Blog

santo

Vendo Artigos etiquetados em: santo

Salvador sediará um dos maiores festivais internacionais de Capoeira

De 15 a 18 de janeiro ocorrerá na cidade da cultura afro-brasileira o IV Festival Internacional de Capoeiragem, que reunirá pessoas de mais de 15 nacionalidades.

O IV Festival Internacional de Capoeiragem, promovido pelo grupo CTE Capoeiragem, acontecerá no Forte da Capoeira – Santo Antônio, de 15 a 18 de janeiro e contará com a presença da elite mundial da capoeira. Em pleno verão da Bahia, Capoeiristas de todos os continentes se farão presentes no evento.

Educadores, estudantes, pesquisadores e adeptos da arte/luta Capoeira, vivenciarão e trocarão experiências por meio de palestras, cursos, turismo e muita festa. Serão realizadas oficinas de movimentos, percussão, música e ritmo; palestra, mesa redonda e mostra de filmes abordando a cultura, a arte e a história da capoeira. No evento terão tendas com artesanato e comidas típicas locais, além do Espaço Criança (06 a 12 anos), sendo uma das grandes novidades desta edição. No coquetel de abertura, que contará com a presença de autoridades, duas grandes personalidades serão homenageadas, Fred Abreu (in memoriam), historiador e Mestre Gigante, o Mestre mais antigo do mundo. Estas ações contribuirão para fortalecer a cultura e o turismo locais e oferecer aos participantes uma maior integração com a cidade e as pessoas reforçando o papel histórico/cultural de Salvador como centro das culturas e artes afro-brasileiras.

As inscrições acontecerão no local do evento até 30 minutos antes de iniciar as atividades do dia. As oficinas do Espaço Criança serão gratuitas e todos aqueles interessados em ver o evento terão acesso livre no local.

Este tipo de evento atrai capoeiristas do mundo inteiro, pois muitos deles têm interesse em conhecer o local e a cultura onde nasceu a capoeira e de vivenciar experiências com Mestres renomados conhecidos apenas por meio de filmes e/ou livros. A capoeira, que se expandiu nos cinco continentes e em mais de 160 países é a arte/luta/esporte que mais dissemina a cultura brasileira e a língua portuguesa, portanto é um instrumento histórico e educativo muito interessante, afirma Mestre Balão, líder do CTE Capoeiragem e responsável pelo Festival. Ele acrescenta que o objetivo do evento também é fomentar o turismo e a economia do estado incluindo uma nova ferramenta para atração de demanda turística ao calendário oficial e incluir a capoeira nos setores educacionais como atividade lúdico-educativa.

A Capoeira

A Capoeira, originária das populações afro-brasileiras, é uma arte/luta que desenvolve o aspecto psicomotor, educacional e social em todos os níveis sociais e faixas etárias. Ela é o sexto esporte mais praticado no Brasil e foi reconhecida, em 2008, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), como patrimônio imaterial da cultura brasileira.

Existem muitas academias de capoeira no exterior e uma popularização da sua música e história. Nos últimos anos, filmes, livros e documentários têm sido apresentados e divulgados com mais intensidade internacionalmente.

A Capoeira vem crescendo como elemento para o fortalecimento da cidadania dos povos do mundo inteiro com projetos que envolvem crianças e adolescentes em situação de risco. Desta forma, a arte/luta tem contribuído muito e pretende continuar ajudando na humanização dos espaços sociais em que ela se desenvolve.

 

Programação

15/01 (quarta-feira)

19h – Coquetel de abertura

16/01 (quinta-feira)

10h às 12h – Oficinas de Capoeira

15h às 18h – Oficinas de Capoeira e Samba de Roda

19h às 20:30h – Palestra “O Legado de Fred Abreu” com Carlos Eugênio L. Soares

17/01 (sexta-feira)

10h às 12h – Oficinas de Capoeira

15h às 18h – Oficinas de Capoeira e Percussão

19h às 20:30h – Mesa Redonda “O empreendedorismo na Capoeira”, com Mestres internacionais

18/01 (sábado)

9h às 12h – Tour Capoeirístico da Praça da Sé ao Santo Antônio

15h às 18:30h – Batizado, troca de graduação e formatura

20h – Festa de encerramento

Mestres Oficineiros: Mestre Lua Rasta, Mestre Olavo, Mestre Nenel, Mestre Bamba, Mestre Macaco, Mestre Balão, Mestre Papa e Mestre Dilaho | Samba de Roda: Nalvinha / Mediador da Mesa Redonda: Mestre Itapoan

Serviço: IV Festival Internacional de Capoeiragem
Data e local: 15 a 18 de janeiro, no Forte da Capoeira – Santo Antônio.
Horário: ver programação

Cartaz e Programação

Para esclarecimentos adicionais, favor contatar:

Mestre Balão – 71 9179 0025 | E-mails: [email protected]

Fanpage: facebook.com/festivalinternacionaldecapoeiragem

Semeando 2013/14 – VIII Encontro Internacional de Capoeira Angola

Semeando 2013/14 – VIII Encontro Internacional de Capoeira Angola

Evento realizado pelo Grupo de Capoeira Semente do Jogo de Angola vai reunir alunos, Contra Mestres e Mestres de vários países

Entre dezembro de 2013 e janeiro de 2014 acontece o Semeando – Encontro Internacional de Capoeira Angola, realizado pelo Grupo Semente do Jogo de Angola. O objetivo do evento é reunir alunos de vários estados brasileiros e de outros países, além de capoeiristas interessados em aprender e trocar informação sobre a história Afro-Brasileira. A programação vai incluir Capoeira Angola, Dança Afro, Samba de Roda, Maculelê, Oficinas de Berimbau, Caxixi, Atabaque, Percussão, Palestras, Mostras de Vídeo, Afoxé e Caminhada Ecológica.

