Blog

sérgio

Vendo Artigos etiquetados em: sérgio

Ginga Terapia: Capoeira na melhor idade

Atletas da terceira idade participam de grupo de capoeira.

Há dois anos mais de 70 idosos foram convidados a participar do grupo de capoeira.

Autoestima e muita determinação. O projeto “Ginga Terapia” começou em 2004 atendendo crianças e deficientes físicos, mas só há dois anos esse grupo com mais de 70 idosos foram convidados a participar do grupo de capoeira.

Antes dos treinamentos o professor Sérgio Araújo faz uma bateria de exercícios para evitar qualquer distensão muscular. “O nosso objetivo é ajudar os idosos a terem um recurso de saúde”, explica Sérgio Araújo.

 

Fonte: http://gazetaweb.globo.com

Bahia: Caminhada leva 2 mil capoeiristas às ruas de Lauro de Freitas

Dança, jogo e luta. Isto é a capoeira, que neste final de semana atraiu mais de 2 mil capoeiristas às ruas de Lauro de Freitas (BA), para comemorar o Dia Municipal do esporte, neste sábado (26/9). Sob sol forte, a caminhada saiu do Parque São Paulo e seguiu até o Largo do Caranguejo, onde mestres, contramestres e alunos se exibiram para um grande público. O evento contou com apoio das Secretarias municipais de Educação (Semed), Cultura e Turismo (Secult), e Trabalho Esporte e Lazer (Setrel).

Com percurso de 4 quilômetros, a caminhada comandada pelo Mestre Sérgio despertou a atenção de moradores e comerciantes para as rodas de capoeira formadas ao longo de todo o trajeto. Um destaque foi a apresentação de macuculê, com alunos dos Programas Escola Aberta e Segundo Tempo, em coreografias comandadas pela professora Railda Barbosa, da Divisão de Projetos e Ações Complementares (Divipac) da Semed.

A Caminhada abriu a programação do 3º Encontro Nacional do Grupo de Capoeira Filhos da Bahia, que com palestras sobre os temas “Capoeira é Inclusão” e “Capoeira de Angola e Regional”, até o dia 2 de outubro, na sede da grupo Filhos da Bahia, em Itinga. No sábado (3/10), as atividades se concentram no Ginásio de Esportes com o 1° Encontro de Capoeira do Projeto Escola Aberta, às 13h, o Batizado de Capoeira do Projeto Divipac e da Escola de Cadetes Mirins.

Segundo o secretario municipal de Cultura, Antônio Lírio, em cinco anos a atual gestão implementou projetos como o Pólo de Capoeira, em parceria com o Sebrae, que capacita os capoeiristas e os torna empreendedores. De acordo com Lírio, em 2005, a cidade abrigava 3 mil capoeiristas em atividade, hoje chega a 4 mil.

Marcio Gomes, 14 anos, mostrou toda ginga e graça do esporte na caminhada e foi muito aplaudido. O jovem não esconde sua paixão pela capoeira. “Pratico desde criança, quero manter viva esta arte que é uma importante ferramenta contra marginalidade. Ajuda a retirar as crianças das ruas, além manifestar a cultura popular”.

Satisfeito com a participação ativa dos capoeiristas, Mestre Sérgio disse que a capoeira faz parte da identidade do povo de Lauro de Freitas. “A capoeira agrega muito mais que dança, jogo e luta. É uma ferramenta de inclusão social. Temos mais de 2.800 associados, cerca de 80% são jovens carentes que já se envolveram com as drogas e hoje vivem outra realidade”.

Fonte: Prefeitura de Lauro de Freitas – http://www.vermelho.org.br/

II FÓRUM MUNDIAL DE CAPOEIRA

II FÓRUM MUNDIAL DE CAPOEIRA
II WORLD CAPOEIRA FORUM
Baku, Azerbaijão, 4 e 5 de julho de 2009.
 
