Blog

cine

Vendo Artigos etiquetados em: cine

Aconteceu: Campeonato Acreano de Ladainhas Canto das Senzalas

1° Campeonato Acreano de Ladainhas Canto das Senzalas promete se consolidar como parte do calendário cultural da cidade de Rio Branco.

Evento vai reunir na capital mestres capoeiristas de outos Estados e  aconteceu no Cine Teatro Recreio – Acre

A realização foi da Federação Acreana de Capoeira (FAC), através do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura, financiado pelo governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour (FEM).

É através do diálogo harmônico entre luta, dança e musicalidade que surge uma das mais belas expressões de arte e cultura, a capoeira. Genuinamente brasileira, traz em suas raízes as histórias de batalha e sofrimento de um povo, que mesmo subjugado por uma sociedade escravocrata transformou tristeza em alegria ao som de palmas e cantorias, acompanhadas por berimbaus e tambores, em um gingado único que reflete toda nossa brasilidade.

Há quem diga que um bom capoeirista é aquele que valoriza a musicalidade em meio à atividade que pratica, e foi pensando justamente nisso que a Federação Acreana de Capoeira elaborou um campeonato focado na faceta musical, tão própria dessa expressividade cultural, que além de luta e dança é também música.

A programação comporta uma série de atividades, sendo elas realizadas em diferentes espaços: cerimônia de abertura (Cine Teatro Recreio), oficinas (sala de artes marciais do Sesc), batizado integrado (miniginásio do Sesi) e o campeonato propriamente dito(Cine Teatro Recreio).

As oficinas são destinadas aos alunos das sete associações ligadas à federação: Capoeira Educar, Capoeira Nagô, Cordão de Ouro, Abadá Capoeira, Acre Brasil, Capoeira Cajueiro e Grupo Candeias. Da mesma forma, o batizado integrado é um grande encontro, uma confraternização entre os mais novos e os mais experientes capoeiristas de Rio Branco. Em média serão 350 crianças e adolescentes a serem batizados, entre eles meninos e meninas da APAE e do Centro de Ensino Especial Dom Bosco.

O Campeonato de Ladainhas está aberto a todos aqueles que queiram participar, e as inscrições só se encerram uma hora antes do início da competição. Além dos concorrentes, o evento conta com a participação especial de mestres como Luiz Renato (SP), Suassuna (SP), Catitu (SP), Kao (DF), Onça (GO), Risadinha (BA), Coruja (SP), Professor Gibi (SP) e Professor Invertebrado (SP).

Fundada em 1992, a FAC tem como objetivo difundir a cultura afro-brasileira, através da Capoeira. “E isso só é possível pela união dos grupos em busca de um bem maior, a capoeira” relata o contramestre Caju, da Capoeira Cajueiro.

 

Cristiane Albuquerque (Assessoria FEM)

Lançamento: DVD Mestre Lua Rasta

Lançamento do DVD de Mestre Lua Rasta:
“A Capoeiragem de um Mestre e seu Bando Anunciador”
Dia 15 de Abril no Cine Glauber
Um Documentário de Gabriela Barreto
Mestre LUA RASTA
rua Inacio Acioli, no 3 Pelourinho Salvador 71 3322 67 50
[email protected]

MS: Cine Moreninhas apresenta Maré Capoeira

 

 

Cine Moreninhas apresenta “Curtas infantis 2”

Na próxima sexta-feira (22), a partir das 18h30, fechando a programação de férias das crianças da região da região das Moreninhas, a Fundação de Cultura de Mato Grosso de Sul (FCMS) promove mais uma exibição audiovisual no Cine Moreninhas, com a exibição do “Curtas Infantis 2”.

O Cine Moreninhas é um ponto de exibição da Programadora Brasil, um programa do Ministério da Cultura (Minc) que disponibiliza obras audiovisuais para circuitos não comerciais de difusão pública. Com conteúdo em todos os formatos (curta, média e longas-metragens), diversificado em várias categorias, (animação, documentário, experimental e ficção), os filmes são de épocas e regiões geográficas diferentes, o que atende diversos públicos e respeita a diversidade da produção audiovisual brasileira.

O Cine Moreninhas fica no Centro Comunitário das Moreninhas I e II, na Rua Anacá, 175. A entrada é gratuita.

