Blog

idalina

Vendo Artigos etiquetados em: idalina

Jundiaí: Crianças conquistam 7 medalhas na capoeira

A Academia de Capoeira Idalina, sob o comando de Mestre Rã e contra Mestre Passarinho, participou do 1º Torneio Ginga Criança realizado pela Associação Herença Cultural do Mestre Catitu e pelo Centro Universitário Metropolitano de São Paulo (Unimesp) . O evento foi realizado no dia 20 de outubro na cidade de Guarulhos.

Treze crianças jundiaienses participaram do campeonato. Leonardo Paulo F. Silva, o Paulinho, 13 anos faturou a maior premiação do campeonato, a medalha de platina concedida para o destaque técnico do torneio. "Fiquei muito feliz ao saber que tinha ganhado a medalha, o campeonato foi muito legal porque conheci muitos capoeiristas e mestres", fala o garoto que treina há 10 anos na Academia de Capoeira Idalina.

No total a Equipe de Jundiaí faturou sete medalhas, sendo duas de ouro, uma de prata, três de bronze e uma de platina, esta última concedida para o destaque técnico do campeonato.

Segundo Cássio Martinho, Mestre Rã, quinze grupos de capoeira participaram do torneio de diferentes cidades do estado de São Paulo. Para ele, foi uma grande satisfação participar do evento. "Eu sou apaixonado por crianças e adorei participar do torneio, foi uma competição sadia, mesmo aqueles que não ganharam medalhas saíram satisfeitos por participar. Prevaleceu a famosa frase: ‘o importante não é vencer e sim participar’", frisa ele.

Na opinião de Jarbas Francisco, o contramestre Passarinho, a participação do grupo Idalina no evento possibilitou o intercãmbio cultural com as outras academias e mestres. "Participar desses eventos é muito bom porque motiva tanto os professores como os alunos e permite fazer uma avaliação do trabalho desenvolvido, além da troca de experiências entre os participantes também tem outro fator positivo: contribui com a organização e socialização da Capoeira", ressalta.

A Academia de Capoeira Idalina é uma das mais tradicionais de Jundiaí, fica localizada no bairro do Retiro. O grupo conta com aproximadamente cem integrantes entre crianças e adultos.

Confira os medalhistas jundiaiense:

Medalha de Platina:
Leonardo Paulo F. Silva

Medalha de Ouro
Manoel José dos Santos
Alisson Annimo

Medalha de prata:
Gabriel Ribeiro

Medalha de bronze:
José Vinícius dos Santos
Vitor Sibinel sanches
Alexsandro Eduardo F. Silva

Fonte: Jornal de Itupeva Online
http://www.jornaldeitupeva.com.br

MÚSICA

Na prática da capoeira, por ser esta regida pelo ritmo da sua orquestra de modo similar ao candomblé, adquirem papel primordial as características dos vários toque executados, bem como o acompanhamento do coro e compasso de palmas pelo conjunto de jogadores e dos assistentes.

Os mais lentos, calmos, são os preferidos pelos angoleiros, mais apegados às tradições africanas e aos aspectos lúdicos da capoeira, considerada principalmente como um jogo de habilidades, coreografia e técnica, enquanto os regionais são mais afeitos aos toques mais rápidos que acentuam a belicosidade inerente ao conceito de luta, objetivo final desta última modalidade.

Os principais toque no estilo ‘Regional’ são: Hino, Cavalaria, Santa Maria, São Bento Grande, São Bento Pequeno, Banguela, Idalina, Santa Maria, Amazonas, Banguelinha, Iuna.

É indispensável acentuar que cada mestre impõe aos toques o seu cunho pessoal, sem contudo descaracteriza-los, devido às influências da personalidade de cada qual, ao tom de voz e da afinação do instrumento-rei (o berimbau).

