Blog

Dezembro 2005

Vendo Artigos de: Dezembro , 2005

Mestra Cigana: “Feliz Natal de Luz a todos!”

Quero falar do real significado deste momento de amor, compaixão e paz.

Vou escolher meus presentes de maneira diferente.

Vou lembrar de todas as pessoas que um dia já passaram pela minha vida e mandarei a elas uma mensagem com meu profundo amor.

Lembrarei a todos do poder real que temos. Poder de escolher, de criar, de manifestar nossa divindade. O primeiro é de fazer parte de um enorme grupo e circundar o mundo num abraço de Luz, envolvendo a todos indistintamente numa energia vibrante, brilhante, que carregará afeto e alegria verdadeiras a todos nossos irmãos e irmãs, sobretudo aos que estiverem sozinhos, cansados e deprimidos.

Ninguém estará ou se sentirá sozinho se conseguir se conectar com esta Luz que irá emanar dos corações de tantos e tantos seres humanos despertos, abertos e cada vez mais conscientes da Unidade, do Amor Incondicional e da urgente necessidade de paz. Paz em todos os corações, a começar pelo nosso, que poderá estar mais capaz – dia após dia, de romper barreiras, de gerar tréguas cada vez mais longas e por todo lado, a começar pelo nosso núcleo familiar e de relacionamentos, se espalhando como semente poderosa por toda a Terra.

Este ano quero convidar a todos a fazerem este pensamento de amor. Mesmo que seja por apenas alguns minutos. Façam com intenção, lembrando sempre que o amor que mandamos aos outros, enche primeiro o nosso coração!

Que neste Natal nossos presentes sejam para a Alma.

Que se multipliquem ao infinito os abraços, os sorrisos, os perdões, os carinhos, os beijos, enfim, todos os gestos de boa vontade e que este abraço de Luz se torne a grande e verdadeira corrente do bem.

Que possamos lembrar de manter esta conexão de Luz a cada dia, com clareza e perseverança. Com ardor e humildade. Que façamos desta aliança na Luz nossa sintonia constante, para que o Natal se torne presente permanente em nós e à nossa volta, se manifestando em todos os corações todos os dias de nossa vida.

Feliz Natal de Luz a todos!

Mestra Cigana, iê!

Luiz Fernando Goulart e Equipe: Feliz Nata e Próspero Ano Novo…

Em meu nome e no de toda a equipe que realizou o filme
MESTRE BIMBA A CAPOEIRA ILUMINADA,
lhe desejamos, à sua família e a todo o seu grupo um
FELIZ NATAL,
com muita
PAZ e HARMONIA e um ANO NOVO de grandes realizações.
Que as luzes de
BIMBA e PASTINHA estejam presentes em todas as aulas e eventos do seu grupo em 2006.

São os votos de
Luiz Fernando Goulart e equipe

Gran Mestre – Mestre e outros títulos mais…

Esta manhã ao ler a reportagem em anexo, no Diário de Marília, via internet, uma questão logo me chamou a atenção… talvez por despreparo ou ignorância do reporter ou talvez por vaidade…  o Título da Matéria me pareceu bastante peculiar…
 
"Pereira atinge grau máximo da capoeira"
 
Voltamos a colocar na roda uma discussão que foi muito bombardeada nos meios de comunicação virtual, quer pelo grupo de discussões CAPOEIRA CBC, quer pela ROD@ VIRTUAL do Mestre Jeronimo:
 
Gran Mestre – Mestre e outros títulos mais…
 
O que realmente me chama atenção no texto é a Idade do Gran Mestre, 32 anos!!!
 
"Sou discípulo que apreende…  sou Mestre que dá lição…"
 
A primeira preocupação de um "Capoeirista educador responsável" deve ser a utilização da 
capoeira como meio de crescimento pessoal em todos os níveis, uma ferramenta de inclusão social e cidadania. É procurar compartilhar a sua experiência com seus alunos… é caminhar… e trabalhar em prol da capoeiragem…
 
Todos concordamos que a organização, a hierarquia, as graduações e títulos na capoeira são 
Assuntos delicados e complexos…  fica a reflexão…
Iêêê… vamos embora….

Pereira atinge grau máximo da capoeira
16-12-2005
Edvaldo Pereira dos Santos, o mestre Pereira, 32, acaba de atingir o grau máximo da capoeira, conhecido por Gran Mestre.
A avaliação foi feita durante o Open Capoeira Brasil, realizado de 9 a 11 de dezembro, no ginásio do Sesi, no bairro Boqueirão, em Curitiba, que reuniu cerca de 4.000 pessoas e 625 atletas receberam a graduação na capoeira.
 