O Encontro é realizado de 2 em 2 anos, desde 2004, em Salvador e na Ilha de Cacha Pregos (BA), onde está sendo construída a sede do Grupo de Capoeira Semente do Jogo de Angola. Em 2013, o evento vai ampliar as atividades para dois lugares históricos: Santo Amaro, no Recôncavo Baiano, e Chapada Diamantina. A ideia não é só jogar Capoeira, mas levar todos os interessados para vivências em lugares históricos, tais como: Baixa do Sapateiro, Lagoa do Abaeté, Ilha de Itaparica, Santo Amaro, Cachoeira, São Félix, Lençóis e Vale do Capão. 

O Grupo de Estudos dos Núcleos Semente de Angola apresentará um trabalho teórico sobre História do Brasil até 1808/1810, data da chegada da Família Imperial no Rio de Janeiro. Este acontecimento histórico coincide com o começo da perseguição policial aos negros e capoeiristas. Este trabalho, o qual será apresentado por alunos do Grupo, permanecerá no Espaço na Ilha para estudos. As aulas de Capoeira durante o Encontro serão ministradas pelo Mestre Jogo de Dentro, Contramestres do Grupo Semente do Jogo de Angola e Mestres presentes. 

INFORMAÇÕES 

Site: http://www.sementedojogodeangola.org.br
Telefone: (71) 8727 7127 / 3319 0227

 

Fonte: http://www.iteia.org.br

Homenagenm aos 94 anos do mestre João Pequeno

Quem pensa que tudo acabou… Esta enganado, mestre João Pequeno nunca vai parar de fazer o que ele sempre fez com tanto amor e dedicação…

As atividades continuam e a luta é grande por isso, que tenho certeza, que ele onde ele chegava, plantava sua semente e marcava com a bandeira do arco-íres a sua passagem para nessa hora de descanso ter essa continuidade provando que enquanto discutem quem é mais que quem ele estava trabalhando.

Com isso estaremos como todos os outros anos fazendo homenagem ao Dr. mestre João pequeno aparte das 17 h no dia 27 de dezembro no forte santo Antonio (forte da capoeira). seja bem vindo com a sua. CONFIRAM O CARTAZ

 

 

DIA 27/12:

Programação ESPECIAL:

MESTRE JOÃO PEQUENO DE PASTINHA HOMENAGENS AO SEUS 94 ANOS DE NASCIMENTO

A PARTIR DAS 17hs

Vídeos: Doutor Mestre João Pequeno de Pastinha;

Roda de Conversa;

Apresentações;

Roda de Capoeira Angola e Confraternização. tudo do dia 27/12 no forte da capoeiradentro da academia do mestre

 

DIA 28/12:

ATIVIDADE COM RODA CAPOEIRA ANGOLA NA FAZENDA COUTOS (Projeto Pequenos do João)

Mestre João Pequeno

Mestre João Pequeno

João Pereira dos Santos, aluno de mestre Gilvenson e depois discípulo de Mestre Pastinha, de quem se tornou continuador. Integrou em 1966 a delegação brasileira no Premier Festival des Arts Nègres, em Dakar (Senegal).Hoje, ainda mantém Academia de Capoeira, no Forte Santo Antônio (centro histórico de Salvador). Em 1970, Mestre Pastinha assim se manifestou sobre ele e seu companheiro João Grande: “Eles serão os grandes capoeiras do futuro e para isso trabalhei e lutei com eles e por eles. Serão mestres mesmo, não professores de improviso, como existem por aí e que só servem para destruir nossa tradição que é tão bela. A esses rapazes ensinei tudo o que sei, até mesmo o pulo do gato”.

Em 27 de dezembro 1917 nasceu em Araci no interior da Bahia João Pereira do Santos, filho de Maria Clemença de Jesus, ceramista e descendente de índio e de Maximiliano Pereira dos Santos cuja profissão era vaqueiro na Fazenda Vargem do Canto na Região de Queimadas. Aos quinze anos (em 1933) fugiu da seca a pé, indo até Alagoinhas seguindo depois para Mata de São João onde permaneceu dez anos e trabalhou na plantação de cana de açúcar como chamador de boi, então conheceu Juvêncio na Fazenda são Pedro, que era ferreiro e capoeirista, foi aí que conheceu a capoeira.

Aos 25 anos, mudou-se para Salvador, onde trabalhou como condutor (cobrador) de bondes e na construção civil

como servente de pedreiro, pedreiro, chegando a ser mestre de obras. Foi na construção civil que conheceu Cândido que lhe apresentou o mestre Barbosa que era um carregador do largo dois de julho, Barbosa dava os treinos, juntava um grupo de amigos e nos finais de semana ia nas rodas de Cobrinha Verde no Chame-chame.

