Blog

total

Vendo Artigos etiquetados em: total

Aconteceu: Festival de capoeira em Peruíbe

Festival de capoeira marca programação esportiva em Peruíbe, neste final de semana

Evento terá presença de mestres e grupos de capoeira da região

Uma das modalidades esportivas mais praticadas no país, a capoeira terá destaque na programação do Verão Total Peruíbe 2014. Neste final de semana, será realizado o “Capoeirando à Beira-Mar”, com a participação de mestres e grupos de capoeira da região.

Com diversas apresentações gratuitas, o evento mostrará os aspectos culturais que marcaram a história da modalidade, com as técnicas, a dança e o ritmo que influenciaram na formação do esporte que é genuinamente brasileiro. Além das rodas de capoeira, o público poderá conferir apresentações de samba e maculelê.

O “Capoeirando à Beira-Mar” terá início neste sábado (18), às 9h, com uma roda de capoeira no Espaço Cultural Chico Latim (Avenida São João, s/n°). O mesmo local receberá às 19h um Festival de Capoeira, com a presença de vários grupos regionais. Já no domingo (19), às 9 horas, o público vai conferir uma aula aberta de capoeira na Praia do Centro. Todas as atividades são gratuitas.

O Verão Total 2014 é uma iniciativa da Prefeitura de Peruíbe, que promoverá diversas atrações culturais e esportivas até o final de fevereiro.

Capoeira reciclada!!!

Hoje ao sair de casa para dar aula, queria fazer algo diferente, onde os alunos trabalhassem a percepção de atingir um objeto com uma tarefa simples de golpear algo. Mas a pergunta é: “Eu não possuo, nenhum aparador de golpes?” E agora!!! E infelizmente sabemos que investimentos com a Capoeira em Clubes, Escolas, Academias sempre são NULOS. Foi quando olhei para essas garrafas pets de refrigerante e tive uma grande ideia, quer dizer, não tão grande assim, e sim muito simples. Podemos usar essas garrafas de plástico, como aparador de golpes, Oh Oh Oh Oh Oh Oh!!! Olha só que utilização bacana. E com um pouco mais de trabalho, podemos deixar essas garrafas, como aparadores de chute, bem legais. Basta dar uma pintada, colocar um pedaço de cabo de vassoura, na boca da garrafa, para dar mais firmeza ao segurar, envolver com alguma fita e assim vai, o céu é o infinito. Basta ser criativo e lembrando para fazer isso, você pode ter a colaboração das crianças e explicando sobre meio ambiente, reciclagem, sustentabilidade e etc. Elas vão adorar…

Outra atividade que podem ser usadas essas garrafas pets, são como cones de treinamento, para fazermos golpes sobre os mesmos. Enchendo elas com areia para ficar mais pesada, se não vão sair voando pela sala. Mas lembrem-se, vocês estão dando aula para crianças, então, vede bem, se não essa areia, vai acabar pela sala toda.

Só mais uma dica, a segurança é de total importância. E como são crianças, as brincadeiras acontecem. Então conduza as atividades com total domínio e dinâmica do seu grupo e as crianças vão adorar e a Capoeira vai agradecer.

E agora é com você, comente aqui embaixo, como você poderia utilizar esse material de apoio para dar uma aula bem bacana e divertida de Capoeira Infantil. Pode ser qualquer tipo de aula, lúdica, técnica e etc. Use a criatividade e colabore com todos nós educadores, que utilizamos a Capoeira como meio. Abraços e até a próxima

Fonte: http://berimbrasil.com.br

Maresias: MAREGINGA 2011

A EDIÇÃO DO MAREGINGA, encontro beneficente de capoeira do projeto exercido no bairro de Maresias/São Sebastião, será realizada nos dias 18, 19 e 20 de novembro de 2011, pela organização do Professor de Capoeira e Educação Física Gustavo de Souza Leite sobre a coordenação de Mauro Porto da Rocha (Mestre Maurão).

Este evento vem sendo realizado desde o ano de 2005 com o intuito de reunir o maior número de capoeiristas possíveis para troca de informações, conhecimentos e preservação da cultura, assim, proporcionando as crianças da comunidade o contato com nossa arte, encaminhamento na formação do caráter, preservação da circulo afetivo familiar e o direcionamento intelectual. Além do aperfeiçoamento do nível técnico e profissional dos professores de capoeira.

É com esse espírito, de proporcionar as nossas crianças uma melhor qualidade de vida e encaminhá-los para um futuro promissor e profissional, que o projeto é desenvolvido nas escolas e instituições do bairro. Graças ao apoio dos parceiros que nos acompanham desde o primeiro evento, que este projeto tem sido um grande sucesso a cada ano que passa.

 

OBJETIVO DO EVENTO:

Preservar na comunidade de Maresias um dos mais importantes eventos de capoeira na atualidade, apresentando:

 

  • Passeios e assim apresentar a beleza de nossas riquezas naturais;
  • Eventos e gastronomia da região;
  • Atrair pessoas para ajudar no desenvolvimento turístico;
  • Executar oficinas culturais, visitando pontos turísticos e apreciando os ambientes oferecidos;
  • Incorporar cada vez mais nossa região no turismo nacional, assim, no futuro, abrindo mais oportunidade de empregos e exploração da mesma;
  • Apresentar o trabalho desenvolvido a comunidade;
  • Apresentar e evoluir o comercio hoteleiro e gastronômico de Maresias, entre outros.

