Blog

medeiros

Vendo Artigos etiquetados em: medeiros

UFMT exibe dois documentários em Cuiabá sobre a história da capoeira

Exibição faz parte do projeto de extensão ‘Quilombo Angola’ da UFMT. Interessados também podem se inscrever para praticar capoeira angola.

Dois documentários sobre capoeira foram exibidos gratuitamente segunda-feira (18) no campus de Cuiabá da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). A exibição, que faz parte do projeto de extensão “Quilombo Angola – Capoeira Antiga da Angola”, ocorreu as 18h no Centro Cultural da UFMT. O primeiro filme será “A capoeiragem de um mestre e seu bando anunciador” e, o segundo, “Mestre Felipe e Faca de Ticum”, ambos dirigidos por Gabriela Barreto.

No primeiro filme a diretora aborda a trajetória de Gilson Fernandes, o mestre Lua Rasta, que iniciou na capoeira com o mestre Bimba e depois viajou o mundo difundindo a cultura baiana. Além de mestre de capoeira, Lua Rasta também é artesão e pesquisador de instrumentos de percussão, músico e desenvolveu sua experiência de utilização da capoeira como linguagem teatral. Já o documentário “Mestre Felipe e a Faca de Ticum” retrata a tradição cultural de Santo Amaro e mostra a atmosfera em que o Mestre Felipe vive.

Durante todo este ano, o projeto de extensão Quilombo Angola apresentará toda primeira segunda-feira de cada mês um filme ou documentário que conta a história da capoeira e de seus principais mestres. O projeto é coordenado pelo professor Éverton Medeiros, que além de fazer exibições, abre oportunidades aos interessados de praticar capoeira angola mediante inscrições prévias.

Os candidatos em praticar capoeira angola e participar do projeto de extensão devem procurar o professor Éverton Medeiros no Centro Cultural da UFMT, às segundas, quartas ou sextas-feiras, a partir das 17h30.

 

http://g1.globo.com

Qualidade de vida que vem pelos trilhos

O som do pandeiro e do berimbau e o bater de palmas sincronizado pode representar apenas uma animada reunião de roda de capoeira, mas para um grupo de 35 crianças de seis a 12 anos, que moram no Bairro Passagem, em Tubarão, significa o começo um futuro promissor e distante dos problemas sociais na comunidade.

No Projeto Tração, idealizado pela Ferrovia Tereza Cristina, as crianças recebem uma alternativa de lazer que agrega dança e cultura.

As propostas são oferecer o aprendizado de uma cultura interessante e deixar as crianças longe dos problemas. Escolhemos esse bairro porque os trilhos passam perto – explicou a técnica em gestão social da empresa Fernanda Ramos.

A aula inaugural de dança e capoeira reuniu, no centro social do bairro, as crianças, pais e professores. Como o projeto foi iniciado em outubro para os ensinamentos práticos, os pequenos estudantes deram uma boa demonstração de afinidade com a capoeira.

A gente tem que lutar e se esforçar, mas também respeitar as outras pessoas da roda – ensinou Sara Stefani, 10 anos.

De acordo com o professor Frank Ribeiro Medeiros, as aulas de capoeira serão úteis para a formação moral das crianças beneficiadas:

A capoeira transmite valores para a formação de uma pessoa de bem.

As 35 crianças beneficiadas estudam na Escola de Educação Básica Martinho Guizzo. Pelo menos 15 vagas estão abertas para estudantes do bairro. Além da capoeira e da dança, também são trabalhadas a destinação correta ou reciclagem do lixo e noções de segurança em torno da ferrovia.

Fonte: http://www.clicrbs.com.br/