Segundo mestre Pereira, do Grupo Marília-Brasil, a avaliação foi feita por uma bateria de mestres, com toque de instrumento (berimbau), canto e jogo (fundamento e tradição).
 
“Fiquei bastante feliz, pois consegui realizar meu sonho. Com esta graduação máxima, posso promover diversos eventos importantes de capoeira em Marília”, disse Pereira.
 
Ele está na capoeira desde os 14 anos de idade. “Tive apoio físico e psicológico do mestre Maurílio Borba, que é um dos grandes incentivadores da minha carreira. Agradeço a ele e as empresas que estão sempre me apoiando, como o Sindimmar, Casa do Norte, RT Mix, Baba Gril e Auto Peças Mirauto.
 
Read More

Projeto Vale Verde promove o I Festival de Infantil de Capoeira

Da Reportagem
Hoje e amanhã (quinta e sexta-feira), acontecerá em Cuiabá o I Festival Infantil de Capoeira, um
evento que envolverá centenas de crianças atendidas pelo Projeto Vale Verde, da Secretaria
Municipal de Bem Estar Social.
Na sede do projeto, no Ginásio Quilombo, está programado para esta quinta-feira, a partir das 15
h30, aulão de capoeira sob a orientação do mestre capoeirista Ramos, do Rio de Janeiro, e
professores convidados. Às 17h30, começam as rodas de apresentações dos mestres,
professores convidados e alunos. Logo depois, às 18h, tem início a mostra de produções em
DVD, resultado do intercâmbio cultural Rosa Mundo Capoeira.
A coordenadora do Vale Verde e do festival, Iranildes Maria Cunha, destaca que na sexta-feira, a
programação é extensa e agradável. Começará no Ginásio Quilombo e se prolongará até a Praça
Popular, um dos mais tradicionais logradouros de Cuiabá que dispõe de um importante centro
comercial de lazer e entretenimento em seu entorno.
A partir das 18h, ainda no ginásio, será celebrado o batizado dos novos capoeiristas, seguido de
roda de capoeira com mestres e professores convidados para alunos com idade entre 11 e 15
anos.
Para às 19h está prevista a mostra de DVD e início das apresentações culturais na Praça
Popular. Nesse local terá maculelê, dança do fogo, samba de roda, dança afro e outras
manifestações culturais.

Capoeiragem: Seminário Nacional em Floripa – SENECA

Com o "gunga" na mão, o Editor do Jornal do Capoeira, Miltinho Astronauta, fez a chamada e de pronto respondi…  Segue a matéria do SENECA (Seminário Nacional de Estudos da Capoeira), ferramenta importante para a malta da capoeiragem e estudiosos…


Os preparativos para o II SENECA, previsto para maio de 2006, em Florianópolis, estão a pleno vapor
 
Jornal do Capoeira – www.capoeira.jex.com.br
Edição 53 – de 11/dez a 17/dez de 2005
 
O Seminário Nacional de Estudos da Capoeira (SENECA) é fruto de  movimento capoeirístico-acadêmico que surgiu no Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte, CBCE – www.cbce.org.br. Pouco a pouco este projeto vem se firmando no cenário geral da Capoeira. Seu objetivo, basicamente, é garimpar, resgatar e refletir sobre o passado e o presente da Capoeiragem, projetando tais reflexões para o futuro. Tarefa nada fácil, como sabemos, que exige trabalho paciente, exaustivo, competente e, sobretudo muita humildade.  Trabalhos pretensiosos, ou baseados em dogmas e fantasias, também sabemos, já temos até demais.
 
Pois muito bem, essas características essenciais, acima resumidas, estão presentes no Grupo de Estudos da Capoeira, GECA, responsável pelo SENECA e estudos correlatos.
 
Daí porque, pouco a pouco, o GRUPO vai aparecendo e se firmando no Mundo da Capoeira. Sua dinâmica de funcionamento é tão simples e eficaz quanto sua estrutura. O GECA, basicamente, funciona através da Internet;  para participar dos trabalhos de pesquisa e discussão basta escrever para um de seus coordenadores (Paula Cristina – Paulete; Letícia Vidor; Falcão etc.), enviando  resumo do próprio perfil sócio-capoeirístico e adiantando as maiores áreas de interesse dentro do projeto. A solicitação será devidamente avaliada e, no prazo de 4/5 dias o candidato receberá sua resposta.
 