Inscreveu-se no Centro Esportivo de Capoeira Angola, que era uma congregação de capoeiristas coordenada pelo Mestre Pastinha.

Desde então, João Pereira passou a acompanhar o mestre Pastinha que logo ofereceu-lhe o cargo de treinel, isso foi por media de 1945, algum tempo depois João Pereira tornou-se então João Pequeno.

No final da década de sessenta quando Pastinha não podia mais ensinar passou a capoeira para João pequeno dizendo: “João, você toma conta disto, porque eu vou morrer mas morro somente o corpo, e em

espírito eu vivo, enquanto houver Capoeira o meu nome não desaparecerá”.

Na academia do Mestre Pastinha, João Pequeno ensinou capoeira a todos os outros grandes capoeiristas que dali se originaram e mais tarde tornaram-se grandes Mestres, entre eles João Grande, que tornou-se seu Grande parceiro de jogo, Morais e Curió.

Foi aconselhado pelo Mestre Pastinha a trabalhar menos e dedicar-se mais a capoeira. Embora pensasse que não passaria dos 50 anos percebeu que viveria bem mais ao completar tal idade.

Tendo que enfrentar a dureza da cidade grande João Pequeno também foi feirante, e carvoeiro chegou a ser conhecido como João do carvão, residiu no Garcia, e num barraco próximo ao Dique do Tororó.

Sua primeira esposa faleceu, mas, um tempo depois conheceu Dona Mãezinha no Pelourinho, nos tempos de ouro da academia de seu Pastinha, constituíram família, e com muito esforço construíram uma casa em fazenda Coutos,

Lá no subúrbio, bem longe do Centro onde foram morar e receber visitas de capoeiristas de várias partes do mundo.

Para João Pequeno o capoeirista deve ser uma pessoa educada “uma boa arvore para dar bons frutos”. Para quem a capoeira é muito boa não só para o corpo que se mantém flexível e jovem, mas também para desenvolver a mente e até mesmo servir como terapia, alem de ser usada de várias formas, trabalhada como a terra, pode-se até tirar o alimento dela.

João Pequeno vê a capoeira como um processo de desenvolvimento do indivíduo, uma luta criada pelo fraco para enfrentar o forte, mas também uma dança, cuja qual ninguém deve machucar o par com quem dança, defende a idéia que o bom capoeirista sabe parar o pé para não machucar o adversário.

Algum tempo após a morte do mestre Pastinha, em 1981, o mestre João Pequeno reabre o Centro Esportivo de Capoeira Angola ( CECA ) no Forte Santo Antônio Alem do Carmo(1982), onde constitui a nova base de resistência, onde a capoeira angola despontaria-se para o mundo, embora encontrando várias dificuldades para manutenção de sua academia, conseguiu formar alguns mestres e um vasto numero de discípulos.

Na década de noventa houve várias tentativas por parte do governo do estado em desocupar o forte Santo Antônio para fins de reforma e modificação do uso do forte, paradoxalmente em um período também em que foi amplamente homenageado recebendo o titulo de cidadão da cidade de Salvador pela câmara municipal de vereadores, Doutor Honoris Causa pela universidade de Uberlândia, e Comendador de Cultura da República pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

”É uma doce pessoa” é o que afirmam todos que tem a oportunidade de conhecer o Mestre João Pequeno, cuja simplicidade, a espontaneidade e o carisma seduz a todos que vão até o Forte Santo Antonio conferir suas rodas, é um bricalhão, mas que também não deixa de dar uma baquetada nos que se exaltam e esquecem dos fundamentos da brincadeira e da dança.

  • Leia Mais : Mestre João Pequeno de Pastinha

Lavagem de Paris ganha hot site

A Lavage de La Madeleine, que tem Carlinhos Brown como convidado em 2011, acaba de ganhar uma página na internet. O site vai contar com o histórico da festa – o maior evento da cultura brasileira na Europa – e traz fotos, vídeos, programação completa e a cobertura completa de tudo o que vai acontecer por lá. O site contempla também as redes sociais Twitter e Facebook, além de um canal exclusivo no youtube. “É a primeira vez que a Lavage ganha um site, o que achei ótimo. Além de divulgar nossa história, poderemos transmitir tudo que acontece nessa festa linda para o mundo”, comenta o artista santo-amarense Robertinho Chaves, que criou a Lavage em 2002.

Com extensa programação multicultural, o evento conta com uma exposição fotográfica, workshop de dança afro, Forró da Lavage, Missa do Rosário dos Pretos, lançamento de livro sobre o evento, lavagem das escadarias da Igreja de La Madeleine – inspirada nas lavagens das escadarias das igrejas do Bonfim (Salvador) e de Nossa Senhora da Purificação (Santo Amaro) – entre outros. Criada em 2002 pelo artista santo-amarense Robertinho Chaves, a Lavage é um evento de intercâmbio multicultural que dura cerca de uma semana, e culmina em um cortejo de 10 mil pessoas nas ruas de Paris (França). Em 2011 a festa acontece de 13 a 18 de setembro.

