Blog

meninos

Vendo Artigos etiquetados em: meninos

Cubatão: Cidadania, Intercâmbio e Capoeiragem…

Grupo de Capoeira Meninos Guerreiros inaugura núcleo no Residencial Rubens Lara

O Centro de Esporte e Cultura da Capoeira Meninos Guerreiros Brasil/Suíça terá a partir de domingo, dia 11, mais um núcleo montado em Cubatão, na quadra esportiva da escola construída no Conjunto Residencial Rubens Lara, ao lado do IFSP – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, no Jardim Casqueiro.

Conforme Fábio de Oliveira Reis, o mestre Cabrito, a aula inaugural deste domingo terá início às 19 horas, com a presença de vários mestres, contra-mestres e professores da região. O evento estará aberto para todos os interessados em conhecer a capoeira, reconhecida como a única luta genuinamente brasileira.

O Grupo Meninos Guerreiros existe desde 1982, tendo iniciado suas atividades na extinta Vila Parisi, em Cubatão. Hoje conta com 13 núcleos no município, mais dois em São Vicente, um em Pernambuco, um em Campinas e outro em Clermont Ferrand, na França, todos sob o comando dos mestres André e Geraldo.

O mestre informa ainda que as aulas serão gratuitas e realizadas aos sábados e domingos, das 19h às 22 horas. Mestre Cabrito destaca ainda o apoio que a entidade recebe da Coopertec.

Para mais informações os interessados podem entrar em contato pelo endereço de correio eletrônico [email protected] ou pelos telefones (13) 9719-4603, ou 7816-6182, ID13*916230.

 

Texto: Lula Terras – MTb. 13.553

MS: Crianças de CG aprendem a ginga e a história da capoeira

A Legião da Boa Vontade na capital sul-mato-grossense realiza o projeto Capoeira no Brasil. Na atividade, os meninos e meninas atendidos pela Instituição, por meio do programa LBV: Criança – Futuro no Presente!, fazem pesquisas sobre a forte influência histórica dos africanos no Brasil. Ao todo, 200 crianças com a faixa etária entre 6 e 12 anos participam da iniciativa, que será desenvolvida durante o ano todo.

A proposta da LBV é relacionar os conhecimentos do grupo sobre o tema, promover o respeito mútuo quanto à cultura de cada participante, produzir peças visuais, estimular a interpretação individual e conjunta do assunto proposto, além de ressaltar a herança cultural deixada pelos africanos.

Durante a atividade, meninos e meninas, interessados e com muita disposição, conheceram o gingado da capoeira. Porém, a educadora social da LBV Fabiana Leopoldina acrescenta: “Não basta ter ginga; é importante que as crianças saibam a origem da dança, que conheçam seus instrumentos musicais, ritmos e movimentos para um bom desempenho na atividade”.

É notório o entusiasmo das crianças não só pela capoeira, mas também por conhecer outras importantes contribuições dos negros à sociedade em que vivemos. “Foram os negros que nos ensinaram a fazer arroz-doce, tapioca, bobó, feijoada, arroz, milho e outros pratos. A criatividade dos povos escravizados contribuiu para melhorar nossas refeições. Eles nos ensinaram a utilizar os cereais”, diz, eufórica, a atendida Cibele, de 11 anos.

Vitória, de 10 anos, ressaltou: “O estudo sobre a capoeira é muito divertido”. Ela conta que, com a ajuda das educadoras, fizeram “alguns pratos para nossa própria degustação”.

Em Campo Grande, MS, a Legião da Boa Vontade está localizada na Av. Marechal Deodoro, 5.055, Conjunto Aero Rancho — Setor VII. Para outras informações, ligue: (67) 3378-1700.

 

Fonte: http://www.msnoticias.com.br/

Cubatão: Projeto Ágora – Arte na Praça

Dezenas de pessoas participaram do Projeto na praça Princesa Isabel neste sábado (22/1)

Muita gente aproveitou o sábado de calor (22/1) sentado na praça e escutando boa música, lendo poemas em um varal de poesia e até acompanhando apresentações de hip hop ou capoeira Tudo isso, em plena praça Princesa Isabel, no centro de Cubatão. É o Projeto Ágora – Arte na Praça, que reuniu poetas, músicos, dançarinos, contadores de histórias, artistas plásticos, em uma miscelânea cultural pra lá de proveitosa. “Adorei a ideia, está aprovadíssima”, disse a aposentada Ivanir Carlos de Souza.

