Blog

cuiabá

Vendo Artigos etiquetados em: cuiabá

Conferência de Cultura de Cuiabá

Conferência de Cultura de Cuiabá acontece no dia 27/10

Programação da CMC de Cuiabá inclui debate aberto sobre os eixos temático e mostra de vídeos sobre os textos base.

A data da Conferência Nacional de Cultura de Cuiabá se aproxima. Na próxima terça feira, dia 27 de outubro, iniciando-se às 08:00, ela será realizada na AMM – Associação Matogrossense de Municípios, localizada na Avenida Historiador Rubens Mendonça, nº 3920 bairro Bosque da Saúde.

Para as reliazações das Conferências municipais, o Ministério da Cultura e o Núcleo de Atenção Social à Cidadania e Educação – NASCE convocaram os facilitadores nacionais e em Mato Grosso, a pessoa selecionada foi Lenissa Lenza, agente cultural do Instituto Cultural Espaço Cubo. Entre uma de suas ações, ela publicou um Manual de Realização de Conferências Municipais e Intermunicipais, que reúne informações como  organogramas de organização das conferências, fluxogramas dametodologia que deve ser aplicada de acordo com o regimento nacional, além delink´s oficiais sobre a II CNC como o próprio regimento e o texto base para os eixos temáticos propostos.

Além do Manual, foi disponibilizado o calendário das realizações de conferências em outros pontos do estado, como Sinop (28/10), Tangará (29/10), Barra do Garças (31/10) e Juína (30 e 31 de outubro).

Na Conferência de Cultura da capital, a sociedade civil, artistas, produtores e demais agentes culturais poderão sugerir idéias para setem debatidas nos eixos temáticos dessas Conferências – Produção Simbólica e Diversidade Cultural, Cultura, Cidade e Cidadania, Cultura e Desenvolvimento Sustentável, Cultura e Economia Criativa e Gestão e Institucionalidade da Cultura. Além disso, pretende discutir diretrizes, princípios e estratégias visando um Plano Municipal de Cultura, o que torna a reunião um debate sobre políticas culturais.

Para Mário Olimío, ex-secretário de cultura, “A Conferência de Cultura é o momento mais importante da política cultural no ano, e já aconteceu muita coisa, como a reforma da Lei Rounet, mas nada disso se compara a magnetude da Conferência”.

No dia 27 a programação se inicia às oito da manhã, com o Café da Manhã e o credenciamento dos agentes. Após a abertura oficial às 09:00, teremos uma sessão de vídeo com o aturo dos textos base, Bernardo Machado, para que os eixos sejam discutidos num debate aberto. Após a pausa para o almoço, haverá a divisão da plenária em grupos de trabalho pelos cinco eixos temáticos.

No último bloco de atividades, os grupos se reunem numa Plenária Final, onde acontece a votação das diretrizes que irão compor o documento final da 2° Conferência Estadual de Cultura e a eleição dos delegados que representarão a classe na Conferência Estadual. A noite termina com uma apresentação cultural.

Reforçando, a Conferência Municipal acontece no dia 27, às 08:00 na AMM.

SERVIÇO:
Conferência Municipal de Cultura
Quando: 24 de outubro
Onde: AMM – Associação Mato Grossense de Municípios.
Informações: (65) 3052 0321 | (65) 9608 2170

Atenciosamente,

Dríade Aguiar – Espaço Cubo – Cuiabá MT
(65) 3052 0321 | (65) 8146 8412
driade@live.at
www.foradoeixo.org.br
www.mic.foradoeixo.org.br
www.hellcity.org.br
www.espacocubo.org.br
Av. Presidente Marques, 240, Centro. Cep 78045-175, Cuiabá-MT

Artistas de Cuiabá realizam troca de conhecimentos através do Intercâmbio

Ao completar 290 anos de história, Cuiabá continua sendo celeiro de grandes artistas. Pensando na valorização de cada um deles, as ações da Secretaria de Cultura buscam dar apoio nas mais diferentes áreas e locais de atuação. Um exemplo é o Programa de Intercâmbio Cultural, que já firmou parceria com artistas renomados ou aqueles que ainda são desconhecidos do grande público. A SEC busca através do programa, expandir o número de artistas atendidos através da parceria, agregando artistas da capital e do interior do estado, fomentando dessa fora a troca de conhecimentos.

