no masculino a disputa entre as duas cidades foi grande, terminando com São Bernardo em primeiro e São Caetano em segundo.
No individual, o destaque de São Caetano ficou por conta da atleta peso médio Fernanda Itantilo, que ficou com o ouro, e segundo ela, a competição de capoeira é baseada na técnica, no ritmo e no conhecimento da tradição do esporte.
O peso leve Thiago Carvalho, que garantiu o bronze no individual para São Caetano, disse que os movimentos sempre precisam ser feitos de forma correta acompanhando a música. A equipe de capoeira de São Caetano é treinada por Geraldo José dos Santos, o Mestre Gera, no Clube Recreativo e Esportivo Gisela, no bairro Boa Vista.
 
Na natação as duas cidades também travaram uma grande disputa. No feminino São Caetano levou vantagem e terminou na primeira colocação por equipe, deixando São Bernardo no terceiro lugar. Mas no masculino São Bernardo alcançou a segunda posição, dando a volta por cima de São Caetano, que ficou em terceiro lugar.

Suplementação Nutricional

Revista NutriWebl

Quando a seleção de alimentos em uma dieta é limitada, a suplementação de nutrientes pode ser útil para se alcançar as Doses Diárias Recomendadas (as chamadas RDA).

Exemplos incluem suplementação de vitamina B12 para:

  • vegetarianos que eliminam todos os produtos animais da dieta;
  • ácido fólico, ferro e cálcio para mulheres grávidas; mulheres que possuem fluxo aumentado durante a menstruação podem precisar de ferro adicional;
  • vitamina D para aqueles com baixa ingestão de leite e pouca exposição aos raios solares; e um suplemento multivitamínico e mineral para aqueles que seguem dietas para redução de peso severas.

A suplementação terapêutica é indicada para tratar ou prevenir deficiências de nutrientes em uma variedade de situações clínicas específicas. 
Uma variedade de pessoas podem precisar de suplementação vitamínica e mineral. No entanto, pesquisas têm mostrado que as pessoas que mais tomam suplementos são aquelas que já têm dietas adequadas. A Associação Dietética Americana (ADA) afirma que a melhor estratégia nutricional para promover a saúde e reduzir o risco de doença crônica é a obtenção de nutrientes através de uma variedade de alimentos.
A suplementação vitamínico/mineral deve ser bem analisada e mostrar evidências científicas de segurança e efetividade.
A ADA afirma ainda que, embora os suplementos de nutrientes não devam ser usados como substituto de uma dieta saudável, algumas evidências sugerem que usuários de suplementos consomem menos nutrientes provenientes de alimentos do que aqueles que não usam suplementos. E além disso, em determinados casos, a suplementação de nutrientes pode causar um desequilíbrio ocasionando toxicidade ao organismo.
Muitos problemas associados com altas doses de um único nutriente pode refletir interações que resultam em deficiência relativa de outro nutriente. Por exemplo, altas doses de Vitamina E pode interferir na ação da vitamina K e aumentar o efeito de drogas anticoagulantes, o que pode causar hemorragia. Altas doses de cálcio inibe a absorção de ferro e, possivelmente, outros elementos traços (minerais). Ácido fólico pode mascarar sinais hematológicos da deficiência da vitamina B12, que se não for tratada, pode resultar em danos neurológicos irreversíveis. Ácido fólico também pode interagir adversamente com medicações anticonvulsivantes. Suplementação com Zinco pode reduzir o Cobre, prejudicar as respostas imunes e diminuir os níveis de HDL (colesterol bom).
A toxicidade causada pelo desequilíbrio dos nutrientes é menos provável acontecer quando os nutrientes derivam dos alimentos. A maioria das toxicidades por nutrientes ocorrem devido à suplementação. Muitas vezes as doses ingeridas ultrapassam 25 a 50 vezes o recomendado para as vitaminas C e E, por exemplo. A toxicidade de altas doses de nutrientes como Vitamina A, B6 e D; niacina, ferro, e selênio são bem estabelecidas, ou seja, doses extremamente altas desses nutrientes podem levar a problemas de saúde em vez de trazer benefícios.
Segundo a ADA, comer uma variedade de alimentos é a melhor saída para se obter nutrientes essenciais, mas reconhece que existem aqueles que optam por suplementos, e recomenda a essas pessoas que utilizem suplementos com baixos níveis de nutrientes os quais não devem ultrapassem as RDA (Doses Diárias Recomendadas), visto que tais pessoas também recebem nutrientes provenientes dos alimentos.

Suplementação Nutricional para Atletas

Muitos atletas usam suplementos nutricionais para melhorar a performance.
No entanto, algumas pessoas chegam a tomar vários tipos de suplementos sem saber para que servem e acabam por cometer excessos, colocando a saúde em risco.
Os atletas que têm dietas adequadas não têm muitos motivos para se preocuparem, as deficiências dietéticas de vitaminas são mais comuns naqueles que limitam a ingestão de comida para manter o peso corporal. O objetivo da atividade física para perda de peso, tanto para atletas como não atletas, é reduzir a gordura corporal e manter os músculos. No entanto, deve-se evitar a rápida perda de peso que pode levar a perda de tecido muscular e aumenta a probabilidade da pessoa ganhar peso novamente, além de comprometer a função cardíaca e regulação da temperatura corporal.
Para a população em geral, um programa de exercício aeróbico regular (sessões de 20 a 30 minutos / 3 vezes por semana), combinada com uma dieta hipocalórica e com baixo teor de gordura é o programa mais efetivo para alcançar mudanças desejáveis na composição e peso corporal.
Quando a dieta está deficiente, a suplementação vitamínica pode melhorar a performance. E, em determinadas situações, a suplementação mineral também se faz necessária, como por exemplo: algumas jovens atletas que possuem uma baixa ingestão de cálcio, correm o risco de uma redução do pico da massa óssea, sendo necessária uma suplementação; a deficiência de ferro pode prejudicar a performance, e precisa ser corrigida com a suplementação deste mineral, bem como outros casos específicos que devem ser reconhecidos e avaliados por um médico. Outros suplementos muito procurados por atletas são os anabólicos ou construtores de músculos, os ergogênicos e os termogênicos.