UNIFICAÇÃO MUNDIAL E FORTALECIMENTO DA CAPOEIRA

Rumo ao Comitê Olímpico Internacional UNIFICATION OF CAPOEIRA – STRENGTHENING WORLD

For the International Olympic Committee
Prezados Presidentes de
Federações Nacionais, Estaduais, Ligas e Entidades de Prática
Dirigentes da FICA, Mestres, Docentes, Alunos e Simpatizantes
 
É com muita alegria e respeito e comunicamos a todos a realização do II FÓRUM MUNDIAL DE CAPOEIRA que será realizado na Cidade de Baku, no dias 04 e 05 de julho de 2009, com o apoio da Federação de Capoeira do Azerbaijão (Eurasia). Trata-se de um evento da máxima relevância para a organização mundial da Capoeira. 
 
Neste encontro promoveremos a UNIFICAÇÃO MUNDIAL dos procedimentos técnicos, culturais, desportivos e educacionas da Capoeira, assim como também serão assinados protocolos administrativos requeridos pelo Comitê Olímpico Internacional. Esta ação se faz necessária em função da aprovação da candidatura do Brasil para sediar os Jogos Olímpicos de 2016. E como nunca houve Jogos Olímpicos na América Latina, esta será a grande oportunidade para Capoeira se unir, se fotalecer e difundir uma cultura de paz entre os povos, se destacando ainda mais no cenário mundial, todavia precisaremos estar organizados. 
 
Solicitamos Vossa especial gentileza no sentido de promover a máxima divulgação deste Fórum a todos de sua lista de e-mails, alunos, docentes e à comunidade da Capoeira em geral, assim como aos órgãos de imprensa.
 
Para maiores informações sobre inscrições e as pautas de discussões, solicitamos acessar o blog: 
http://ii-forum-mundial.blogspot.com . Será fornecida alimentação, hospedagem e translados ao inscritos que representarem seus países. As inscrições serão feias pelo e-mail: [email protected] .
 
Segue, em anexo, um folheto informativo parar ser impresso e divulgado nas academias e grupos.
 
Sabemos que iremos enfrentar críticas, todas serão muito bem vindas. Não somos os donos da verdade. Apenas desejamos um futuro melhor para a Capoeira.
 
Com nossos respeitos,
 

Prof. Sergio Luiz de Souza Vieira – Pós-Ph.D.
Federação Internacional de Capoeira – FICA
www.capoeira-fica.org
http://prof-sergio-vieira-pres-fica.blogspot.com
http://saladepesquisacapoeira.blogspot.com

Teatro: Besouro Cordão de Ouro em Vila Velha

BESOURO CORDÃO DE OURO NO TEATRO VILA VELHA

Av. Sete de Setembro, s/n, Passeio Público
Campo Grande | 40 080-570
Salvador . Bahia . Brasil
Dias 13 e 14 de outubro(segunda e terça)as 20h

R$ 10 (inteira)
R$ 5 (meia)
Atenção ingressos limitados já a venda no local

GARANTA JÁ O SEU PRA NAO FICAR DE FORA!!!

Besouro Cordão de Ouro é um musical de Paulo Cesar Pinheiro em homenagem ao capoeirista mitológico que assim era conhecido. O palco se transforma numa grande roda de capoeira com atabaques, berimbaus, pandeiros e caxixis, numa verdadeira transposição da arte e das circunstâncias que consagraram o santoamarense Besouro Mangangá como mestre lendário. Um passeio pela formação de nosso povo, sua coragem, criatividade e resistência.

