Blog

seminários

Vendo Artigos etiquetados em: seminários

Projeto “Cantando e Contando a História do Samba” é realizado em Belo Horizonte

A Fundação Cultural Palmares realizou na quinta-feira (01) e na sexta-feira (02), o primeiro seminário do projeto “Cantando e Contando a História do Samba”, na Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte. No próximo ano, serão promovidos mais nove seminários em dez estados brasileiros, que abordarão a História e a Cultura Afro-brasileira por meio da centralidade da cultura: a dança, a música, a religião, a arte, os ritos, as tradições.

Os seminários terão a duração de dois dias e serão compostos por palestras, debates, mini-cursos com abordagem das temáticas relativas às leis, relato de experiências exitosas apresentadas pelo público e apresentações culturais.

Embasada na Lei 10.639/2003, a Fundação Palmares pretende que os seminários atuem como instrumento teórico e metodológico dirigidos a professores, educadores, pesquisadores, estudantes universitários, gestores públicos, acadêmicos, movimentos sociais e entidades afins.

Além da Lei 10.639/2003, os seminários contribuirão para a implementação da Lei 11.769/2008 – que dispõe sobre a obrigatoriedade do ensino da música na educação básica – buscando a inclusão da questão racial na escola por meio da música. O projeto conta e valoriza a história do samba, gênero musical de raízes africanas surgido no Brasil, considerado uma das principais manifestações culturais populares brasileiras, como produto da resistência da cultura negra.

O projeto “Cantando e Contando a História do Samba”, de autoria da Associação Musical Artística e Cultural (AMAC), foi desenvolvido para professores das diversas áreas do conhecimento, de escolas da rede pública e particular, para oferecer a estes profissionais estratégias de intervenção pedagógica que favoreçam a construção de atividades lúdicas com base na musicalidade rítmica do samba, e abrange o conhecimento sobre a história da África e a importância da cultura afro-brasileira para a afirmação da identidade étnica-racial.

A realização do “Cantando e Contando a História do Samba” faz parte de uma série de atividades propostas pelo Departamento de Fomento e Promoção da Cultura Afro-brasileira da Fundação Cultural Palmares, com objetivo de ampliar o diálogo com a sociedade civil e demais órgãos dos Governos Estadual e Federal, que reconheçam e promovam os direitos humanos, os valores éticos, o reconhecimento da diversidade de manifestações culturais de matriz africana, a inclusão e a cidadania cultural.

 

Serviço

O quê: Seminário do projeto “Cantando e Contando a História do Samba”

Onde: Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte

Quando: 01 e 02 de dezembro

Mais informações: http://www.cantandoahistoriadosamba.com.br/

 

Fonte: http://www.palmares.gov.br

Seminário de Proposição Para Políticas Públicas da Capoeira da Bahia

Nos dias 11 e 12 de dezembro, os mestres, contra-mestres e professores de capoeira estarão reunidos em um seminário que pretende discutir as metas e políticas públicas da capoeira na Bahia, além de propor a manutenção dessa tradição ancestral para a capoeira mundial.

Trata-se de um movimento destinado a discutir a posição dos capoeiristas, na meca da capoeira do mundo. Os seminários devem produzir uma proposta que deverá ser entregue ao Ministro da Cultura Juca Ferreira, ao Governador Jacques Wagner e a bancada baiana de deputados federais eleitos.

Seguindo a proposta de discussão dos encontros Pró-Capoeira realizados pelo MINC, os mestres estarão reunidos com vistas a garantir que a tradição de capoeira seja mantida e disseminada nos cinco continentes, evitando que a arte-luta se torne objeto de descaracterização cultural.

Ainda dentro da proposta dos Seminários de Capoeira, será discutida a sugestão de transformar o Forte de Santo Antônio Além do Carmo, mais conhecido como Forte da Capoeira, em um Centro Nacional e Internacional de Referencia para estudos étnicos voltados ao tema.

Vejam abaixo a programação:

11/12 Sábado

9:00 Credenciamento

10:00 Mesa de Abertura

12:00 às 13:00h Intervalo para Almoço

13:00  às 17:00h  GT´s

1- Capoeira Identidade e Diversidade

2- Políticas de Fomento e Auto Sustentabilidade

3- Capoeira e Educação/ Esporte e Lazer

4- Regulamentação

12/12 Domingo

09:00 Plenária Final – produção do documento

 

LOCAL: FORTE DA CAPOEIRA – Largo do Santo Antonio – Salvador-BA

BAHIA capacita agentes e operadores em seminários

De olho no mercado turístico afro descendente, a Bahia realizará dois seminários de Turismo Étnico, a fim de promover o segmento em âmbito estadual, nacional e internacional para agentes e operadores de viagem. O 1º Seminário Estadual de Turismo Étnico-Afro ocorrerá em maio, e o 1º Seminário Nacional e Internacional será em agosto.

A presidente da Bahiatursa, Emília Salvador Silva, destacou a importância de investimentos nos mercados emissores para o turismo étnico, já que no ano passado o segmento teve incremento de 300% no fluxo. “Queremos investir mais no mercado nacional e buscar mais mercados internacionais. Estamos focando os mercados que mais podem trazer resultados positivos. Percebemos que os festivais gastronômicos são uma ótima forma de promover o turismo da Bahia, atingindo inclusive o público final”, declarou.

Já o coordenador Billy Arquimimo diz que os seminários irão mostrar a diversidade do turismo étnico. “Mostraremos os destinos onde terão os roteiros voltados para o segmento. A Bahia tem muita coisa para ser explorada pelo turismo étnico, não só o afro como o indígena também”, destacou.

