Blog

promover

Vendo Artigos etiquetados em: promover

Brasil e Timor

Fundação Cultural Palmares integra delegação brasileira que visita o Timor Leste esta semana.

Uma delegação brasileira chegou nesta segunda-feira (11) ao Timor Leste para uma missão cultural de aproximação entre os dois países. O presidente da Fundação Cultural Palmares, Zulu Araújo, e o diretor de Relações Internacionais do Ministério da Cultura, Marcelo Coutinho, foram convidados a fazer parte da delegação que passará uma semana no país. O objetivo é conhecer mais sobre a cultura do Timor, para, posteriormente, promover um evento cultural no Brasil. Também fazem parte da delegação brasileira representantes do Ministério das Relações Exteriores (MRE) do Brasil.

O interesse da delegação brasileira no Timor está relacionado aos projetos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Como no Timor Leste, apenas 10% da população falam português, o Brasil tem a intenção de promover atividades mais sistematizadas de estudo da língua portuguesa. Além disso, um projeto a ser implantado na CPLP é o DOC-TV. Por meio do DOC-TV, os países produzem documentários sobre algum aspecto de suas realidades, que, posteriormente, são transmitidos simultaneamente em todos os países. Para o Timor, de modo especial, esse projeto contribuiria para quebrar a hegemonia da Indonésia na televisão timorense.

O MRE considerou ser um momento propício para visitar o Timor, visto que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve no país há um mês. A delegação se reunirá nesta segunda-feira (11) com o ministro da Educação do Timor, João Câncio Freitas. Durante toda a semana, a delegação brasileira se reunirá com autoridades timorenses e conhecerá as principais manifestações culturais do país. A volta ao Brasil será no dia 16 de agosto.

Assessoria de Comunicação
Inês Ulhôa – assessora de imprensa (9966-8898) ines.ulhoa@palmares.gov.br
Jacqueline Freitas – jacqueline.freitas@palmares.gov.br
Luisa Picanço – luisa.miranda@palmares.gov.br
Marília Matias de Oliveira – marilia.oliveira@palmares.gov.br
Marcus Bennett – marcus.bennett@palmares.gov.br
Telefones: (61) 3424-0164/ 0165/ 0166
wwww.palmares.gov.br

 

Capoeira uma Cultura de Ação Sócio- Educacional

Este projeto tem como objetivo principal a Criação/Fundação do Centro Cultural Irmão Capoeira, para que não seja algo em beneficio próprio mas para toda uma comunidade. Afinal capoeira é cultura e não só "ginga", Mostrar também a comunidade que através da capoeira nossas crianças, adolescentes e adultos, possam exercer sua cidadania como pessoas de bem, junto com disciplina, educação e acima de tudo motivação. Motivar para que acreditem e tenham metas em suas vidas, que nada em nossas vidas vem do nada e sim de muito esforço e luta e muitas mãos dadas por um único propósito, fazendo através da Capoeira muitos projetos sociais, enfim… dar-lhes um bom exemplo de vida e direcionamento. Afinal CULTURA não se ensina, mas se transmite de um para o outro. Hoje uma das grandes lutas da capoeira é não deixar de lado o RITUAL, o RITMO, a EDUCAÇÃO e o RESPEITO. “O surfe, quando deixou de ser apenas um comportamento cultural nascido dos nativos do Havaí e da Austrália, pelo menos conseguiu preservar alguma coisa do comportamental (que muitas vezes nós mesmos confundimos com cultura). E hoje a cultura surf está implantada até em lugares que jamais viram uma praia”¹ e é exatamente isso que queremos que aconteça com a cultura Capoeira, gingando aprendendo e dando lição para o povo e pelo povo, servindo para evoluir, produzindo, colaborando, esclarecendo e educando com Respeito, Humildade & Sabedoria. Que seja bom, agradável, mas que nos identifique na multidão, que represente um modelo de vida e que nos traga bem-estar. Mostrando que a Capoeira é cultura comportamental, vivencial e Socio-Educacional, sendo nas mãos do mestre e contra-mestre um recurso pedagógico para a contribuição de valores humanos e étnicos, baseados no respeito, na socialização e liberdade, valorizando a cultura brasileira.