Veja o trailer da peça em: http://blogdovila.blogspot.com/

http://br.youtube.com/profile_videos?user=millermultitvldb&p=v

Ana Paula Black
Cridemar Aquino
Maurício Tizumba
Raphael Sil
Sérgio Pererê
William de Paula
Wilson Rabelo
Gilberto Santos da Silva "Laborio"
Letícia Soares
Marcelo Capobiango
Valéria Monã
Victor Alvim "Lobisomem"
Alanzinho Rocha
Iléa Ferraz
Direção:João das Neves
Direção musical: Luciana Rabello

TEATRO VILA VELHA
Av. Sete de Setembro, s/n, Passeio Público
Campo Grande | 40 080-570
Salvador . Bahia . Brasil
Referências: Próximo ao Hotel Tropical da Bahia
Palácio da Aclamação
Casa D’Itália

ÁGUA DE BEBER & desconto de 50% para capoeiristas

O espetáculo foi construído a partir de uma associação entre a música, o corpo em movimento e a reflexão sobre a capoeira e seus aspectos. O texto foi criado a partir de notícias de jornal entre o fim do século XIX e início do século XX, entrevistas atuais com mestres e estudiosos da capoeira como os Mestres Camisa e Nestor Capoeira, o escritor Muniz Sodré, o antropólogo Bernardo Conde e a neurologista Dra. Rosali Correia e o livro “SANTUGRI” de Muniz Sodré, cujas histórias curtas de “mandinga e capoeiragem”, remetem aos segredos, mitos e negaças de personagens como Besouro, Querido de Deus, Madame Satã e muitos outros.

A proposta cenográfica do espetáculo inclui a projeção de imagens, escolhidas pela artista plástica Brígida Baltar, que permeiam as cenas.

A música ao vivo, cujos temas afro-brasileiros, transcendem a tradição da capoeira, está bem presente, pontuando e dando ritmo ao espetáculo.

ÁGUA DE BEBEROutra riqueza desse trabalho está na expressividade do corpo impregnado pela capoeira, nas metáforas e associações com o comportamento cotidiano.

Além de apresentar uma visão histórica da capoeira, o espetáculo apresenta personagens que contam histórias fantásticas, convidando o público a ingressar no universo da capoeiragem. Água de Beber agrada aos capoeiristas e ao público em geral, apresentando as infinitas possibilidades que existem dentro desse manancial de criatividade que é a capoeira.

O DIRETOR

“Depois de 30 anos praticando, observando e estudando a capoeira, resolvi finalmente amadurecer este projeto, que há muito esperava nos arquivos a oportunidade de se concretizar. Trata-se de uma volta às origens, pois foi através da capoeira que descobri as possibilidades do meu corpo em movimento, da expressão da minha voz e do meu ritmo dentro de um grupo. A capoeira é uma fonte de inspiração inesgotável, à qual eu sempre retorno para matar a sede. Uma arte que se transforma e se molda como a água, de acordo com o contexto que se vive no espaço e no tempo do ritual de uma roda de capoeira. “Água de Beber” é uma reflexão atual sobre a capoeira, trazendo, não uma, mas muitas visões acerca de uma das manifestações mais ricas da nossa cultura popular”.

CLÁUDIO BALTAR

FICHA TÉCNICA

DIREÇÃO, CONCEPÇÃO E ROTEIRO: Cláudio Baltar
CO-DIREÇÃO: Fabianna de Mello e Souza
SUPERVISÃO DE PRODUÇÃO E FIGURINO: Valéria Martins
DIREÇÃO MUSICAL E TRILHA: Rafael Rocha, Fábio Leão Pequeno e Sérgio Cebolla
PROJEÇÃO E PROGRAMAÇÃO VISUAL: Brígida Baltar
ILUMINAÇÃO: Aurélio de Simoni
ASSESSORIA DE IMPRENSA: Andréa Cals
FOTOS: Andréa Cals e Mico Preto
PRODUÇÃO EXECUTIVA: Ana Coll
ADMINISTRAÇÃO: Beatriz Sant’Ana
PREPARAÇÃO JOGO DOS BICHOS: Mestre Camisa
PREPARAÇÃO JOGO DE DENTRO: Marron Capoeira
TREINAMENTO DE MÁSCARAS: Fabianna Mello e Souza
VOZES EM OFF: Rodrigo dos Santos, Muniz Sodré, Bernardo Conde
CORDEL: Parafina, Lobisomem e Leão Pequeno
MÚSICA DAS MALTAS E MÚSICA FINAL: Bernardo Palmeira
MÚSICA “ÁGUA PRA VIVER”: Lobisomem e Cebolão
ESTÚDIO E MIXAGEM: Bernardo Palmeira
CONFECÇÃO DAS MÁSCARAS: Clívia Cohen
CONFECÇÃO DE INSTRUMENTOS: Sérgio Cebolla e Marcos China
CONFECÇÃO DE FIGURINOS: Maria das Graças Silva
ADEREÇOS: Cida de Souza
OBJETOS DE CENA: Marcos China
OPERADOR DE SOM E PROJEÇÃO: Filipe Farinha
OPERADOR DE LUZ: Daniel Galvan
ELENCO: Rodrigo dos Santos; Sérgio Cebolla; Fábio Leão Pequeno; Davi Mico Preto; Fábio Negret; Charles Rosa
REALIZAÇÃO: Intrépida Trupe

