Blog

filme

Vendo Artigos etiquetados em: filme

Bahia Afro Film Festival em Cachoeira

De 19 a 27 de novembro de 2009, será realizado em Cachoeira no recôncavo da Bahia, a terceira edição do festival de cinema internacional Bahia Afro Film Festival.

Cachoeira já é uma cidade cinematográfica a muitos anos, ali foram filmados importantes filmes da cinematografia nacional e internacional, novelas, comerciais para televisões de todo o mundo, já era hora de ter um festival de cinema internacional, pois não ah duvidas sobre sua importância cultural no cenário brasileiro, principalmente quando se fala de raízes e ancestralidade.

Durante estes 10 dias do festival, serão projetados os mais importantes filmes da cinematografia que enfoca temas ligados aos afro descendentes de todo o mundo, estão sendo convidados importantes personalidades deste cinema, como Warrington Hudlin and Black Filmmakers Foundation de NY, Ralph Ziman da África do Sul, diretor do Belíssimo Jerusalema, Boubakar Diallo de Burkina Faso, diretor de Coer de Lion, Daniel Kamwa de Camarões, diretor de Ma Sâsâ (Mâh Saa-Sah), Adama Drabo e Ladji Diakibi, do Mali, diretores de Fantan Fanga (Lê Pouvoir des Pauvres), Kalthoum Barna da Tunísia, diretor de L’Autre moitié du ciel (Shtar M’haba).

Além da Amocine de Moçambique que atraves do diretor Zego, estara fazendo uma curadoria de filmes Moçambicanos para o BAFF, estão sendo convidados também, diretores Brasileiros que tenham filmes dentro da temática do festival, como Joel Zito, Zozimo Bulbul, Flavio Leandro, Paulo Bety com o filme Cafundó que se destacou no Festival de Burkina Fasso, e Lilian Solá Santiago, que ganhou o premio de melhor filme na ultima edição do BAFF.

Diretores baianos também serão convidados a terem suas obras na mostra competitiva ou na paralela, como Pola Ribeiro com o seu “Jardim das Folhas Sagradas” e Ceci Alves com o seu lindo “Doido Lelé” alem do próprio Lázaro Faria com o seu “A Cidade das Mulheres” que tem participação da Irmandade da Boa Morte.
Estarão tambem presentes no evento, Antonio Pitanga, Elza Soares, Zezé Motta e Lázaro Ramos.

o III Bahia Afro Film Festival ja tem o apoio da Universidade do Federal do Recôncavo, do Centro Cultural Dannemann, do IFHAN e do Ipac, do Fundo Estadual de Cultura, da Secretaria do Audiovisual, da Fundação Palmares e do Ministerio da Cultura.

Serão realizadas duas oficinas, uma de produção cinematografica e outra de preparação de atores, todas voltadas para o filme À Procura de Palmares que sera todo rodado no município de Cachoeira e São Felix.

Imagine todo o povo negro junto, esta é a formula que esta preparando Lázaro Faria para que Cachoeira e a Bahia tenham mais ainda visibilidade no senario cinematográfico internacional.

Quem viver verá…

Lázaro Faria –  http://news.lazarofaria.com.br/

Lázaro Faria – Filmaker

+55 (71) 3322 1279   9239 5589

[email protected]

www.lazarofaria.com.br

Salvador – Bahia – Brasil

Cinema: Mestre chinês faz herói baiano voar

Besouro atravessa a tela, de uma extremidade a outra, voando. Parece um filme chinês de artes marciais, como O Tigre e o Dragão. Não é mera coincidência que o diretor João Daniel Tikhomiroff tenha importado para o Brasil o talento de Dee Dee, o especialista chinês que fez voar o elenco do filme de Ang Lee. Besouro tem a vocação assumida de ser o primeiro filme brasileiro de artes marciais, tratando a capoeira como tal.

João Daniel Tikhomiroff poderá receber críticas por isso, mas está preparado. Ele se preparou a vida inteira para fazer esse filme. Menino, ele via todo tipo de filme nas cabines da Universal, empresa norte-americana da qual seu pai foi um dos dirigentes no Brasil. Nos anos 1970, aos 19 anos, começou seu primeiro longa, que ficou inacabado. César Charlone, o diretor de fotografia de Fernando Meirelles e coautor do premiado O Banheiro do Papa, começou com ele. Desde então, João Paulo queria voltar ao cinema. Foi fazer publicidade, é um dos sócios da produtora Mixer. Muitos anos depois, ei-lo à frente de Besouro.

