Blog

serra

Vendo Artigos etiquetados em: serra

Serra da Barriga: Governo do Estado apoia homenagem a ativista negro Abdias Nascimento

Evento é realizado pelo projeto Raízes da África e tem o apoio do Governo de Alagoas e de lideranças do movimento negro

Já está em pleno andamento a preparação da homenagem à vida e à obra do ativista negro Abdias Nascimento, que acontece nos próximos dias 11, 12 e 13 de novembro, na Serra da Barriga, em União dos Palmares, e também durante seminário em Maceió. Realizado pelo projeto Raízes da África, o evento tem o apoio do Governo de Alagoas, da Fundação Cultural Palmares e de lideranças do movimento negro. O evento integra as celebrações do Mês da Consciência Negra em Alagoas.

Um dos apoios já recebidos foi a melhoria do acesso de cerca de 6 km que leva ao topo da Serra, por onde as personalidades e autoridades convidadas seguirão para a homenagem. As obras foram realizadas pelo Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DER).

De acordo com a coordenadora do Raízes da África, Arísia Barros, dentro da programação, que trará várias personalidades internacionais ao evento, já está confirmada a participação de dois percussionistas americanos e de autoridades de países africanos à cerimônia em homenagem a Abdias, cujas cinzas serão depositadas em um platô na Serra da Barriga.

“O local onde serão depositadas as cinzas do Abdias será escolhido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional [Iphan], já que a Serra da Barriga é um patrimônio tombado e só o Iphan pode fazer essa escolha”, explica Arísia.

Além disso, nove personalidades de países como Estados Unidos e Nigéria e uma delegação de 60 pessoas da Bahia já estão com presença confirmada. Com o apoio do Governo de Alagoas, da Prefeitura Municipal de União dos Palmares e da Fundação Palmares, a coordenadora está enviando esforços para que as caravanas sejam bem recepcionadas.

“Solicitamos aos estados que estão se organizando para as cerimônias dos dias 11 e 12 de novembro, realizadas em Maceió e União dos Palmares, que entrem em contato com a coordenação para que possamos, a partir dessas informações, adequar a infraestrutura à capacidade do público”, explica Arísia.

“Essas informações são imprescindíveis para que possamos possibilitar a oferta de serviços a preços mais populares”, completa a coordenadora do projeto Raízes da África.

Programação

Previsto para ocorrer no dia 12 de novembro, das 8 às 18 horas, na Faculdade Integrada Tiradentes, o I Ìgbà Ábídi Seminário Afro-Brasileiro – Celebração da Vida e Obra de Abdias Nascimento abre as solenidades de homenagem ao  estadista, um dos brasileiros mais importantes do século XX na luta pela  afirmação do povo negro. “O Ìgbà Ábídi tem como objetivo refletir sobre a vida e o legado do grande estadista negro”, diz Arísia Barros.

Diversas autoridades e personalidades já confirmaram presença, dentre elas a maior autoridade mundial em Ifá – oráculo africano -, o professor Wande Abimbola. Outro palestrante é o professor de línguas e de estudos culturais e literários na Obafemi Awolowo University, na Nigéria, Félix Ayoh’Omidire, nascido em Ile-Ife, cidade sagrada do povo yorubano.

Quem foi o homenageado

Abdias Nascimento nasceu em 1914, no município de Franca, interior de São Paulo. Sua trajetória é marcada pelo ativismo na luta pela inclusão dos direitos dos afrodescendentes brasileiros, principalmente por meio de políticas públicas. Foi deputado federal e senador e entre suas conquistas, está o fato de ser responsável pela instituição da Comissão do Centenário da Abolição e por seu desdobramento na Fundação Palmares.

O I Igbà Ábídi Seminário Afro-Brasileiro – Celebração da Vida e Obra de Abdias Nascimento – é uma ação do projeto Raízes da África, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Alagoas; o Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros (Ipeafro); as Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (SEE) e da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos (SEMDH); a Editora Ética e a Faculdade Integrada Tiradentes, entre outros.

As inscrições estão sendo feitas pelo e-mail celebrandoabdias@gmail.com. Mais informações pelos telefones: (82) 8827-3656/3231-4201.

