Blog

possam

Vendo Artigos etiquetados em: possam

Itabira: Capoeira como inclusão social

Grupo Vadeia lança Projeto Boas Práticas, que visa fazer do esporte uma ferramenta de contribuição para o ensino

Transformar a capoeira em uma ferramenta de inclusão social. É esse o objetivo do Projeto Boas Práticas, lançado pelo Grupo Vadeia, de Itabira, nessa quinta-feira, 13 de outubro. Um aulão, na Associação do bairro Vila Santa Rosa deu início ao programa, que reúne mais de 150 alunos.

O projeto é desenvolvido nas associações dos bairros Vila Santa Rosa, São Marcos, Fênix e Abóboras, no Clube Atlético Itabirano (CAI) e na escola municipal Didi Andrade. O “Boas Práticas” conta com o apoio do Juizado da Infância e Juventude e do Grupamento de Operações Escolares (GOE), da Polícia Militar. As aulas são gratuitas para alunos matriculados na escola.

Na aula inaugural, houve a distribuição de livros didáticos para os alunos, com enfoque na educação no trânsito, que contém orientações sobre como pedestre e motorista devem proceder.

De acordo com os idealizadores do projeto, o professor Marcelo Cecel e os graduados Jerferson e Índio, o objetivo é utilizar a capoeira como ferramenta de inclusão social, trazendo para os núcleos do projeto temas sociais que possam capacitar os alunos para que possam ser multiplicadores dentro das comunidades, escolas, famílias, igreja e grupos de amigos.

O evento contou com a presença da representando a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Danúzia, além do integrante do GOE, policial Tássi. “Eu apoio incondicionalmente, pois acredito que o futuro será melhor para as crianças se tornarem-se jovens comprometidos com o bem”, declarou o comandante.

Leonardo de Cássia, graduado na capoeira e integrante do juizado, informou que apontará outros temas para que possam ser levados aos alunos. “Hoje foi sobre educação no trânsito, amanhã pode ser sobre drogas, prostituição, religião, dentre outros”, comenta. O coordenador Edinho Karatê acredita que a idéia é muito boa, pois alia conhecimento a experiência auxiliar os alunos.

 

Fonte: http://www.defatoonline.com.br

Lisboa: 13º Festival de Capoeira – Alto Astral Capoeira

Chegámos à 13ª edição do nosso Festival!

Como sempre vão ser dias com muito Alto Astral, boas rodas, aulas, espectáculo de danças, jantar, palestras e mostras de vídeos. Vamos fazer este fim-de-semana especial e de muita e boa energia, juntamente com mestres e amigos que fazem já parte da história desse grupo.

Em anexo vai a ficha de inscrição e o Cartaz: se puderem confirmem presença e divulguem

Axé!! e te esperamos nos dias 19, 20 e 21 de Novembro de 2010.

Contra-mestre Marco Antonio – Capoeira Alto Astral

Objectivo Social:

  • Obtenção de verbas para as obras da nossa sede no Bairro da Ameixoeira (Lisboa)
  • Obtenção de verbas para manutenção das actividades empreendidas em Barra de Jangada – Pernambuco (Brasil)
  • Integrar jovens de diferentes classes sociais e de conhecimentos culturais diversos através das actividades do evento
  • Angariação de alimentos para reverter para o Banco Alimentar Contra a Fome
  • Adquirir parceiros sociais e ou empresas que possam apadrinhar nosso projecto, pontualmente ou por períodos mais alargados

Objectivo Cultural:

  • Palestras que possam abordar temas históricos ligados a Portugal, África e Brasil
  • Mostras de vídeos documentais
  • Apresentação de dança e teatro
  • Exposições Fotográficas

Objectivo Desportivo:

  • Estimular a prática desportiva através da capoeira, bem como dar a conhecer os benefícios do desporto através de uma exposição de painéis

 

Para se inscrever, clique aqui.

http://capoeiraaltoastral.wordpress.com

Capoeira Baiana divulga Manifesto

A capoeira foi elevada à condição de Patrimônio da Cultura Brasileira pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Um dos desdobramentos desse processo, é a discussão chamada por esse órgão a nível nacional, para discutir as POLÍTCAS DE SALVAGUARDA da Capoeira, ou seja, as ações a nível governamental que deverão garantir a preservação da capoeira enquanto patrimônio nacional, denominadas PRÒ-CAPOEIRA

