Blog

vale

Vendo Artigos etiquetados em: vale

Ricky Martín lança clipe com Capoeira, Samba e Futebol

Ricky Martín lança clipe para bombar na Copa

O clipe adotou um cenário brasileiro e mostrou algumas tradições daqui, como o samba, a “capoeira” e o futebol

Há poucos dias da copa, o cantor porto-riquenho Ricky Martín lançou o videoclipe de sua nova canção, “Vida”. A produção, gravada no Rio de Janeiro, pretende aproveitar o clima de festa da competição mundial para se destacar como mais uma ‘música da copa’. 

Além do cenário brasileiro, o vídeo mostra jovens jogando futebol, sambando e jogando capoeira ao redor do cantor. 
“Aqui está #VIDA minha gente!” – escreveu Martin no Twitter. 

“Me diverti muito viajando e gravando no Brasil. Estou emocionado de finalmente poder interpretar ‘Vida’ e compartilhar esta canção tão especial com o mundo”, afirmou Martin recentemente. 

Vale lembrar que em 1998, o cantor teve destaque na copa com a canção “A Copa da Vida”. (Com informações UOL)

{youtube}a3I7wBck0e4{/youtube}

 

“Fica a chamada de atenção para o Momento oportuno do lançamento do Video… O Tempero vem repleto de malandragem… quem pode dizer que o Cantor também não é capoeira…”
O Editor

Festa de capoeira no Vale do Ribeira fortalece cultura quilombola

A 1ª Festa de Capoeira no Quilombo de Pedro Cubas, em Eldorado, no Vale do Ribeira (SP), aconteceu no último final de semana (1º e 2/9)e girou em torno da entrega das graduações de capoeira para 26 alunos do projeto Ponto de Cultura Socioambiental. A comemoração marcou ainda a fase final do projeto desenvolvido por quase três anos nas comunidades quilombolas de Pedro Cubas e Pedro Cubas de Cima.

As associações quilombolas de Pedro Cubas e Pedro Cubas de Cima organizaram a festa, cujos preparativos começaram duas semanas antes com a participação de alunos, pais, do ISA e da Associação Desportiva e Cultural de Capoeira Nossa Senhora da Guia (Adecc ). Os 26 alunos do projeto, adolescentes e jovens fizeram a decoração e organizaram as rodas.

Entre os convidados estavam grupos de capoeira como a Associação de Capoeira Quilombo dos Palmares, de Guarulhos/SP; o Grupo de Capoeira Nagolo, de Pedro de Toledo/SP; a Associação de Capoeira Liberdade Camará, de Araçatuba/SP; o Grupo Bernardo Furquim, do Quilombo São Pedro, a Orquestra de Berimbau do Morro do Querosene, situado bairro do Butantan em São Paulo, além das comunidades quilombolas vizinhas à Pedro Cubas. Também participaram da festa dois componentes do Grupo Angoleiros do Sertão (Marcos e Molejo) de Presidente Prudente/SP, Kleber Macaquinho que veio da Bahia e representantes da Eaacone (Equipe de Articulação e Assessoria às Comunidades Negras do Vale do Ribeira).

No sábado, os grupos começaram a chegar ao quilombo de Pedro Cubas por volta das 19 hs. Tochas e uma fogueira foram colocadas para a realização de uma roda de confraternização e do jogo da capoeira Angola.

O instrutor Leleco, que treinou o grupo nesses quase três anos, apresentou os convidados e as lideranças quilombolas, Diva e Antonio Jorge, deram as boas vinda a todos expressando a alegria e o orgulho da comunidade em ser o cenário de um momento de intercâmbio cultural e de graduação de seus jovens. Esse encontro foi uma representação da amizade entre os grupos presentes. Depois começou a roda que só terminou às 11 da noite.

Na manhã do domingo (2), os convidados foram recepcionados com um café tradicional quilombola, com cuscuz de arroz, coruja, bolo de mandioca e pão caseiro.