A professora de dança Afro Célia da Silva Santos, de Cuiabá, ministrou a Caravana Cultural do Gueto, no município de Matupá e Peixoto de Azevedo, em Fevereiro de 2009. Seu projeto foi aprovado pelo edital do Programa de Intercâmbio Cultural em 2008. Sua caravana ministrou várias oficinas, como a Capoeira, apresentação de dança Afro. A Caravana também apresentou uma explanação sobre a cultura afro-brasileira. “Antes o artista não tinha o acesso ao incentivo cultural, temos nossos trabalhos, mas para expandi-los para outras regiões era difícil. Hoje com o Edital de Intercâmbio, os artistas têm a possibilidade de iniciar seus projetos. O bom é que podemos levar para outros municípios a intensidade e o prestígio de poder participar em oficinas de qualidade e de forma gratuita. Para nós artistas é mais fácil quando alguém nos apoia. É uma forma de acreditar em nosso potencial com o incentivo.”, relata Célia da Silva.

O Fotógrafo Wieslaw Jan Syposa ministrou em 2008 duas oficinas na área de fotografia, uma de Photo Shop e outra de fotografia. O fotógrafo teve sua proposta aprovada e recebeu o incentivo do Programa de Intercâmbio Cultural. “A oportunidade que o artista tem ao ter sua proposta aprovada é de suma importância para o desenvolvimento de seu trabalho. Até serem reconhecidos profissionalmente os artistas encontram pelos caminhos várias barreiras, nem sempre é fácil. Às vezes precisamos de apoio e o edital de intercambio da SEC oportuniza a todos a chance de iniciar e repassar os nossos conhecimentos para as outras pessoas”, disse o fotógrafo.

Outro artista que também recebeu o apoio do Intercâmbio Cultural foi o ator, professor e escritor Luiz Carlos Ribeiro. Luiz Carlos, filho da capital mato-grossense, ministrou uma oficina de dramaturgia e palestra no município de Tangará da Serra. De acordo com Luiz Carlos, o primeiro módulo aconteceu em junho de 2008 e o segundo módulo aconteceu em janeiro de 2009. Durante a oficina de Dramaturgia e palestra foram repassadas informações sobre direção, produção, e interpretação em peças teatrais.

Nas palestras foram abordados vários temas sobre dramaturgia, como a obtenção de uma respiração equilibrada durante a encenação. “É fantástica a oportunidade que todos os artistas têm ao se inscreverem em um edital completo como ao do Intercâmbio Cultural. Além de aproximar a classe dos artistas da sociedade desfavorecida de cultura, ainda nos ajuda com o incentivo”, disse Luiz Carlos.

De acordo com Luiz Carlos, trabalhar com o interior é muito contagiante. “Percebo que as pessoas que moram longe da capital, sentem a necessidade do incentivo cultural em seus municípios. Percebo a valorização do meu trabalho, nos olhares brilhantes das pessoas que participam”. Ele salienta que a intenção de sua oficina é preparar as pessoas para estarem aptas no palco, desde a direção à apresentação.“Como artista, analiso que a Cultura do Estado hoje valoriza seus artistas de maneira igual e justa com todos, disponibilizando os editais. Com tudo isso, a valorização cultural cresce com o apoio que recebemos, basta apenas nos inscrever e participar”, reforça.

Em 2008 foram aprovados 182 projetos. A Coordenadoria de ações artístico-culturais de SEC atendeu desde 2008 a 2009, um percentual de 80% dos municípios do Estado. Dentre as grandes ações que a SEC viabilizou em 2008, os artistas tiveram a oportunidade de apresentar seus trabalhos em ações como a 4º Diversidade Cultural, Leitura na Praça e na realização de oficinas no ateliê livre localizado no Palácio da Instrução em Cuiabá.
 
http://www.odocumento.com.br/noticia.php?id=294636

Cerca de 250 capoeirista participam do II Festerê

Aconteceu: II Festerê, “encontro nacional de capoeira”

Com a participação aproximada de 250 capoeirista, o II Festerê, “encontro nacional de capoeira”, reuniu vários nomes da capoeira Brasileira, em destaque o mestre Kall de Brasília, mestre Sombra de Cuiabá, mestrando Didi e do campeão Brasileiro de capoeira o professor Veto, também da capital.

O evento teve início no sábado, no anfiteatro do Centro Cultural, com palestras ministradas pelo mestrando Didi e professor Veto, seguido de apresentações culturais como maculelê, puxada de rede e samba de roda.

No domingo, a programação teve continuidade no praça dos Pioneiros, com um “aulão” e por fim, um roda de capoeira na feira do produtor, que acabou envolvendo a todos que estavam no local.