 

Foram convocados três encontros regionais, Recife (região nordeste), Brasília (regiões centro-oeste e norte) e Rio de Janeiro (regiões sul e sudeste) além do encontro final a ser realizado em Salvador no ano que vem. Porém, alguns fatos aconteceram no primeiro encontro regional em Recife, que fez com que houvesse uma insatisfação por parte da delegação que representou a Bahia, que na sua volta à “boa terra” convocou os capoeiristas baianos para uma assembléia geral, que resultou no seguinte manifesto:

 

MANIFESTO DA BAHIA

 

Nós, mestres, contra-mestres, professores, alunos e pesquisadores da Capoeira da Bahia, reunidos no último dia 22 de setembro de 2010, no Forte da Capoeira na cidade de Salvador, em assembléia amplamente convocada para avaliar questões referentes ao PRÓ-CAPOEIRA, decidimos manifestar publicamente nossa posição, nesse momento que julgamos fundamental para o destino das políticas públicas sobre capoeira no Brasil, a partir dos seguintes pontos:

 

  1. Não temos acordo com a FORMA DE DEFINIÇÃO DOS PARTICIPANTES do Encontro Regional Nordeste, realizado em Recife nos dias 8, 9 e 10 de setembro, pois em NENHUM MOMENTO foram explicitados claramente os critérios de seleção dos consultores responsáveis pela articulação em cada região, nem muito menos os critérios de seleção adotados para a definição dos representantes de cada estado para participarem dos Grupos de Trabalho do referido encontro

 

  1. Não temos acordo com a FORMA DE DISCUSSÃO estabelecida no encontro de Recife, onde as propostas discutidas em cada GT NÃO PASSARAM PELA APROVAÇÃO DA PLENÁRIA FINAL, causando muito desconforto entre os participantes, que não se sentiram contemplados com muitas das propostas apresentadas pelos GTs

 

  1. Manifestamo-nos firmemente CONTRA algumas propostas apresentadas pelos Grupos de Trabalho, que não refletem o pensamento da comunidade da capoeira como um todo, mas APENAS UMA PARCELA dessa comunidade, no que diz respeito a:

 

  • Formalização de um modelo oficial da capoeira como ESPORTE DE ALTO RENDIMENTO, visando a sua inclusão nas Olimpíadas. Vale observar que não nos opomos a quem queira conduzir a capoeira como esporte. Nosso posicionamento é contrário a FORMALIZAÇÃO LEGAL E OFICIAL da capoeira como esporte olímpico, o que naturalmente negaria a diversidade de suas práticas.
  • Regulamentação da profissão a partir da LÓGICA DO MERCADO, engessando a capoeira num modelo pré-estabelecido e submetendo toda a comunidade de mestres e professores a um Conselho Federal que será o responsável por determinar quem pode e quem não pode exercer essas funções
  • Submeter a formação do capoeirista ao ensino universitário como obrigatoriedade, QUEBRANDO ASSIM AS FORMAS TRADICIONAIS de transmissão desses saberes, onde o mestre tem papel central.

 

Diante do exposto, EXIGIMOS que o processo de discussão encaminhado pelo PRÓ-CAPOEIRA, seja mais DEMOCRÁTICO, possibilitando que a DIVERSIDADE de opiniões e visões sobre capoeira possam se fazer representar.

 

Exigimos também que os CRITÉRIOS DE DEFINIÇÃO DOS REPRESENTANTES dos estados possam ser explícitos, e que possam garantir que as discussões nos GTs e plenárias sejam qualificadas com a presença de mestres, professores e pesquisadores que possam contribuir de forma efetiva na elaboração das propostas, tanto nos ENCONTROS REGIONAIS, como na PLENÁRIA FINAL, marcada para a Bahia no próximo ano.

 

Salvador, 22 de setembro de 2010.