Depois foi a cerimônia de graduação dos alunos do Ponto de Cultura em Capoeira Regional de Bimba no galpão de sapê do quilombo. Seguindo o protocolo da atividade, na abertura, cada mestre foi apresentado (Mestre Marco Lima, Mestre Peixe, Mestre Bililico, Kleber Macaquinho) e cada um deles apresentou seus alunos e formados. Neste momento os convidados foram saudados e a comunidade de Pedro Cubas e o ISA agradeceram a presença de todos. Em seguida, cada graduando fez um jogo com os mestres e formados e recebendo a sua corda colorida. Cada cor corresponde a uma graduação, um estágio de evolução dentro da capoeira.

O último a receber a graduação de cor verde e branca foi o orientador dos alunos de Pedro Cubas, Leleco, que foi homenageado pela comunidade e pelos alunos pelo trabalho desenvolvido no Ponto de Cultura.

Em seguida, a Orquestra de Berimbau do Morro do Querosene, comandada por Dinho Nascimento, encerrou a festa.

O trabalho conjunto de preparação da festa dos jovens e adolescentes com as associações quilombolas foi o destaque do evento. Atividades de integração como esta revelam a diversidade da expressão cultural da capoeira, os diferentes tipos e jeitos de jogar e o respeito pela cultura de cada grupo. A festa foi ainda uma oportunidade de troca entre grupos e pessoas convidadas vindas de outros pontos de cultura, além de contribuir para o fortalecimento da juventude quilombola e de suas expressões culturais.

 

Fonte: ISA, Raquel Pasinato – http://www.socioambiental.org

Angola Bienal – 2013

 

Aos Senhores, Mestres, Professores, alunos e ao público em geral, venho através deste convida-los para o evento ANGOLA BIENAL 2013, que acontecerá na cidade de Salvador Bahia, entre os dias 08 e 13 de Janeiro.
O evento será organizado e realizado pela Academia João Pequeno de Pastinha – CECA que funciona no Bairro do Rio Vermelho na comunidade do vale das pedrinhas com a direção do Mestre Faísca.
Nesta Angola Bienal – 2013, trataremos do tema: “Mestre João Pequeno de Pastinha, transmissão da cultura popular”, onde discutiremos o legado do Mestre João Pequeno de Pastinha, enquanto genuinamente a voz da cultura Popular. Teremos uma programação extensa, com Oficinas de Capoeira Angola sob a técnica do Mestre João Pequeno de Pastinha, Palestras, oficinas de construção de instrumentos e de Samba, exposições fotos, entrega de carteiras a novos alunos, festa baiana, etc…. O evento conta sempre com a presença da velha guarda da Bahia e toda juventude capoeiristica nacional e internacional.
A Angola Bienal, é um evento de grande cunho social e cultural na Bahia, sem fins lucrativos. Sua presença não só engrandecerá o evento, mas será uma oportunidade para fortalecemos os valores da Capoeira Angola, Cultura Popular e compreender melhor o legado do Mestre João Pequeno, Mestre Pastinha e da missão do Mestre Faísca, que é um ativista sócio-cultural com resultados relevantes na comunidade do Vale das Pedrinhas e preservador da técnica de Mestre João Pequeno de Pastinha.
Continuaremos em contato, enviando novas informações!
Um forte abraço e vibrações Positivas,
Mestre Faísca

 

Dandara: esposa, mãe e guerreira

Herói negro conhecido pela luta contra a opressão negra no Brasil, Zumbi dos Palmares é lembrado por sua luta e sua coragem no Dia da Consciência Negra, celebrado no próximo sábado.
Diz a sabedoria popular que por trás de todo grande homem, existe uma grande mulher. Prefiro dizer “ao lado”, mas o fato é que com Zumbi não foi diferente. Esposa de Zumbi e mãe de seus três filhos, Dandara foi muito além do papel de esposa, se tornando uma verdadeira guerreira.
Conforme informações do professor de história Kleber Henrique, no blog Cuca Livre, Dandara, como todos no quilombo, plantava, trabalhava na produção de farinha de mandioca, aprendeu a caçar, e, além disso, aprendeu a lutar capoeira, empunhar armas e liderou as falanges femininas do exército palmarino.
Dandara participou de todos os ataques e defesas da resistência de Palmares e não tinha limites para defender a liberdade e a segurança do Quilombo.
A esposa de Zumbi compartilhava a posição do marido contra o tratado de paz assinado por Ganga-Zumba. Entre outras negociações, o acordo requeria a mudança dos habitantes de Palmares para as terras no Vale do Cacau. Dandara, assim como Zumbi, via o tratado como a destruição da República de Palmares e a volta à escravidão.
Dandara morreu em 6 de fevereiro de 1694, após a destruição da Cerca Real dos Macacos, uma batalha sangrenta que deixou centenas de mortos. Ainda assim, acredita-se que ela se suicidou para não voltar a ser escrava, atirando-se da da pedreira mais alta de Palmares. Zumbi, que sobreviveu ferido a esta batalha, morreu no ano seguinte em 20 de novembro, data em que atualmente é celebrado o Dia da Consciência Negra.