Nos bastidores: várias pessoas ficaram impressionadas com a ginga dos capoeirista e ao saber que era o resultado de um trabalho social, ficaram ainda mais admirados com a quantidade.

O evento reuniu três estados brasileiros, como: Goiás, Rondônia, Brasília e outros sete município: Pontes Lacerda, Vila Bela, Santíssima Trindade, Mira Solo do Oeste, Cuverlândia, Cuiabá e Campo Novo.

Segundo Paraná, foi superado as expectativas e agradece a participação de todos.

Agradecimentos: Mercado Monteiro, Marfrig, Silk Malhas, Unimed, Escritório Globo, Microlins, Bate Bola na Pioneira, Massoterapeuta Adack, Rotta Hotel, DD Norte Dedetização e Engenheiro Civil Marcos.

Cuiabá: Capoeira entra em cena

Palco Giratório traz espetáculos de todo o Brasil para o Sesc Arsenal, a partir deste final de semana. Teatro, dança e circo, diariamente, até 01/06

Depois de passar por um Curto Circuito de Teatro(últimas peças hoje) Cuiabá entra em um Palco Giratório. Dionísio reina neste calor cuiabano. O SESC vai entrar em ebulição. São espetáculos com grupos de todo o Brasil, durante todo o mês de maio.

Integram a programação oficinas, debates e, claro, muito teatro. O Festival Palco Giratório é um dos maiores festivais de artes cênicas circulando o país, senão o maior.

Máscaras, bonecos, figurinos, cenários, imaginários compartilhados e construídos e reconstruídos pela cultura. Que privilégio uma cidade que depois de esbaldar em um mês de teatro local recebe os grupos nacionais e continua a interagir com atores e platéias em um palco cotidiano.

O Festival Palco Giratório está de volta a Cuiabá com espetáculos fundamentados na pesquisa como base de criação e desenvolvimento e primam por trabalhar a educação dos sentidos para a formação de público. Durante este mês, Cuiabá sedia pelo segundo ano consecutivo, o Festival. De 03/05 a 01/06, serão exibidos, diariamente, espetáculos de teatro, dança e circo, de vários estados do País e de produções locais.

Quem começa girando é o Besouro Cordão-de-Ouro (RJ) um espetáculo que faz homenagem a Manuel Henrique Pereira(1897-1924), o Besouro Cordão-de-Ouro ou o Besouro-Mangangá, tido como o maior capoeirista de todos os tempos da Bahia. Suas histórias são contadas por outros mestres capoeiristas conhecidos, como Canjiquinha, Bimba(criador da capoeira Regional), Barroquinha, Caiçara, Budião, Rosa Palmeirão, Dora das Sete Portas e Pastinha(líder da capoieira Angola).

O palco se transforma numa grande roda de capoeira com atabaques, berimbaus, pandeiros e caxixis. Caixotes de madeira, painéis com as letras das músicas do espetáculo e balaios espalhados pelo chão compõem o cenário e aproximam o ambiente dos personagens da platéia. O elenco, todo composto de atores negros, contou com dois grandes mestres da capoeira para a preparação corporal, Mestre Casquinha e Mestre Camisa.

O espetáculo mostra a trajetória, filosofia, prática e música do mestre Besouro, fazendo um paralelo com a história do Brasil suas raízes culturais. Besouro, nascido em Santo Amaro da Purificação, deixou seu nome gravado nas rodas de capoeira. Metido em política, ele impunha respeito naquele princípio de século XX, na Bahia. Além de capoeirista, Besouro também tocava violão e compunha sambas-de-roda.

Besouro inspirou a música Lapinha, de Baden Powell e Paulo César Pinheiro, vencedora do Festival de Música da TV Record, na voz da cantora Elis Regina. Serviu de fonte também para um dos capítulos do livro Mar Morto, de Jorge Amado, e para o filme Besouro capoeirista, com o ator baiano Mário Gusmão. O curioso é que a mesma coragem e valentia lembradas nas canções, que o transformaram num herói, fizeram com que, em vida, tivesse fama de arruaceiro e fosse perseguido pela polícia em inúmeras ocasiões. E pensar que tudo isso foi feito antes de ele completar 30 anos.