Lavage de La Madeleine – evento multicultural que acontece há 10 anos, inspirado na lavagem das escadarias da Igreja do Senhor do Bonfim (Salvador) e da Igreja de Nossa Senhora da Purificação (Santo Amaro). É realizada pela Associação Viva Madeleine, Brasil Onirê, TAG Arts e D+ Produções, com patrocínio da Alstom e Lei de incentivo à cultura/Ministério da Cultura/Governo Federal. Apoio Cultural: Bahiatursa/Secretaria de Turismo/Governo do Estado da Bahia, Embratur/Ministério do Turismo/Governo Federal, SACEM – FR, AD Turismo e Rede Bahia.

 

Site: http://www.lavagedelamadeleine.com

Twitter: @LavageMadeleine

Facebook: http://www.facebook.com/lavagemadeleine

 

 

Victor Villarpando – 71 8867.6107

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional: Lista de Habilitados – Prêmio Viva Meu Mestre – Edição 2010.

O Prêmio Viva Meu Mestre tem como objetivo reconhecer e fortalecer a tradição cultural da Capoeira por meio da premiação de Mestres e Mestras de Capoeira, com idade igual ou superior a 55 anos, cuja trajetória de vida tenha contribuído de maneira fundamental para a transmissão e continuidade da Capoeira no Brasil.

O Prêmio Viva Meu Mestre é uma política de reconhecimento e valorização dos “patrimônios vivos” e proporcionará uma ampla visibilidade na sociedade brasileira de uma expressão cultural reconhecida como Patrimônio Cultural do Brasil. O objetivo primeiro do prêmio está integrado ao Programa de Salvaguarda e Incentivo à Capoeira – Pró – Capoeira e visa o reconhecimento, valorização e divulgação dos mestres que tenham larga experiência acumulada na prática e transmissão dos saberes sobre a capoeira, desempenham ou desempenharam papel fundamental em suas comunidades e se dedicaram a manter vivo esse patrimônio nacional.

Poderão concorrer ao Prêmio Viva Meu Mestre 2010 Mestres e Mestras de Capoeira, de qualquer vertente ou estilo com reconhecida experiência e conhecimento nos saberes e fazeres da Capoeira.

As inscrições deverão ser apresentadas período de 29/10/2010 a 17/11/2010, de acordo com as condições e exigências estabelecidas no edital e seus anexos disponíveis abaixo.

 

Edital Premio Viva Meu Mestre – Mestres e Mestras de Capoeira 2010  

Resultado: inscrições habilitadas para Prêmio Viva Meu Mestre – Edição 2010

Foi publicada na edição desta quarta-feira (6) do Diário Oficial da União a relação das inscrições habilitadas e não-habilitadas, conforme as regras estabelecidas no Edital de Premiação 001/2010 – Prêmio Viva Meu Mestre. A lista de candidatos e sua situação está disponível abaixo, no arquivo em anexo.

A seleção dos mestres e mestras de capoeira que serão premiados será finalizada pela Comissão de Seleção, que pontuará as inscrições habilitadas de acordo com os critérios indicados no edital. A reunião da Comissão de Seleção será realizada após a liberação de recursos financeiros pelo Ministério da Cultura.