Neila Vasconcelos – Venusiana
capoeiradevenus.blogspot.com

Taubaté: Programação Especial e Comemoração aos 50 anos de Capoeira do Mestre Suassuna

Em comemoração aos 50 anos de Capoeira do Mestre Suassuna, o Sesc Taubaté, junto com a Academia Ginga Vale, tem programação especial para este encontro que vai unir capoeiristas de Taubaté e Vale do Paraíba, com participações importantes de mestres do esporte no Brasil.

Sesc Taubaté promove programação especial sobre capoeira

O SESC Taubaté tem em sua programação uma homenagem especial ao mais brasileiro dos gingados: a capoeira. Com a presença da Academia Ginga Vale, será comemorado os 50 anos de Capoeira do Mestre Suassuna.

O evento visa reunir os capoeiristas de Taubaté e região e contará com importantes mestres do esporte no Brasil.  A capoeira será apresentada nos seus três estilos: Angola, Regional e Contemporânea. A de Angola é mais antiga, tem um bailado lento e é mais de chão, na rasteira, enquanto a Regional é mais no alto, usa-se muito as mãos; a Contemporânea une os dois estilos.

Antes dos anos 30, um ‘capoeira’ era visto com marginal, porque praticava essa luta tida como violenta. Foi Mestre Bimba quem a apresentou ao presidente Getúlio Vargas, e desde então, passou a ser considerada uma arte marcial.

O homenageado chama-se Reinaldo Ramos Suassuna, é nascido em Ilhéus e criado em Itabuna. Veio pra São Paulo na década de 50 e, em 1967, fundou na capital paulista a Academia Cordão de Ouro. Cinco anos depois, recebeu Cerificado de mestre Bimba, um reconhecimento por todo o trabalho desenvolvido na grande metrópole, em nome da cultura brasileira.

Programação:

Ginga Vale – “ 50 anos de Capoeira do Mestre Suassuna”
Encontro de capoeiristas de Taubaté e do Vale do Paraíba com a participação de grandes mestres de capoeira do Brasil.
Realização: SESC Taubaté e Academia Ginga Brasil

Mesa Redonda
Capoeira: Passado, presente e futuro.
Com os Mestres: Suassuna, Esdras, Tarzan e Delmar
Mediação: Beto Kavalcante
Dia 21, 19h
Circo

Roda de Conscientização
Debate sobre as perspectivas do futuro da Capoeira o Brasil.
Com os Mestres: Suassuna, Quebrinha, Tarzan, Claúdio, Esdras, Lobão, Delmar e participantes do encontro
Dia 22, às 18h

Aulas abertas
Dia 21
Com Mestre Lobão e Tarzan
Às 20h30

Dia 22
Com Mestre Delmar e Claúdio
Às 19h

Dia 24
Com Mestre Claúdio – Capoeira Angola
Às 9h30
Com Mestre Suassuna
Às 10h30

Dia 25
Com Mestre Claúdio – Capoeira Angola
Às 9h30

Rodas Abertas
Com os Mestres: Suassuna, Claúdio, Tarzan, Esdras, Lobão, Delmar e Quebrinha.
Dia 22, às 20h30
Dia 25, às 10h30.

Formatura do CAF – Curso de aluno formado da Academia Ginga Brasil
Dia 23, às 19h.

XLIX Batismo de Capoeira da Academia Ginga Brasil
Dia 24, às 14h.

Realização: SESC Taubaté e Academia Ginga Brasil

Inscrições antecipadas na central de atendimento e na Academia Ginga Brasil.
Vagas limitadas. Grátis.