Lisboa: 12º Festival de Capoeira – Alto Astral Capoeira

12 anos de sonhos e realizações onde a capoeira como ferramenta cultural, social e desportiva nos uniu e nos lançou a novos horizontes. Uma data tão especial nos traz a responsabilidade de fazermos mais e melhor, e é com muito prazer que anunciamos aos nossos aficionados, que o Festival de Capoeira 2009 terá um novo formato, serão tres dias, com as mais variadas actividades, os melhores Mestres, e a possibilidade de guardar na memória um evento que esperemos, marque seu percurso como capoeira.

Axé!! e te esperamos nos dias 27, 28 e 29 de Novembro de 2009.

Contra-mestre Marco Antonio – Capoeira Alto Astral

Objectivo Social:

  • Obtenção de verbas para as obras da nossa sede no Bairro da Ameixoeira (Lisboa)
  • Obtenção de verbas para manutenção das actividades empreendidas em Barra de Jangada – Pernambuco (Brasil)
  • Integrar jovens de diferentes classes sociais e de conhecimentos culturais diversos através das actividades do evento
  • Angariação de alimentos para reverter para o Banco Alimentar Contra a Fome
  • Adquirir parceiros sociais e ou empresas que possam apadrinhar nosso projecto, pontualmente ou por períodos mais alargados

Objectivo Cultural:

  • Palestras que possam abordar temas históricos ligados a Portugal, África e Brasil
  • Mostras de vídeos documentais
  • Apresentação de dança e teatro
  • Exposições Fotográficas

Objectivo Desportivo:

  • Estimular a prática desportiva através da capoeira, bem como dar a conhecer os benefícios do desporto através de uma exposição de painéis

Bahia: Curso qualifica capoeiristas sem garantir campo de atuação

 

Começou nesta segunda-feira, 30, um curso de capacitação em educação para 40 capoeiristas baianos. Promovido pela Secretaria de Cultura (Secult), o “Capoeira – Educação para a Paz” tem como finalidade formar professores da luta-arte no âmbito das relações étnico-sociais, para que possam atuar como educadores. No entanto, não há, até então, uma decisão por parte do governo sobre como estes profissionais serão aproveitados nas escolas públicas após a conclusão dos trabalhos.

O material de divulgação do curso informa que a capacitação contribuirá com a aplicação das leis 10.639/03 e 11.645/08, que modificaram a Lei de Diretrizes e Bases para incluir nas grades curriculares da rede pública o ensino de história e cultura Afro-brasileira, Africana e Indígena. No entanto, a Secult não explica de que forma isso ocorrerá. “Vamos preparar estas pessoas, mas sem criar a expectativa de que elas terão algum contrato de trabalho”, diz a coordenadora do curso, Vanda Machado.

De acordo com Vanda, um dos 30 módulos em que o curso foi dividido vai ensinar os capoeiristas a elaborar projetos, a fim de possam buscar outras oportunidades de trabalho. A informação parece não ter sido claramente comunicada a todos os participantes. “O que eu soube é que depois de um estágio não-remunerado em escolas do Pelourinho, haveria alguma proposta de trabalho nesta área (educacional)”, conta o mestre de capoeira Bola Sete.

A representante da Secretaria da Educação do Estado (SEC) no projeto, Tatiana Senna, afirma que há um acordo de cooperação entre as duas secretarias que prevê parceria de atuação em vários projetos. Ela explica que a SEC prevê diversas possibilidades para o aproveitamento destes profissionais, a começar pelo diálogo dos capoeiristas com os educadores da rede estadual de ensino. Porém, Tatiana não mencionou oportunidade concreta de trabalho para estes profissionais num primeiro momento.

A discussão acontece no momento em que a capoeira é reconhecida como Patrimônio Cultural Brasileiro pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A cerimônia de formalização acontece no próximo dia 15 de julho, às 15 horas, durante reunião do Conselho Consultivo da Instituição no Palácio Rio Branco, em Salvador.

Curso – Com 160 horas de duração, o “Capoeira – Educação para a Paz” vai oferecer módulos sobre história e cultura do povo negro, legislação, capoeira para crianças e pessoas com necessidades especiais, entre outras. Haverá também visitas técnicas e um período de estágio não-remunerado em escolas públicas. A metodologia é baseada na roda do diálogo onde “todos possam se ver e trocar experiências”, explica Vanda Machado.