 

Serviço:

SESC TIJUCA – RUa Barão de Mesquita, 539 – Rio de Janeiro

Sexta, sábado e domingo as 20 horas

Ingressos a R$ 12,00 inteira e R$ 6,00 meia.

Capoeiristas pagam meia entrada.

Mestre André Lacé cutucando a razão e o brio das lideranças fluminenses.

Agenor Moreira Sampaio – Sinhozinho – Capoeira Utilitária.

Cutucando a razão e o brio das lideranças fluminenses ("fluminense", aliás, que não amarelou, ontem, para o habilidoso e milongueiro Boca Junior) – de repente – a eles "realizam" a importância da Capoeiragem do Rio Antigo (e do moderno também).
O fato é que – por enquanto – os capoeiras estão muito além da Capoeira.

Especialmente os daqui do Rio de Janeiro que, antes, eram exemplo modelar para o resto do Brasil (ODC, Plácido, Manduca, Maltas e Turma da Lyra, Zuma, Inezil, Sinhozinho, Hermanny etc, sem precisar a criativa capoeira que era praticada no subúrbio do Rio e na Baixada Fluminense).

Anualmente os governos – municipais, estaduais e federal – gastam milhões com a capoeira.

Agora mesmo, recebo e-mail de Cuba dizendo que tem um grupo de capoeira por lá, patrocinado por verbas públicas brasileiras. Quem seleciona tais grupos?

E quanto as verbas milionárias que acabam de ser liberadas pelo governo federal?

O projeto do professor-doutor Luiz Sergio Dias, carioca da gema, escritor premiado, não foi aprovado. Mas caberá a uma instituição baiana escrever um livro sobre a Capoeira do Rio de Janeiro. Quem seleciona, afinal, tais projetos, sobre quais critérios?

As lideranças fluminenses, seguindo obediente o rebanho, devem estar aplaudindo.

Repito, se Sinhozinho (e outros) fosse baiano, já teria uns cinco diplomas da Câmara dos Vereadores, da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, e de Brasília.

Os baianos não estão errados, o Rio é que poderia voltar a ser o que era.

Imagine uma cerimônia de mudança de placa na Rua Agenor Sampaio, uma outra em função de una guaribada (necessária) no jazigo da família de Sinhozinho, uma outra comemoração no Quilombo Leblon, que também foi imitado, imagine, finalmente (mas sem esgotar o assunto) a publicação de um livro sobre todos esses motes, com algumas apresentações a cargo de um Luiz Sergio, Lamartine e alguns outros.
No outro dia filmei Rudolf Hermanny jogando com um de seus alunos, também veterano. Eu mesmo fiz questão de fazer uma "sombra" com o Rudolf: que noção de espaço e da dinâmica de qualquer luta, que festival de recursos inteligentes e eficazes. A idéia é mandar o filme (ficou muito amador, espero fazer coisa melhor) para a Itália, onde Mestre Coruja vai realizar cursos para as Forças Armadas, com base na capoeira utilitária de Sinhozinho.