Batizado Capoeira do Anderson Silva – MMA

O grande Anderson Silva campeão Mundial de MMA, Vale tudo o Rei do UFC, hoje o atleta que mais representa o Brasil no Vale tudo, mostra sua essência, a Capoeira Brasileira, suas raizes que são de Capoeirista, cremos que por isto que tem toda a disposição de lutar, seja com qual o adversário for, sua destreza e jogo de cintura que sem duvida está no seu sangue de Capoeira.

Batizado de Anderson Silva (the spider) – Campeão Campeão mundial Peso Médio – UFC

Parabéns grande Anderson Silva, que vc continue assim sempre exaltando o nome do Brasil e da Capoeira nos ringues, seja numa ginga, armada, cabeçada, arrastão…

Read More

Campanha: “CAÇA AO BESOURO”

Quer assistir ao Filme mais esperado do Ano, ao lado de mais de 80 dos mais conceituados profissionais de capoeira do Brasil, em uma pré-estréia exclusiva apenas para convidados VIP’s???

Se sua resposta é SIM!!! Então você está convidado para a “CAÇA AO BESOURO”

O Portal Capoeira e a Rabo de Arraia se unem e fortalecem sua parceria para proporcionar esta fantástica experiência para você!!!

Os visitantes, amigos e parceiros da RabodeArraia.com e do PortalCapoeira.com, terão acesso a uma ação promocional exclusiva  que irá distribuir 6 vale-ingressos até o dia 15 de Outubro de 2009, os ingressos são pessoais e intransferíveis e válidos somente para a pré-estreia exclusiva de Besouro em São Paulo no dia 20 do corrente mês.

Na mídia, a promoção será divulgada por chamadas e ações na internet, nos sites da Rabo de Arraia e Portal Capoeira, com o apoio de mala-direta.

Mecânica da Promoção: Como Participar

Durante os próximos dias (08/10/09 até 15/10/09) serão publicadas 3 chamadas (dicas) no site Portal Capoeira, as dicas serão numeradas de 1 até 3 e poderão estar em qualquer lugar do site. Cada uma destas dicas irá vos levar até uma segunda dica no site da Rabo de Arraia, com o mesmo número, somente em posse das duas dicas você irá reunir as condições para descodificar a mensagem e o mapa que o guiará para a “CAÇA AO BESOURO”, uma verdadeira “caça ao tesouro” nas ruas de São Paulo.

A “CAÇA AO BESOURO”, será a etapa final para conseguir conquistar o seu lugar para assistir a pré-estreia de BESOURO, e consiste em encontrar o VALE INGRESSO e os outros brindes, que estarão escondidos em pontos-chaves de São Paulo, nas coordenadas obtidas através das DICAS (chamadas) obtidas nos sites PortalCapoeira.com e RabodeArraia.com

Como Ganhar

Os três primeiros CAÇADORES a encontrar o ponto-chave, munidos da informação obtida nas dicas da campanha, deverão se dirigir ao nosso STAFF, que estará no local, e dizer a seguinte frase: “Besouro, da capoeira nasce um herói”, os dois primeiros caçadores serão os felizardos convidados para a pré-estréia do fime do diretor João Daniel Tikhomiroff sobre Besouro Mangangá, o lendário herói da capoeira brasileira. Ainda serão oferecido outros prêmios  (CD’s, Livros e DVD´s) para os tres primeiros caçadores, ao todo serão distribuidos 6 vale-ingressos e 9 outros prêmios.


Objetivo e Justificativa:

Iremos  transformar a pré-estreia de Besouro, em uma data diferencial  para a comunidade  capoeirística com o objetivo do esforço da comunicação promocional e da simbiose entre a mais antiga loja de capoeira da internet e um dos mais visitados e conceituados meios de comunicação direcionados para a comunidade capoeirística, oferecendo a seis felizardos uma oportunidade mágica de estar ao lado dos mais conceituados e relevantes profissionais da capoeira do estado de São Paulo e também, consolidar a parceria positiva entre meios, baseado conceitualmente na associação entre bom atendimento, bons produtos, coerência e responsabilidade na veiculação das notícias e informação para um público especializado e cada vez mais exigente.

