Blog

departamento

Vendo Artigos etiquetados em: departamento

Dourados realiza Conferência de Promoção da Igualdade Racial

As discussões sobre preconceito racial e ações de combate a discriminação e de garantia dos direitos humanos, serão alguns dos assuntos da “II Conferência Política de Promoção da Igualdade Racial”. Depois de se reunir com entidades e representantes dos movimentos, negro e indígena, a Secretaria Municipal de Assistência Social definiu que o tema central este ano será “Avanços, Desafios e perspectivas da Política Nacional de Promoção da Igualdade Racial”.

O evento acontece entre os dias 27e 28 de março, a abertura será no Teatro Municipal a partir das 19h com diversas apresentações culturais. De acordo com o diretor do departamento de Direitos Humanos, Anísio dos Santos, a conferência será o ponto de partida para os principais trabalhos deste primeiro semestre da administração municipal. Ele falou também que o evento marca uma nova fase na retomada das discussões sobre o racismo racial e toda a forma de discriminação e violência com determinados grupos da sociedade.

Para Anísio, o fato da Prefeitura de Dourados ter criado um departamento de Direitos Humanos demonstra a preocupação com esta questão que precisa ser debatida e defendida por todos. Após a abertura, no dia 28 os trabalhos continuam na Escola Municipal Lóide Bonfim, no Jardim Água Boa.

No período da manhã serão organizadas mesas redondas e a tarde serão realizados trabalhos divididos em grupos. Segundo a secretária municipal de Assistência Social, Itaciana Santiago, a expectativa é construir um processo participativo e eleger 25 delegados para participar da Conferência Estadual. Serão 12 representantes da administração municipal, 12 da sociedade civil organizada e 1 do Poder Legislativo.

Itaciana destacou que a conferência é um importante canal de diálogo entre o poder público e a sociedade civil, sendo um espaço possível de reflexão e avaliação das Políticas de Promoção da Igualdade Racial. Segundo ela, a participação da sociedade é fundamental, principalmente dos seguimentos organizados em prol da superação do racismo e dos preconceitos tais como: Movimento Hip Hop, capoeira, comunidades quilombolas, indígenas, religiões de matrizes africanas, Movimento de Mulheres, estudantes e instituições de ensino.

Quem tiver interesse em participar do evento, basta entrar em contato com o departamento de Direitos Humanos da Secretaria Municipal de Assistência Social. O telefone de contato é o 3411- 7746. A partir desta conferência serão definidas prioridades de ações voltadas para estes segmentos.

 

Portal MS – O Guia Online de Campo Grande e MS – http://www.portalms.com.br

Aconteceu: VIII Ginga Fest

Batizado e troca de cordas – Capoeira Luanda Mogi Mirim-SP

Em parcerias com a Prefeitura Municipal de Mogi Mirim (Departamento de Promoção Social e Departamento de Cultura e Turismo) aconteceu o oitavo Ginga Fest organizado pelo Núcleo Capoeira Luanda – Mogi Mirim.

O Projeto Capoeiragem começou em janeiro de 2005 com a Supervisão do Contra Mestre Guerreiro e do Instrutor Xavante e com a coordenação da pedagoga Graziete Bronzatto.

Desde seu início e até hoje as aulas de Capoeira e Danças afro-brasileiras são ministradas voluntariamente por Luciano Jannuzzi, Graduado Sofrimento,instrutor de capoeira e professor de Educação Física.
Esse ano participaram do evento cerca de 80 alunos com idade entre 3 e 18 anos.

No dia seguinte, 22 de junho aconteceu o quinto batizado e troca de cordas em Andrada/MG onde o Instrutor Marcão (núcleo-Capoeira Luanda- Andrada) no clima de maior festa, batizou mais de 100 aluninhos com idade entre 4 e 18 anos.

Universidade Aberta – Florianópolis: Inscrições para curso de capoeira começam nesta segunda

Inscrições para curso de capoeira começam nesta segunda
 
A partir de segunda-feira, estão abertas as inscrições para o Curso de Capoeira, que é oferecido pelo Departamento de Cultura e Eventos, através do Projeto Vitrine Cultural. As aulas serão teóricas e práticas e vão abordar a trajetória histórica da capoeira, as características e normas, os fundamentos técnicos, a instrumentação e os cânticos. Além disso, outras manifestações afro-brasileiras fazem parte do conteúdo programático das aulas.
O professor José Luiz Falcão, do Centro de Desportos da UFSC (CDS), juntamente com um monitor, vai ministrar as aulas. Para ele, a importância do curso é dar mais visibilidade à capoeira e inserir a universidade em uma parte da comunidade, geralmente a carente.
As aulas serão realizadas sempre aos domingos, das 10h30 às 12h, na sala Petúnia do Centro de Cultura e Eventos, e são gratuitas. Pode se escrever qualquer pessoa da comunidade com, no mínimo, 12 anos. O curso está previsto para começar no primeiro domingo de abril, dia 2, e possui 40 vagas. As inscrições vão até o dia 31 deste mês e devem ser feitas no Departamento de Cultura e Eventos.
A capoeira é uma manifestação cultural afro-brasileira, expressada pela combinação de jogo, luta e dança ao som de diversos instrumentos, como o berimbau e o atabaque. O Projeto Vitrine Cultural começou no ano passado e já ofereceu aulas de dança de salão, capoeira e jazz gratuitamente.
 
Taise Bertoldi