Blog

ubatuba

Vendo Artigos etiquetados em: ubatuba

Ubatuba é campeã dos Jogos Regionais na capoeira

A equipe de capoeira de Ubatuba sagrou-se campeã da modalidade na classificação geral, na 53ª edição dos Jogos Regionais, que acontecem na cidade de Arujá.

Os capoeiristas de Ubatuba conquistaram o título dos jogos no masclino e no feminino, obtendo a marca de nove medalhas, das quais oito de ouro (duas delas por equipe) e uma de bronze.

Os atletas medalhistas da equipe foram Mariana Zemmel (categoria médio), Ana Tereza (meio pesado), Fabiana Martinez (leve), Edvaldo da Rocha (leve), Sacha Ortiz (médio), Mário Gabriel (pesado) e Jair Santos (meio pesado).

 

Para saber mais sobre os Jogos Regionais (Arujá), clique aqui.

 

Fonte: http://www.pindavale.com.br/

Ubatuba: Encontro de capoeira traz Mestre Ananias ao Litoral Norte

Ubatuba sediará, no próximo sábado (21), um Encontro de Capoeira de Angola e Samba de Roda, que acontecerá no Ginásio Tubão, a partir das 18 horas.
Na ocasião, a cidade receberá uma das maiores autoridades da capoeira no Brasil, o Mestre Ananias.
O evento reunirá capoeiristas de diversas cidades e o Mestre Jequié, de Ubatuba, realizará uma oficina.
Após a concentração, se não chover, o grupo seguirá para a Praça Anchieta, em frente ao Casarão da Fundart, para formar a roda de capoeira. O encontro termina com um Samba de Roda, que acontecerá em frente ao Bar Patto Loko, na Vila dos Pescadores.
O evento em Ubatuba está sendo organizado pela Associação de Capoeira Mandinga de Angola do Mestre Jequié, com o apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria de Esportes e Fundart, além do Bar Patto Loko.
O objetivo do evento, segundo os organizadores, é socializar esta manifestação cultural e ampliar as relações, fazendo com que Ubatuba venha a ser um ponto de referência na região.  

O psicólogo e capoeirista Luiz Henrique Aparício afirma que a capoeira integra pessoas de toda ordem, independente de cultura, posição social, condições físicas ou religião.

 

“A capoeira tem como princípio a socialização. O seu fundamento diz que quanto mais pessoas participam, melhor, porque cada um tem sua importância dentro do contexto. É uma atividade que integra arte, música, atividade física e comunicação não-verbal. Por isso, nosso interesse é fazer com que este movimento cresça em Ubatuba. A capoeira pode ser um instrumento para impedir que as pessoas adoeçam, física, mental e emocionalmente”, afirma Luiz.  

Mestre Ananias, de 84 anos, foi quem implantou a capoeira no Estado de São Paulo. Ele participou de diversos documentários e filmes e ensinou muitos mestres da capoeira na atualidade

Sobre Mestre Ananias

Mestre Ananias chegou a São Paulo em 1953, convidado pelos produtores Wilson e Sérgio Maia. Ele foi um dos primeiros capoeiristas a estabelecer residência na terra da garoa. Consolidou junto a seus conterrâneos a Roda de Capoeira da Praça da República. Há mais de 50 anos nessa roda, que representa um tradicional ponto de encontro de capoeiras em São Paulo, ainda a comanda com dedicação e muito respeito dos freqüentadores.

Entre suas participações no teatro e cinema brasileiros estão a peça Jesus Homem e Balbina de Iansã, de Plínio Marcos; os filmes Pagador de Promessas; Brasil do Nosso Brasil; Fronteira do Inferno e Ravina, de Anita Castelane. Também fez apresentações teatrais com Ari Toledo no Teatro de Arena e gravações com o músico Jair Rodrigues. Para mais informações, acesse: http://www.uirapurubr.com.br. Fonte: Assessoria Prefeitura de Ubatuba.

Fonte: http://www.pindavale.com.br

Nota do Editor:

É inegável a importância de Mestre Ananias para a capoeira Paulista, ele é sem dúvida um dos seminadores da Arte da Capoeira no Estado e o mentor e comandante da Roda da Praça da República no centro histórico de SP, um dos principais marcos e ponto de grandes nomes da capoeira.

Porem não podemos deixar de lado a fundamental participação e a presença de outros expoentes da capoeira que participaram em conjunto deste processo multifacetado e “organico” da implementação da arte da capoeira em solo Paulista.

Figuras como Mestre Suassuna, Mestre Pinatti, Mestre Anande (Almir das Areias), Mestre Limão, Mestre Silvestre, Mestre Gladson, Mestre Joel entre outros bravos guerreiros que fizeram e ainda fazem tudo para valorizar e proliferar a nossa capoeira.

Luciano Milani

Capoeiristas de Ubatuba conquistam medalhas no mundial

Ubatuba fez história na capoeira mundial, ao voltar com duas medalhas da seletiva brasileira e duas do primeiro campeonato mundial da modalidade, disputado na cidade de Araras nos dias 8, 9 e 10 de fevereiro, interior de São Paulo.

O torneio, disputado por mais de 90 atletas de Brasil, Estados Unidos, Espanha, Alemanha, São Tomé Príncipe, México, Canadá, Indonésia, Bélgica e Armênia, teve a participação das atletas Mariana Zemel (senior leve feminino) e Talita Aline Narciso (juvenil pesado feminino) da Academia Unidos à Liberdade (Tradição) do mestre Junior Preguiça.

Mariana conquistou o primeiro lugar na seletiva e no mundial, enquanto Talita ficou em segundo em ambas as competições. Para Mariana a conquista foi muito importante : “A capoeira em Ubatuba tem obtido grande progresso e esse resultado no mundial vai aumentar a procura pela modalidade”, disse a atleta.

O secretário de Esportes e Lazer de Ubatuba, Bittencurt Jr. parabenizou as atletas “A capoeira de Ubatuba vem conquistando bons resultados e essas conquistas no campeonato mundial vem coroar o trabalho da modalidade no município. A meta da administração do prefeito Eduardo César é continuar investindo nas modalidades esportivas praticadas no município para obter resultados de sucesso, como esse”, comentou o secretário.

Os representantes de Ubatuba fizeram questão de agradecer pessoalmente a Prefeitura de Ubatuba, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer na tarde de segunda-feira, 11, onde foram recebidos pelo coordenador de esportes Luiz Roberto Sant’anna.

Arbitragem internacional

O mestre Junior Preguiça, que também atuou como árbitro do evento explica como as lutas são disputadas: “ Cada confronto tem dois minutos e dois árbitros avaliam harmonia, técnica, eficiência dos golpes e volume de jogo (como no boxe), concedendo notas de zero a dez para os competidores.

“Queremos agradecer ao apoio da Prefeitura de Ubatuba, que tornou possível essa conquista”, declarou Junior.

Esporte Olímpico

O objetivo da Federação Internacional de Capoeira agora, é levar o esporte a uma Olimpiada. Atualmente a capoeira tem 6 milhões de praticantes em 132 países, mas só 16 deles fazem parte da Federação Internacional. Para entrar nas Olimpíadas, é necessária a adesão de mais 24 nações. (Fonte: Assessoria de Comunicação PMU)

Fonte: http://www.pindavale.com.br