É por isto que lutamos e batalhamos juntos aos nossos parceiros e colaboradores para proporcionar para “nossa gente”, formas diferenciadas e direcionadas para o crescimento e divulgação dentro contexto da capoeiragem.

Uma boa CAÇADA a todos!!!

 

Com os melhores cumprimentos, desejando muito axé

 

Portal Capoeira

RabodeArraia.com

 

Agradecimentos especiais a toda equipe envolvida, direta e indiretamente na produção do filme Besouro, da capoeira nasce um herói

http://www.besouroofilme.com.br

A Capoeira e o Estado Novo – 70 anos de (re)encontros

A historiografia da Capoeira acaba de reencontrar novos documentos para pesquisas e análises: Há exatos 70 anos (1937) foi publicado no Rio de Janeiro a obra intitulada Defesa Pessoal – Método Eclético – Contendo todos os regulamentos dos diversos esportes de ´´ring“.

De autoria do 1º Tenente Waldemar de Lima e Silva, com a colaboração do Sargento Ajudante Alberto Latorre da Faria, ambos membros da E. E. F. E. – Escola de Educação Física do Exército, esta obra contém diversas FOTOS e textos explicativos de golpes extraídos das várias modalidade de lutas existentes no período, bem como apresenta regulamentos desses ´´esportes“ (o da Capoeira é o criado por Annibal Burlamaqui – Zuma – obra citada na bibliografia).

No que tange a nossa Capoeira, ou Capoeiragem (como às vezes aparece no texto), esta não foi posto de lado, ao contrário. Apesar do número resumindo de golpes e de não apresentar uma preocupação com outros aspectos (cultura, história, etc.), a obra de caráter exclusivamente didático, voltado à defesa pessoal, se faz importante por apresentar subsídios para compreendermos a importância da Capoeira na época e a sua utilização pela Doutrina Nacionalista da Era Vargas. Esta influência já podia ser vista desde a revolução de 1930 que deu fim à Primeira República.

O curioso é que mesmo não sendo, das artes, a mais contemplada com golpes (fotos), foi exatamente a Capoeira utilizada para ilustrar a apresentação da capa (no nosso modo de entender o famoso vôo do morcego). Tirem as suas conclusões.

Após a aquisição do livro e de posse das informações nele contidas nossas pesquisas nos levaram a descoberta de novos documentos (artigos) apresentados na Revista de Educação Física, publicação de divulgação científica do Exército Brasileiro, que conforme descrito no seu site é o periódico nacional mais antigo da área de Educação Física, com a sua primeira edição datando de 1932. Verificamos que diversos artigos desta Revista, foram utilizados na confecção do livro, existindo até uma matéria anunciando sua publicação. (Defesa Pessoal -1937 agosto).

Quanto a Revista de Educação Física vale ressaltar os artigos escritos tendo a Capoeira como objeto (anos de 48 e 64) e outros onde a mesma é citada (Vale Tudo 1955).

Podemos observar claramente que dependendo de quem fala, da época e dos interesses a Capoeira assume os mais variados aspectos: de esporte nacional a condição de difícil e imprópria, e de fugir completamente às nossas tendências naturais.

A Capoeira e o Estado Novo

Ao pesquisar sobre os autores encontramos a citação de outra obra, que ao que tudo parece seja uma reedição do livro de 37, publicado pela Briguiet em 1951. Seria interessante comparar estas as duas edições para visualizarmos possíveis diferenças (inclusão e/ou exclusão) de golpes, fotos etc.

Para ver os artigos sobre o livro e sobre a Capoeira entrar no site da Revista de Educação Física: http://www.revistadeeducacaofisica.com.br, ir ao índice e procurar por assuntos/lutas.