 

Como tema do evento, sempre são feitas apresentações da cultura Afro-Brasileira, como: Capoeira, Maculelê, Puxada de Rede, Dança do Coco e o Samba de Roda feito sempre na festa de confraternização aos comandos do Mestre Maurão e algumas personalidades da Música Popular Brasileira como foi o caso da presença do Mestre e percursionista DaLua, já presente nos dois últimos eventos.

Este tem ocorrido em pontos específicos de Maresias, onde possamos concentrar o maior número de participantes e público possíveis. Tem sido explorado as escolas, a praça, o Clube Sirena (devidas proporções para a Cerimônia de Batizado e Graduação) e locais diferenciados da praia para a prática de esportes e realização da festa de confraternização.

 

 

*Este ano estaremos realizando a troca de graduação dos 150 alunos que fazem parte do projeto que já se expandiu para o bairro de Paúba.

 

Para conhecer o trabalho dos seis Mestres que estarão no comando do evento, basta acessar o site de trabalho dos mesmos:

 

PERÍODO DO EVENTO:

O será realizado nos dias 18, 19 e 20 de novembro de 2011, sendo que as oficinas, rodas, turismo e a confraternização serão distribuídos da seguinte forma:

 

  • Sexta (18/11/2011): Roda de abertura e bate-papo com os Mestres convidados

(Na Praça Internacional do Surf e Clubinho);

  • Sábado (19/11/2011): Work shop com mestres ,convidados e alunos do projeto(Quadra de Esportes da Escola), Cerimônia de Batizado e Graduação (Clube Sirena) e Festa de Confraternização com Samba de Roda;
  • Domingo (20/11/2011): Atividades esportivas na Praia .

 

CAPTAÇÃO DE RECURSOS:

A captação de recursos para a execução deste evento está previsto através de incentivo do Setor Privado. O evento terá proporções baseadas e elaboradas com o mesmo planejamento dos anos anteriores, sendo que os apoiados terão suas logo marcas apresentadas em toda a divulgação do evento.

 

Os custos para a execução do evento referem-se aos seguintes itens:

 

  1. 8 Passagens aéreas (ida e volta) – total estimado em R$ 4.000,00;
  2. Cachê dos Mestres (6 pessoas) R$ 500,00 – total estimado em R$ 3.000;
  3. Divulgação – total estimado em R$ 500,00;
  4. Camisetas (350 unidades) 10 a 12 reais cada – total estimado em R$ 3.500,00;
  5. Cordões de capoeira (150 unidades) 10 reais cada – total estimado em R$ 1.500,00;
  6. Filmagem, fotografia e produção de um DVD do evento – total estimado em R$ 1.500,00;
  7. Gastos extras como: Sonorização, água para os palestrantes, combustível para deslocamento dos palestrantes, entre outros. Total estimado em R$ 1.000,00.

 

  • Total de Custos para promover o evento estimado em R$ 15.000,00. Tendo os patrocinadores espaço de divulgação no evento nas seguintes áreas:

Banners, cartazes e panfletos, camiseta do evento, DVD do evento e durante as atividades.

 

Quotas:

 

Patrocínio: R$ 700,00 –passagem aéreas e hospedagem para os mestres,  ou qualquer necessidade do evento no valor da quota

Destaque para logotipo nas camisetas,troféus, banners  dispostos nos locais do evento e anuncio sonoro durante todo evento.

 

Apoio: R$ 300,00 ou doações no mesmo valor em alimentos, isotônicos, mercadorias necessárias para o evento. Visibilidade com identificação secundária nas camisetas, banners e anuncio sonoro durante todo evento

 

As doações em dinheiro devem ser feitas na seguinte forma:

Banco Bradesco Agencia: 2965 – Conta Corrente: 0008883-8 Associação Cultural Esportiva de Maresias. CNPJ-11.980.914/0001-82

 

Prestação de contas: Será feita através do site www.mandingamaresias.com.br

Assista ao Vídeo do último evento:
http://www.youtube.com/watch?v=lfCpmcndnYI&feature=player_embedded

 

Contatos: Professor Gustavo De Souza Leite (Simba)

Telefone: (0xx12) 8115.3176 – gustavosleite29@hotmail.com

 

www.mandingamaresias.com.br

www.grupocapoeiramandinga.com

 

MAREGINGA 2011

Maresias: MAREGINGA 2010

APRESENTAÇÃO DO EVENTO:

A 6ª EDIÇÃO DO MAREGINGA, encontro beneficente de capoeira do projeto exercido no bairro de Maresias/São Sebastião, será realizada nos dias 26, 27 e 28 de novembro de 2010, pela organização do Professor de Capoeira e Educação Física Gustavo de Souza Leite sobre a coordenação de Mauro Porto da Rocha (Mestre Maurão).

Este evento vem sendo realizado desde o ano de 2005 com o intuito de reunir o maior número de capoeiristas possíveis para troca de informações, conhecimentos e preservação da cultura, assim, proporcionando as crianças da comunidade o contato com nossa arte, encaminhamento na formação do caráter, preservação da circulo afetivo familiar e o direcionamento intelectual. Além do aperfeiçoamento do nível técnico e profissional dos professores de capoeira.