Sinopse

O Programa “Curtas Infantis 2” traz quatro ficções protagonizadas por crianças e adolescentes. “Maré Capoeira” e “Caçadores de Saci” foram produzidos a partir do “Curta Criança”, edital infanto-juvenil do Ministério da Cultura. “D. Cristina Perdeu a Memória” discute o esquecimento de uma idosa através de sua relação com um menino de oito anos, enquanto “Paisagem de Meninos” mostra os dilemas de um grupo de garotos que querem assistir a um seriado no cinema, nos anos 30.

“Maré Capoeira”, dirigido por Paola Leblanc, tem 15 minutos de duração e conta a estória de Maré, apelido de João, um menino de dez anos que sonha ser mestre de capoeira como seu pai, dando continuidade a uma tradição familiar que atravessa várias gerações. O curta mistura ficção e documentário para contar uma pequena história de amor e guerra.

 

 

 

“Caçadores de Saci” foi filmado na chácara da pacata família de Onofre, que vem sendo assombrada por saci: a pipoca não arrebenta, o ovo não choca, o leite sempre azeda, o feijão vive queimando na panela, entre outros estranhos acontecimentos. Para resgatar a tranquilidade da casa, Onofre resolve contratar os serviços de Valdevino, o maior caçador de sacis do sertão. O curta tem a direção de Sofia Frederico.

Ana Luiza Azevedo dirige o curta “Dona Cristina Perdeu a Memória”, uma senhora de 80 anos, que conta histórias sempre diferentes sobre a sua vida para Antônio, um menino de 8 anos, pois acredita que o menino pode ajudá-la a recuperar a memória perdida.

“Paisagem de Meninos” é uma ficção de Fernando Severo filmado numa cidade do interior do Brasil, nos anos 30, cinco meninos tentam superar um grande obstáculo que pode impedi-los de assistir ao último capítulo de um seriado de aventuras, Haroldo, o Homem Relâmpago, ansiosamente aguardado durante semanas.

 

Maré Capoeira

DigiBeta, 15 min, Cor / P&B/ Rio de Janeiro, dezembro 2005

Sinopse:

Maré é o apelido de João, um menino de dez anos que sonha ser mestre de capoeira como seu pai, dando continuidade a uma tradição familiar que atravessa várias gerações. O curta mistura ficção e documentário para contar uma pequena história de amor e guerra.

A Diretora:

Paola Barreto Leblanc nasceu em 1971 no Rio de Janeiro, onde atualmente vive e trabalha como diretora, produtora e roteirista. Começou a fazer filmes em super 8 no ginasial da escola EDEM e em 1986 representou o Brasil no Jury Infantil do Festival International du Film Pour l´Enfance et la Jeunesse, em Paris. Antes de “Maré Capoeira” dirigiu dois premiados curtas infantis: “O Sumiço do Amigo Invisível” (2002) e “O Filme dos Porquês” (2003) exibidos em Barcelona, Miami, Buenos Aires, Montevideo e Santiago, entre outros Festivais; além do documentário “Me Erra!” veiculado no canal a cabo GNT e nos Festivais de Havana, Sevilla, e É tudo Verdade. Atualmente trabalha na série de documentaries curtos “É Campeão” que versa sobre crianças e esportes e está sendo apresentada a canais de TV no Brasil e no exterior.

Ficha Técnica:

Direção: Paola Barreto Leblanc – Roteiro: Fabiana Egrejas, Paola Leblanc, Ferradura, Rosane Svartman – Fotografia: Mauro Pinheiro Jr., ABC – Edição: Daniel Garcia – Edição de Som: Aurélio Dias – Trilha sonora: ArpX – Som Direto: Vampiro – Figurino: Fernanda Fabrizzi – Direção de Produção: Patricia Barbara – Produção Executiva: Ailton Franco Jr. – Cia Produtora: PB Filmes e AR Produções – Elenco: Felipe Santos, Isabela Fabirezza, Mestre Chaminé.