Fonte: http://www.agenciaalagoas.al.gov.br

São Sebastião – Projeto Capoeira Serra do Mar promove batizado em Boracéia

São Paulo: Litoral Norte – Por meio das Oficinas Culturais da Sectur (Secretaria de Cultura e Turismo), o projeto Capoeira Serra do Mar realizará, na tarde do próximo domingo (12/09/2010), o 1º batizado de capoeira no bairro de Boracéia, na Costa Sul do município.

A iniciativa envolve aproximadamente 45 alunos, entre crianças, adolescentes, jovens e adultos, os quais receberão cordões e certificados de participação do grupo Água Branca.

Os núcleos ficam em Uberaba (MG) e Bertioga (SP) sob a responsabilidade do mestre Água Branca. Em São Sebastião, as aulas são ministradas pelo coordenador Leandro Andrade dos Santos, o contra-mestre Morf.

De acordo com Santos, o projeto Capoeira Serra do Mar é desenvolvido em Boracéia há pelo menos um ano e seis meses, na unidade escolar do bairro. “Nosso objetivo é fazer com que os alunos continuem no projeto e transformem-se em cidadãos de bem para a cidade e o país”, afirma.

O evento terá a presença de vários mestres de capoeira vindos das cidades de Praia Grande, Guarujá, Bertioga, entre outras. Durante o batizado, também haverá apresentação de um grupo bertioguense de Karatê, com o mestre Pageu.

Serviço: O batizado acontece a partir das 14h, na Escola Municipal de Boracéia. No local, as aulas são ministradas gratuitamente todas as segundas, quartas e sextas-feiras, das 17h às 18h (crianças) e das 18h às 20h (adultos).

 

Fonte: http://www.onoticiado.com.br/

Escola Aberta Trabalha a Educação Ambiental por meio da Capoeira

Trabalhar em prol do fortalecimento cultural e da preservação e Educação Ambiental. Esta foi a meta da Escola Estadual Professora Hilda Miranda Nascimento, em Serra, em parceira com um grupo de Capoeira, que promoveu no último fim de semana o I Ecoberimbau 2010.

Foram três dias de apresentações, oficinas e atividades, para mais de 50 pessoas que passaram pela escola. O curso de fabricação de berimbau ecológico foi o que mais chamou a atenção.

Além do incentivo à prática esportiva da capoeira nas comunidades, os oficineiros ensinaram aos participantes como é a confecção de berimbaus e a preservação da biriba, matéria-prima do instrumento.

“O objetivo principal do nosso encontro foi conscientizar as pessoas sobre a correta utilização desta madeira, para que não venhamos prejudicar o meio ambiente”, explicou o supervisor estadual do programa nas escolas localizadas no município de Serra, Amaury Motta da Silva Lamas.

Em meio às atividades, alguns alunos participantes do Escola Aberta e do grupo de capoeira seguiram para uma mata aberta, que fica próximo da escola, para conhecer a biriba e recolher sementes para replantio.

“Trouxemos para a escola muitas sementes e muitos ainda levaram para casa. Nossos objetivos em plantá-las são dois: devolver para a natureza a madeira e fazer nosso próprio estoque para confecção dos berimbaus. Tudo isso para incentivar as pessoas que trabalham com capoeira a serem mais conscientes”, conta o professor de capoeira Haroldo Bonfim Alves Santos.

De acordo com o professor, a expectativa é ampliar o projeto para as disciplinas da escola. “Queremos abranger esta iniciativa. Pretendemos até fazer uma coleta seletiva na mata, já que quando fomos recolher as sementes observamos muito lixo no local, como garrafas plásticas e papel”, finaliza.

