Blog

menor

Vendo Artigos etiquetados em: menor

Abuso de menor: Professor de capoeira é condenado a 8 anos por estuprar aluna em Brasiléia – Acre

Abuso de menor: Professor de capoeira é condenado a 8 anos por estuprar aluna em Brasiléia – Acre

O Juízo da Vara Criminal da Comarca de Brasiléia condenou um professor de capoeira (ELWIS JHONNATAN MARTINS FERREIRA) a oito anos de reclusão, em regime inicial semiaberto, por ele ter cometido o crime de estupro de vulnerável, previso no artigo 217-A do Código Penal.

 

NOTA DO EDITOR:

Após receber diversas mensagens de amigos próximos, cuja a coerêcia e respeito pela nossa arte e por este meio de comunicação ficam claros na forma polida e frontal que me abordaram, venho esclarecer e retratar informação da imagem que ilustra esta matéria(1).

Nunca é facil ou simples publicar uma matéria como esta… Existem inumeras situações e arestas que tem de ser averiguadas antes de simplesmente “lançar a bola ao alto”, dito isto, foi feita por parte deste site uma pesquisa mais abrangente aos fatos relatados em 4 meios de comunicação, cujo os dois mais relevantes estão referidos nas fontes da notícia, assim como o site da Justiça do Estado do Acre, onde encontrei o original da edição n°6.559, do Diário da Justiça Eletrônico, da segunda-feira, 23. Depois de ler e reler as informações, tentei validar a imagem, que em ambos os sites é apresentada (Acredito que os interessados também devam procurar a edição destes sites para corrigirem a imagem), porém não encontrei nada mais claro ou incontestável. Descobri que o condenado (ELWIS JHONNATAN MARTINS FERREIRA) é proprietário de uma empresa denominada Blackout Films (ver link)  Entretanto após ler diversos comentários e chegar até o Perfil do condenada através de uma das respostas do post na rede social, posso confirmar que a nova imagem desta matéria reflete a verdade e o compromisso deste importante meio de comunicação de fazer valer a seriedade e coerência dos fatos!

Muito obrigado pela parceria e confiança – Luciano Milani – Editor

 

Conforme é relatado nos autos, a adolescente tinha 13 anos de idade, na época dos fatos, e foi à casa do acusado assistir um filme, quando eles foram para o quarto. A vítima relatou, em seu depoimento, que mudou de ideia quanto a ter relações com ele.

Seguindo a legislação, que enfatiza que relações sexuais com menores de 14 anos de idade configura estupro de vulnerável, o acusado foi condenado. A sentença está publicada na edição n°6.559, do Diário da Justiça Eletrônico, da segunda-feira, 23.

O juiz de Direito Clóvis Lodi, titular da unidade judiciária, foi o responsável pelo julgamento. O magistrado relatou que o réu não compareceu a audiência, tendo sido decretada à revelia do acusado. Mas, o juiz rejeitou a tese da defesa dele.

“Portanto, não assiste razão à tese defensiva pela absolvição, pois as provas são robustas em demonstrar que manteve relação sexual com a vítima, mesmo sabendo ser menor de 14 anos de idade, sendo a condenação a única medida cabível ao caso.

Abuso de menor: Professor de capoeira é condenado a 8 anos por estuprar aluna em Brasiléia - Acre Notícias - Atualidades Portal Capoeira 1

 

MAIS INFORMAÇÕES: Texto retirado da Edição n°6.559, do Diário da Justiça Eletrônico, da segunda-feira, 23.

EDITAL DE INTIMAÇÃO DE ADVOGADOS – RELAÇÃO Nº 0180/2020

ADV: FRANCISCO VALADARES NETO (OAB 2429/AC), ADV: GISELI ANDRÉIA GOMES LAVADENZ (OAB 4297/AC), ADV: HADIJE SALIM PAES CHAOUK (OAB 4468/AC) – Processo 0001187-06.2018.8.01.0003 – Ação Penal – Procedimento Ordinário – Estupro de vulnerável – RÉU: Elwis Jhonnatan Martins Ferreira – Leandro Marcolino de Oliveira – (..) Ante o exposto, JULGO PARCIALMENTE ELWIS JHONNATAN MARTINS FERREIRA PROCEDENTE os pedidos formulados na denúncia para:

A) CONDENAR o réu pela prática do crime previsto no artigo 217 – A, do Código Penal; e B) ABSOLVER o réu LEANDRO MARCOLINO DE OLIVEIRA, com fundamento no art. 386, I, do CPP. Atento ao disposto no art. 68, caput, do mesmo diploma legal, passo à dosimetria da pena.