Cantos, Toques de Berimbau e suas variações

* Matéria especialmente publicada a pedido de Paulinha Staniscia – Orkut

  • Transformação (Geraldo, Núbia, Rita e Mestre Polêmico)

O jogo da capoeira não é só luta, não é só dança, é uma mistura
Não é só esporte, nem só cultura… é resultado de muita labuta
Trajetória de uma nação oprimida e marginal
Manifestação séria e original… é busca de transformação
Ao final dessa história, com uma escola pública de valor
A sabedoria não é do povo, nem do doutor
É da sociedade que se constrói com trabalho e glória


Legenda
 
C – Com (a batida com a baqueta no arame é aguda, ou seja, com a pressão da pedra ou dobrão)
K – Caxixi (Som produzido pelo balançar do caxixi, chocalho que acompanha o berimbau)
M – Moeda (representa o som produzido pelo contato entre a moeda ou pedra e o arame de aço )
S – Sem (som grave produzido pela batida da baqueta sem a pressão da moeda ou pedra)
T – Tempo (não há som produzido por baqueta, pedra ou caxixi)
Não foi levada em consideração a diferença sonora produzida pela cabaça, que pode estar ou não encostada na barriga.


Angola – domínio popular

M

C

C

S

M

C

T

K

Primeira variação

M

C

C

S

M

C

S

C

M

C

C

S

M

C

T

K

Segunda variação

M

C

C

S

M

C

C

C

C

C

C

S

M

C

T

K

Terceira variação

M

C

C

S

M

C

S

C

S

M

C

S

M

C

S

C

S

M

C

S

M

C

S

C

M

C

C

S

M

C

T

K

Santa Maria – Santa Maria (domínio popular)
Santa Maria, mãe de Deus (coro)
Eu cheguei na igreja e me ajoelhei
Eu cheguei na igreja e me confessei

Santa Maria – domínio popular

S

M

C

S

C

T

K

T

S

M

C

T

S

T

K

T

S

M

C

S

C

S

T

C

S

M

C

T

S

T

K

T

Idalina – Idalina (domínio popular)
Ô, Idalina (coro)
Tira de lá, bota cá
Ô, Idalina
Tira de cá, bota lá
Ê de lá, bota cá
Ê de cá, bota lá
Ô Idalina

Idalina – Mestre Bimba (adaptado pelo Meia Lua)

S

M

T

S

C

T

S

T

K

T

K

M

C

T

K

T

S

S

S

T

C

S

M

C

S

M

T

S

C

T

K

T

Sai, Sai, Sai Catarina (domínio popular)

Sai, sai, sai Catarina,
Saia do mar, venha ver Idalina (coro)
Sai, sai, sai Catarina,
Saia do mar, venha ver, venha ver
Catarina minha nêga,
Saia do mar, venha ver, venha ver
Sai, sai … (coro)

Adão – São Bento Pequeno (domínio popular)

Eu fui à Bahia (bis), na roda da capoeira, procurar uma mulher
Eu não encontrei (bis), encontrei foi seu irmão
Eu então lhe perguntei: – mas cadê Salomé, Adão?
Adão, Adão, cadê Salomé, Adão, cadê Salomé, adão (coro)
Salomé foi passear
Coro
Foi pra Ilha de Maré
Salomé, Salomé – São Bento Pequeno (domínio popular)

Salomé, Salomé, (coro)
Capoeira que é bom tem sete mulher,
Uma faz um chamego, outra faz um café,
Uma dá uma rasteira, outra chapa em pé,
Capoeira que é bom tem sete mulher.

D. Maria do Camboatá – São Bento Pequeno (domínio popular)

D. Maria do Camboatá, (coro)
Que entra na roda e dá salto mortal,
Que tira, que tira, que manda botá,
De Camboatá, de Camboatá,
Que entra na roda e manda jogá,
Que tira, que tira, que manda botá,
Que entra na roda e dá salto mortal.

Vai Você, Vai Você – São Bento Pequeno (domínio popular)

Vai você, vai você,
D. Maria como vai você (coro)
Joga bonito que eu quero vê,
Ô D. Maria, como vai vosmecê,
Ô vai você, ô vai você,
Como vai tu, como vai você,
Mas vai você, mas vai você,
Joga bonito que eu quero aprendê,
Vai você, vai você.