Abaixo segue as funções que o Centro Cultural exercerá:

1- Proporcionar a crianças e adolescentes (carentes) a prática da Capoeira mostrando que a capoeira é todo um conjunto de ações e pensamentos culturais e educacionais direcionados ao bem do próximo.

2- Incentivar os estudos: Verificando a avaliação semestral do colégio em cada aluno estuda, estando este sob pena de ficar sem participar das atividades do grupo se não tiver um bom desempenho escolar, podendo voltar somente após a certificação de que este tenha melhorado seu rendimento escolar.

3- Promover eventos de responsabilidade social, envolvendo-se em campanhas coletivas como ações de mobilização sócio-educacional e Campanhas:

 

Centro Cultural Irmão Capoeira
Clique para ampliar as imagens

Irmão Sem Fome: promovendo a arrecadação de alimentos não perecíveis para doar a quem precisar

Agasalhe um irmão: promovendo a arrecadação de roupas, sapatos, cobertor, etc…para doação nas entidades carentes ou a quem necessita;

Você Lembrou de Mim – Onde o Grupo se disponibilizará a ir em um asilo e proporcionar a felicidade daqueles que um dia lutaram muito em sua vida. Fazer uma apresentação de capoeira e levar doações.

Teatro nas Escolas – Onde o grupo apresentará uma peça teatral mostrando através da capoeira a história da vinda dos negros e a escravidão no Brasil, resgatará a nossa cultura popular entre outros.

Faça uma Criança Sorrir – promovendo arrecadação de brinquedos para doar as crianças carentes no dia das crianças;

Mulher na Roda – onde as mulheres terão um dia somente para elas, participando de uma roda de capoeira, aprendendo alguns passos dessa arte. Buscar apoio de profissionais estéticos e o equilíbrio entre corpo e mente.

Mãe Exemplo de Vida – Promovendo no mês das mães concursos culturais para que elas participem, elegendo e premiando as participantes, apresentação de capoeira e homenagem as mães.

Um dia de Leitura – Arrecadando livros para todas as idades, para que se tenha uma biblioteca e livro ao alcance de todos, incentivando e promovendo o gosto pela leitura;

Natal solidário – Promovendo arrecadação de brinquedos para as crianças e cesta básica para as famílias necessitadas, apresentação de capoeira e teatro;

Melhor Idade – promovendo aos idosos um dia de exercícios físicos e relaxamento para um corpo saudável e mais cheio de vida.

Promover a Participação de nossos alunos em eventos culturais, fazendo apresentações de capoeira, levando o nome do Grupo a vários lugares e difundindo cada vez mais essa arte/cultura chamada capoeira.

Promover o Batizado do Grupo Irmão Capoeira como um evento cultural, obtendo-se as trocas de cordas, e integração entre famílias e sociedade em si.

– Promover futuramente aulas de dança, musica, teatro e profissionalização.

-Colaborar com os poderes públicos, dando sugestões, participando de eventos, comissões e auxiliando nos eventos Culturais.

Ainda estamos pedido apoio, e digo, não nos referimos a apoio financeiro (claro que bem vindo quando chega) mas nos referimos principalmente ao apoio moral, de incentivo para que nenhum de nós esmoreça e desista deste objetivo tão lindo, outro tipo de apoio é a aquisição de materiais como berimbau, pandeiro, etc, (algum material mesmo usado que queira doar nossas crianças e adolescentes agradecem). Divulguem este e-mail, nos ajude a continuar de mãos dadas por uma boa causa.

A Capoeira não pode e não deve ser só a ginga, a beleza, a luta; ela tem que ser todo um conjunto de ações e pensamentos culturais e educacionais direcionados ao bem do próximo.