DOSIMETRIA DA PENA DO RÉU ELWIS JHONNATAN MARTINS FERREIRA

Analisando as circunstâncias do art. 59 do Código Penal, verifico : A) culpabilidade: o réu agiu com culpabilidade normal à espécie, nada tendo a valorar. B) bons antecedentes: o réu é portador de bons antecedentes. C) personalidade: não há elementos acerca de sua personalidade, logo não há o que ser valorado; D) conduta social: nada há a respeito da sua conduta social, razão que não será valorado; E) motivo do crime: é punido pelo próprio tipo penal, razão pela qual deixo de valorá-lo; F) circunstâncias: nada há a valorar. G) consequências do crime: normal à espécie, nada tendo a valorar. H) comportamento da vítima: em nada influenciou na prática do delito.

À vista das circunstâncias analisadas individualmente, fixo a pena base em 8 (oito) anos de reclusão. Ausente circunstâncias atenuantes e agravante, razão pela qual fixo a pena provisória em 8 (oito) anos de reclusão. Ausentes causas de aumento ou de diminuição de pena, pelo que torno definitiva e concreta a pena do réu ELWIS JHONNATAN MARTINS FERREIRA de 8 (oito) anos de reclusão. Na esteira do que determina o art. 33 do Código Penal, fixo, como regime inicial de cumprimento de pena, o SEMIABERTO, observada a hediondez do crime (art. 1º, VI, da Lei 8072/90). Verifico que, na situação em tela, não é cabível a aplicação da substituição da pena privativa de liberdade por restritiva de direitos, uma vez que o réu não preenche os requisitos do art. 44, do Código Penal. Impossível aplicar ao caso em tela suspensão condicional da pena, posto que o réu não preenche os requisitos do art. 77, do Código Penal.

Após o trânsito em julgado, lance-se o nome do sentenciado no rol dos culpados, oficie-se à Justiça Eleitoral para os fins do artigo 15, inciso III, da Constituição Federal, expeça-se o necessário para execução da pena e efetivem-se as demais formalidades legais.

Condeno o réu Elwis Jhonnatan Martins Ferreira pelo pagamento das custas processuais, pois defendido por advogado particular. Publique-se. Registre-se. Intimem-se.

Brasiléia-(AC), 18 de março de 2020. Clovis de Souza Lodi Juiz de Direito

 

Fontes:

Professor de capoeira é condenado a 8 anos por estuprar aluna no Acre

https://folhadoacre.com.br/policia/professor-de-capoeira-e-condenado-a-8-anos-por-estuprar-aluna-em-brasileia/

https://diario.tjac.jus.br/edicoes.php

 


(1) REPERCUSSÕES

* Para esclarecer a questão: (RESPOSTA DADA NA REDE SOCIAL)

  1. A imagem utilizada é a imagem referida na matéria original citada nas fontes da notícia.
  2. Fiz uma pesquisa exaustiva e não consegui encontrar outra imagem com o indivíduo condenado. Inclusive citei isso na legenda da foto no PortalCapoeira.com
  3. Já recebi diversas informações de amigos próximos que fazem parte do ABADA me informando do assunto e ajudando a resolver o problema.

Obrigado pela atenção e pela disponibilidade… Irei reavaliar a imagem utilizada na matéria pois parece que não reporta a verdade…

 

Professor Perninha: (através da rede social)

Boa noite Milani, tudo bem? Nos conhecemos em uma roda do Fantasma no Porto e o motivo deste contato é lhe pedir um favor. Foi veiculada uma reportagem hoje pelo seu canal Portal da Capoeira sobre um grave crime envolvendo um professor de capoeira no Acre, relacionado a abuso de um menor. Equivocadamente, a foto da reportagem é claramente de um evento da Abadá-Capoeira e inclusive encobre o rosto do rapaz que está jogando (também com uniforme da Abadá), o que induz ao pensamento de que seja ele o autor de tal crime. Este fato não é verdade, pois na reportagem cita o nome do acusado, que por acaso tem perfil no Facebook com diversas fotos, o que contraria a legenda de sua reportagem com relação a dificuldade de uma imagem do acusado. Acredito que tenha sido involuntário o erro e peço que seja corrigido o quanto antes (removendo a foto), para não prejudicar pessoas que não tem nada a ver com esse crime. Agradeço a atenção. Professor Perninha.

Obrigado também aos amigos: Cau, Marcelo Lampanche e Boiadeiro pela educação e compromisso com a verdade.