Fonte: DPI / Ascom Iphan

LISTA DE CANDIDATOS HABILITADOS

1.Adalberto Conceição da Silva – Zumbi Bahia – São Luis/MA

2.Adalgiza Muniz Ribeiro – Dona Daja – Santa Rita/MA

3.Adenilson Bemvindo dos Santos – Mestre Biquinho – Rio de Janeiro/RJ

4.Ailton Fiúza da Conceição – Mestre Dedé – Salvador/BA

5.Alberto José de Freitas – Mestre Sombrinha – Guarujá/SP

6.Albino de Brito Veras – Mestre Albino – Teresina/PI

7.Alcides de Lima – Mestre Alcides – São Paulo/SP

8.Alexandre dos Santos Marques – Mestre Gege – Duque de Caxias/RJ

9.Alípio Souza Oliveira – Mestre Alípio – São Bernardo do Campo/SP

10.Almerindo Francisco dos Santos – Mestre Azambuja – Embu/SP

11.Almerito Almeida dos Santos – Mestre Kenura – Cotia/SP

12.Aloízio de Souza Píton – Mestre Píton – Curitiba/PR

13.Américo Araújo Brandão – Mestre Brandão – Salvador/BA

14.Ananias Ferreira – Mestre Ananias – São Paulo/SP

15.Antenor Neres – Mestre Runda – Santa Rita/MA

16.Antônio Batista Pinto Zulu – Mestre Zulu – Sobradinho/DF

17.Antônio Bezerra dos Santos – Mestre Bezerra – Belém/PA

18.Antônio Cardoso Andrade – Mestre Brasília – São Paulo/SP

19.Antônio Carlos Pereira dos Santos – Mestre Pimpão – Salvador/BA

20.Antônio Conceição Pereira – Mestre Bigode – Feira de Santana/BA

21.Antônio de Castro Muniz – Seo Antônio Viola – Santa Rita/MA

22.Antônio dos Santos – Mestre Carcará – Santo Amaro/BA

23.Antônio Ferreira da Silva – Mestre Butt – Nova Iguaçu/RJ

24.Antônio José da Conceição Ramos – Mestre Patinho – São Luis/MA

25.Antônio Oliveira Bemvindo – Mestre Touro – Rio de Janeiro/RJ

26.Antônio Rodrigues Santos – Mestre Sergipe – São José dos Pinhais/PR

27.Antônio Rosemberg Santos Coelho – Mestre Berg Yourubá – Rio de Janeiro/RJ

28.Artur Emídio de Oliveira – Mestre Artur Emídio – Rio de janeiro/RJ

29.Bendito Pires Belfort – Seo Benedito de Anastácio – Itapecuru mirim/MA

30.Carlos Augusto Cruz Peixoto – Timbó – Campos/RJ

31.Celso Carvalho do Nascimento – Mestre Celso – Rio de Janeiro/RJ

32.Damionor Ribeiro de Mendonça – Mestre Mendonça – Niterói/RJ

33.Djalma Alves de Souza – Mestre Djalma – Teixeira de Freitas/BA

34.Domingos de Lau do Nascimento – Mestre Cavaco – São Paulo/SP

35.Domingos dos Santos Serejo – Seo Domingos de Zé de Honório – Bacabeira/BA

36.Edgar Francisco das Chagas – Mestre Chaguinha – Manaus/AM

37.Ediney de Sena – Adó – Santo Amaro/BA

38.Eduardo Wilso Nascimento – Canhoto – Rio de Janeiro/RJ

39.Edvaldo Borges da Cruz – Mestre Lua de Bobó – Salvador/BA

40.Eli Pimenta – Mestre Eli – São Paulo/SP

41.Eliseu Etelvino dos Santos – Eliseu Trovoada – Salvador/BA

42.Ercília de Assunção – Dona Ercília – Santa Rita/MA

43.Euzébio Ferreira dos Santos – Seo Zebão – Itapecuru mirim/MA

44.Edvaldo Evangelista Matias – Mestre João D’Barro – Salvador/BA

45.Everaldo Bispo de Souza – Mestre Lobão – São José dos Campos/SP

46.Felipe Santiago – Mestre Felipe – Santo Amaro/BA

47.Fernando Campelo Cavalcanti de Albuquerque – Gato – Rio de Janeiro/RJ

48.Filomena Dutra dos Santos – Dona Ló – Anajatuba/MA –

49.Firmino Diniz – Mestre Diniz – São Luis/MA

50.Firmino Rosa Oliveira – Seo Firmininho – Santa Rita/MA

51.Flávio Cardoso de Mendonça – Mestre Flávio Mendonça – Rio de Janeiro/RJ

52.Francisco Tomé dos Santos Filho – Mestre Bigo ou Francisco 45 – São Paulo/SP

53.Frederico Alexandre das Candeias – Mestre Jequié – Ubatuba/SP

54.Gil Clementino Cavalcanti de Albuquerque Filho – Mestre Gil Velho – Recife/PE

55.Gilson Fernandes – Mestre Lua Rasta – Salvador/BA

56.Itamar da Conceição Magalhães – Mestre Chita – São Gonçalo/RJ

57.Itamar da Silva Miranda – sem apelido – Rio de Janeiro/RJ

58.Izidório dos Santos – Seo Izidório – Cantanhede/MA