Premiação:

Prêmio Especial do Jury Amazonas Film Festival 2006
Prêmio Melhor Documentário – Nueva Mirada, Buenos Aires 2006
Prêmio do Jury Infantil – Hamburgo 2006
Prêmio do Jury Infantil – Oberhausen 2006
Prêmio Curta Criança – Minc/ TVE 2005

Participação em festivais e mostras :

IDFA – Festival Internacional de Documentários de Amsterdam, Holanda 2006
Mostra Internacional do Filme Etnográfico – Rio de Janeiro, 2006
Festivalzinho Vitória Cine Vídeo 2006
Amazonas Film Festival 2006
Mostra Internacional de Cinema de São Paulo 2006
Festival Nueva Mirada Buenos Aires, Argentina 2006
Festival Internacional Calgary, Canadá 2006
Festival Internacional de Cinema Infantil de Chicago, USA 2006
Centro Cultural La Casa Encendida – Madrid 2006
Goiânia Mostra Curtas 2006
Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo 2006
Jornada Internacional de Cinema da Bahia 2006
Femina – Festival Internacional de Cinema Femnino 2006
Mostra de Cinema Universitário 2006
Festival Latinoamericano de Cortometrages de Caracas, Venezuela 2006
Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis 2006
FAM – Audiovisual Mercosul 2006
Festival Internacional de Curtas de Hamburgo, Alemanha 2006
Festival Internacional de Curtas de Oberhausen, Alemanha 2006
Festival Internacional de Curtas Metragens do Rio de Janeiro 2005

Contato: A.R. Produções – Ailton Franco Jr.
Praia de Botafogo 210 – Cob 01 – 22.240-050 – Botafogo – Rio de janeiro – RJ
Telefone: 21 2553 8918 – Fax: 21 2554 9059 – e-mail; [email protected] Este endereço de e-mail está sendo protegido de spam, você precisa de Javascript habilitado para vê-lo

Leia Mais sobre o curta – Maré Capoeira:
http://www.portalcap…tent&task=view&id=937&Itemid=301

Campo Grande – MS: Cinema – Maré Capoeira

Cinemarco e Cinemoreninhas terão sessão de cinema

Campo Grande (MS) – Neste domingo (2/3), a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul promove mais uma sessão de cinema no Cinemarco e no Cine Moreninhas, os mais novos pontos de difusão audiovisual de Campo Grande. No Cinemarco, localizado no Museu de Arte Contemporânea de MS (Marco), a exibição será às 15 horas, e no Cine Moreninhas, localizado no Centro Comunitário das Moreninhas I e II, a sessão é às 18h30. A entrada é gratuita.

O CineMarco vai exibir o filme “Terra Estrangeira”, dirigido por Daniela Thomas e Walter Salles, o mesmo diretor de Central do Brasil. Terra Estrangeira conta a historia de Paco, um jovem estudante paulista que vê com o confisco do dinheiro do governo Collor e a morte de sua mãe o fim do sonho de ser ator. Decide sair do país e, para isso, aceita levar um objeto contrabandeado para Lisboa. Lá conhece Alex (Fernanda Torres) e se envolve numa trama policial surpreendente e apaixonante. O filme foi premiado nos festivais de Sundance, Paris, Bergamo, Bruges, Rotterdam, Londres, San Francisco e San Sebastian.

Já o Cine Moreninhas vai apresentar quatro filmes de curta-metragem infantis, em uma seleção na verdade capaz de agradar qualquer idade. São histórias que vêm do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná, cada uma com seu sotaque e suas particularidades culturais.

“Maré Capoeira” é narrado pelo garoto Maré, começando com uma roda de capoeira que se torna o centro da narrativa. O curta mistura a história da família de Maré, uma linhagem de capoeiristas, e sua amizade com a menina Tatuí, que também participa da roda, com preciosas informações sobre a origem e a história da capoeira no Brasil.

“Caçadores de Saci” brinca com a lenda brasileira do Saci Pererê, em uma divertida história que se passa no interior de Minas Gerais. O saci, ou melhor, cinco deles, infernizam a vida da família de um pequeno lugarejo na roça, fazendo o feijão queimar, o milho da pipoca não estourar, o café ficar salgado… A família resolve contratar um famoso caçador de sacis e todos partem, sob suas ordens, para a caçada bem-sucedida. “Dona Cristina Perdeu a Memória” aborda as dificuldades que uma pessoa idosa enfrenta quando começa a ter problemas de memória.

Fonte: Última Hora – Campo Grande