É com esse espírito, de proporcionar as nossas crianças uma melhor qualidade de vida e encaminhá-los para um futuro promissor e profissional, que o projeto é desenvolvido nas escolas e instituições do bairro. Graças ao apoio dos parceiros que nos acompanham desde o primeiro evento, que este projeto tem sido um grande sucesso a cada ano que passa.

OBJETIVO DO EVENTO:

Preservar na comunidade de Maresias um dos mais importantes eventos de capoeira na atualidade, apresentando:

  • Passeios e assim apresentar a beleza de nossas riquezas naturais;
  • Eventos e gastronomia da região;
  • Atrair pessoas para ajudar no desenvolvimento turístico;
  • Executar oficinas culturais, visitando pontos turísticos e apreciando os ambientes oferecidos;
  • Incorporar cada vez mais nossa região no turismo nacional, assim, no futuro, abrindo mais oportunidade de empregos e exploração da mesma;
  • Apresentar o trabalho desenvolvido a comunidade;
  • Apresentar e evoluir o comercio hoteleiro e gastronômico de Maresias, entre outros.

 

Como tema do evento, sempre são feitas apresentações da cultura Afro-Brasileira, como: Capoeira, Maculelê, Puxada de Rede, Dança do Coco e o Samba de Roda feito sempre na festa de confraternização aos comandos do Mestre Maurão e algumas personalidades da Música Popular Brasileira como foi o caso da presença do Mestre e percursionista DaLua, já presente nos dois últimos eventos.

Este tem ocorrido em pontos específicos de Maresias, onde possamos concentrar o maior número de participantes e público possíveis. Tem sido explorado as escolas, a praça, o Clube Sirena (devidas proporções para a Cerimônia de Batizado e Graduação) e locais diferenciados da praia para a prática de esportes e realização da festa de confraternização.

*Este ano estaremos realizando a troca de graduação dos 150 alunos que fazem parte do projeto que já se expandiu para o bairro de Paúba.

Para conhecer o trabalho dos seis Mestres que estarão no comando do evento, basta acessar o site de trabalho dos mesmos:


Mestre Maurão: www.grupocapoeiramandinga.com,

Mestre Catitu: www.herançaculturalcapoeira.com.br,

Mestre Fran: www.maculele.com,

Mestre Mula: www.meialuainteira-salzburg.at/,

Mestre Rã: www.grupocapoeirabrasil-mestregirino.blogspot.com

Mestre Aberre: www.youtube.com/watch?v=5nYguonzar8

 

PERÍODO DO EVENTO:

O será realizado nos dias 26, 27 e 28 de novembro de 2010, sendo que as oficinas, rodas, turismo e a confraternização serão distribuídos da seguinte forma:

  • Sexta (26/11/2010): Roda de abertura e bate-papo com os Mestres convidados

(Na Praça Internacional do Surf e Clubinho);

  • Sábado (27/11/2010): Cursos de capoeira e folclore (Quadra de Esportes da Escola), Cerimônia de Batizado e Graduação (Clube Sirena) e Festa de Confraternização com Samba de Roda;
  • Domingo (28/11/2010): Atividades esportivas na Praia e Roda de encerramento.

CAPTAÇÃO DE RECURSOS:

A captação de recursos para a execução deste evento está previsto através de incentivo do Setor Privado. O evento terá proporções baseadas e elaboradas com o mesmo planejamento dos anos anteriores, sendo que os apoiados terão suas logo marcas apresentadas em toda a divulgação do evento.

 

Os custos para a execução do evento referem-se aos seguintes itens:

 

  1. 8 Passagens aéreas (ida e volta) – total estimado em R$ 3.000,00;
  2. Cachê dos Mestres (6 pessoas) R$ 500,00 – total estimado em R$ 3,000;
  3. Divulgação – total estimado em R$ 300,00;
  4. Camisetas (350 unidades) 10 a 12 reais cada – total estimado em R$ 3.500,00;
  5. Cordões de capoeira (150 unidades) 10 reais cada – total estimado em R$ 1.500,00;
  6. Filmagem, fotografia e produção de um DVD do evento – total estimado em R$ 1.500,00;
  7. Gastos extras como: Sonorização, água para os palestrantes, combustível para deslocamento dos palestrantes, entre outros. Total estimado em R$ 1.000,00.

 

  • Total de Custos para promover o evento estimado em R$ 13.800,00. Tendo os patrocinadores espaço de divulgação no evento nas seguintes áreas:

Banners, cartazes e panfletos, camiseta do evento, DVD do evento e durante as atividades.

 

 

Quotas:

 

Patrocínio: R$ 600,00 ou hospedagem para os mestres.

Destaque para logotipo nas camisetas, banners dispostos nos locais do evento e anuncio sonoro durante todo evento.