Errará, entretanto, quem tentar concluir que o GECA é mais um grupo meramente virtual  (com todo respeito aos grupos "meramente" virtuais), pois  vai muito além, promovendo reuniões  periódicas "de corpo presente"  desde maio de 2004. Encontros que acabaram criando condições para encontros ainda maiores, espécie de mini-simpósios e, mais adiante, o surgimento da série  "Seminário Nacional de Estudos da Capoeira", ou simplesmente SENECA.
 
O Primeiro SENECA, realizado na cidade de Campinas, São Paulo, sob a brilhante batuta organizacional das Guerreiras Paulete, Letícia Vidor e do Mestre Tule, reuniu aproximadamente 300 participantes. Como resultado daquele I SENECA, foi elaborada e divulgada a "CARTA DE CAMPINAS", sendo que tal documento, salvo engano, foi encaminhado para os diversos Ministérios (Cultura, Educação, Esporte, Igualdade Racial etc), além de cada Governo Estadual (Minas, São Paulo, Rio, Bahia, Roraima, Santa Catarina, Paraná…) ter recebido também uma cópia da carta devidamente assinada pela comissão do GECA.
 
Claro que ocorreram alguns senões em termos de logística institucional e gerencial, pois desta ninguém escapa, mas que serviram e servirão para subsidiar futuros aprimoramentos. Administrativos. O saldo, entretanto, foi altamente positivo, com todos os participantes sentindo-se muito à vontade para dar o melhor de si em cada grupo de trabalho.
 
SENECA EM FLORIPA
 
Dentre as diversas deliberações do I SENECA, ficou estabelecido que no ano de 2005 deveriam acontecer SENECAs Regionais (Estaduais!), e que no ano de 2006 seria realizado o II Encontro Nacional.
 
Infelizmente, talvez até por algum motivo não ocorreram os SENECA´s Regionais.
 
É possível que a coordenação geral tenha optado  por reunir-se apenas anualmente. É possível, também, que os estados potencialmente interessados, não tenho tido condições de realizar seus respectivos Encontros. Ou, ainda – quem sabe? – julgaram tais encontros desnecessários no momento.
 
Apenas faço especulações, permitindo-me lamentar a não realização de tais encontros, pois, sem dúvida seriam da maior relevância, com mestres e estudiosos locais, sérios e competentes, dispostos a participar do Projeto.  Encontro Nacional deve ser um encontro sinérgico entre o maior número possível de suas partes, do contrário perde-se muito, das preciosas peculiaridades locais (algumas de grande valor histórico) ao verdadeiro consenso democrático.
 
Mas, se permitem uma bela frase feita, "o inimigo do BOM é o PERFEITO".
 
Melhor seria um II Encontro Nacional para tratar de proposições estaduais de bom nível, mas, não sendo possível, que venha o II SENECA mesmo assim. Pois, entre outros méritos, terá o de despertar e alertar o Mundo da Capoeira, mais uma vez, para a importância e urgência de um trabalho deste peso.
 
Como o SENECA é um movimento aberto à comunidade, e não estritamente "gecalino", seria muito interessante que durante o II Encontro estabeleçam-se estratégias que façam vingar os "Senequinhas" (sem conotação diminutiva). Acredito que ganhará a Capoeira como um todo, acadêmica ou não!
 
O mais importante é que a programação do SENECA II está de vento em popa, sendo nosso anfitrião, o Mestre Falcão, professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Floripa, SC.
 
A data-tentativa da realização do segundo encontro é de 12 a 14 de Maio de 2006 – justamente quando "comemora-se" a Abolição.
 
Já foram estabelecidos alguns Grupos Técnicos de Trabalho (GTT´s):
 
1.      GTT Capoeira e Educação;
 
2.      GTT Capoeira, História, corpo, cultura e memória;
 
3.      GTT Capoeira e Esporte;
 
4.      GTT Capoeira Gestão: Políticas Públicas e Contemporaneidade.
 
Roda final não programada, do SENECA I – nos berimbaus mestre Jerônimo Capoeira e Dinho Nascimento
 