Aliás, da Itália, recebo a gravação de uma canção italiana com um excelente berimbau de fundo (para médico-professor baiano algum colocar defeito).

Vou, agora, jogar algum colesterol ao mar e, em seguida, voltar a trabalhar nas memórias da capoeiragem do Rio Antigo.

Parabéns pelo seu trabalho.

André Luiz Lacé

Fonte: http://capoeira-redentor.blogspot.com

Documentário Brasil Paz no Mundo: Capoeira & Homenagem ao Diplomata morto

Brasil Paz no Mundo: Filme em homenagem ao diplomata Sérgio Vieira de Mello será exibido pela Radiobrás

Será exibido no próximo domingo, dia 19 de agosto, às 19h, na Radiobrás, o documentário Brasil Paz no Mundo. Realizado com o apoio do Ministério da Cultura, o filme documenta uma homenagem ao diplomata Sérgio Vieira de Mello, morto num atentado terrorista no dia 19 de agosto de 2003, em Bagdá, na sede local da Organização das Nações Unidas (ONU).

O documentário – que apresenta cenas de um ato em homenagem ao embaixador brasileiro realizado no Victoria Hall Theatre, em Genebra, um ano após o atentado – destaca a importância da Capoeira ser apoiada por uma política pública específica. Por ocasião do evento, o ministro Gilberto Gil relacionou a ação diplomática e a manifestação cultural como capazes de construir espíritos de camaradagem, inclusão, diálogo e paz no mundo.

"O nosso país celebra a arte do encontro, da resistência cultural e da fraternidade. É por isso que trago hoje à ONU capoeiristas de todo o mundo para homenagear a Sérgio Vieira e seus campanheiros e companheiras. Afinal, ninguém luta só, ninguém dança só", destacou Gil.

Ainda durante o encontro, o ministro da Cultura propôs a criação do Programa Nacional e Mundial da Capoeira: um projeto participativo que, além de levar em conta as demandas e necessidades dos capoeiristas, pretende difundir e valorizar a prática em todos os seus aspectos.

Leia o discurso que o ministro da Cultura proferiu em Genebra.

Documentário

Ao longo do filme também são exibidos depoimentos de alunos e mestres de capoeira que descrevem a importância que ela possui em suas vidas como fator de integração em suas comunidades. De acordo com o secretário executivo do MinC, Juca Ferreira, "é necessário fazer um movimento no sentido de resgate, de recuperação, de mudança de postura; e reconhecer a capoeira como uma manifestação cultural das mais importantes".

Juca também destacou o dever de preservar o saber dos mestres da capoeira ao invés de desapropiá-lo de suas verdadeiras origens. "A capoeira esta indissoluvelmente ligada ao saber de seus mestres. Devemos fortalecer esse saber e reconhecer a sua importância cultural", completa.

Brasil Paz no Mundo: Filme em homenagem ao diplomata Sérgio Vieira de Mello será exibido pela Radiobrás Combate permanente à violência

Sérgio Vieira de Mello foi um diplomata brasileiro que dedicou 34 anos da sua vida ao serviço das Nações Unidas. 
 
Sua atividade profissional foi relacionada à reconstrução de comunidades que sofreram as conseqüências de guerras e de violências extremas. O caráter humanista de sua formação associado ao talento para a negociação e defesa da democracia foram responsáveis pelo sucesso de muitas de suas iniciativas.

Seu desempenho é hoje a maior fonte inspiradora da perpetuação de sua memória e do permanente debate do seu pensamento. No site www.usp.br/svm/tnp é possível conferir vários artigos, pronunciamentos e entrevistas do diplomata, em vários momentos de sua carreira.