O roteiro do longa é de Patrícia Andrade (de 2 Filhos de Francisco), a música-tema foi composta por Gilberto Gil, o diretor de arte é Cláudio Amaral Peixoto, e o fotógrafo é o equatoriano Enrique Chediak, que a Variety, Bíblia do show biz, listou como um dos 10 mais do mundo. Todas essas colaborações foram valiosas para João Daniel, mas o filme é produto de uma parceria com a preparadora de elenco Fátima Toledo. Ailton Carmo, que faz Besouro, é um ator amador.

– A Fátima deixa o ator num estado de emoção à flor da pele que permite ao diretor ir fundo nessa emoção. As melhores cenas de Besouro valem-se desse emoção sem terem sido ensaiadas – diz o diretor.

Se você ainda não é um dos mais de 300 mil internautas que já viajaram no trailer, vá ao YouTube. Depois disso, você ficará contando os dias até a estreia de Besouro

 

Mais Informações

 

Mais Informações:

Depois do enorme sucesso de Mestre Bimba a Capoeira Iluminada (Luiz Fernando Goulart), agora é a vez de Manoel Henrique, Besouro Mangangá ou Besouro Cordão de Ouro , um lendário capoeirista da região de Santo Amaro, Bahia aparecer na grande tela…

Os fãs de cinema em geral – e de capoeira em particular – podem começar a especular. Já caíram na internet, através do site You Tube, as primeiras imagens oficiais do filme “Besouro”, de João Daniel Tikhomiroff, cotado para ser a maior produção do cinema nacional em 2009 e uma das maiores de todos os tempos.

Trata-se da primeira peça promocional do filme – uma co-produção da Mixer, da Globo Filmes e da Buena Vista inspirada na vida de Besouro Mangangá, o maior capoeirista de todos os tempos. O vídeo, de dois minutos, revela um pouco da mirabolante coreografia de lutas do filme, em que os personagens literalmente voam em cena, sustentados por cabos, guindastes e outras técnicas inéditas no cinema brasileiro.

 

“CAPOEIRAGEM” no I Festival de Filmes Etnográficos de Recife

A CAPOEIRAGEM DE UM MESTRE E O SEU BANDO ANUNCIADOR recebe a “Mensão honrosa” no I Festival de Filmes Etnográficos de Recife.
 
{youtube}HemTX6TRxXM{/youtube}
 
O júri decidiu conceder uma menção honrosa a este filme, pela sua radicalidade em mostrar uma tradição, a capoeira, uma manifestação cultural em processo de transformação e reinvenção, sendo o próprio personagem principal o seu agente transformador.
 
Para contar essa história o filme emprega diversos registros, como trechos de filmes de ficção, depoimentos, fotografias e reportagens, numa montagem bem elaborada e em sintonia com a música.
 
O DVD JÀ ESTA A VENDA PELO PREÇO DE R$ 30.00 COM LEGENDAS EM INGLÊS E ESPANHOL.
 
Entra em contato: (71) 3322-6750 ou [email protected]
 

Besouro: Superprodução brasileira sobre capoeira para 2009

Depois do enorme sucesso de Mestre Bimba a Capoeira Iluminada (Luiz Fernando Goulart), agora é a vez de Manoel Henrique, Besouro Mangangá ou Besouro Cordão de Ouro , um lendário capoeirista da região de Santo Amaro, Bahia aparecer na grande tela…

Os fãs de cinema em geral – e de capoeira em particular – podem começar a especular. Já caíram na internet, através do site You Tube, as primeiras imagens oficiais do filme “Besouro”, de João Daniel Tikhomiroff, cotado para ser a maior produção do cinema nacional em 2009 e uma das maiores de todos os tempos. Trata-se da primeira peça promocional do filme – uma co-produção da Mixer, da Globo Filmes e da Buena Vista inspirada na vida de Besouro Mangangá, o maior capoeirista de todos os tempos. O vídeo, de dois minutos, revela um pouco da mirabolante coreografia de lutas do filme, em que os personagens literalmente voam em cena, sustentados por cabos, guindastes e outras técnicas inéditas no cinema brasileiro.

 

Veja aqui o vídeo Oficial de Besouro, publicado no You Tube:
{youtube}W2QgxB5xw-k{/youtube}

Conheça o Blog do Besouro, com informações, fotos e vídeos em tempo real sobre a produção .

Produzida ainda durante os primeiros dias de filmagem, para ajudar no processo de captação de investidores estrangeiros, o vídeo promocional tem narração em inglês e mostra alguns dos principais personagens do filme em ação, em cenas ainda sem edição final e desprovidas de efeitos digitais.