59.Jaime Martins dos Santos – Mestre Curió – Salvador/BA

60.Jair Correia da Silva – sem apelido – Caucaia/CE

61.Jelon Gomes Vieira Filho – Mestre Jelon Vieira – Salvador/BA

62.Joana Muniz Carvalho – Joana de Pitoca – Santa Rita/MA

63.João da Mata Frazão – Seu João de João Pedro- Anajatuba/MA

64.João Marcos Vieira da Gama – sem apelido – Rio de Janeiro/RJ

65.João Mendes Barbosa Filho – Mestre Jô – Juiz de Fora/MG

66.João Pereira dos Santos – Mestre João Pequeno de Pastinha – Salvador/BA

67.Joel de Souza Menezes – Mestre Joel – Guarulhos/SP

68.Jorge Roberto Siqueira Coutinho – Mestre Criolo – Rio de Janeiro/RJ

69.Jorge Satiro da Conceição – Mestre Jorge Satélite – Salvador/BA

70.José Andrade – Mestre Andrade – Santo André/SP

71.José Antônio Pinheiro Silva – Mestre Pinheiro – Juiz de Fora/MG

72.José Carlos Alberto – Tinta Forte – São José dos Campos/RJ

73.José Carlos Portes Pereira – Mestre Portes – Ubatuba/SP

74.José Carlos Santana – Mestre Santana – São Paulo/SP

75.José dos Santos Pinto – Mestre Zumbi – São Paulo/SP

76.José Eloy de Oliveira – Mestre Baixinho – São Paulo/SP

77.José Izidro de Carvalho – Mestre Gajé – Salvador/BA

78.José Luiz Oliveira Cruz – Mestre Bola Sete – Salvador/BA

79.José Maria Cardoso da Costa – Mestre Ousado – Singapura

80.José Porfírio Martins – Seo Zezinho – Itapecuru Mirim/MA

81.José Renato Vasconcelos de Carvalho – Mestre Zé Renato – Fortaleza/CE

82.José Ribamar de Carvalho Filho – Mestre Ribaldo Branco – São Luis/MA

83.José Serafim Ferreira Júnior – Geni – Salvador/BA

84.José Virgílio dos Santos – Mestre Virgílio de Ilhéus – Ilhéus/BA

85.José Walter Santa Rosa – Santa Rosa – Salvador/BA

86.Júlio Romão da Silva Filho – Mestre Romão – Ananindeuá/PA

87.Julival do Espírito Santo – Mestre Gato – Presidente Figueiredo/AM

88.Juvêncio Pires – Seo Juvenal – Itapecuru mirim/MA

89.Lázaro Martins dos Santos – Mestre Lazinho – Cantanhede/MA

90.Leda Muniz Carvalho – Mãe Ledoca – Santa Rita/MA

91.Leilza Viana Launé – Dona Lalá – Santa Rita/MA

92.Liberino Brandão Azevedo – Mestre Liberino – Salvador/BA

93.Lourival Fernando Alves Leite – Mestre Pop – Florianópolis/SC

94.Luiz Alberto Siqueira Amarante – Mestre Mineiro – Nova Lima/MG

95.Luiz Américo da Silva – Mestre Mintirinha – Rio de Janeiro/RJ

96.Manuel Mercês Martins – Seo Manuel de Daniel – Itapecuru Mirim/MA

97.Manoel Missias Pereira – Seu Misse – Santo Antônio/BA

98.Manoel Pio de Sales – Mestre Sabú – Aparecida de Goiânia/GO

99.Manoel Silva – Mestre Boca Rica – Salvador/BA

100.Marcelino Neto de Azevedo – Sapão/Netinho – Caicó/RN

101.Marcelo Azevedo Guimarães – Mestre Peixinho – Rio de Janeiro/RJ

102.Márcio Fernando dos Santos Cunha – Mestre Pipoca – Rio de Janeiro/RJ

103.Marcondes Luiz Ferreira da Silva – Mestre Pirajá – Feira de Santana/BA

104.Marcos Aurélio Moreira – Mestre Marcos Coca Cola – Olinda/PE

105.Maria da Natividade Launé – Dona Dada – Santa Rita/MA

106.Maria de Jesus Belfort – Dona Maria Grande – Itapecuru Mirim/MA

107.Maria do Rosário Frazão Sampaio – Dona Mocinha – Anajatuba/MA

108.Maria dos Anjos Vianna Pereira – Dona Tatá Velha – Rosário/MA

109.Maria Inácia Fonseca – Dona Maria Preta – Anajatuba/MA

110.Mário Alves dos Santos – Mestre Guerreiro – Dourados/MS

111.Mário dos Santos – Mestre Busca Pé – São Francisco do Conde/BA

112.Maximiana Carvalho – Dona Mássica – Santa Rita/MA

113.Milton de Sousa – Passo Preto – Goiânia/GO

114.Móisés Alves dos Santos – Mestre Sucuiuba ou Mestre Moisés – Salvador/BA

115.Natalício Neves da Silva – Mestre Pelé da Bomba – Salvador/BA

116.Neilton Moreira Nascimento – Mestre China – Salvador/BA

117.Nestor Sezefredo dos Passos Neto – Mestre Nestor Capoeira – Rio de Janeiro/RJ