A programação teve início ainda no fim da manhã, com performances musicais em piano, violão e voz e até banda completa. Cantores e instrumentistas como Baeta, Dan Lisboa, Jackson e Pajé levaram muita Música Popular Brasileira ao público. O coreto da praça serviu de palco e inspiração para esses artistas. A Afrobanda também se apresentou com seus ritmos e swing inconfundíveis, fazendo muita gente dançar.

A Cia Pedro Paulo Academia de Hip Hop arrancou aplausos com as performances de hip hop e break. Dançando sobre um pequeno tapete de espuma, os jovens improvisavam passos, onde pareciam desafiar a gravidade, demonstrando bastante técnica e bom condicionamento físico. A Capoeira também foi representada através do Grupo Meninos Guerreiros, formado por pessoas de várias idades.

Além das apresentações no coreto, foram montadas pelo menos seis tendas, espalhadas pela praça. Em cada uma delas era oferecida uma atividade diferente. Havia espaço para a criançada ler histórias em quadrinhos, pintar e fazer bonecos de massinha. A Oficina de Origami – dobradura japonesa feita em papel, ministrada pela Tia Nalva Leal, ficou lotada de meninos e meninas que ao fim da atividade, saíram felizes da vida, com seus passarinhos confeccionados com papel.

Em outro espaço, os visitantes podiam ter seu rosto desenhado através da sensibilidade do artista plástico Coitim. Algumas tendas abrigaram lindas peças elaboradas com a fibra de bananeira, como os trabalhos do pessoal da Cooperativa “Mãos de Fibra”. Para as artesãs, o Projeto Ágora é uma ótima oportunidade de divulgarem seu ofício e comercializarem os produtos, que incluem bolsas, descansos e arranjos de mesa, objetos de decoração, porta-guardanapos e colares.

O artista plástico Giovane Nazareth também participou expondo as esculturas que faz, onde utiliza metal e refugo de peças de motocicleta. São peças bastante criativas. Um pedaço de corrente, aço e poucos parafusos se transformam em um abajur ou, quem sabe, um pássaro. “A praça ficou bastante movimentada o dia inteiro. É muito importante pra gente ter esse retorno da população”, afirmou o artista plástico.

Os escritores da Sociedade Amigos da Biblioteca, a SAB, emprestaram seu talento, montando um varal de poesias e declamando poemas durante toda a tarde. Dessa maneira, muita gente soube que em Cubatão há pessoas que gostam de escrever. O ator Tótila realizou performances como palhaço, para alegria da criançada.

De acordo com Welington Borges, secretário de Cultura, o objetivo é que Projeto Ágora percorra diferentes praças, em vários bairros da cidade, oferecendo um sábado de lazer e Cultura para adultos e crianças, valorizando os artistas cubatenses. O lançamento foi um sucesso, reafirmando o nome que recebeu – Ágora – inspirado na palavra grega de mesma grafia, que quer dizer: espaço em que povo se reúne para dialogar e trocar ideias.

 

Texto e fotos: Morgana Monteiro

Link para fotos:

20110122-SECULT-Agora Isabel-MM

Capoeiristas do Meninos Guerreiros conquistam muitas medalhas em Ribeirão Pires

O Grupo de Capoeira Meninos Guerreiros representou Cubatão na Copa Ribeirão Pires de Capoeira 2ª Taça SEJEL, realizada no domingo, dia 16 na sede do Ribeirão Pires Futebol Clube. Sob a supervisão da Federação Paulista de Capoeira, o campeonato contou com a participação de 18 grupos de capoeira de várias regiões do Estado.

Sob o comando técnico de Fábio Reis, o mestre Cabrito, e do assistente técnico Edilson Irmão (o mestre Capoeira), contando com 15 atletas, a equipe cubatense conseguiu os seguintes resultados: Sara Pereira de Souza (Pitoco), medalha de bronze na Categoria Juvenil Feminino Médio; Daira Batista da Silva Lima (Empadinha), medalha de prata na Categoria Juvenil Feminino Meio Pesado; Denis Pereira da Silva Categoria, medalha de ouro no Juvenil Masculino Super Pesado; Mayara de Oliveira, medalha de ouro na Categoria Adulto Feminino Leve; Jamile Teles da Silva (Diny), medalha de prata na Categoria Adulto Feminino; Joselito José da Silva (Cicatriz), medalha de bronze na Categoria Adulto Masculino Super Pesado.