Durante os seminários, o Escritório Internacional de Capoeira e Turismo da Secretaria do Turismo servirá para estabelecer um canal entre as academias, associações, grupos e escolas de capoeira com o trade turístico do Estado, qualificando e garantindo instrumentos de comunicação e promoção, além de viabilizar operações turísticas como forma de estímulo ao turismo étnico na Bahia. “A capoeira é a representação da ancestralidade africana e elemento chave do turismo étnico-afro. A capoeira fomenta a atração de turistas e valoriza a imagem do estado”, enfatiza a responsável pelo escritório, Tâmara Azevedo.

Brasilturis Jornal – http://www.brasilturis.com.br

CAPOEIRANDO 2007

CAPOEIRANDO 2007 Em Arraial do Cabo, o paraíso das praias do Rio de Janeiro, a antiga vila de pescadores, com todas suas belezas naturais.
 
Em Arraial o Cabo, além das aulas de CAPOEIRA, CAPOEIRA REGIONAL e ANGOLA.
 
Diferentes mestres, como de costume, as noites cariocas serão quentes e agitadas com luaus na Praia Grande e o samba da rapaziada. Em Arraial do Cabo ainda teremos passeios de barco pelas prainhas do Pontal do Atalaia, Gruta Azul, Praia da Marinha e Praia do Forno mais exposição de fotos de capoeira da Pimpa.
 

Varíos mestres do grupo Senzala e de outros grupos para estar passando toda a experiencia adquirida em varios anos de convivio com a nossa Capoeira.

Chegada (arrival): 17/01/07
Seminários (classes): 17 a 20/01/07
Encerramento (ends): 21/01/07
 
Locais:
Seminários – Colégio CIEP da Prainha;
Palestras – Centro Cultural da Prefeitura;
Rodas na Praça da Rodoviária 19h.
Classes: Dias 17 – 16h, 18 e 19 – 10 às 14h
Sábado 20/1 – 10 às 18h!
 
Capoeira Angola
Capoeira Regional
Maculelê
Percussão
Dança Afrobrasileira
 
Para se inscrever no CAPOEIRANDO 2007 – http://www.capoeirando.com.br

Segundo Seminário Projeto Capoeira Viva

Segundo Seminário Projeto Capoeira Viva
Dia 12 de dezembro de 2006 das 13h às 17h
Teatro Gregório de Mattos Praça Castro Alves, s/n – Centro Salvador – Bahia

 

13:00 Abertura – Apresentação dos projetos selecionados no Projeto Capoeira Viva.
 
Convidado especial:
Marco Antonio França Faria – Presidente da Fundação José Pelúcio Ferreira.
 
13:30 “CAPOEIRA QUE É BOM, NÃO CAI…”
Os caminhos da Capoeira e as políticas governamentais
 
palestrantes:
 
Mestre Cobrinha Mansa (Cinézio Feliciano Peçanha) – Mestre de Capoeira desde 1986, discípulo de Mestre Moraes, Presidente da Fundação Internacional de Capoeira Angola.
 
Mestre Itapoan (Raimundo César Alves de Al-meida) – Começou a praticar a Capoeira em 1964, no Centro de Cultura Física e Regional, no Terreiro de Jesus, em Salvador, com mestre Bimba. É uma das maiores autoridades no país sobre o Mestre Bimba e sua Luta Regional, juntamente com Mestre Decânio. Membro do Conselho de Mestres do Projeto Capoeira Viva.
 
Mestre Moraes (Pedro Moraes Trindade) – Mestre de Capoeira Angola e presidente fundador do Grupo de Capoeira Angola Pelourinho. Membro do Conselho de Mestres do Projeto Capoeira Viva.
 
Frederico José de Abreu – Pesquisador e fundador do Instituto Jair Moura.
É responsável pelo maior acervo de capoeira do Brasil.
 
Wallace de Deus – Coordenador do Projeto Inventário para o registro e salvaguarda da capoeira, doutor em Antropologia Social pela UFRJ. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal Fluminense. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Fundamentos e Crítica das Artes.
 
mediador
 
Prof. Rui F. R. Pereira
Coordenador do Projeto Capoeira Viva
 
15:00 Debate Aberto
 
16:00 HOMENAGEM AOS MEMBROS DA ACADEMIA DE MESTRES
 
Mestre Gigante, Mestre João Pequeno, Mestre Bigodinho, Mestre Curió, Mestre Boca Rica, Mestre Felipe Santo Amaro, Mestre Pelé da Bomba e Mestre Decânio.
 
Encerramento
 

{jgxtimg src:=[http://www.portalcapoeira.com/images/stories/capoeira_viva/capoeira_viva_folder3.jpg] width:=[250]}
Clique para ampliar…

{jgxtimg src:=[http://www.portalcapoeira.com/images/stories/capoeira_viva/capoeira_viva_folder4.jpg] width:=[250]}
Clique para ampliar…

O Projeto CAPOEIRA VIVA, idealizado pelo Ministério da Cultura, com coordenação técnica do Museu da República e patrocínio da Petrobras, tem como objetivo a implementação de políticas públicas para a valorização e promoção da capoeira como bem constituinte do patrimônio cultural brasileiro.
 
Além das ações desenvolvidas por meio da Chamada Pública, lançada no dia 15 de agosto de 2006, que incentiva-rá projetos de acervos e ex-periências socioeducativas, o Projeto CAPOEIRA VIVA prevê a realização de 3 seminários nacionais.
Visando à socialização da informação, troca de conhecimentos, quantificação e qualificação das demandas próprias dessa expressão cultural, os seminários têm como objetivo apontar caminhos que poderão subsidiar futuras políticas públicas para a capoeira.
 


Projeto CAPOEIRA VIVA
Um programa de valorização e promoção da capoeira como bem cultural brasileiro
www.capoeiraviva.org