Blog

unicamp

Vendo Artigos etiquetados em: unicamp

Mestre Camisa participa de simpósio e diz que a capoeira é brasileira

O Espaço Cultural Casa do Lago organizou na manhã desta quarta-feira(6) o 1º Simpósio a Arte e Capoeira. O evento é fruto das oficinas realizadas pela Casa, iniciadas há mais de um ano e meio, na Rua Érico Veríssimo s/n. Antes mesmo de José Tadeu Carneiro Cardoso (mestre Camisa) abordar temas relacionados à história, dança e a filosofia da capoeira, alguns grupos já realizavam demonstrações no gramado, localizado na parte externa do Espaço Cultural. Camisa, que está na Unicamp pela primeira vez, pertence ao Grupo Abadá de Capoeira do Rio de Janeiro. À noite, às 19 horas, no Ginásio Multidisciplinar da Unicamp (GMU), ele fará, gratuitamente, uma aula aberta ao público.

De acordo com Camisa, praticante da arte que foi instituída como esporte por Getúlio Vargas em 1930 após ver uma apresentação do mestre Bimba, a capoeira vem se desenvolvendo como arte, cultura e também serve como ferramenta de socialização participativa. “Ela contribui na formação do indivíduo como cidadão brasileiro e o faz conhecer a sua verdadeira história. O simpósio que a Unicamp está realizando é importante porque ele proporciona que debatamos a capoeira em todos os seus aspectos. A capoeira é brasileira. O Brasil é o maior pólo de capoeiristas do mundo. É daqui que eles saem para ensinar a arte em suas diversas áreas”, afirmou Camisa.

No Simpósio, o pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários, professor Mohamed Habib, disse que é importante analisar o evento sob a ótica brasileira e não somente da artística e esportiva. De acordo com o pró-reitor, o encontro permite reconstituir e revelar um fenômeno importante na história da humanidade. Como atividade de extensão, segundo Mohamed, “é muito importante, cada vez mais, que a universidade se aproxime da história do Brasil e dos que praticam atividades que contam a história brasileira, porque este é o texto mais visível e mais lido por toda a população. Assistindo a uma apresentação de capoeira, estaremos lendo a história do nosso país”.

Visivelmente emocionado, Juliano Finelli, diretor da Casa do Lago, não encontrou palavras para demonstrar a satisfação em poder realizar o evento. “Trata-se de um reconhecimento. Eu me sinto congratulado em poder realizar este trabalho. O simpósio vem brindar essa ação que desenvolvemos dentro da Unicamp”. Informações sobre a aula aberta que ocorre no GMU podem ser obtidas pelo telefone 19-3521-7017.

 

Fonte: http://www.unicamp.br/

!?! Liberdade – Abolição – Escravidão ?!? – 13 de Maio – Uma data para refletir…

No próximo dia 13 de maio o Brasil completa 119 anos de Abolição.
 
Para não deixarmos esta data passar em "branco" e para fomentarmos uma reflexão em torno deste assunto, o Portal Capoeira sugere: 

!?! Liberdade – Abolição – Escravidão ?!?
 
Como tema deste mês.

 
Separamos especialmente para os leitores e visitantes do Portal uma série de textos que abordam a Abolição, a Consciência, a Liberdade e a Escravidão…
 
Fica aqui a dica de boa e proveitosa leitura!!!
 

Espetáculo – Homenagem ao Mestre Pastinha, Quando as pernas fazem miserê

 Dia 13/10  –  Entrada Franca 

 

Horário: 20:00hs

Local: TEATRO DA UNIVERCIDADE

R: Humaitá, 275  Humaitá – RJ

Informações: F: (21) 2527-1497

 

Dia 14/10  –  Entrada Franca

 

Horário: 20:00hs

Local: Lona Cultural Herbert Viana – RJ

EM BREVE NOVA PROGRAMAÇÃO DAS APRESENTAÇÕES:


Em 2000, fui presenteado com a versão em CD do disco outrora gravado por mestre Pastinha. Naquela noite inquieta, inteiramente emocionado a ouvir aqueles causos contados pelo mestre, decidi que montaria esse espetáculo.
    
    De lá pra cá, muitas foram as boas surpresas a contribuir para a realização desse sonho. O ingresso no mestrado no instituto de Artes da Unicamp com a pesquisa que relaciona a arte de ator com a do capoeirista angoleiro apontou o rumo. Alguns anjos surgiram para abençoar. A orientação da Prof. Dra Suzi Frankl Sperber, coordenadora do LUME e o aprendizado cotidiano com mestre Jogo de Dentro formado por mestre João Pequeno de Pastinha iluminaram o caminho.
    
    A opção de elaborar uma obra teatral a partir dos elementos articulados no seio da própria Capoeira Angola e com atuantes que, independente desta empreitada, treinam a anos, pelo puro prazer da vadiagem, permitiu o tecer com propriedade.
    
    Mestre Pastinha, apesar da mingua no final de sua vida, foi um homem iluminado que por aqui passou. Uma espécie de Buda com a missão de fazer prosperar a resistência de um povo, expressa numa nobre arte chamada Capoeira.
                                                                                                                        LUIS CARLOS NEM
 
Direção e concepção – Luis Carlos Nem
 
Produção – Sylla Jonh Taves
 Elenco
Brisa Vieira
Danny Soares
Fábio Tomé
Hugo Cacilhas
Renata Lima
Servilio de Holanda
Participação especial – Mestre Jogo de Dentro
 
Direção musical e Sonoplastia – Plínio Ferreira
Roteiro – Frede Abreu e Luis Carlos Nem
Orientação de Pesquisa – Suzi Frankl Sperker
Texto de Abertura – Muniz Sodré
Assistência de Direção – Daniela Amoroso
Assistência de Produção – Igor Brasil e Coraci Bartman
Cenário e Figurinos – Daisy Caribé, Renato Ferracini, Leila Leme e Mayra Taves
Orientação de manipulação de Bonecos – Miguel Vellinho
Confecção de Bonecos – Renato Spinelli, Eloisa Dile e Miguel Vellinho
Orientação de mímeses corpórea – Renato Ferracini
Iluminação – Ênio Bernardes
Coreografia – Renata Lima e Daniela Amoroso
Animação – Francisco Ivan Russo
Fotos – Marli Wunder
Edição de Vídeo – Laboratório Cisco
Produção Gráfica – Ivan Avelar CPGravura/DAP/IA/UNICAMP
 
Agradecimentos
Eloi Lima, Rafael Lima, Iara Ferreira, Thiago, José Roberto Zan, Renato Tapajós, Rogério Cerqueira Leite, D. Cida, Ênio Bernardes, Barbosa, Valmir, Malu, Dario, Tonha, Toshiro, Alik Wunder, Nadir de Quadros, Alexandre Piccina e Pedro Castelo Branco, Edson Lins, Geraldo Mendes, Élio Wunder, Hidalgo Homero.
 
PATROCÍNIO – PETROBRÁS