Também participaram da competição, mas não conseguiram ficar entre os três primeiros os seguintes atletas: Ruan Rodrigues da Silva, Danilo Lima de Freitas, Carlos Eduardo Soares de Azevedo (Morceguinho), José Roberto da Silva (Pintado), Irlei Aguiar Lima (Cm Amaral), Leandro de Souza Santos (Neguinho), Marivaldo Souza Matos (Profº Coelho), Bruna Silva Dutra, José Francisco da Silva (Guaxinim).

Na disputa por equipes o Grupo de Capoeira Meninos Guerreiros ficou em 5º lugar, com 22 pontos. Classificação Geral 5º Lugar com 22 Pontos. Mestre Cabrito informa ainda que de acordo com estes resultados a equipe já está se preparando para mais um desafio que será no dia 18 de Julho na cidade de Santo André, em mais campeonato realizado pela Federação Paulista de Capoeira. “Todas as copas são classificatórias para o Campeonato Paulista que acontecerá no final do ano em São Paulo”, informou o técnico.

Agradecimento – Mestre Cabrito destacou o valor dos resultados, por ter sido a primeira participação da equipe cubatense na competição organizada pela Federação Paulista da modalidade, que tem primado pelo alto nível dos atletas. “Contamos com o apoio da Prefeitura de Cubatão, através da SEMES, que nos cedeu os agasalhos de frio e da SEMAS, que cedeu o veiculo para transporte dos atletas”, agradeceu o técnico.

Texto: Lula Terras – MTb. 13.553
20100517 – Semes – Meninos Guerreiros no Paulista de Capoeira

http://www.cubatao.sp.gov.br/

Grupo Meninos Guerreiros reúne mais de 250 capoeiristas no Centro Esportivo Castelo Branco

O Centro Esportivo Castelo Branco foi tomado por mais de 250 capoeiristas neste domingo, dia 4, por ocasião do 2º Aulão Aberto de Capoeira, promovido pelo Grupo Meninos Guerreiros. Segundo o mestre Cabrito, um dos organizadores, o evento serviu ainda para a entrega dos 300 uniformes (calça de helanca branca e camiseta branca de algodão), doados pela Petrobras ao Grupo, que conta hoje com 10 núcleos de capoeira em vários pontos de Cubatão. Em seu discurso, mestre Cabrito agradeceu o apoio da prefeita Marcia Rosa, representada no evento pelo secretário municipal de Educação, Fábio Inácio de Oliveira. Também estiveram presentes o mestre Cícero e professor Flávio, integrantes da Associação de Capoeira Senzala, de Guarujá.

Além da entrega dos uniformes, mestre Cabrito diz que aconteceu um aulão aberto de capoeira ministrado pelo mestre Geraldo, mestre Beto, contra mestre Kleiton, contra mestre Amaral, contra mestre Liminha, contra mestre Abridor, monitor Tatu e contra mestre Bruno, com a participação de cerca de 200 alunos com idades de 4 a 79 anos.

“Prefeitura entregou uniformes doados pela Petrobras

O Grupo Meninos Guerreiros representará a cidade nos Jogos Regionais de 2010, a serem realizados em julho na cidade de Guarujá. O grupo (formado por oito atletas, sendo quatro homens e quatro mulheres) tentará repetir o sucesso de 2009, quando se sagrou campeão da 2ª Divisão e conquistou medalha de ouro com o mestre Águia, do grupo Aliança.

 

História – O Grupo de Capoeira Meninos Guerreiros nasceu na antiga Vila Parisi, no dia 1º de abril de 1984, no Projeto PLIMEC. Este projeto tinha por objetivo atender as crianças e jovens do extinto bairro na intenção de dar a eles a oportunidade da escolha de um futuro melhor. O fundador e presidente do grupo é José Geraldo de Oliveira, tendo como vice-presidente, André Luiz dos Santos Ribeiro, e administradora, Cristina dos Santos Ribeiro.