Catador de papelão conquista o Campeonato Berimbau de Ouro em Sorocaba

Bruno Henrique de Oliveira mostra que o esporte ajuda a superar as suas dificuldades  
Com apenas 15 anos, Bruno de Oliveira (à direita) divide seu dia entre a escola, aulas de capoeira e coleta de recicláveis 
A mesma força e determinação que usa para recolher materiais recicláveis na rua, Bruno Henrique de Oliveira, 15 anos, usa na prática da capoeira. O garoto venceu o Campeonato Berimbau de Ouro, realizado no Ginásio Municipal de Sorocaba Dr. Gualberto Moreira, no dia 17 de dezembro. Como prêmio, ele levou uma bicicleta e medalha de participação.
 
O evento reuniu 258 crianças e adolescentes assistidas pelo projeto social da Associação Mundo Inteiro de capoeira. Eles foram divididos em oito categorias e precisaram mostrar volume de jogo, técnica e expressão corporal. Não houve contato físico entre os atletas para evitar acidentes.
 
Oliveira, que trabalha diariamente como catador, participa semanalmente das aulas do esporte na Pastoral do Menor Agente Jovem, no Jardim Ipiranga. “Ele é muito esforçado e nos deu alegria pela vitória na competição”, disse orgulhosa a monitora da Pastoral Ana Cristina da Silva.
 
Sobre o futuro, Oliveira disse que pensa em se tornar um agente jovem da Pastoral do Menor e ensinar tudo que aprendeu. “Seria uma forma de agradecer tudo estão fazendo para melhorar a minha vida, para torná-la um pouco melhor”, a firmou o capoerista.
 
Para o organizador do evento, Claudinei Siqueira, o mais importante nessa competição é mostrar que o esporte pode ajudar crianças a encontrar um novo caminho. Ele disse que a preocupação maior está em formar cidadãos de bem.
 
Uma vida de superação
A rotina de Bruno Henrique de Oliveira não é nada fácil. Ele acorda todos os dias antes das 7h e vai para a escola e à tarde participa das aulas de capoeira na Pastoral do Menor. Quando a noite começa, o garoto sai em busca de material reciclável e volta para casa às 2h. “Prefiro sempre fazer algo que possa me ajudar e a minha família do que ficar na rua”, disse o garoto, que ajuda a mãe a sustentar seis irmãos.
 
Todas as noites, ele sai de sua casa no Jardim Ipiranga e vai caminhando até o shopping Esplanada. “Saio com meu carrinho vazio e sempre volto com ele cheio”, afirmou satisfeito.
 
Projeto nas entidades
O projeto de capoeira da Associação Mundo Inteiro é executado durante todo o ano em entidades beneficentes que atendem a crianças e adolescentes carentes.
 
Ao todo, 1.500 meninos e meninas aprendem os fundamentos da capoeira em aulas ministradas por professores voluntários.
 
Eles são assistidos pelo Crami (Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos da Infância), Caps (Centro de Assistência e Promoção Social), Pastoral do Menor e Sab Ynaíba.
 
O coordenador do trabalho, Claudinei Siqueira, disse que a participação das crianças cresce a cada ano.
 
 
Fonte: http://www.bomdiasorocaba.com.br
Carlos Oliveira/ Agência BOM DIA
([email protected])
 

Mestre Bimba um visionário

Mestre Bimba
 
 
 
Um visionário…. em meados da década de 30 ele ja sabia o valor da "Publicidade!"
 
 
 
Em 1932, Mestre Bimba funda a primeira Academia de Capoeira do mundo em recinto fechado.
 
 
 
Criou a primeira metodologia de ensino através de Seqüências de Ensino que permitia um aprendizado mais racional e num espaço de tempo menor.
 
{mos_sb_discuss:8}

Aquecimento e atividade física

Aquecimento e atividade física
 
Como conceito consideramos o aquecimento "toda atitude física e mental, que objetiva preparar o organismo para uma atividade posterior de caráter máximo ou submáximo". Ainda são contraditórias as formas de realização das atitudes preliminares às atividades físicas ou aquecimento.
 
Observamos na prática, grandes benefícios produzidos por uma atividade simples, econômica e que disponibiliza pouco tempo para sua realização, portanto não justificável a isenção do mesmo no cotidiano de quem pratica atividades físicas com seriedade.
 
Os efeitos positivos fisiológicos esperados, estão intimamente relacionados com a fase preparatória para cada sessão de treinamento. O aquecimento possui subdivisões de caráter didático, visando ser melhor compreendido e aplicado.

Read More