Besouro” levará para o cinema uma adaptação livre das aventuras sobre o legendário capoeirista, que viveu na Bahia nos anos 20 e, antes de morrer num confronto com a polícia, aos 23 anos de idade, tornou-se uma espécie de símbolo da luta dos negros recém-libertos da escravidão contra a pobreza, o preconceito e a exploração de sua mão-de-obra nas fazendas da região.

Depois de contar em linhas gerais a sinopse do filme, o vídeo que foi parar no You Tube também faz uma pequena apresentação dos profissionais que integram a produção. Além de João Daniel – diretor brasileiro de publicidade recordista de premiações em Cannes, que faz sua estréia na direção de longas – Besouro conta ainda com o diretor de fotografia equatoriano Enrique Chediak, vencedor do prêmio de melhor fotografia em Sundance pelo filme “Hurricane Streets”, de Morgam J. Freeman, e com o coordenador de cenas de ação chinês Huen Chiu-Ku, responsável pelas lutas aéreas que encantaram audiências do mundo inteiro no filme O Tigre e o Dragão, de Ang Lee, e Kill Bill, de Quentin Tarantino.

Filmada em locações na Chapada Diamantina e no Recôncavo Baiano, a produção de Besouro contou com mais de 150 profissionais. Além das esperadas cenas de luta aérea, o filme conta também com tomadas subaquáticas, feitas nas águas cristalinas de cavernas submersas e poços da Chapada.

Besouro MangangáTodo o dia a dia da produção está sendo documentado pelo Blog do Besouro , que traz fotos, vídeos de bastidores e reportagens com o diretor, atores, técnicos e produtores.

Fonte: http://oglobo.globo.com/

Fotos:
Os atores Aílton Carmo e Sergio Laurentino, protagonistas do filme Besouro, de João Daniel Tikhomiroff / Foto de divulgação: Christian Cravo
Cena de ação em Besouro: Atores voam com auxílio de cabos e guindastes ocultos / Foto: Divulgação

Projeto reúne sambistas em homenagem a Geraldo Filme

Passados 13 anos da morte de Geraldo Filme, um dos mais importantes sambistas brasileiros e expoente do samba paulistano, o Centro Cultural Banco do Brasil reúne, em São Paulo, a partir de 6 de janeiro até o dia 3 de fevereiro 12 grupos e cantores no projeto “É tradição e o samba continua”.

Geraldo Filme nasceu em 1927 na cidade de São João da Boa Vista, em São Paulo. Foi criado na Barra Funda, onde teve contato com rodas de samba e capoeira. Com estas influências, tornou-se um dos nomes mais respeitados entre sambistas de todo Brasil, mas seu reconhecimento veio tarde, após sua morte, em 1995.

A cantora Fabiana Cozza, acompanhada do Quinteto em Branco e Preto, será a primeira da programação. Nos outros dias, os participantes serão acompanhados de uma banda fixa e todos os shows vão terminar com sambas de Filme.

O projeto, cujo nome saiu de um verso de seu clássico Tradição (Vai no Bexiga pra Ver), vai mostrar diversas modalidades, como o samba de terreiro e o samba de bumbo, típico do interior paulista, onde Filme nasceu e cresceu influenciado pelo canto dos escravos, que conheceu com a avó.

Integrante do Samba da Vela, padrinho de algumas e militante em outras comunidades, Chapinha assina a direção musical. “Sem bairrismo, bato sempre na mesma tecla para que se valorize mais o samba de São Paulo: Geraldo Filme, Zeca da Casa Verde, Talismã, Toniquinho Batuqueiro, Oswaldinho da Cuíca e outros que são menos lembrados”, diz Chapinha.

O samba de comunidade é uma das características marcantes do que se faz em São Paulo atualmente e que ganha mais visibilidade no projeto do CCBB. Além da Comunidade Samba da Vela (que divide o programa do dia 13 com Oswaldinho da Cuíca), tem também o Berço do Samba de São Matheus (dia 20, com Dona Inah), o Samba da Laje (dia 27, com Teroca e a Velha Guarda da Camisa Verde e Branco) e o Pagode da 27 (dia 3/2, com Graça Braga e Chapinha).

Geraldo Filme nasceu em 1927 na cidade de São João da Boa Vista, em São Paulo. Foi criado na Barra Funda, onde teve contato com rodas de samba e capoeira. Com estas influências, tornou-se um dos nomes mais respeitados entre sambistas de todo Brasil, mas seu reconhecimento veio tarde, após sua morte, em 1995.