Em um texto do Luciano Milani, baseado em uma matéria publicada no Correio da Bahia, temos a descrição do Besouro lendário: “Até hoje, sua personalidade permanece envolta em mistério, fortalecendo ainda mais o mito em torno de seu nome. Sua certidão de nascimento nunca foi encontrada, nem documentos de identidade. Também não há qualquer imagem – seja fotografia ou pintura – dele. Besouro não deixou filhos conhecidos, nem mulher, nenhum grande amor que tenha ouvido suas confidências naquelas noites antigas. Seus amigos já partiram deste mundo. Sua única irmã viva não chegou a conhecê-lo: temia o próprio irmão”. Sua existência foi “comprovada” há pouco tempo através de dois documentos encontrados no Arquivo Público da Bahia, em Salvador, e no de Santo Amaro. Neste último, Besouro é acusado por um crime cometido na Fazenda Rio Fundo, onde ele vivia como empregado de um poderoso proprietário da região.

Também passarão pelos palcos do SESC Arsenal os espetáculos: Adubo (DF), neste domingo e mais: Das Saborosas Aventuras de Dom Quixote de La Mancha e seu Escudeiro Sancho Pança (GO), Tempo (MT), Amor e Loucura (BA), Desutilidade Poética (MT), Miniteatro Ecológico – Caatinga (MG), A Gaivota (Alguns Rascunhos) (PB), Circo Minimal (RS), Larvárias (RS), O Porco (SP), O Pupilo Quer Ser Tutor (SC), Siriri e Cururu (MT), O Sapato do Meu Tio (BA), Ópera Dance (MT), Circo Teatro Artetude (DF), The Carnival (MT), Casa de Ferro (BA), Curta Curva do Rio (MT), Senhora dos Afogados (MT), As 04 Chaves (SP), Saudades em Terra/Água (RJ), Quebra-Cabeça, A Lenda do Minhocão do Pari (MT), O Reencontro de Palhaços na Rua é a Alegria do Sol com a Lua (AL), Sambalelê (MT), Brevidades (SP).

O projeto Palco Giratório foi criado pelo Departamento Nacional do Sesc, desde 1998, com o objetivo de difundir e descentralizar as artes cênicas no Brasil. A iniciativa se transformou em uma das ações culturais mais importantes do país, pois através do projeto a população pode ter acesso às produções teatrais de qualidade. Com uma programação múltipla, diversos espetáculos circulam pelas capitais e cidades do interior, viabilizando a troca de experiências entre grupos de teatro de todo o Brasil.

Fonte: Diário de Cuiabá: http://www.diariodecuiaba.com.br/detalhe.php?cod=315896

Cuiabá: Primeiro batizado de crianças do Peti será dia 8

Nesta quinta-feira(8), às 9h, a Praça Alencastro será palco do Primeiro Batizado de Capoeira para crianças do Peti-Cuiabá(Programa de Erradicação do Trabalho Infantil). Um grupo de 60 crianças e adolescentes de vários bairros da periferia receberá de seus professores e de mestres convidados o sinal de que foram oficialmente batizadas na modalidade de Capoeira.


Além daquelas que serão batizadas, a Prefeitura de Cuiabá, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano(Smasdh), levará para a praça outras 140 crianças e adolescentes que também fazem aula de Capoeira nas unidade de Jornada Ampliada do Peti. Portanto, o evento reunirá cerca de 200 crianças, além de mestres, monitores do Peti e convidados.

Os professores de Capoeira do Peti, Wendel, Joacy e Pitter levarão como seus convidados mestres dessa modalidade desportiva bastante conhecidos na capital como Lídio Filho, professor Pirata Marcelo, Igor Marcelo Pantera, Fernando Cristóvão, entre outros.

A coordenadora do Peti, Marci Barros, lembrou que a capoeira foi introduzida no Peti como modalidade desportiva a partir deste ano com grande aceitação entre as crianças, adolescentes e seus familiares. Nesse primeiro batizado, destacou Marci, estarão reunidas crianças de unidades instaladas em bairros como Doutor Fábio, Pedra 90, Umuarama, Aroeira e outros.

DADOS – Em Cuiabá, informou Marci, 4.604 crianças e adolescentes com idade entre 07 e 16 anos estão inscritas no Peti, sendo 3.604 na zona urbana e 1 mil em comunidades rurais(da zona urbana recebe bolsa de R$ 40 e rural R$ 25). O pagamento desse benefício está condicionado à freqüência das crianças nas atividades da Jornada Ampliada em horário oposto ao da escola de ensino regular.