De acordo com a educadora Fátima Freire, filha de Paulo Freire, que ministrou a aula inaugural do curso nesta segunda-feira, 30, no Forte do Santo Antônio Além do Carmo, a preocupação de base é a formação de valores. “A idéia é criar uma consciência transformadora nestes agentes multiplicadores que são os capoeiristas”, conta.

A idéia de inserir a capoeira no contexto educacional não é nova. Desde a determinação para descriminalização da prática, em 1932, Getúlio Vargas teria chegado a sugerir a inclusão da luta como prática esportiva nas escolas. No entanto, a implantação nunca foi levada adiante.

 

Fonte: http://www.atarde.com.br

SP: GNCA comemora 11 Anos!!!

O Grupo Negaça de Capoeira Angola está completando 11 anos…  Mestre Cavaco, Ratão, Gaucho, Zelão e toda a família Negaça estão abrindo as portas do  Barracão da Fábrica para uma roda de comemoração muito especial…
Fica aqui todo o meu respeito e admiração pelo trabalho sério e responsável do Grupo Negaça e que outras e outras volta ao mundo sejam dadas…
 
Parabéns meus camaradas!!!
Luciano Milani


VADIAÇÂO NO BARRACÃO DA FÁBRICA DO MESTRE CAVACO
 
CONVITE PARA FESTA DE 11 ANOS
 
 Negaça
Devido a Copa do Mundo estamos TRANSFERINDO nossa Roda que seria
dia 01/07 para 22/07 para que todos possam estar presente.
 
Data: 22 / 07 / 2006 – Sábado
Horário: apartir das 16:00h
Rua: Marieta da Silva 197 – Vila Guilherme – SP
Fone: ( 55 11 ) 6901-1365
 
Após a Roda iremos servir Sarapatel para quem estiver presente.
A Bebida cada Pessoa deverá trazer a sua.
 
– nosso calendário – Calendário das Rodas 2006 –
 
 
Abraço a todos: Mestre Cavaco / Trenel Ratão

Miltinho Astronauta na Europa

O grande camarada e capoeirista Milton Cezar Ribeiro, conhecido na capoeiragem por Miltinho Astronauta, embarca para uma temporada na Europa, onde deve ficar aproximadamente 30 dias.
 
 
Em seu itinerário está previsto uma rápida passagem por Portugal onde será recebido e hospedado por Luciano Milani.
 
Este encontro nasceu de uma rica e próspera sintonia de ideias e projetos que tem a capoeira como pano de fundo e o envolvimento no processo de informação e democratização da Capoeira Virtual
 
Miltinho é o responsável, o maestro do excelente e dinâmico Jornal do Capoeira (
www.capoeira.jex.com.br ) e desenvolve este trabalho com competência e seriedade.
Luciano Milani é o responsável pelo Portal Capoeira (
www.portalcapoeira.com ), pelo Capoeirista.com.br ( www.capoeirista.com.br ) e pelo Luciano Milani – Capoeira ( www.lmilani.com )
 
Vamos esperar que no próximo dias 14, 15 e 16 de Setembro, estes dois trabalhadores da capoeira possam conversar muito, jogar capoeira, discutir e trocar experiências para continuarem com o excelente trabalho de informação e democratização no universo capoeirístico. 
 
Uma boa Viagem Miltinho, do lado de cá estamos lhe esperando de braços abertos, no pé do berimbau…

 

Iêêê… dá volta ao mundo….

Antivírus FREEWARE

Antivírus FREEWARE Free eScan Anti-Virus Toolkit Utility 1.0.6.1

O Free eScan Anti-Virus Toolkit Utility 1.0.6.1 identifica, além de vírus, dialers (discadores) ilegais que estejam instalados no seu computador. Também avisa da presença de sniffers rodando sem o conhecimento do usuário.

O programa é ideal para aquelas empresas, entidades e usuários que querem legalizar seus softwares, mas não têm condições de comprar licenças de antivírus comerciais. A empresa que produz o programa, a Micro World Technologies, também desenvolve suites comerciais de proteção contra vírus, invasões e outras atividades externas que possam prejudicar seu computador.

Visite: http://www.mwti.net/index.asp

O Free eScan Anti-Virus Toolkit Utility 1.0.6.1 tem 3,6 Mb e pode ser baixado clicando aqui.

PAULO NADER DA CUNHA