 

Apoio: R$ 200,00 ou doações no mesmo valor em alimentos, isotônicos, mercadorias necessárias para o evento. Visibilidade com identificação secundária nas camisetas, banners e anuncio sonoro durante todo evento

 

As doações em dinheiro devem ser feitas na seguinte forma:

Banco Bradesco Agencia: 2965 – Conta Corrente: 0008883-8 Associação Cultural Esportiva de Maresias. CNPJ-11.980.914/0001-82

 

Prestação de contas: Será feita através do site www.mandingamaresias.com.br

Assista ao Vídeo do último evento: http://www.youtube.com/watch?v=kDsjXmIivn4

 

Contatos: Professor Gustavo De Souza Leite (Simba)

Telefone: (0xx12) 8115.3176 – gustavosleite29@hotmail.com

Capoeira & propaganda de cigarros

Marca de cigarros lança campanha na Indonésia, onde a Capoeira aparece como propaganda.

Não é de hoje que a Capoeira têm sido convidada a participar de campanhas publicitárias, comerciais em televisão, revistas e jornais. Evitando fazer propaganda de ninguém, mas é comum nós vermos algumas “vinhetas” nos intervalos de alguns canais da TV Brasileira, onde a Capoeira aparece como um símbolo de Brasilidade.

Algumas delas criadas até por nosso saudoso REDI, do Rio de Janeiro. Uma rede de hipermercados têm também utilizado a Capoeira com uma boa conotação.

Mestre Jorge Draga, que desenvolve seu trabalho em Perth, Austrália, foi convidado para participar de um comercial de Cigarros na Indonésia. As vantagens seriam diversas, indo de hotel 5 estrelas, passagens aéreas e também um excelente cache! Ele não aceitou!

Mas como podemos ver na foto ao lado, outros se dispuseram a tal.

Junto com a ilustração segue o seguinte texto: Como pode um grupo de Capoeira se expor numa propaganda dessas. Isso mostra que nem todos os grupos de Capoeira tem a mesma essência, pois, enquanto alguns se dedicam a ensinar seus alunos a não fumarem etc, outros, como podem ver na foto, até comerciais de cigarro fazem.

Você deixaria teu filho nas mãos de um grupo desse?

Por isso quando procurar um grupo de Capoeira de verdade, pesquise seus princípios. Existem muitos por ai, e não generalize, pois existem capoeiristas de verdade.

Parabéns Mestre Jorge Draga!

PNAD – Tabagismo


Base: Ano de 2008

17,2% dos brasileiros fumam; 52,1% deles pensam em parar

Cerca de 24,6 milhões de brasileiros de 15 anos ou mais de idade fumavam derivados de tabaco em 2008, o que correspondia a 17,2% da população nessa faixa etária. Os percentuais de fumantes eram maiores entre os homens (21,6%), entre as pessoas de 45 a 64 anos de idade (22,7%), entre os moradores da região Sul do país (19,0%), os que viviam na área rural (20,4%), os menos escolarizados (25,0% entre os sem instrução ou com menos de um ano de estudo) e os de menor rendimento domiciliar per capita (19,9% entre os sem rendimento ou com menos de ¼ de salário mínimo). A maior parte deles começou a fumar com 17 a 19 anos de idade, e, dentre os que fumavam diariamente, o mais comum era consumir por dia de 15 a 24 cigarros, sendo o primeiro fumado entre 6 e 30 minutos após acordar. Um fator que impactava na idade de começar a fumar era a escolaridade.

Por outro lado, a quase totalidade dos fumantes (93,0%) afirmava saber que o cigarro pode causar doenças graves, e um pouco mais da metade deles (52,1%) disse que pensava ou planejava parar de fumar, sendo que 65,0% dos fumantes informaram que as advertências nos rótulos dos cigarros fizeram pensar em parar de fumar.

Esses são alguns destaques da Pesquisa Especial de Tabagismo (Petab), que traça um panorama inédito e detalhado do uso de produtos derivados de tabaco no Brasil, entre as pessoas de 15 anos ou mais de idade, com informações para o país, as grandes regiões e as unidades da federação. A Petab foi realizada pelo IBGE em parceria com o Ministério da Saúde, com a atuação técnica do Instituto Nacional de Câncer (Inca), e aplicada a uma subamostra (cerca de 51 mil domicílios) da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2008. A pesquisa seguiu o modelo da GATS (Global Adult Tobacco Survey), que está sendo realizada também em outros 13 países1, pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). O projeto internacional envolve também a Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health (EUA) e tem financiamento da Bloomberg Philantropies.

No Brasil, em 2008, 17,5% da população de 15 anos ou mais de idade eram usuários de produtos derivados de tabaco (fumado ou não)2, o que correspondia a 25 milhões de pessoas. Regionalmente, o maior percentual de usuários estava no Sul (19,0%) e os menores no Sudeste e Centro-Oeste (16,9% em cada um). Em todas as regiões, o percentual de homens usuários era maior que o de mulheres.

Os usuários de tabaco não fumado eram 0,4% dos brasileiros de 15 anos ou mais de idade, percentual maior entre os homens (0,6%) e na região Nordeste (0,9%).

Assim, 17,2% da população na faixa de idade investigada (24,6 milhões de pessoas) consumiam tabaco fumado, ou seja, eram fumantes de tabaco, sendo 14,8 milhões homens (21,6% do total de 15 anos ou mais de idade) e 9,8 milhões mulheres (13,1% do total nesse grupo etário).

Dos fumantes, apenas cerca de 3 milhões (equivalentes a 12,2% do contingente de fumantes e a 2,1% do total da população de 15 anos ou mais de idade) fumavam ocasionalmente.