 

Fonte: http://www.folhaes.com.br

Olodum é atração na Serra da Barriga

Banda baiana se apresenta domingo, 19 de abril

Dando sequência ao projeto sociocultural Parque Memorial Zumbi dos Palmares, a banda Olodum, de Salvador (BA), será a grande atração de domingo, 19, na Serra da Barriga. Várias atrações de renome nacional já se apresentaram no palco armado no topo da Serra, a exemplo de Jorge Aragão, Luiz Melodia, Tribo de Jah, AfroReggae, Rappin Hood, entre outros. O projeto é realizado por meio de uma parceria da Fundação Sônia Ivar com a Fundação Cultural Palmares, do Ministério da Cultura, com apoio da Prefeitura de União dos Palmares e contribuição do Comitê Gestor do Parque Memorial. O show tem previsão para começar às 15 horas, mas antes acontecem apresentações de grupos de capoeira e de bandas locais. A apresentação da banda Olodum encerra a primeira fase do projeto na parte de shows, que deverá ser retomado em novembro, em função das chuvas que castigam a região nesse período.

O público-alvo do projeto são estudantes de escolas públicas municipais e estaduais de Alagoas; profissionais da área da educação formal e não-formal, diretores e coordenadores da rede estadual e municipal de ensino; representantes da sociedade civil, artistas e movimento negro; comunidade de União dos Palmares e sociedade em geral. Além da parte de shows, diversos projetos socioeducativos estão sendo desenvolvidos pela parceria da Fundação Sônia Ivar e Fundação Cultural Palmares em União dos Palmares.
 

Origem da banda

Em 1979, um grupo de amigos do Maciel-Pelourinho – Centro Histórico de Salvador – criou o Bloco Olodum, que mais tarde se tornaria uma das mais importantes expressões da música mundial. Eles não sabiam, mas aquele bloco daria origem à maior banda de percussão do planeta. Quem desejar que se arrisque a citar outra. Graças a mestre Neguinho do Samba foi criado um novo ritmo, o samba-reggae. A música Faraó: “Ê Faraó, ê Faraó/ Que Mara mara mara, maravilha ê/ Egito Egito ê” transformou os foliões de Salvador em profundos conhecedores da cultura egípcia, que era cantada em verso e prosa, nas ruas e becos da cidade.
 
Atualmente, com 22 anos de carreira (o grupo Olodum tem 30 anos), a banda Olodum é composta por 18 músicos (dois cantores, dez percussionistas, três metais, um guitarrista, um tecladista e um baixista). À frente dessa turma estão Lucas Di Fiori e Nadjane Souza, que dividem os vocais. A banda Olodum já gravou 15 CD, dois DVD e quatro coletâneas. Gravou especialmente com artistas nacionais e internacionais, como Simone, Gal Costa, Ney Matogrosso, Jimmy Cliff, Sadao Watanabbe, Paul Simon e Michael Jackson, entre outros. Já excursionou por mais de 35 países no mundo e há 20 anos excursiona religiosamente pela Europa. Na opinião da critica especializada internacional, a banda Olodum é quem melhor representa o Brasil no exterior.
 
A Banda está finalizando os acertos com o seu agente na Europa, para a partir de julho, excursionar mais uma vez pelo velho continente. Provavelmente por isso, a Banda já se apresentou oficialmente na programação musical das três últimas copas do mundo e está convidada para participar da programação de abertura da próxima, na África do Sul.

Assistir ao show da banda Olodum é uma experiência singular, sentir a vibração do samba-reggae e receber o axé dos tambores afro-baianos de inspiração pan-africana é a receita ideal perfeita para um grande evento. A banda Olodum inspirou a formação de vários grupos em Maceió e em União dos Palmares, onde se apresenta, mas também no Rio de Janeiro, como é o caso do AfroReggae, e em outros estados e países.

A Banda promete realizar um show inesquecível e preparou uma grande surpresa para os alagoanos.

* Assessoria de Comunicação
Inês Ulhôa – assessora de imprensa (9966-8898) ines.ulhoa@palmares.gov.br
Jacqueline Freitas – jacqueline.freitas@palmares.gov.br
Marcus Bennett – marcus.bennett@palmares.gov.br
Telefones: (61) 3424-0164/ 0165/ 0166
www.palmares.gov.br

Centro Cultural Quilombo dos Palmares realiza batizado de capoeira no PMQP

O Centro Cultura Quilombo dos Palmares realiza no sábado (27), no Parque Memorial localizado na Serra da Barriga, o batizado anual de seus alunos. As atividades terão início às 8h com uma celebração ecumênica, segue com apresentações culturais e encerra com a troca de cordões e confraternização entre os presentes no final da manhã.