 

Fonte:

http://www.cultura.gov.br/noticias/noticias_do_minc/index.php?p=28824&more=1&c=1&pb=1

(Renato Paiva)
(Comunicação Social/MinC)

Mestre de Capoeira, aos 67 anos, é homenageado na TATAME

No final deste mês, Mestre Arthur Emídio de Oliveira, um dos baloartes da capoeira carioca estara completando 77 anos de vida e 70 anos de vida capoeirística.
O Portal Capoeira sugeriu uma merecida homenagem ao Mestre e destacou o pessoal da capoeiragem carioca através da chamada ao jogo do camarada Joel Pires, que por sua vez acionou Mestre André Lacé e outros capoeiristas para colaborarem nesta tarefa.
 
Em resposta a esta chamada, encontramos um texto de outubro de 2006, publicado na Revista TATAME, revista especializada em Lutas, onde um aluno de Mestre Arthur Emídio é homenageado.
 
Desde já desejamos vida longa a Mestre Arthur Emídio e os nossos sinceros votos de felicidade e paz para toda a "malta" carioca.
Aluno do mestre Arthur Emídio, que fez uma luta de exibição (Capoeira x Jiu-Jitsu) em 1955, com Mestre Hélio Gracie, dentro da academia Gracie, que na época ficava na Av. Rio Branco, no Centro do Rio de Janeiro, Mestre Celso completou 67 anos no dia 24 de outubro. A comemoração ocorreu no dia 28 de outubro com um churrasco e uma roda de capoeira, onde alunos e ex-alunos como o várias vezes campeão brasileiro de Muay Thai Ângelo Sérgio, prestigiaram o mestre e participaram da roda.
 
– O Celso é aluno do Artuhr Emidio, famoso mestre da capoeira carioca. Ele foi formado junto com os mestres Eduardo, Luis Eduardo (Luizão), Milton e também o Mestre Russinho. Destes, só o Milton e o Celso estão em atividade – contou Elton, um dos alunos de Mestre Celso. 'O Ângelo Sérgio, que é campeão de Boxe-tailandês e Vale-Tudo já teve aulas com o mestre', contou Elton. Hoje o Mestre Celso dá aulas no Clube de Sargentos e Suboficiais da Marinha no Bairro do Cachambi, no Rio de Janeiro. A TATAME parabeniza o mestre Celso, que aos 67 anos continua em plena atividade e ensina a Capoeira para todas as idades.
 
Revista Tatame: www.tatame.com.br

Assinatura decreto lei nº156/05 em homenagem a Zumbi dos Palmares

Olá todas e todos
 
A entidade A Mulhereda e O Movimento de Entidades Populares  de Salvador vem através desta comunicar  que a data da assinatura decreto lei  nº156/05  em homenagem a Zumbi dos Palmares lider negro responsável pela libertação dos negros no regime de escravidão do Brasil  através da inauguração  sua estatua na Praça da Sé, foi adiada.
 
O QUE :  Assinatura decreto lei  nº156/05  em homenagem a Zumbi dos Palmares
 
DATA: 25 DE NOVEMBRO DE 2005
 
LOCAL: Gabinete da Prefeitura Municipal de Salvador com a presença do Sr. Prefeito João Herinque, estarão presente nesta solenidade Ubiratã Castro ( Fundação Palmares), Jorge Conceição(Uniran)  Sergio Brtio ( Secretario de Governo), Sergio Barradas  (Vereador), Mônica Kalile (A Mulherada) Lazaro Duarte   (A Mulherada) Vania Galvão ( Vereadora)  João Bacelar(  Vereador), Gilmar Santiago (  Semur) , Valmir Assunção( Deputado Estadual) Walmir Castro ( Sky Reggae)  Jussara Santana  (Aspiral Do Reggae ) Ana (Acbantu) , Raimundo Bujão(Secad) Jaime Sodré(  Professor Historiador ) Gody    (Historiador  entre outras autoridades)
 
    cordialmente
    
    Monica Kalile
    Presidente
    
    www.amulherada.org.br
    7133267166/99259529
 
    Tema: Carnaval 2006 – Capoeira – Herança Africana
    Inscreva se já  carnaval 2006 – Campo Grande – Barra