Entre os não fumantes (118,4 milhões de pessoas ou 82,8% da população de 15 anos ou mais de idade), 78,1% (64,7% da população de 15 anos ou mais de idade, o equivalente a 92,5 milhões de pessoas) nunca haviam fumado, percentual que era maior entre as mulheres (71,7% do total das mulheres de 15 anos ou mais) do que entre os homens (57,0%).

Já os ex-fumantes (26 milhões de pessoas) eram 18,2% da população de 15 anos ou mais de idade e 22,0% dos não fumantes, em 2008.

Maiores percentuais de fumantes estão entre os homens, na região Sul, na área rural, entre os menos escolarizados e os de menor rendimento domiciliar per capita

A região Sul tinha, em 2008, o maior percentual de fumantes de tabaco (19,0%), sendo os menores percentuais verificados no Centro-Oeste (16,6%) e Sudeste (16,7%). Entre os homens, os maiores percentuais de fumantes estavam no Nordeste (22,9% ou 4,2 milhões de pessoas) e no Sul (22,5% ou 2,3 milhões); já entre as mulheres, eles foram verificados no Sul (15,9%) e Sudeste (13,3%).

Entre as unidades da federação (UF), os maiores percentuais de fumantes de tabaco na população de 15 anos ou mais estavam no Acre (22,1%), Rio Grande do Sul (20,7%) e Paraíba (20,2%), enquanto os menores estavam no Amazonas (13,9%), no Distrito Federal (13,4%) e em Sergipe (13,1%).

O percentual de fumantes de tabaco era maior na zona rural (20,4% ou 4,4 milhões de pessoas) que na urbana (16,6% ou 20,1 milhões de pessoas). O maior percentual de fumantes estava entre as pessoas sem instrução ou com menos de um ano de estudo (25,7% do total desse grupo). No outro extremo, das pessoas que tinham 11 anos ou mais de estudo, 11,9% fumavam – comportamento que se repetia em todas as regiões do país. O percentual de fumantes também era maior entre os que se declararam pretos ou pardos (19,0%) do que entre os brancos (15,3%), o que também se verificava regionalmente.

O grupo etário de 45 a 64 anos tinha a maior concentração de fumantes (22,7% das pessoas nessa faixa), fato que se verificava em todas as regiões do país.

Foi possível observar ainda, sobretudo nas regiões Sul e Nordeste, que, quanto maior o rendimento domiciliar per capita, menor a proporção de fumantes, conforme tabela a seguir.

Escolaridade é fator que impacta na idade de começar a fumar

Dos 24,6 milhões de fumantes de tabaco, 21,5 milhões (87,4%) fumavam todos os dias, o que correspondia a 15,1% das pessoas de 15 anos ou mais de idade. Entre os homens dessa faixa etária, 18,9% eram fumantes diários e 2,7% ocasionais, percentuais que eram de, respectivamente, 11,5% e 1,6% entre as mulheres. Mais uma vez, a região Sul apresentava os maiores percentuais de fumantes diários, tanto na população total (17,3%), quanto entre os homens (20,5%) e mulheres (14,3%).

A maior proporção de fumantes ou ex-fumantes diários com 20 a 34 anos de idade iniciou o hábito de fumar na faixa etária dos 17 a 19 anos (31,9%), situação que se verificava entre os homens (34,1%), mulheres (28,7%), na zona urbana (32,3%) e rural (29,8%) e em quase todas as regiões, exceto no Nordeste, onde a distribuição por faixa etária era mais homogênea: menos de 15 anos (23,7%); 15 e 16 anos (27,5%); 17 a 19 anos (27,3%); 20 anos e mais (21,5%).

A escolaridade é um fator que impacta na idade de começar a fumar: entre as pessoas sem instrução ou com menos de um ano de estudo, a proporção dos que começaram a fumar antes dos 15 anos de idade chega a 40,8%.

17,1% das pessoas de 15 anos ou mais de idade fumam cigarros; 85,4% delas diariamente

Os cigarros3 são o principal produto consumido pelos usuários de derivados do tabaco: os fumantes de cigarro somavam, em 2008, 24,4 milhões de pessoas, 99,5% do total de usuários de tabaco fumado. Os fumantes de cigarro representavam 17,1% dos brasileiros de 15 anos ou mais de idade, 21,5% dos homens e 13,0% das mulheres nessa faixa etária.

Dos 24,4 milhões de fumantes de cigarro, 85,6% (14,6% do total da população de 15 anos ou mais de idade, ou 20,9 milhões de pessoas) fumavam diariamente. Regionalmente, mais uma vez o destaque ficou com o Sul, onde 16,8% das pessoas de 15 anos ou mais de idade fumavam cigarro diariamente. Os menores percentuais ficaram nas regiões Norte (13,1%) e Nordeste (13,8%). Entre as unidades da federação, o Rio Grande do Sul (18,4%) apresentava a maior incidência de fumantes diários de cigarros, enquanto o Amapá (8,2%) tinha a menor percentagem.

Maior parcela dos fumantes diários consome entre 15 e 24 cigarros por dia

A maior parcela dos fumantes diários de cigarro (33,9%) fumava entre 15 e 24 cigarros por dia (35,6% entre os homens e 31,2% entre as mulheres). Na zona urbana, esse percentual chegou a 36,1%.