Para a execução do evento, que está sendo organizado pelo Grupo União Espírita Santa Bárbara (GUESB), conta-se com o apoio Água Mineral Mainá; Claudete Monteiro; Fundação Cultural Palmares; Projeto Inaê; Comissão de Defesa das Minorias Étnicas e Sociais da OAB-AL; Secretaria da Mulher, Cidadania e Direitos Humanos; Secretaria Estadual de Cultura; Secretaria Estadual de Educação e Esporte; Secretaria Municipal de Educação de União dos Palmares.

O batizado conta ainda, com a participação das crianças e jovens da Serra da Barriga, integrantes do "Caa Puera na Terra de Zumbi", projeto do Instituto Magna Mater, premiado pelo edital 2007 do Capoeira Viva. O Capoeira Viva idealizado pelo Ministério da Cultura, é uma promoção da Fundação Gregório de Mattos (FGM), com patrocínio da Petrobras. Tem como objetivo fomentar políticas públicas para a valorização e promoção da capoeira, além de estimular a inclusão sócio-cultural de crianças e adolescentes.

Mestre

O Centro Cultura Quilombo dos Palmares tem como Mestre e Presidente, Severino Claudio de Figueredo, conhecido por Mestre Claudio dos Palmares. A sua trajetória profissional no Estado de Alagoas, deu-se início em 1982, quando veio Rio de Janeiro, resolveu viver na terra de seu falecido pai, constituindo família e implantando a Capoeira nas Escolas, Centros Comunitários, Academias e em Projetos Sociais.

A partir de 2005, envolveu-se no projeto de execução do Parque Memorial Quilombo dos Palmares organizado pelo Instituto Magna Mater, cuja participação provocou um envolvimento maior com a História da Capoeira, dos Quilombos e dos moradores da Serra da Barriga. Há um ano trabalha com os meninos e meninas do Sítio Recanto e com os adolescentes do Platô, da comunidade Nena Paulo.

Paralelamente, também atua como mestre responsável pelos alunos-capoeiristas do Projeto Inaê, do Grupo União Espírita Santa Barbara (Guesb); da Capoeira Terapia do Núcleo Alternativo Viver (NAV); e do Nucleo de Terapia William Reich (NTWR). Além disso, integra o Conselho de Ética do Conselho Estadual de Mestres de Capoeira de AL (Cemcal), é membro do Fórum Estadual de Diversidade Étnica e Racial, da Associação de Grupos e Entidades Negras de União dos Palmares (Agrucenup), dentre outros.

Mais informações: (82) 8874-5211 / 9917-0517

Por: Helciane Angélica
Jornalista e integrante da Cojira-AL

Jogos “paraolímpicos” agitam a Serra

Distante do recente celeiro esportivo potencializado pelas olimpíadas de Pequim, na China, acontece a segunda edição dos "Jogos Paraolímpicos da Serra". Mais de 280 portadores de necessidades especiais se encontram para a disputa. O evento tem inicio nesta terça-feira (26) e vai até quinta-feira (28). As competições são realizadas na Associação Banestes de Vitória (ABV), no Bairro São Diogo, na Serra.

Os atletas ‘paraolímpicos’ participam dos jogos nas modalidades natação, futsal, atletismo, dança e capoeira. Nem todos são esportes olímpicos, mas a idéia é "democratizar as oportunidades de acesso para além do contexto dos jogos", diz a organizadora do evento Jovana Moreira.

Participam dos jogos representantes da Associação de Pais e Excepcionais (APAE) – da Serra, Vitória e Cariacia -, da Pestalozzi da Serra e de Vila Velha, da Escola Estadual de Educação Oral e Auditivo, escolas da rede municipal da Serra e União de Cegos Dom Pedro II (Unicep).

Além das atividades esportivas, a turma da Unicep também prepara uma apresentação especial. A partir desta terça-feira (26) iniciam-se as competições da natação e do futsal. Na quarta-feira (27) os ‘paraolímpicos’ disputam as provas do atletismo e na quinta (28) acontecem as apresentações de dança e capoeira.