O grupo conta com cerca de 260 alunos, divididos em 10 núcleos de ensino: Núcleo Cota 200, responsável Mestre Bilé (Hermenegildo); Núcleo UME Estado de Alagoas, responsável professor Coelho (Marivaldo); Núcleos Bolsão 7, 8 e 9, responsável contramestre Tabú (Edicarlos); Núcleo Conjunto São Judas Tadeu, responsável Formado Chapa; Núcleo UME Princesa Isabel, responsável contramestre Liminha (David); Núcleo Ilha Bela, responsável monitor Morcego (Aldenir); Núcleo Vila Esperança, responsável mestre Cabrito (Fábio); Núcleo Vila São José, responsável mestre Capoeira (Edilson). As aulas são ministradas gratuitamente. Mais informações pelos telefones 9719-4603 ou 8845-0663, com mestre Cabrito.


Texto: Lula Terras – http://www.cubatao.sp.gov.br

Grupo Meninos Guerreiros promove aula de capoeira ao ar livre

Será dia 23 de janeiro,  a partir das 13 horas, na Avenida Nove de Abril, em frente ao Parque Anilinas

O grupo Meninos Guerreiros de Cubatão realiza no dia 23 de janeiro de 2010, a partir das 13 horas, na Avenida Nove de Abril, em frente ao Parque Anilinas – Centro, em Cubatão, uma aula de capoeira ao ar livre. Os organizadores do evento convidam todos os grupos da Baixada Santista a participarem desse grande evento.

Segundo o professor Marivaldo Souza Matos, mestre Coelho, um dos objetivos do evento é difundir a modalidade esportiva, já que a capoeira faz parte da cultura brasileira, e promover a confraternização dos grupos da Cidade e da Baixada Santista.

Fazem parte da programação uma aula com o tema: “Aquecimento, estilo de movimentos em sequência de ataque e defesa”, ministrada por Mestre André. Em seguida, palestra com Mestre Curupira, com o tema: “Estilo de combate em dupla, como usar técnicas em movimentos no conflito pessoal”.

Encerrando o evento, Mestre Cabrito ministra uma aula com o tema: “História da Capoeira, Capoeira em Cubatão e Capoeira e seus Direitos”, finalizando com uma grande roda de capoeira.

Confraternização – Neste domingo, 20/12, a partir das 15h30, no Parque Anilinas, o Grupo Meninos Guerreiros promove a confraternização de final de ano, com bebida, comida e jogos de capoeira. Os grupos desportivos interessados em participar da aula de capoeira ou da confraternização, devem confirmar presença através do telefone (13) 8830-9533, com professor Coelho.

Texto: Ana Borges

http://www.cubatao.sp.gov.br/

20091216- Aula de Capoeira – ALSB

Cabo Verde: Jovens Capoeiras impedidos de Viajar

Recentemente a capoeira foi tombada como patrimônio imaterial, do país do samba e do futebol… Mas, a capoeira é, com certeza a nossa mais singular expressão cultural e de resistência.

Nossa Capoeiragem é praticada em todos os continentes é um potente veículo de expansão de nossa língua, nossa forma de viver e de nosso sentimento… alegria, solidariedade, respeito e cidadania.

Porém mesmo diante deste contexto, dois jovens capoeiras de Cabo Verde foram impedidos de viajar para Portugal e tiveram seus vistos indeferidos, assassinando um sonho alimentado a mais de um ano e meio a custa de muito trabalho, dedicação e economia. Os dois capoeiras, membros da Associação de Capoeira Liberdade de Expressão, não puderam participar do "Nosso Encontro" em Évora e ainda por cima ficaram com o CARIMBO DE INDEFERIDO EM SEUS PASSAPORTES, situação que irá sempre dificultar a entrada destes jovens cidadãos de Cabo Verde em outros Países.

Há algumas semanas notíciamos o caso de Mestre Nô, que foi barrado nos EUA (leia a matéria completa)

Segundo o Mestre Carlos Xexeu:

O trabalho social na verdade é uma consequência de um trabalho sério do nosso ambiente na Academia. Hoje somos a Associação Cultural e Desportiva que mais tirou e tira meninos da rua na cidade do Mindelo.