O percentual de fumantes que consumiam de 15 a 24 cigarros por dia era menor que a média nacional nas regiões Norte (26,5%) e Nordeste (24,6%), e maior no Centro-Oeste (34,3%), Sudeste (37,7%) e Sul (40,1%). Por outro lado, as regiões Norte (20,9%) e Nordeste (20,6%) ficavam acima da média nacional (16,3%) no que diz respeito ao fumo diário de menos de cinco cigarros, enquanto as regiões Sudeste (15,3%), Centro-Oeste (13,8%) e Sul (11,8%) estavam abaixo da média.

O mais comum era que os fumantes diários de cigarro levassem de 6 a 30 minutos após acordar para fumar o primeiro cigarro (39,3%). A proporção dos que fumavam em até cinco minutos após acordar era de 21,0%, enquanto, no outro extremo, 25,6% dos fumantes demoravam mais de 61 minutos para fumar depois que acordavam.

Os ex-fumantes diários de derivados de tabaco eram 14,1% da população de 15 anos ou mais de idade, em 2008, ou 20,1 milhões de pessoas (17,2% entre os homens e 11,2% entre as mulheres).

Entre os que pararam de fumar, predominam aqueles que deixaram o hábito há dez ou mais anos (57,3%) – situação que se verifica na divisão por sexo (60,1% dos homens e 53,3% das mulheres) e por situação de moradia rural (53,6%) e urbana (58,0%).

Dentre os que fumavam ou pararam de fumar nos últimos 12 meses (26,6 milhões de pessoas), 45,6% haviam tentado parar de fumar nesse mesmo período (43,0% entre os homens e 49,5% entre as mulheres). Nesse grupo dos que tentaram parar de fumar, 6,7% usaram medicamentos e 15,2% foram aconselhados por profissionais.

Mais da metade dos fumantes diz que planeja parar, mas só 7,3% no curto prazo

Dos fumantes de qualquer derivado de tabaco (24,6 milhões de pessoas), 52,1% afirmaram planejar ou pensar em parar de fumar (49,2% entre os homens e 57,1% entre as mulheres). Os percentuais de fumantes que pensavam em parar de fumar eram maiores no Distrito Federal (62,2%), Tocantins (61,3%) e na Bahia (61,1%) e menores no Amazonas (35,3%) e Rondônia (38,2%).

Pouco mais de um em cada três fumantes (33,5%) mencionou a intenção de parar algum dia, mas não nos 12 meses seguintes à entrevista; 11,4% disseram pensar em parar nos 12 meses seguintes; e apenas 7,3% manifestaram a intenção de parar de fumar no mês seguinte à pesquisa (set.08). Esse comportamento se verificava em todas as regiões.

Por outro lado, 57,1% dos fumantes brasileiros foram advertidos a parar de fumar (55,7% entre os homens e 58,5% entre as mulheres), sendo que as advertências foram mais frequentes no Sudeste (59,5%) e Sul (59,3%) e menos comuns na região Norte (49,9%).

Exposição à fumaça produzida por fumantes era mais comum em casa

O local mais apontado de exposição à fumaça produzida pelo consumo de tabaco por terceiros era a própria casa, por 27,9% do total de 15 anos ou mais de idade – percentual que chegava a 33,0% no Nordeste. A exposição no trabalho era relatada, em 2008, por 24,4% das pessoas de 15 anos ou mais de idade que trabalhavam fora (11,6 milhões em números absolutos) – chegando a 26,0% no Sudeste. Já em restaurantes, o percentual alcançou 9,9% – indo a 12,3% no Sudeste.

Fumantes da região Sul gastavam, em média, quase R$ 100 por mês com cigarros

Os bares, botequins e restaurantes eram os locais mais utilizados para compra de cigarros industrializados no Brasil, citados por 53,8% dos fumantes. Também foram citados com frequência os supermercados, mercadinhos e mercearias (21,7%) e as padarias e lanchonetes (14,8%).

Em média, os fumantes de cigarros industrializados gastavam R$ 78,43 por mês com cigarros. Os homens (R$ 89,27) gastavam mais que as mulheres (R$ 62,80). Regionalmente, os menores valores foram informados no Norte (R$ 59,97) e Nordeste (R$ 59,14), e o maior, no Sul (R$ 98,99). O Sudeste teve gasto médio de R$ 78,39 por mês, e o Centro-Oeste, de R$ 93,42.

As propagandas de cigarro em pontos de venda eram percebidas por 31,3% das pessoas de 15 anos ou mais de idade, sendo os percentuais de 38,2% entre os fumantes e 29,9% entre os não fumantes. Regionalmente, esse tipo de propaganda era menos percebido no Norte do país (por 18,0% das pessoas de 15 anos ou mais); enquanto no Sudeste ele atingia 35,2% e no Sul, 35,4%.

Propagandas em locais diferentes dos pontos de venda ou em eventos esportivos foram observadas por 21,3% das pessoas de 15 anos ou mais de idade, sendo os percentuais de 20,1% entre os fumantes e 21,5% entre os não fumantes.