Mais informações podem ser obtidas na página do CCBB.

http://www44.bb.com.br/appbb/portal/bb/ctr2/sp/DetalheEvento.jsp?Evento.codigo=33107&cod=4

Aconteceu: Fórum Social de Capoeira

Foi realizado nos dias 06 a 09 de novembro de 2008, o Fórum Social de Capoeira, na cidade de Belém do Pará. Evento este que marcou a capoeira, pois trouxe inovações na maneira de se fazer eventos de capoeira no Estado. Com o objetivo de alcançar todas as classes na capoeira(Mestres, pais, alunos e etc), foram realizados 4 dias de muito capoeira, sendo iniciado na quinta – feira, dia 06 de novembro com palestra sobre o tema: Leis de incentivo a cultura, ministrada pelo chefe da representação do Ministério da Cultura(MINC), Delson Cruz. No qual mostrou as leis que incentivam a cultura em nosso país e sobre a importancia de como confeccionar bons projetos para a captação de recursos, também foi ensinado como legalizar as associações e os grupos de capoeira já existentes.

Na sexta – feira, foi realizado pela manhã, no museu Paraense Emiliu Goeld um passeio no qual o objetivo era a da preservação ambiental de nossa fauna e flora, após foi realizado uma oficina de maculelê e apresentações de capoeira angola. Pela tarde foi realizado a exibição do Filme: Mestre Bimba e a capoeira iluminada, longa-metragem que mostra a vida do criador da capoeira regional, com entrevistas com alunos de Bimba, filhos e esposas.

Segundo Nazaré Dias(Diretora do Espaço Cultural Cinema Olimpia), este evento foi pioneiro na historia da capoeira no Pará, pois possibilitou a exibição de um documentário/filme de capoeira no Estado, sendo que isso nunca havia acontecido antes, tendo um peso maior, pois o "Olimpia" é o cinema mais antigo em funcionamento do Brasil…esperamos que proxímas oportunidades apareçam(…) Após a exibição do filme foi realizada uma roda com as pessoas que foram prestigiar o evento.

No Sábado, dia 09 foi realizado passeio pelo Jardim Botânico de Belém(Bosque Rodrigues Alves), sendo realizada uma grande roda de capoeira nas ruinas de forte amazônico, a noite foi realizada o batismo e a troca de corda no centro histórico de Belém, a casa das 11 janelas e contou com a participação de vários capoeiristas.

Acho que o objetivo principal foi alcançado neste evento, pois trabalhamos o social como está no nome do evento, a cultura, tivemos atividades voltadas para crianças, professores de capoeira, Mestres e etc. Foi muito valioso este evento. Em 2009 todos estão convidados para o 2° Fórum Social de Capoeira, que será realizado sempre na segunda semana de novembro.

Axé a todos.

MAC IVER BECKMAN

X FIC de Brasília exibe filme de Joel Zito sobre exploração sexual

Cinderelas, Lobos e um Príncipe Encantado tem o apoio da Fundação Cultural Palmares

O documentário "Cinderelas, lobos e um príncipe encantado" – dirigido pelo cineasta Joel Zito Araújo e financiado pela Fundação Cultural Palmares, debate algumas das mazelas sociais mais preocupantes do cenário brasileiro, como o turismo sexual, o racismo e a pedofilia.

O diretor percorreu algumas capitais nordestinas, chegando à Itália e Alemanha, revelando a trajetória e o sonho de muitas meninas em encontrar seu príncipe encantado, o que na maioria das vezes se torna um grande pesadelo.

Não só a prostituição faz parte do cenário de Cinderelas, lobos e um príncipe encantado, como também o tema do racismo é fortemente abordado. Afinal, a maioria das "cinderelas" são mulheres negras. "Meu filme é sobre mulheres pobres, três quartos das quais são afro-descendentes", afirma o diretor.

Mas não se trata só disso. O documentário faz uma abordagem geral sobre a emigração de mulheres brasileiras. "Algumas se tornam trabalhadoras do sexo, outras não. Meu filme também trata sobre a imigração na Europa e muitos outros assuntos", ressalta.

O filme será exibido em quatro sessões durante o FIC Brasília, confira:

Dia 31/10 – sexta-feira – Sala 10, Academia de Tênis, às 17h.
Dia 02/11 – domingo, Sala 10, Academia de Tênis, às 19h40.
Dia 04/11 – terça-feira – Sala 10 – 19h50
Dia 07/11 – sexta-feira – Sala 03 – 19h20

Na última exibição do documentário (07/11) haverá também, um debate com o diretor Joel Zito Araújo.