Os meninos gostam da capoeira, eles chegam aqui nas nossas aulas de qualquer jeito, drogados, sujos e não são rejeitados. A porta esta sempre aberta. Chega o dia em que ele passa a se sentir bem no espaço de treinamento e começa a praticar a capoeira.

Aqui na Associação eles aprendem artesanato, capoeira e o mas importante aprendem valores de um cidadão. Hoje temos muitos jovens que já não tem tempo para vir praticar a capoeira porque trabalham de dia e estudam a noite, isso é gratificante para um arte educador.

O que aconteceu com estes dois meninos é de extremo mal gosto e uma completa falta de vergonha!!!

Associação de Capoeira Liberdade de ExpressãoA Associação de Capoeira Liberdade de Expressão é uma entidade filantropica que tem como principal objectivo divulgar a arte capoeira no Brasil e no Mundo, hoje a Associação é referência no mundo inteiro pelo trabalho desenvolvido no Brasil e em Cabo Verde com crianças, adolescentes, homens e mulheres, um trabalho de caracter cultural, desportivo e social.

 

Leia Mais: http://capoeiracaboverde.com

Meninos Africanos & Berimbau de 3 cabaças

O nosso camarada Mestre Jeronimo, sempre atento as novidades e a fatos interessantes da internet, relacionados com a capoeira, nos enviou esta nota:

Meninos africanos (na europa) tocando um Gunga de 3 cabacas:

{youtube}bbE0gJDMB-I{/youtube}

Mais informação, história, etc, sobre o instrumento eerofone culturalmente conhecido no Brasil, Africa, etc, como birimbau, urucungo, berimbau, rucumbo, bucumbumba, humbo, hungu, gunga, berimbau-de-barriga, gobo, etc… (Clique aqui)

Veja também na Galeria de Fotos do Portal Capoeira, a coleção de Fotos Históricas e Curiosidades com o tema: Berimbaus

Mestre Jeronimo Capoeira – ‘Iconoclast JC’
www.myspace.com/mestrejeronimo
http://br.geocities.com/jeronimocapoeira/

Mato Grosso do Sul: Lança projeto capoeira nas escolas na Reme

A partir da segunda quinzena do mês de março, os alunos das escolas da Reme (Rede Municipal de Ensino) de Ladário poderão praticar gratuitamente a capoeira com aulas práticas e teóricas. A iniciativa tem como objetivo socializar os estudantes, tirando-os das ruas.
 
O projeto vai trabalhar os alunos das quatro escolas municipais, na faixa dos 8 aos 10 anos de idade. Meninos e meninas terão aulas regulares que serão ministradas no Centro Múltiplo de Esportes ao lado do paço municipal da pérola do pantanal.
Até agora cerca de 250 estudantes da Reme já estão cadastrados no projeto. Além da capoeira, o próximo projeto que será lançado diz respeito a natação, ministrando aulas gratuitas da modalidade na piscina do Centro Múltiplo.

Um poema para um poeta da arte capoeira…

Para o amigo Decanio,
 
Que esta sirva para simbolizar toda minha gratidão a DEUS por nessa existência poder desfrutar de momentos ao seu lado,sorrindo,chorando,refletindo,mas sempre aprendendo muito com esta criança que habita em você…..
 

 
Entre o gasto dezembro e o florido janeiro,
entre a desmistificação e a expectativa,
tornamos a acreditar, a ser bons meninos,
e como bons meninos reclamamos
a graça dos presentes coloridos.
 
Nossa idade – velho ou moço – pouco importa.
Importa é nos sentirmos vivos
e alvoroçados mais uma vez, e revestidos de beleza,
a exata beleza que vem dos gestos espontâneos
e do profundo instinto de subsistir
enquanto as coisas ao redor se derretem e somem
como nuvens errantes no universo estável.
 
Prosseguimos. Reinauguramos. Abrimos os olhos gulosos
a um sol diferente que nos acorda para os descobrimentos
Esta é a magia do tempo
Esta é a colheita particular
que se exprime no cálido abraço e no beijo comungante,
no acreditar na vida e na doação de vivê-la
em perpétua procura e perpétua criação.
E já não somos apenas finitos e sós.
 
Somos uma fraternidade, um território, um país
que começa outra vez no canto do galo de 1º de janeiro
e desenvolve na luz o seu frágil projeto de felicidade.
 
 
 
 
Carlos Drummond de Andrade