Creatina Monohidratada

Um suplemento anabólico que tem conquistado popularidade nos últimos dois anos é a creatina monohidratada. No corpo, a creatina monohidratada é convertida em creatina fosfato que é uma substância de ocorrência natural no músculo e que é usada durante os primeiros segundos (8-10s) em uma explosão rápida de energia, quase o suficiente para uma corrida de 100 metros. Estudos concluíram que a suplementação de creatina melhora a performance dos atletas em exercícios de alta-intensidade e proporciona um aumento da massa corporal magra (músculos). A suplementação de creatina é amplamente utilizada por atletas em muitos esportes e não constitui doping.

Hormônios Androgênios

A testosterona secretada pelos testículos exerce potente efeito anabólico, determinando aumento acentuado da deposição de proteína em todo o corpo, sobretudo nos músculos.
Por aumentar a força muscular, esses hormônios podem aumentar o desempenho atlético em algumas condições, sobretudo em mulheres e alguns homens que secretam pouca testosterona.
Infelizmente, algumas preparações sintéticas de análogos da testosterona, podem causar lesão hepática e, inclusive, câncer hepático.
Nos homens, qualquer tipo de preparado de hormônios sexuais também podem resultar em diminuição da função testicular, incluindo menor formação de espermatozóides e secreção diminuída de testosterona que podem ter efeitos para o resto de suas vidas.
Na mulher, podem ocorrer efeitos ainda mais deletérios, visto que ela normalmente não está adaptada ao hormônio sexual masculino, resultando em aparecimento de pêlos no rosto, voz grossa, ruborização da pele e interrupção da menstruação.
Outro potencialmente útil suplemento para construção de massa muscular é o DHEA (dehydroepiandrosterone), um hormônio esteróide que é produzido naturalmente pelo corpo e que é precursor de testosterona e estrógeno.
No entanto, excesso de DHEA está associado com câncer de próstata, danos no fígado e pode diminuir os níveis de HDL (colesterol "bom").

Aminoácidos

Um aminoácido bastante utilizado é a Carnitina que atua no metabolismo dos ácidos graxos de cadeia longa, transformando a gordura armazenada em energia.
Existem dois tipos de carnitina a L-carnitina e a D-carnitina. Em contrapartida, a D-carnitina pode causar cãibras, náuseas e diarréia.
Além do mais, a suplementação de carnitina pode custar caro.
Alguns produtos derivados de aminoácidos também são utilizados, como é o caso do HMB (beta-hidroxy-beta-metilpiruvato), um subproduto do aminoácido leucina que estimula a liberação dos precursores da gliconeogênese (formação de glicose a partir de proteínas e gorduras) e síntese de proteína no músculo.

Ginseng

É uma erva muito utilizada na medicina chinesa. Quando utilizada em conjunto com vitamina B, acredita-se aumentar a função neuroendócrina e a  neurotransmissão no cérebro, bem como melhorar o metabolismo de carboidratos e proteínas. No entanto, altas doses podem aumentar a pressão sanguínea.

Anti-oxidantes

São agentes que previnem os danos celulares causados pelos radicais livres.
Podem conter uma variedade de potentes anti-oxidantes tais como as Vitaminas A, C e E, bem como minerais (zinco, selênio, etc) e extratos naturais de plantas, chá verde entre outros.

GABA (ácido gama- aminobutírico)

Naturalmente estimula a produção e liberação do hormônio do crescimento humano (GnH) que, segundo estudos realizados, doses elevadas desse hormônio promove o crescimento muscular e utilização da gordura corporal.
O GABA também é um efetivo analgésico e pode diminuir dores nos músculos e articulações.

Conclusões

Existem outras substâncias utilizadas como suplementos tais como : cromo, HMB, glucosamina sulfato, proteínas do soro do leite, otimizadores metabólicos, piruvato, condroitina sulfato, dentre outros.
As funções dessas substâncias, no geral, são bem conhecidas. No entanto, é necessário que haja mais estudos para se achar outras respostas tais como:

  • dosagens seguras
  • efeitos do uso a longo prazo
  • efeitos das altas dosagens
  • efeitos colaterais
  • a necessidade de utilização (indicação) etc.

O ideal é que exista uma equipe multidisciplinar (nutricionista, médico e treinador físico) no momento da escolha da suplementação a ser utilizada e, principalmente, analisar se ela é realmente necessária. Nunca esquecendo que acima de tudo deve existir uma dieta bem balanceada.

Fontes

  • Choosing Your Bodybuilding Supplements
  • Sports Supplement Glossary
  • Vitamins – Who needs what ?
  • Position of the American Dietetic Association : Vitamin and mineral supplementation
  • Vitamin and Mineral supplementation to athletes, Haymes EM, Int J Sport Nutr 1991
  • Position of the American Dietetic Association : Nutrition for Physical fitness and athletic performance for adults
  • Creatine supplementation and exercise performance, Maughan RJ, Int J Sport Nutr 1995
 

 

Andréa Karla de Lima Alves – Nutricionista/Pesquisadora  Associada NIB/UNICAMP