São bento pequeno – domínio popular

M

C

C

C

T

S

T

S

Primeira variação

M

C

C

C

T

C

T

S

Segunda variação

M

C

C

C

T

S

T

K

Terceira variação

M

C

C

C

S

M

C

S

Avisa Meu Mano – Angola (domínio popular)
Avisa meu mano, avisa meu mano, avisa meu mano: capoeira mandou lhe chamar (coro)
Eu mandei esse recado, pela filha da vizinha, você não apareceu, ontem à noite na tendinha
Coro
Eu mandei esse recado, você não apareceu, quero que você me diga, o que foi que aconteceu
Coro
A mulher pra ser bonita, não precisa se enfeitar, a pintura é do diabo, a beleza é Deus quem dá
Angola – domínio popular

M

C

C

S

M

C

T

K

Primeira variação

M

C

C

S

M

C

S

C

M

C

C

S

M

C

T

K

Segunda variação

M

C

C

S

M

C

C

C

C

C

C

S

M

C

T

K

Terceira variação

M

C

C

S

M

C

S

C

S

M

C

S

M

C

S

C

S

M

C

S

M

C

S

C

M

C

C

S

M

C

T

K

Seu Nicolau – Benguela (domínio popular)

Ê, você aí, seu Nicolau, jogador da capoeira,
abaixado no pé do berimbau (coro)
Procure se benzer, pra livrar da tentação.
Cuidado com Dois de Ouro que vai dar contigo no chão

Benguela – Mestre Bimba (adaptado pelo Meia Lua)

M

C

C

S

M

C

T

C

Primeira variação

M

C

C

S

M

C

S

C

M

C

C

S

M

C

T

C

Segunda variação

M

C

C

S

M

C

C

C

C

C

C

S

M

C

T

C

Terceira variação

M

C

C

S

M

C

S

C

S

M

C

S

M

C

S

C

S

M

C

S

M

C

S

C

M

C

C

S

M

C

T

C

Chapéu Grande – São Bento Grande (domínio popular)

Alô, chapéu grande, beirada de ventania (coro)
Peguei na perna da velha, pensando que era da filha
Coro
a da velha era cascuda, a da filha era macia
Coro
A da filha era macia, e a da velha era cascuda

São Bento Grande – Mestre Bimba (adaptado pelo Meia Lua)

M

C

C

S

T

S

M

C

Primeira variação

M

C

C

S

M

C

C

C

Segunda variação

M

C

C

S

T

S

T

S

T

S

T

S

T

S

T

C

Iúna Verdadeira – homenagem póstuma (Mestre Caiçara)- domínio popular

M

C

C

C

T

C

C

C

T

C

C

C

S

S

T

T

M

C

C

C

S

S

S

S

M

C

C

C

S

S

T

T

Iúna Mandingueira – Iúna Falsa (domínio popular)

Iúna é mandingueira, quando está no bebedor,
Foi malvada, foi ligeira, mas capoeira matou (bis)
lá i lá i lá i lá i lá (três vezes), lá lá ê lá lá ê lá

Iúna Falsa (Mandingueira)- domínio popular

M

S o

S ø

S ø

M

S ø

M

S •

M

S o

S ø

S ø

M

S •

M

S •

M

S o

S ø

S ø

M

S ø

M

S •

M

S •

M

S •

M

S •

M

S •

M

S o

S ø

S ø

M

S ø

M

S •

S •

S •

S •

S •

M

S •

M

S •

Berimbau é Pau – Benguela (domínio popular)

Biriba é pau
De fazer berimbau (coro)
Biribaé pau
De fazer berimbau

Pau Pereira – Benguela (domínio popular)

Pau, pau, Pereira
Olha o tombo da ladeira
Pau, pau, Pereira (coro)
E olha o tombo da ladeira
Coro

Benguela – Mestre Bimba (adaptado pelo Meia Lua)