SENECA
 
Além do "approach" (Créditos para Mestre Zeca Pagodinho!) acadêmico-capoeirístico, a coordenação geral do II SENECA também poderia incluir algumas aulas magnas sobre "Capoeira e Sociedade" (Luiz Sergio Dias), "Capoeira e Negritude" (Dr. Nei Lopes), "Capoeira e Ciência do Esporte" (Professor-Doutor Lamartine Pereira da Costa); "Capoeira e Sociologia do Esporte" (Dr. Nelson Mello e Souza) e "Capoeira e Psicologia" (Dr. João Alberto Barreto).
O certo é que a programação incluirá – ou poderia – algumas atividades sócio-culturais, com belos passeios pela região, e com apresentações de "Maracatu Arrasta Ilha", "Samba de Caboclo", "Candombe" (Vilaró – Uruguai).
Temos aí, vejam só, a comprovação da importância de se criar no Brasil, Mecas Itinerantes de Capoeira. Em maio, por exemplo, a MECA será no SENECA através do GECA, a Meca será na fascinante Ilha de Floripa, em Santa Catarina.
Aonde haverá altas reflexões sobre passado, presente e futuro da Arte da Capoeiragem, onde haverá rodas antológicas, de Capoeira e de Samba.
 
Quando o Mundo da Capoeira presente aproveitará para perguntar ao capoeira catarinense "barriga-verde", de preferência aos de ascendência alemã:
"Canarinho da Alemanha
Quem matou meu curió".
Não valendo responder que o "segredo da Lua, quem sabe é o clarão do sol".
 
Isto é Capoeira, minha gente.
 
Miltinho Astronauta
 
Nota: Fotos por Rui Takeguma ; Na primeira foto estão Frede Abreu, Anand das Areias, Letícia Vidor, Nestor Capoeira e Mathias Assunpção
 

Capoeira gera educação em Pérola

O evento contou com a presença de mestres de vários Estados do Brasil e crianças do Programa Capoeira na Escola
Da Redação
O município de Pérola realizou o 1º Encontro Interestadual de Capoeira. O evento, um dos mais importantes da modalidade, contou com a presença de mestres de capoeira de vários Estados do Brasil e crianças das Escolas Municipais de Pérola, que foram batizadas e graduadas na modalidade.
O evento aconteceu simultaneamente com a iniciação e a graduação das crianças que fazem parte do Programa Capoeira na Escola, idealizado pela administração municipal. O programa atende, desde o mês de maio, cerca de 70 crianças das Escolas Municipais.
O Encontro pode proporcionar aos alunos contato com diferentes mestres de capoeira do Brasil e puderam adquirir maior experiência na modalidade. Na abertura do encontro, foi realizado uma apresentação de capoeira por parte dos mestres. Em seguida, foi ministrada uma palestra sobre alcoolismo e tabagismo pelo doutor em psicologia, professor de Educação Física e mestre de Capoeira, Joaquim “Sangue Bom”, de Maracaju, Mato Grosso do Sul.
Outro ponto importante foi a palestra sobre “A mulher e a Criança na Capoeira” e “Capoeira na Escola como Educação Física”, ministrada por Luiz da Silva, doutorado em Educação Física e coordenador do curso de Educação Física e Recreação da Universidade Estadual de Maringá (UEM).
O prefeito Claiton Mendes relatou a importância do esporte no desenvolvimento das crianças e adolescentes, como também no desempenho educacional e social. O mestre de Capoeira de Pérola, professor Ailton, agradeceu o empenho e dedicação da administração municipal para a realização do evento.
Na seqüência, aconteceu o batismo das crianças e a entrega de graduação. O grupo Cultural Passos dos Anjos abrilhantou o evento com apresentação artística.
Um dos momentos de emoção foi a execução do Hino Nacional tocado com berimbaus, que encantou os presentes. O evento encantou as pessoas que acompanharam as apresentações e emocionou os pais das crianças que são beneficiadas pelo programa.

Mais um ano, mais uma volta ao mundo…

Mais um ano… mais um ciclo, nesta RODA… Roda da Vida… Roda Viva!!!
 