Em todos os dias de competições os atletas também têm direito à refeições, com lanche e almoço. Bem alimentados, os esforços ficam voltados para o esporte. Superação e exemplo de vida marcam os Jogos Paraolímpicos da Serra.

Fonte: http://gazetaonline.globo.com/

Tangará teve uma grande conquista em 2007. Ser adotado pelo Criança Esperança

Uma grande vitória para Tangará da Serra no ano de 2007 foi a conquista da Capoeira, que conseguiu através de um projeto ser adotado pelo Criança Esperança. Esse projeto trabalha com cerca de 80 pessoas, entre elas crianças, jovens e adolescentes.

A capoeira está mudando a vida dos alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Tangará da Serra. As aulas, do projeto ‘Capoeira na Escola’ são ministradas gratuitamente pelo instrutor Willian de Campos Martins, na capoeira conhecido como instrutor Máquina. Esta iniciativa mudou a vida de muitas crianças conta com o incentivo do Criança Esperança, que se mantém de doações, financia projetos voltados à promoção dos direitos e à melhoria da qualidade de vida de crianças, adolescentes e jovens.

Através do Criança Esperança o projeto tangaraense contou com a disponibilidade de R$ 22 mil para trabalhar durante o finalizado ano. O instrutor informa que com o repasse do valor foi possível adquirir todos os equipamentos necessários e uniformes para que os alunos pudessem continuar praticando o esporte.

Willian explica que o Projeto ‘Capoeira na Escola’ visa interagir os alunos da Apae na prática da capoeira. “O projeto foi elaborado no ano de 2006 e teve algumas mudanças na parte pedagógica antes de ser encaminhado ao Criança Esperança”, declara Willian, salientando ainda que outra grande conquista da Capoeira, foi em relação a matéria vinculada no Jornal da Globo, transmitido em rede Nacional e internacional. “Em Mato Grosso só existe somente dois projetos apoiados pelo Criança Esperança, o nosso e um projeto de Cuiabá” declara, finalizando que a presidência da escola avaliaram o projeto como positivo, tanto para a escola quanto para a sociedade.

CRITÉRIO – Segundo ele, a comissão organizadora avaliou os objetivos do projeto como também os resultados das aulas práticas. “Todas as apresentações dos alunos da Apae foram registradas e encaminhadas ao Criança Esperança”, informa o instrutor, salientando que “a Apae foi a única escola em Tangará que abraçou o projeto e aprovou a idéia de aulas de capoeira na escola”.

PROJETO – O instrutor informa que já enviou novamente o projeto para que possa ser aprovado, e para a Capoeira contar com o recurso também neste ano de 2008.

RECURSOS – Com relação ao investimento do recurso, o instrutor informou que foi possível atender aproximadamente 100 alunos na Apae, totalmente uniformizados. Ele conta que no momento recebem aulas cerca de 80 crianças.

Segundo ele, o dinheiro servirá para a compra de instrumentos, uniformes completos, aparelhos de TV, DVD e som, como CDs e DVDs de capoeira, livros e remuneração de mais quatro monitores para auxiliar nas aulas. “No decorrer do ano, aconteceu sempre uma prestação de contas à Unesco, informando onde o valor está sendo investido. Sem contar que no final do ano a comissão esteve no município para fazer um balanço das atividades”, informou Willian.

CONQUISTA – Esta conquista de apoio ao projeto é um ganho importante, pelo fato de que o nome do Grupo Capoeira Vip também é reconhecido. “É uma realização pessoal em ver estes alunos uniformizados adequadamente. Somos o segundo no Estado beneficiado com o Criança Esperança o que para nós é uma imensa satisfação”, orgulha-se Willian, dizendo que “a aprovação do projeto mostra que a capoeira não é somente dança e arte, mas também profissionalismo”.

SAIBA MAIS – Os projetos que o Criança Esperança elabora todos os anos e que ajuda milhares de crianças no mundo inteiro, são voltados à promoção dos direitos e à melhoria de qualidade de vida de crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social. Prova de que ele realmente funciona, e todos recursos adquiridos com doações através de ligações e depósitos em contas bancárias, se revertem no auxílio de projetos.