Por outro lado, campanhas contra o fumo veiculadas em televisão ou rádio foram percebidas por 67,0% das pessoas de 15 anos ou mais de idade, proporção que foi de 67,7% entre os fumantes e de 66,9% entre os não fumantes.

65,0% pensaram em parar de fumar por causa das advertências nos maços de cigarro

Mais da metade dos fumantes (65,0%) disseram que pensaram em parar de fumar por causa dos rótulos de advertência nos maços de cigarro (63,5% entre os homens e 67,2% entre as mulheres). Os rótulos causaram menos impacto na região Norte (59,6% dos fumantes pensaram em parar) e mais impacto no Sudeste (66,7%) e Centro-Oeste (66,1%). O impacto dos rótulos foi maior em Roraima (91,7% pensaram em parar de fumar), Rondônia (75,0%) e Distrito Federal (74,7%) e menor no Amazonas (50,2%), em Alagoas (45,8%) e no Acre (45,2%).

93,0% dos fumantes sabem que cigarro pode causar doenças graves

Fumar causa sérias doenças. É o que afirmaram acreditar 96,1% dos brasileiros de 15 anos ou mais de idade, percentual que chega a 93,0% entre os fumantes e a 96,7% entre os não fumantes. A percepção apontada com mais frequência é a de que o tabaco causa câncer de pulmão (94,7% do total de pessoas investigadas, 90,6% dos fumantes e 95,6% dos não fumantes). Os riscos associados a derrames foram os menos citados (por 73,1% da população de 15 anos ou mais), chegando, ainda assim, a frequências de 70,1% entre os fumantes e 73,7% entre os não fumantes.

Notas:

1 Além do Brasil, Bangladesh, China, Filipinas, Índia, México, Egito, Polônia, Rússia, Tailândia, Turquia, Ucrânia, Uruguai e Vietnã. Os dados da Tailândia já foram divulgados e podem ser acessados no http://www.cdc.gov/tobacco/global/gats/countries/sear/fact_sheets/thailand/index.htm.

2 Produtos de tabaco fumado (que emitem fumaça): cigarro industrializado; cigarro de palha ou enrolado à mão; cigarro de Bali ou cravo; bidis/ indianos; charuto ou cigarrilha; cachimbo ou narguilé. Produtos de tabaco não fumado (que não emitem fumaça): rapé; fumo de mascar e snus ou snuffs.

3 Produto do tabaco enrolado e que emite fumaça. São considerados nessa categoria cigarro industrializado, cigarro de Bali/ cravo e cigarro de palha ou enrolado à mão.

Arquivos oficiais do governo estão disponíveis aos leitores.

Aconteceu: VII Oficina Internacional de Capoeira – Évora 2006

O ano de 2006 tem sido um ano muito especial para nós do Portal Capoeira. O trabalho vem crescendo, a audiência aumentando e na garupa a responsabilidade e a consciência de que a coerência e a seriedade devem estar sempre presentes em nossas pautas…
 
A cada dia que passa estamos recebendo mais e mais visitas… os e-mails não param de chegar e diversas pessoas assinam o nosso livro de visitas para agradecer e elogiar o nosso trabalho…
 
Estamos firmando novas parcerias e angariando preciosos colaboradores para a nossa equipe…
 
Em Abril estive no Brasil onde tive a oportunidade de me fazer presente em diversos eventos, rodas e bate papos… Visitei ícones da Capoeira, garimpei material de qualidade para ser disponibilizado em nosso site e revi velhos amigos…
 
Mais um dos momentos mais especiais deste ano foi ter sido convidado para participar da VII Oficina Internacional de Capoeira, em Évora, Portugal. Tive dúvidas até a última semana… mais confesso que tal fato me deixava triste… seria preciso viabilizar muitas coisas para que esta viagem até Évora pudesse dar certo… conciliar trabalho, férias, filho… e capoeira… mais não podia deixar de lado um convite tão especial, feito por Mestre Umoi Souza, Grupo União na Capoeira, o grande responsável e mentor deste fantástico encontro, que carinhosamente foi batizado de "Nosso Encontro", que aconteceu pelo sétimo ano consecutivo em Évora, região do Alentejo Português, do qual tive a honra de participar como convidado e responsável pela comunicação social.
 
Tudo pronto, malas feitas, família reunida e lá vamos nós… Gisele, Lucca e Luciano com destino a Évora, cinco horas e meia de viagem separavam Mogadouro das terras mágicas de Évora, que durante os três dias do Encontro foi sem dúvida a CASA DA CAPOEIRA!!!
 
Mais de trinta profissionais da capoeira estavam reunidos e envolvidos dentro da mais puro espírito de camaradagem e união…
 
Uma coisa linda de ver e sentir…
 
Durante os três dias do evento estiveram presentes mais de 180 alunos das mais diversas nacionalidades, mais naquele instante, naquele ambiente isso nada importava… pois todos eram cidadãos do MUNDO… todos eram capoeiristas e falavam uma única língua: A da amizade e união…
 
{jgxtimg src:=[http://www.portalcapoeira.com/images/zoom/evora2006/viewsize/IMG_5056.jpg] width:=[150]}
Mestre Umoi cercado
de muito axé…
{jgxtimg src:=[http://www.portalcapoeira.com/images/zoom/evora2006/viewsize/IMG_5118.jpg] width:=[150]}
Os participantes no
Parque de Campismo…
{jgxtimg src:=[http://www.portalcapoeira.com/images/zoom/evora2006/viewsize/IMG_5130.jpg] width:=[150]}
Mestre Tucas, Careca, Milani,
Lucca, Mestre Nilson e filha

Clique para ampliar as imagens…
 
Um dos momentos mais produtivos do encontro foi a reunião de professores, contra mestres e mestres de Capoeira, onde todos tiveram a oportunidade de estar cara a cara em um franco e democrático bate papo onde diversos temas foram abordados, deixando no ar diversas reflexões positivas.
 