118.Norival Moreira de Oliveira – Mestre Nô – Salvador/BA

119.Olavo Paixão dos Santos – Mestre Olavo – Salvador/BA

120.Osvaldo da Conceição Santana – Mestre Baixinho – Salvador/BA

121.Paulo Ferreira – Paulo Brasa – Rio de Janeiro/RJ

122.Paulo Sérgio da Silva – Mestre Paulão da Muzenza – Rio de Janeiro/RJ

123.Pedro Alves da Silva – Mestre Pedrinho – São Gonçalo do Rio Preto/MG

124.Pedro Moraes Trindade – Mestre Moraes – Salvador/BA

125.Pedro Viana – Seo Pedro Queixinho – Rosário/MA

126.Raimunda Nonata Pinto Nascimento – Dona Raimundinha de Mário – Cantanhede/MA

127.Raimundo da Silva Frazão – Seo Raimundo de Henrique – Anajatuba/MA

128.Raimundo Lopes – Seo Chico Sarapião – Cantanhede/MA

129.Raimundo Nonato Barbosa – Mestre Nonato – Feira de Santana/BA

130.Raimundo Santana de Sena – Mestre Petróleo – Camaçari/BA

131.Raimundo Silva Filho – Raimundo Filho – Duque de Caxias/RJ

132.Reinaldo Santana – Mestre Bigodinho – Salvador/BA

133.Reginaldo Consolatrix Maia – Mestre Reginaldo Velho – Timóteo/MG

134.Reginaldo da Silveira Costa – Mestre Squisito – Brasília/DF

135.Reginaldo Laurêncio Bispo – Mestre Regis – Salvador/BA

136.Renildo Onofre dos Santos – Mestre Espanto – Guarulhos/SP

137.Roberto Alves Barbosa – Mestre Carangueijo – São Paulo/SP

138.Roberto Teles de Oliveira – Mestre Sombra – Guarujá/SP

139.Rogério Soares Peixoto – Mestre Rogério – Belo Horizonte/MG

140.Romualdo Rosário da Costa – Mestre Moa do Katendê – Salvador/BA

141.Roque Mendes dos Santos – Mestre Roque – São João de Meriti/RJ

142.Rudney Ribeiro Carias – Mestre Noventa – Belo Horizonte/MG

143.Salvador Francisco Rodrigues – Alfaiate – Santana/BA

144.Salvador Pereira de Souza – Mestre Orlando – Itaberaba/BA

145.Sérgio Augusto Sacramento – Mestre Garrincha – Rio de Janeiro/RJ

146.Sinésio Souza Góes – Gato Góes – Santo Amaro/BA

147.Valdenor Silva dos Santos – Mestre Valdenor – Santo André/São Paulo

148.Vicente Braga Brasil – Mestre Pirrita – São Luis/MA

149.Vilmar da Cruz Brito – Vilmar – Rio de Janeiro/RJ

150.Vivaldo Rodrigues da Conceição – Mestre Boa Gente – Salvador/BA

151.Virgílio Maximiano Ferreira – Mestre Virgílio da Fazenda Grande – Salvador/BA

152.Waldir José da Costa – Mestre Sorriso – Rio de Janeiro/RJ

 

LISTA DE CANDIDATOS NÃO-HABILITADOS

1.Ananilson de Souza – Mestre Monsueto – Sombrio/SC

2.André Luiz Gonçalves – Mestre Moreno – Caconde/SP

3.Antônio Alves de Almeida – Mestre Gago – Feira de Santana/BA

4.Antônio Carlos de Jesus Amorim – Mestre Roque Rio – Feira de Santana/BA

5.Antônio Maria Cavaliere – Grão Mestre Toninho Cavaliere – Belo Horizonte/MG

6.Benedito Felix dos Anjos – Mestre Amigo – Cruz das Almas/BA

7.Derli da Silva Costa – Mestre Derli – Rio de Janeiro/RJ

8.Djamir Pinatti – Mestre Pinatti – São Paulo/SP

9.Eron Miguel Bezerra – Mestre Eron – Cuiabá/MT

10.Fátima Aparecida Colombiano – Mestra Cigana – Angra dos Reis/RJ

11.Gerson de Jesus Cruz – Mestre Keu – Feira de Santana/BA

12.Hélio Tabosa de Moraes – Mestre Tabosa – Brasília/DF

13.Isac Inácio da Silva – Mestre Angolinha – Belfort Roxo/RJ

14.Ivo Domingos de Arruda – Sombra – Cuiabá/MT

15.Jean Batista Cleber Teixeira Santos – Churrasco – Caxias do Sul/RS

16.João Jesus de Souza – Mestre João – Teixeira de Freitas/BA

17.José Eduardo Correa – Mestre Bareta – Guaxupé/MG

18.José Luiz Gonçalves Torres – Mestre Torres – Bicas/MG

19.José Nunes Filho – Mestre Mais Velho – Itaboraí/RJ

20.José Oliveira da Conceição – Mestre Oliveira – Camaçari/BA

21.Luiz Carlos Pinto da Silva – Sorriso – Teresópolis/RJ

22.Raimundo Dias – Salvador/BA

23.Sérgio Rogério Cesário Costa – Zumbi – São Paulo/SP

24.Sidecleyse Mota Costa – Paço do Lumiar/MA

Nota de Falecimento: Mestre Bigodinho

Morre um dos maiores representantes da cultura popular da Bahia.

Morreu, nesta terça-feira (05/04/11), no hospital  em Santo Amaro, Mestre Bigodinho, conhecido por seu trabalho na capoeira, um Mestre conceituado

O enterro será realizado na Quinta dos Lazaros.

O mestre nos deixa a lembrança da importância de se valorizar e se reconhecer os constituintes da nossa cultura popular enquanto vivos.

Mestre Bigodinho

Reinaldo Santana – Mestre Bigodinho, Exímio cantador e tocador de berimbau, nascido em 13 de setembro de 1933 na cidade de Santo Amaro, na Bahia, começou na capoeira em 1950 com Mestre Waldemar Rodrigues da Paixão, permanecendo até 1970, onde se afastou devido a repressão e discriminação sofrida na época.

Em 1997, incentivado por seu amigo – o Mestre Lua Rasta, retornou ao convívio da capoeira, para a satisfação de todos que admiram essa nobre arte.

Mestre Bigodinho reside atualmente em Salvador/BA e viaja por todo o mundo levando seu conhecimento e amor pela capoeira.

 

“A Capoeira é uma defesa pessoal e cada qual se defende como pode na hora da necessidade. A capoeira não é valentia”.

“Faça pouco bem feito do que muito mal feito”.

 

Nossos mais sinceros pesames a todos os “membros da familia Santana” e nossa singela homenagem a um dos mais conceituados e respeitados mestres da nossa capoeiragem… Um cantador de timbre único e entoação ímpar… Muita paz para continuar gingando nesta “eterna roda da vida”.