 

Texto e Fotos Acervo: Joel Alves Bezerra – Grupo Atitude de Capoeira – Fortaleza – Ceará

jab@fortalnet.com.br

Capoeira Angola & Meio Século de Mestre Jaime

Homenagem Portal Capoeira aos 51 anos de Mestre Jaime de Mar Grande
 
A Capoeira do Vale do Paraíba tem duas grandes vertentes. Uma delas tem sua raiz no Cordão de Ouro de Mestre Suassuna, e chegou à São José pelas mãos do então jovem Everaldo Bispo – Mestre Lobão. A “outra capoeira” que chegou em nossa região veio para cá pelas mãos do Sergipano Paulo dos Anjos, carinhosamente chamado de Mestre Paulo. Como fruto de seu trabalho em São Paulo, mestre Paulo deixou diversos “anjinhos de angola” semeados pelo Vale, dentre eles os Mestres Jequié, o saudoso Josias, o Alcapone, Raimundinho, Vital e Reinaldo. Mestre Jequié, por sua vez, formou Mestre Dominguinhos, hoje um expoente angoleiro paulista que anda ensinando sua arte pela europa (França, Inglaterra & Alemanha).
 
Na Bahia, Mestre Paulo preparou diversos mestres, sendo um deles o Mestre Jaime de Mar Grande (que neste mês comemorou 51 anos). Sobre mestre Jaime, quem o conhece saberá que estou fazendo uma descrição completa. Pessoa simples no viver e sábio no conhecimento. Sempre viveu a Capoeira Raiz (Angola Mãe) dentro dos fundamentos que seu mestre lhe ensinou, sem se entregar aos modismos e sem se entregar ao mercantilismo como fizeram outros detentores dos saberes de nossa angola. Quando todos dizem que capoeira angola só tem uma forma de ser vivenciada e entendida, mestre Jaime é sincero em dizer que a Capoeira é de todos e para todos, não tem um único dono e não é “escrava” de ninguém. Mestre Jaime participou de uma oficina de Angola promovida por Mestre Marrom (Grupo Irmãos Guerreiros – Taboão da Serra – SP). O que aprendi em pouco mais de uma hora de oficina com Mestre Jaime, levaria anos, talvez décadas para aprender em “outras escolas”. Até porque, infelizmente, o que se percebe, pelo menos em São Paulo, é que as faces da Angola que nos foi ensinada principalmente no final das décadas dos 80 e início dos 90 (que acabou influenciando diversos grupos), foi de acordo com a conveniência de quem as ensinou. Temos em São Paulo excelentes trabalhos de angola, capoeiras “funcionais”.
 
Capoeira Angola & Meio Século de Mestre Jaime
 
Mestre Jaime, para a felicidade dos capoeiras paulistas e paulistanos, está há bom tempo na Terra da Garoa, e por aqui deverá ficar por pelo menos mais uma década. Acredito que será o tempo suficiente para ele semear muitos conhecimentos e sedimentar bons exemplos a serem seguidos. Mestre Jaime, que nossos Orixás estejam sempre em sintonia, e que tua permanência entre nós ultrapasse Mais Meio Século.
 
Miltinho Astronauta
Capoeira Angola NGOLO – São José dos Campos

Projeto Vale Verde promove o I Festival de Infantil de Capoeira

Da Reportagem
Hoje e amanhã (quinta e sexta-feira), acontecerá em Cuiabá o I Festival Infantil de Capoeira, um
evento que envolverá centenas de crianças atendidas pelo Projeto Vale Verde, da Secretaria
Municipal de Bem Estar Social.
Na sede do projeto, no Ginásio Quilombo, está programado para esta quinta-feira, a partir das 15
h30, aulão de capoeira sob a orientação do mestre capoeirista Ramos, do Rio de Janeiro, e
professores convidados. Às 17h30, começam as rodas de apresentações dos mestres,
professores convidados e alunos. Logo depois, às 18h, tem início a mostra de produções em
DVD, resultado do intercâmbio cultural Rosa Mundo Capoeira.
A coordenadora do Vale Verde e do festival, Iranildes Maria Cunha, destaca que na sexta-feira, a
programação é extensa e agradável. Começará no Ginásio Quilombo e se prolongará até a Praça
Popular, um dos mais tradicionais logradouros de Cuiabá que dispõe de um importante centro
comercial de lazer e entretenimento em seu entorno.
A partir das 18h, ainda no ginásio, será celebrado o batizado dos novos capoeiristas, seguido de
roda de capoeira com mestres e professores convidados para alunos com idade entre 11 e 15
anos.
Para às 19h está prevista a mostra de DVD e início das apresentações culturais na Praça
Popular. Nesse local terá maculelê, dança do fogo, samba de roda, dança afro e outras
manifestações culturais.