Para mim foi uma experiência fantástica e uma grande honra poder estar com pessoas que tem trabalhado com afinco e com o coração pela nossa arte capoeira e acima de tudo uma grande satisfação ter reencontrado grandes irmãos e conquistado novos amigos…
 
{jgxtimg src:=[http://www.portalcapoeira.com/images/zoom/evora2006/viewsize/IMG_5015.jpg] width:=[125]}
Mestre Saulo,
um grande ser humano…
{jgxtimg src:=[http://www.portalcapoeira.com/images/zoom/evora2006/viewsize/IMG_5062.jpg] width:=[125]}
Milani, cm. Pernalonga,
Gisele e Lucca
{jgxtimg src:=[http://www.portalcapoeira.com/images/zoom/evora2006/viewsize/IMG_5168.jpg] width:=[125]}
Roda de Capoeira
Coisa linda…

Clique para ampliar as imagens…

 
Vale ainda salientar a forma comprometida e a garra dos alunos participantes e seu notório amor pela capoeira!!!
 
Um encontro de PAZ e UNIÃO e muita CAPOEIRA!!! É assim que defino o "NOSSO ENCONTRO"
 
Um grande abraço a todos os participantes, membros da organização, e todas as pessoas que estiveram presentes em Évora!!!
 
Até o ano que vem….

 

Luciano Milani, Gisele e Lucca

{jgmedia file:=[http://www.portalcapoeira.com/images/zoom/Videos/2_Evora_2006.wmv] width:=[368] height:=[288] autostart:=[false]}
Roda Boa… Mestre Umoi e Mestre Nilson vadiando…
na bateria: Mestres Beija Flor, Pernalonga e Mestre Batata


Para ver mais fotos da VII Oficina Internacional de Capoeira – Évora 2006, clique aqui

 
DADOS ESTATÍSTICOS DA VII OFICINA INTERNACIONAL DE CAPOEIRA – ÉVORA 2006
 
1. Grupos de Capoeira participantes: 34
 
2. Alunos inscritos:
 
– Alemães…………..17
– Noruegueses……..11
– Finlandeses……….02
– Espanhóis…………31
– Canadianos……….01
– Brasileiros…………03
– Húngaros…………..01
– Ingleses…………….06
– Suecos……………..01
– Portugueses………108
 
– Total……………………181
 
Obs.:  103 masculinos 
            78 femininos
 
Participantes não pagantes:
 
3. Coordenação…………………7
4. Convidados…………………37
 
     Total………………………….40
 
Obs.: 36 masculinos
            4 femininos
 
Total de participantes……..221
 
Obs.: 139 masculinos
            82 femininos
{jgmedia file:=[http://www.portalcapoeira.com/images/zoom/Videos/1_Evora_2006.wmv] width:=[368] height:=[288] autostart:=[false]}
Roda Évora
 

Encontro de Capoeira em Pérola

O mestre de Capoeira Ailton Rodrigues esteve durante os dias 12 e 13 de novembro representando o Município de Pérola no Festival Internacional de Capoeira que aconteceu em Presidente Prudente – SP.
 
No festival aconteceram várias apresentações, como o Joga de Capoeira Angola. O Mestre de Capoeira Ailton Rodrigues atua nas escolas Municipais Arminda Rodrigues de Souza e Waldemar Biaca de Pérola, onde executa o Projeto Pedagógico “Capoeira nas Escolas” que é oferecido a todas as crianças da rede Municipal atendidas nestas escolas.
Ailton aproveitou sua ida ao Festival para divulgar o 1º Encontro Interestadual e Batizado de Capoeira que acontecerá nos dias 10 e 11 de Dezembro de 2.005 em Pérola. O evento conta com o total apoio da administração Municipal, da Secretaria de Educação e Cultura e com a parceria da Associação de Capoeira “Herança dos Quilombos”.
 
Claiton ressaltou a importância de investir nas crianças do Município. Ele acredita que com isso pode proporcionar um futuro mais promissor para as mesmas.

Férias e Reciclagem… Angola em Bremen na Alemanha.

Caros amigos,
 
Esta semana (10/10 – 17/10) estarei de férias na Alemanha, onde terei a oportunidade de participar de um evento em Bremen.
 
O evento comemora o 1º aniversário da academia Cazuá do Grupo de Capoeira Angola Irmão Guerreiros, para maiores detalhes clique aqui.
 
Devido a viagem e as merecidas férias, o site estará sem minha total atenção, mais estarei preparando muitos artigos e pretendo trazer material de qualidade para publicar e enriquecer o nosso espaço…
 
Um grande axé e até a proxima semana!!!
 
Luciano Milani!
Read More