Portal Capoeira


Mestre Russo de Caxias: O Zelador

Jonas Rabelo, conhecido na capoeiragem como Mestre Russo de Caxias, iniciou-se na Capoeira em 1968. Através de amigos começou a assistir as apresentações de suas respectivas escolas de capoeiragem em eventos festivos, nos quais passou a freqüentar ativamente como jogador convidado.

Em 1972 foi apresentado ao Mestre Barbosa, com quem treinou até 1975.

No dia 3 de junho de 1973, dia do Santo Antonio, um grupo de amigos capoeiristas organizou uma roda em uma festa na comunidade da Igreja Católica Santo Antonio.

Read More

Iê dá volta ao mundo: a Capoeira Angola na atualidade

O Grupo de Capoeira Angola Pelourinho – GCAP, estabelecido há vinte e sete anos no Forte de Santo Antônio Além da Carmo promoverá, no período de 09 a 13 de fevereiro próximo, mais um evento internacional de Capoeira Angola.  O evento contará com oficinas de movimento, rodas e palestras tendo como objetivo principal chamar a atenção da comunidade capoeirística e simpatizantes para os rumos que a Capoeira Angola tem tomado nos últimos tempos como consequência do processo globalizante da cultura afrobrasileira. Mestre Moraes, presidente- fundador do GCAP, doutorando em Cultura e Sociedade pela Universidade Federal da Bahia, irá ministrar as oficinas e conduzir as discussões sobre o tema no decorrer do evento. As palestras contemplarão temas diversos como a história do Forte de Santo Antônio enquanto prisão, relatos de viagens a Angola feitas pelo Mestre Cobra Mansa e outra que tratará das  subjacências da musicalidade da capoeira.  As atividades acontecerão no Forte de Santo Antonio Além do Carmo. Maiores informações através do e-mail [email protected]

 

Programação

Quarta-feira (09/02)

17:00 h – Credenciamento
19:00 h – abertura do evento – comemoração do aniversário do Mestre Moraes

Quinta-feira (10/02)

9:00 h às 11:00h – Oficina de capoeira
14:30 às 16:30h – Palestra: Na prisão um jardim: reconstruindo  a história do Forte de Santo Antônio. (M. Moraes e Cláudia)
17:00h – 19:00h Roda orientada: aspectos ritualísticos
19:300h – 21:30 Roda de capoeira ( restrita aos inscritos na oficina e aos mestres convidados )
Sexta-feira (11/02)

9:00h às 11:00h – Oficina de capoeira

14:30  às 16:30 – Palestra: “Em busca do N’golo: relatos das viagens a Angola –  2006 e 2010 ” (Mestre Cobra Mansa)

17:00 – 18:00 –  Oficina de rítmo

18:00 – 19;30 – Relato de experiência dos núcleos do GCAP – Japão e São Paulo (Contramestres Kayo e David)

20:00h – 22:00 – Roda de capoeira ( restrita aos inscritos na oficina e aos mestres convidados )
Sábado  (12/02)
9:00 às 11:00 – Oficina de capoeira
14:30 às 16:30h – Palestra: Inquices, voduns e tatas: a morte nas canções do Mestre Moraes (Contramestre Márcio)

17:00 a 18:00 – Confecção de berimbau

18:30 às 19:30 – Interpretações de ladainhas

19:30 às 21:30 – Roda de capoeira ( restrita aos inscritos e aos mestres convidados)

Domingo (13/02)
9:00h às 11:00h – Roda de encerramento aberta
12:00 – Feijoada para os inscritos e convidados.

Seminário de Proposição Para Políticas Públicas da Capoeira da Bahia

Nos dias 11 e 12 de dezembro, os mestres, contra-mestres e professores de capoeira estarão reunidos em um seminário que pretende discutir as metas e políticas públicas da capoeira na Bahia, além de propor a manutenção dessa tradição ancestral para a capoeira mundial.

Trata-se de um movimento destinado a discutir a posição dos capoeiristas, na meca da capoeira do mundo. Os seminários devem produzir uma proposta que deverá ser entregue ao Ministro da Cultura Juca Ferreira, ao Governador Jacques Wagner e a bancada baiana de deputados federais eleitos.

Seguindo a proposta de discussão dos encontros Pró-Capoeira realizados pelo MINC, os mestres estarão reunidos com vistas a garantir que a tradição de capoeira seja mantida e disseminada nos cinco continentes, evitando que a arte-luta se torne objeto de descaracterização cultural.

Ainda dentro da proposta dos Seminários de Capoeira, será discutida a sugestão de transformar o Forte de Santo Antônio Além do Carmo, mais conhecido como Forte da Capoeira, em um Centro Nacional e Internacional de Referencia para estudos étnicos voltados ao tema.

Vejam abaixo a programação:

11/12 Sábado

9:00 Credenciamento

10:00 Mesa de Abertura

12:00 às 13:00h Intervalo para Almoço

13:00  às 17:00h  GT´s

1- Capoeira Identidade e Diversidade

2- Políticas de Fomento e Auto Sustentabilidade

3- Capoeira e Educação/ Esporte e Lazer

4- Regulamentação

12/12 Domingo

09:00 Plenária Final – produção do documento

 

LOCAL: FORTE DA CAPOEIRA – Largo do Santo Antonio – Salvador-BA