Jornada Ampliada – É oferecida em 15 unidades sediadas em escolas, centros comunitários, CRAS e outros espaços. Além do reforço escolar, através da ajuda de monitores nas tarefas da escola, as crianças e adolescentes fazem aula de Capoeira, Karatê, Coral, Dança e recebem orientação sobre trânsito, saúde, sexualidade, segurança, drogas e outras.

Mato Grosso: Publicação reunindo redações e ladainhas de Capoeira é lançada

Publicação reunindo redações e ladainhas é lançada
 

Idéias que buscam transformação, valorização das diversidades e respeito às diferenças. Redações elaboradas por alunos da rede municipal, estadual e particular de ensino revelam sensibilidade diante do tema "Combatendo o Racismo, Construindo a Paz". Vencedores do Iº Concurso de Redação com a temática Étnico-Racial, realizado no ano passado, pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da Vice-Prefeitura/Diretoria de Políticas Especiais, os textos agora estão reunidos numa publicação, que traz também ladainhas de capoeira, escolhidas em concurso promovido pela Federação Mato-Grossense de Capoeira.

O catálogo será distribuído nas escolas municipais, e também disponibilizado no primeiro acervo temático sobre Gênero, Raça/Etnia e Direitos Humanos do país, anexo à sede do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial, na Avenida Tenente Coronel Duarte (Prainha).
 
A publicação foi lançada na manhã desta quarta-feira, por ocasião da implantação da Casa Brasil unidade Cuiabá no Espaço Silva Freire, e contou com a participação de mestres de capoeira, que apresentaram uma das ladainhas integrantes do catálogo. Além das redações, o compêndio traz ilustrações dos alunos da Fundação Bradesco.
 
Segundo a vice-prefeita, Jacy Proença, a publicação é fruto de um esforço muito grande, do desafio de desenvolver políticas públicas de transformação positiva, e o resultado foi extremamente gratificante, tanto é que o Concurso alcançou sua segunda edição. "O Concurso foi parte integrante dos eventos do compuseram a Agenda Única, em celebração ao Dia Nacional da Consciência Negra, 20 de novembro. A participação foi excelente, tivemos muitos parceiros. A seleção das redações, por exemplo, foi feita em parceria com a Academia Mato-Grossense de Letras", afirmou a vice-prefeita.
 
Nesta segunda edição, as inscrições podem ser feitas entre 1 e 31 de agosto, devendo o participante retirar o formulário na Vice-Prefeitura ou na Secretaria de Educação, Desporto e Lazer de Cuiabá. "Lançamos agora para que as escolas trabalhem com o aluno a temática "Combatendo o Racismo, Construindo a Paz", daí ele vai escrever textos mais elaborados", informou Jacy Proença.
 
O Concurso de Redação "Combatendo o Racismo, Construindo a Paz" tem como objetivo contribuir na implementação da Lei 10.639/03, que altera a LDB para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino Pública e Privada e obrigatoriedade do ensino da "História e Cultura Afro-Brasileira", fomentado o desenvolvimento de políticas educacionais que promovam a igualdade racial e o respeito à diversidade.
 
24Horas News – Cuiabá,MS

Cuiabá: 9ª Prefeitura em Movimento: Oficinas de Capoeira conquistam crianças

Centenas de crianças participam de oficinas e se divertem na Tenda Circense montada pela Secretaria da Cultura de Cuiabá, na 9ª da Prefeitura em Movimento, que contempla 10 bairros da regional sul, do pólo III, de 13 a 18 de março. O espaço para as artes está montado no bairro Osmar Cabral e abriga uma série de atividades, envolvendo também ações de outras secretarias.
 
Na tarde de quinta-feira, o palhaço Tampinha arrancou o riso da criançada. Em seguida, o mestre Macarrão, idealizador do Grupo de Capoeira Lendas do Cativeiro, ensinou noções de Capoeira para mais de 20 crianças. Mestre Macarrão desenvolve o projeto no Osmar Cabral desde o ano passado, reunindo 30 crianças de 8 a 15 anos, e conta com a parceria da Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria da Cultura.
"Iremos ampliar o projeto, alcançar mais bairros", adiantou Macarrão, que destaca a importância da capoeira na vida das pessoas. Segundo ele, a criança aprende a ter mais disciplina, tocar berimbau, atabaque, cantar, refletindo num melhor aprendizado na sala de aula. No sábado, todos os capoeiristas do Grupo Lendas do Cativeiro vão participar das atividades na Tenda Circense. Outra oficina que conquistou a turminha foi a de Pandeiro, ministrada por Caçula do Pandeiro. Ritmo e manuseio do instrumento de percussão conduziram a aula, que terminou com a elaboração de coreografia. Na noite, o show da Aptus ganhou o picadeiro.
Na sexta-feira, as atividades começam a partir das 9 horas e seguem durante todo o dia com oficinas de capoeira, hip hop, percussão, samba, mostras de cinema, performances circenses, e a alegria do palhaço Tampinha. O show fica por conta do eletro ritmo da Mingau Mix. (Ana Cristina Vieira/PMC)