Fonte: Diário da Serra – Tangará da Serra – MT – BR – http://www.diariodaserra.inf.br

Parque Memorial Quilombo dos Palmares é inaugurado em Alagoas

Mês da Consciência Negra – 2007
"CELEBRAÇÃO DO 20 DE NOVEMBRO EM ALAGOAS"

Parque Memorial Quilombo dos Palmares é inaugurado em Alagoas
O primeiro projeto arquitetônico de inspiração africana do Brasil, construído no Platô da Serra da Barriga, terá solenidade de instalação no dia 19 de novembro

 

O Parque Memorial Quilombo dos Palmares é o primeiro complexo arquitetônico de inspiração africana no Brasil e o único projeto afro-cultural em todas as Américas. A solenidade oficial de inauguração será realizada no dia 19 de novembro a partir das 11h, no platô da Serra da Barriga localizada no município de União dos Palmares (AL), há 92km da capital alagoana, com 5km de subida e 500m acima do nível do mar.

Idealizado pelo Instituto Magna Mater (IMM) o projeto homenageia guerreiros e guerreiras que lutaram por um ideal de liberdade e exalta o maior e mais importante de todos os quilombos. Foi viabilizado com recursos do Ministério do Turismo e patrocínio da Petrobrás, e entregue à Fundação Cultural Palmares no dia 24 de maio deste ano.
Na solenidade estarão presentes o Ministro da Cultura, Gilberto Gil; Zulu Araújo, Presidente da Fundação Cultural Palmares; Teotônio Vilela, Governador de Alagoas; autoridades locais; 250 quilombolas e representantes de grupos ligados ao movimento negro local.

Segundo Patrícia Mourão, Secretária Executiva do Instituto Magna Mater, "o Parque Memorial Quilombo dos Palmares é a materialização de um sonho de 20 anos do movimento negro brasileiro e de todos aqueles que acreditam na liberdade, na igualdade racial e social, cujo símbolo maior na história do Brasil foi a saga do Quilombo dos Palmares", declarou.

Inauguração
Para facilitar o acesso dos visitantes até o Parque, o II Batalhão da Polícia Militar e a Equipe da Guarda Florestal estarão orientando os locais apropriados para o estacionamento e repassando as informações necessárias. No dia da inauguração, meios de transportes alternativos como vans e micro-ônibus serão disponibilizados para o translado, preferencialmente de idosos, crianças, gestantes e portadores de necessidades especiais.

A solenidade terá início com a execução do hino nacional e arranjo de abertura ao som do berimbau, seguido pelos pronunciamentos das autoridades e aposição da placa inaugural do Parque. Para finalizar o grande dia, acontecerá uma roda de capoeira especial entre renomados mestres e contra-mestres do Estado.

Parque
Construído na Serra da Barriga no então Planalto da Borborema, o local que foi a sede do Quilombo dos Palmares é considerado o templo da resistência negra, além de ser enquadrado como Patrimônio Nacional, Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico.

O Parque possui 11 mil metros quadrados e ocupa 280 hectares, encontra-se em área tombada por meio do Decreto 95.855 de 21 de março de 1988, sob a responsabilidade e zeladoria do Ministério da Cultura, por meio da Fundação Cultural Palmares.
Foram dois anos de intenso trabalho (idealização, pesquisa, sensibilização e construção) executado por uma equipe constituída por aproximadamente 250 pessoas, dentre: pesquisadores, consultores, historiadores, turismólogos, produtores, artistas, artesãos, engenheiros, arquitetos, arqueólogos e moradores da Serra.

Infra-estrutura
Turistas de qualquer parte do mundo poderão aprofundar o conhecimento sobre a saga do povo palmarino que resistiu por quase cem anos aos ataques portugueses e holandeses in loco e pelo site www.quilombodospalmares.org.br. O Parque encontra-se aberto ao público das 8h às 17hs, horário já estabelecido para o acesso a Serra da Barriga.