M

C

C

S

M

C

T

C

Primeira variação

M

C

C

S

M

C

S

C

M

C

C

S

M

C

T

C

Segunda variação

M

C

C

S

M

C

C

C

C

C

C

S

M

C

T

C

Terceira variação

M

C

C

S

M

C

S

C

S

M

C

S

M

C

S

C

S

M

C

S

M

C

S

C

M

C

C

S

M

C

T

C

Samba no Mar – Samba de roda (domínio popular)

Samba no mar, samba no mar, marinheiro
Samba no mar, samba no mar, marinheiro (coro)
Samba no mar, samba no mar estrangeiro 2x
Coro
Samba no mar, samba no mar sem dinheiro
Coro

Se Essa Mulher Fosse Minha – Samba de roda (domínio popular)

Se essa mulher fosse minha eu tirava do samba, já, já
Dava uma surra nela que ela gritava chega
Coro repete
Chega, oh meu amor
Eu vou m’embora prá Minas Gerais eu vou
Coro repete

Levanta a Saia – Semba de roda (domínio popular)
Levanta a saia mulata,
Não deixa a saia arrastar,
A saia custou dinheiro
E dinheiro custa eu ganhar
Coro repete
Samba de Roda
Samba de Roda – Domínio Popular

S

S

S

M

S

S

S

M

S

S

S

S

M

S

S

M

Cavalaria – jogo brutal (domínio público)
Cavalaria – Mestre Bimba (adaptado pelo Meia Lua)

M

C

C

S

M

C

T

S

Primeira variação

M

C

C

S

M

S

S

S

M

C

C

S

M

C

T

S

Segunda variação

M

C

C

S

M

C

T

S

M

C

T

S

M

C

T

S

Terceira variação

M

C

C

S

M

C

T

S

M

S

S

S

M

C

T

S

Amazonas
Amazonas – Jogo de Visitantes (domínio popular)

S

M

S

S

C

T

K

T

S

S

S

C

S

M

C

S

M

S

M

S

C

C

C

C

S

S

S

S

C

S

M

C

S

M

S

M

C

C

C

C

S

S

S

S

C

S

M

C

S

M

S

M

Panha Laranja no Chão Tico-Tico (domínio popular)

Panha Laranja no Chão Tico-Tico (Coro)
Não é com a mão que se apanha, é com o bico, (Coro)
Minha toalha de renda de bilro (Coro)
Se meu amor for se embora eu não ligo (Coro)

Panha Laranja no Chão Tico-Tico – domínio popular

T

K

T

S

M

S

S

S

T

K

T

S

M

S

S

C

T

K

T

C

C

T

C

T

C

T

C

C

T

C

C

S

Boa Viagem (domínio popular)
Eu vou
Boa viagem (coro)
Eu vou m’embora
Coro
Eu vou com Deus
Coro
Nossa Senhora
Coro
Berimbau vai embora
Coro
Atabaque vai embora
Coro

Adeus, Adeus – São Bento Pequeno – Mestre Marco Aurélio Moraes Barros
Adeus, adeus
Ê ê, adeus adeus, camará (coro)
Vai acabar
Ê ê, a capoeira, camará (coro)
Eu vou m’embora
Ê ê, pelo mundo afora, camará (coro)
Eu vou com Deus
Ê ê, Nossa Senhora, camará (coro)
Para vocês
Ê ê, muita saúde, camará (coro)
Muito obrigado
Ê ê, até a volta, camará (coro)
Eu vou m’embora
Ê ê, como já disse, camará (coro)
Adeus, adeus
Ê ê, boa viagem, camará (coro)
Adeus, adeus
Ê ê, adeus, adeus, camará (coro)

São bento pequeno – domínio popular

M

C

C

C

T

S

T

S

Primeira variação

M

C

C

C

T

C

T

S

Segunda variação

M

C

C

C

T

S

T

K

Terceira variação

M

C

C

C

S

M

C

S

http://www.iesambi.org.br/meialua.html


Read More