Um forte abraço,

Geovana (Mãe de aluno Capoeira)

¹- Parte extraída de uma conversa entre capoeiristas na roda on line (me corrija se eu estiver errada), não me recordo quem escreveu exatamente.

Geovana Jucelia Jorge – geovanajujorge@yahoo.com.br

ONG, em Brasília, promove aulas gratuitas de capoeira para a comunidade


ONG, em Brasília, promove aulas gratuitas de capoeira para a comunidade e crianças em situação de risco social como forma de promover a inclusão social.


Nota à Imprensa
 

Associação Cordão de Ouro lança Programa de Resgate e Promoção da Cultura Popular com 08 Oficinas abertas à comunidade e vagas gratuitas.
 
Com o Objetivo de promover a Cultura Popular, a Associação Cordão de Ouro lançou um Programa com 08 Oficinas de Capoeira e Maculelê abertas à comunidade de Brasília e com vagas gratuitas.
As oficinas visam apresentar a capoeira para o público leigo, e que tem interesse em conhecer essa arte levando em conta seus rituais e raízes.
O último período de oficinas de julho a setembro de 2006 encerra o Programa em conjunto com o III Encontro de Intercâmbio Brasil Suécia. Na programação: palestras, oficinas e debates para estrangeiros e brasileiros praticantes de capoeira. Obs: As oficinas, assim como toda a programação do Evento serão abertas a toda a comunidade de Brasília.
 
Para maiores informações visitem o link:
 
http://www.cordaodeouro.org/index.php?secao=secoes.php&sc=3&id=160
 
Projeto Aprendendo com a Cultura Brasileira comemora 04 anos e renova programa de educação e inclusão social para jovens em situação de risco por mais um ano.
 
No Brasil, a capoeira vem sendo utilizada com sucesso como instrumento de educação e de inclusão social. É o caso do projeto social “Aprendendo com a Cultura Brasileira”. Em funcionamento desde 2002, o projeto atende a 60 jovens e crianças em situação de risco no DF, contribuindo para seu desenvolvimento físico e psíquico e para sua inclusão social por meio do relacionamento com os outros alunos do grupo. O impacto positivo também ficou claro para as “mães sociais”. As crianças atendidas, além da vivência cultural, obtiveram melhorias nos âmbitos escolar e familiar. Atualmente, o projeto atende quarenta crianças e conta com três profissionais que utilizam as potencialidades educacionais da capoeira e do folclore Brasileiro para promover a educação e inclusão desses jovens.
 
Felipe - João Grande - Na Volta por Cima...
Academia Cordão de Ouro | Instituto Volta por Cima
CLN 107, Bloco "A", Ap. 208 CEP 70743-510 Brasília DF, Brasil
+55 61 3443.8450 | 8111.0647 | www.cordaodeouro.org

Roda na Praça – Tatuapé – SP

Capuraginga promove atividades na Praça Silvio Romero, Tatuapé, São Paulo, dia 13/março/2005
 
Convidamos a todos os mestres, professores, estudiosos e alunos para participarem do 1º Encontro "Roda na Praça", que será promovido pelo Grupo Capuraginga de São Paulo.
 
O encontro será realizado na Praça Silvio Romero, Tatuapé, dia 13 de março de 2005, após as 11h00.
 
 
 
CAPOEIRA ANGOLA – CAPOEIRA REGIONAL – MACULELÊ – SAMBA DE RODA
 


 
A roda terá como objetivo:
 
          *  Conscientizar os profissionais sobre a importância da capoeira na atual sociedade;
          *  Promover o intercâmbio entre os diversos capoeiristas;
          *  Utilizar a capoeira como um veículo de informação;
          *  Divulgar a capoeira ao público.
Direção: Monitor Lampanche
Supervisão: Mestrando Giltemberg
obs. Devido à roda ser ao ar livre, a mesma será cancelada em caso de chuva.