A infra-estrutura é composta pelo Restaurante Kúuku-Wáana (banquete familiar), Onjó de Farinha (casa de farinha), Casa de Apoio aos Religiosos Onjó Cruzambê (Casa do Campo Santo), Terreiro das Ervas (Oxile das Ervas), Ocas Indígenas, Espaço Batucajé (dança ao som de tambores) com espaço para roda de capoeira, loja de artesanato e posto de informações turísticas, ocas indígenas e o Muxima de Palmares (coração de Palmares), todos em formato de pau-a-pique, cobertura vegetal e madeira de eucalipto alto clavado.

Para favorecer a contemplação, existem placas de sinalização que facilitam o deslocamento dos visitantes, além de textos interpretados em quatro idiomas (português, inglês, espanhol e italiano) instalados em pontos estratégicos com um sistema inédito de áudio. Dentre os artistas nacionais consagrados que emprestaram suas vozes para a locução estão: Carlinhos Brow no Espaço Zumbi: "Palmares é resistência e luta pela liberdade"; Chica Xavier no "Espaço Acotirene: uma saudação aos orixás"; Djavan no "Espaço Caá-puêra: dançando, comendo e bebendo"; Leci Brandão no "Espaço Quilombo: a saga de palmares"; Tony Tornado no "Espaço Ganga-Zumba: Palmares é uma nação"; e no "Espaço Aqualtune: reflexão, meditação e oferendas" com música interpretada por Leila Pinheiro e arranjos do maestro Almir Medeiros.

* Jornalista (1102 – MTE/AL) e Assessora de Imprensa
Contatos: (82) 8831-3231 / helciane.angelica@gmail.com

Veja a programação completa da " Celebração do 20 de novembro em Alagoas" e outras informações no site: http://www.quilombodospalmares.org.br

Pernambuco: 10 anos do Centro de Capoeira São Salomão

Quinta-feira (28/06) a partir das 19h00 terá início a mostra de 10 anos do Centro de Capoeira São Salomão na Torre de Malakof. Haverá também uma roda comemorativa com os integrantes do centro e convidados. A mostra ficará até domingo dia 01/07 aberta ao público.
 
Sexta-feira (29/06) a partir das 21h30 teremos um grande arraial no nosso Centro, com o Trio Estrela do baião, um forró pé de serra autêntico para ralar o bucho até de manhã… A entrada é um quilo de alegria (FREE).
 
Levem seus amigos, suas bebidas e comidas. Todos serão muito bem vindos… até lá!
Mestre Mago

Irmãos Guerreiros: Mestre Baixinho Comemora seu 60º aniversário

Venha celebrar conosco essa data querida de um grande nome da Capoeira em São Paulo 
 
De 13 a 15 de julho de 2006 o Grupo de Capoeira Angola Irmãos Guerreiros realizará mais um encontro de capoeiras para homenagear dessa vez um de seus fundadores, Mestre Baixinho, que nesse mês comemora seu 60º aniversário. 
Para uma data tão especial convidamos Mestre Francisco 45, nosso querido Mestre Bigo, outro grande nome da Capoeira para completar esse momento conosco.
 

Mestre BaixinhoContamos com a sua presença e participação na programação das atividades que preparamos para essa semana:
Quita-feira, dia 13/06, a partir das 19h – aula simultânea Mestre Baixinho e Mestre Bigo
LOCAL: CEPIM (R. José Maciel, 708 – Jd. Maria Rosa – Taboão da Serra/SP)
Sexta-feira, dia 14, a partir das 19h – nossa tradicional roda na Senzalinha
LOCAL: Núcleo Senzalinha (Rua Arlindo Genário de Freitas, 692 – Jd. Saporito -Taboão da Serra/SP)
Sábado, dia 15, a partir das 14h – aula simultânea Mestre Baixinho e Mestre Bigo
Após a aula será realizada uma roda e a festa de confraternização dos 60 anos
LOCAL: CEPIM (R. José Maciel, 708 – Jd. Maria Rosa – Taboão da Serra/SP)
Contatos:
Fones: 4137-7259 / 3744-0818 / 9735-2593 
Apoio: Prefeitura Municipal de Taboão da Serra / Divisão de Cultura.