Projeto Vale Verde promove o I Festival de Infantil de Capoeira

Da Reportagem
Hoje e amanhã (quinta e sexta-feira), acontecerá em Cuiabá o I Festival Infantil de Capoeira, um
evento que envolverá centenas de crianças atendidas pelo Projeto Vale Verde, da Secretaria
Municipal de Bem Estar Social.
Na sede do projeto, no Ginásio Quilombo, está programado para esta quinta-feira, a partir das 15
h30, aulão de capoeira sob a orientação do mestre capoeirista Ramos, do Rio de Janeiro, e
professores convidados. Às 17h30, começam as rodas de apresentações dos mestres,
professores convidados e alunos. Logo depois, às 18h, tem início a mostra de produções em
DVD, resultado do intercâmbio cultural Rosa Mundo Capoeira.
A coordenadora do Vale Verde e do festival, Iranildes Maria Cunha, destaca que na sexta-feira, a
programação é extensa e agradável. Começará no Ginásio Quilombo e se prolongará até a Praça
Popular, um dos mais tradicionais logradouros de Cuiabá que dispõe de um importante centro
comercial de lazer e entretenimento em seu entorno.
A partir das 18h, ainda no ginásio, será celebrado o batizado dos novos capoeiristas, seguido de
roda de capoeira com mestres e professores convidados para alunos com idade entre 11 e 15
anos.
Para às 19h está prevista a mostra de DVD e início das apresentações culturais na Praça
Popular. Nesse local terá maculelê, dança do fogo, samba de roda, dança afro e outras
manifestações culturais.

Capoeira: Projeto “Formando um Cidadão”

Capoeira: Projeto “Formando um Cidadão” participou de evento estadual
 
Redação DS 
 
     O grupo de capoeira Vip, formado por alunos do projeto Formando um Cidadão, do Projeto Aplausos e da Escola Raio de Sol, participou nos dias 18 e 19 em Cuiabá, do Campeonato Estadual de Capoeira.
    
     O evento reuniu cerca de 300 capoeiristas de Cuiabá, Sinop e Tangará da Serra. Além das disputas, houve troca de cordas e batizado de novos capoeiristas.
    
     Conforme informações do professor do grupo de capoeira, soldado William, tanto o batizado como a troca de corda dos capoeristas participantes no evento foi extremamente positiva.
    
     “Só temos que agradecer aos nossos patrocinadores que investem na modalidade e assim podermos participar de eventos como este”, disse.“O projeto conquistou três destaques individuais com os alunos Leoclei(Carneiro), Diego (Spok) e com a capoeirista Priscila. O município de Tangará conquistou ainda destaque individual com o aluno Gustavo(Galego) que faz parte do Projeto Aplauso. 

4º Encontro de Capoeira CapuraGinga

Venho por meio deste divulgar o 4º Encontro de Capoeira CapuraGinga, que tem como principal objetivo promover o intercâmbio entre os diversos capoeiristas e difundir a capoeira aos alunos do grupo, aos profissionais convidados e aos seus adeptos por meio de vivências e oficinas culturais que valorizam e representam a nossa cultura popular brasileira.

O encontro será realizado no teatro do CEU ARICANDUVA (Centro Educacional Unificado), situado à Av. Aricanduva, s/nº. (ao lado do Shopping Aricanduva), São Paulo – SP, no dia 27 de Agosto de 2005 a partir das 12hs00.

Contaremos com a presença das filiais do grupo CapuraGinga de Cuiabá (MT), Campo Grande (MT), Joinville (SC), Valinhos/Vinhedo (SP), Itaquaquecetuba (SP) e de São Paulo (SP). O evento será coordenado pelo Mestrando Giltemberg e organizado pelo estagiário Wilson.  

Em breve, estaremos enviando a programação com todas as atividades do evento e os nomes dos convidados especiais.

Atenciosamente,

Marcelo – Monitor Lampanche

tel. 11 9517-3622

www.capuragingacapoeira.com