Um ano que passou e que sem dúvida irá deixar saudades…
Novos Amigos, novas experiências… novos desafios e novas conquistas… novas batalhas…
Um ano onde a "Capoeira" esteve sob as luzes do Holofote… com a produção de Mestre Bimba A Capoeira Iluminada.
Um ano onde a "Capoeira-informação" esteve mais do que nunca democratizada e difundida através das novas tecnologias e da internet.
Um ano onde a "Capoeira" chorou por perdas tão ilustres e queridas.
Um ano onde a "Capoeira" brilhou… e continuou a contagiar o mundo…
Um ano onde a "Mulher Capoeira" ganhou ainda mais espaço.
Um ano de Resgate… Parcerias… e Muito trabalho em prol da nossa arte!
Um ano de crescimento, de alegria, de interatividade, de aprendizagem, de troca e de paz…
 
E é neste contexto que agradeço!!!
 
todos os Amigos
   todos os Parceiros
       todos os Camaradas
   
… todos os envolvidos direta ou indiretamente para que a Capoeira tenha chegado aonde chegou…
 
aos que chegaram…
    aos que partiram…
        aos que ainda virão…
 
… todos os amantes desta nossa capoeiragem, praticantes ou não…
 
… Agradeço de coração aos Velhos Mestres!!!
         Sabedoria, experiência e muitas voltas ao mundo…
 
Agradeço em especial:
Mestre Decanio, um ídolo, um "Velho Mestre" e o grande responsável pelo qual norteio o meu trabalho.
Mestre Pinatti, pelas conversas… pela monumental simpatia e sabedoria.
Mestre Jaime de Mar Grande, pela amizade, pela confiança e pela responsabilidade.
Mestre Bola Sete, pela confiança, paciência e pela forma que trabalha pela Capoeira de Angola.
Mestre Pernalonga, um novo amigo, um "Jovem Mestre", consciente e coerente, que tive o prazer de conhecer e partilhar experiências.
Mestre Umoi, pelas conversas virtuais… e amizade.
Mestre Jeronimo, pela luta, pela Rod@ Virtual e pela amizade.
Miltinho Astronauta, pessoa impar, um amigo e parceiro na luta e no jogo da informação.
Maíra Hora, e a sua "Capoeira Mulheres"
Anderson Fetter "Coelho", pelas conversas, pela confiança e parceria
Mestre Wellington, camarada 100%, ligeiro, amigo e parceiro no Projeto
www.capoeirista.com.br
Mestre Squisito, pela amizade, trabalho e dedicação a capoeira
Contra Mestre Pernalonga, pela amizade e  pela forma acolhedora e carinhosa como o Grupo me acolheu no Cazuá.
Marcelo Lampanche, pelo jogo, pela amizade e companheirismo.
Gigante e Mestre Gavião, pela confiança e pela parceria no Portal Capoeira.
Pitter Deboian e Brandão, artesãos, camaradas e parceiros.
Mestre Gilvan, pela forma como vem abordando e encontrando novas vertentes para a capoeira e a 3ª idade.
Dorado e seus alunos, pela simpatia e camaradagem.
Bruno Souza "Teimosia", pelo trabalho e parceria em prol da capoeira.
Ratão e todo Grupo Negaça, pelas trocas… amizade e parceria.
Eulálio Cohin, amigo e camarada, responsável maior pela entrevista do Mestre Bola Sete ao nosso site.
Luizão, pela amizade, pelo convite e pela simpatia.
Tulio "Tubarão", pela parceria e pela forma como vem se posicionando e estudando a capoeiragem
Marta Salles, pela amizade e hospitalidade
Luiz Fernando Goulart, pela amizade, parceria e confiança
 
Ao Pessoal do Irmãos Guerreiros, em especial para o Cazuá
Ao pessoal do Angoleiro Sim Sinhô
Ao pessoal do Semente do Jogo de Angola
Ao pessoal do Berim Brasil, em especial pra Monise, Wandola e Furkilha.
Ao pessoal da Topazio, em especial ao Prof. Iram e Hudson.
Ao pessoal da FUMEB
Ao pessoal da Lumen Produções (Mestre Bimba A Capoeira Iluminada)
Ao pessoal da CDO, em especial ao Mestre Flavinho Tucano.
Ao pessoal do Abada, em especial pro Mestrendo Morcego, Peixe Crú e Tucano Preto.
Ao pessoal da Capoeira Nação, em especial para o Grande.
Ao pessoal do Munzenza
Ao pessoal do Senzala, em especial meus amigos CM Flavio e CM Ulisses.
Ao Pessoal do Tendal da Lapa, em especial ao Somaterapeuta e capoeirista Rui Takeguma.
 
Um agradecimento todo especial a minha mulher Gisele e ao meu filho Lucca, pela paciência e compreensão, pelo tempo que não partilhei ao lado deles para poder estar ao lado da capoeira.
 
Aos meus alunos, pela dedicação, amizade e pela vontade de apreender e compreender a capoeira
Feliz Natal e um excelente novo ano, repleto de paz e capoeiragem!!!
Muito axé!
Luciano Milani