Sobre o diretor

Joel Zito é professor da Escola de Comunicações e Artes da USP, e já em 2000, havia transformado sua tese de doutorado no filme "A Negação do Brasil" – onde documentou a histórica discriminação racial na televisão brasileira. Retomou a temática com um longa-metragem de ficção formado por um elenco todo negro: "As Filhas do Vento" – de 2004 – que recebeu seis prêmios em Gramado, inclusive melhor filme, diretor e prêmio da crítica.

Joel Zito coordenou também, a pesquisa "Onde está o negro na TV pública?" – encomendada pela Fundação Cultural Palmares, cujo objetivo é discutir a democratização da tv pública brasileira e a participação do negro nesse meio de comunicação.

Filme recebeu 6 prêmios no Festival de Gramado

Serviço:

X Festival Internacional do Cinema de Brasília

Data: 29 de outubro a 09 de novembro de 2008
Local: Academia de Tênis José Farani (Setor de Clubes Esportivos Sul – SCES Trecho 4, Conjunto 05, Lote 1B)
Quanto: Abertura: R$20 (inteira) / R$10 (meia);
Demais sessões: R$12 (inteira) / R$6 (meia)
Informações: www.ficbrasilia.com.br ou (61) 3316-6475/6227/6887.

Assessoria de Comunicação
Inês Ulhôa – assessora de imprensa (9966-8898) [email protected]
Jacqueline Freitas – [email protected]
Marília Matias de Oliveira – [email protected]
Marcus Bennett – [email protected]
Telefones: (61) 3424-0164/ 0165/ 0166
wwww.palmares.gov.br

Mestre Russo & O ZELADOR

No próximo dia 25 de setembro(quinta feira) as 19 horas será exibido no TEATRO RAUL CORTEZ (Praça do Pacificador-Centro de Duque de Caxias-RJ) o longa metragem O ZELADOR. Este documentário conta um pouco da trajetória de mestre Russo como uma das figuras mais importantes da tradicional roda de capoeira que já acontece desde 1973 no centro de Caxias.

Mestre Russo: "a valorização atual da capoeira está ligada ao fato de ela estar fazendo sucesso no exterior. “É como aconteceu com o samba, que ganhou força ao ir para fora. O reconhecimento lá fora faz o reconhecimento aqui dentro”, diz. Ele próprio foi destaque no jornal inglês The Times no último dia 5 de julho, por causa do filme O Zelador, produzido por ingleses, sobre ele e sua tradicional roda de rua em Duque de Caxias, RJ. “Lá fora ninguém me pede documento”, garante o mestre, que viaja no mínimo duas vezes por ano para o exterior, “fazendo turnezinhas”.

{youtube}feB6J_JBhsA{/youtube}
Pequeno depoimento sobre a capoeira como Patrimonio Imaterial

 

O ZELADOR ( Para ver o trailer do Filme, clique aqui )

O Zelador was filmed in an extremely under-privileged suburb of Rio de Janeiro (Baixada Fluminense). In 1971-1976 the United Nations made a study of trouble spots worldwide …their conclusion was that Belford Roxo in Baixada Fluminense was the most violent place on earth. Even today the homicide investigation rate is only 1.3%. Mestre Russo grew up in this environment. He is a 50 year-old Carioca (man from Rio) who has led a capoeira existence for close to 40 years. At the age of 11, fatherless and from a family of 9 brothers he gave himself to capoeira.

Russo used this capoeira culture as an instrument for education and survival. He met his wife Eliane and has 2 sons.

“…capoeira…it is his mission in life…” remarked his 11 year-old son.

Mestre Russo not only uses the capoeira culture as a didactic for himself, but has integrated this powerful culture into his family totally. Russo is a ‘zelador’ (caretaker) of culture.

The manifestation of this cultural devotion can be seen in a place called Caxias, where every Sunday for 33 years Mestre Russo has met with other capoeiristas to play, sing dance and fight in the street.

Mestre Russo has defended the integrity of this roda many times, enduring many forms of discrimination and has even been stabbed. The significance of the traditional Roda de Caxias is that it was juxtaposed directly against the political turmoil of the 70s and 80s in Brazil. The street capoeira environment was a form of cultural expression that was eyed with great suspicion by the right wing military hard liners who ran the country with a rod of steel. The Roda de Caxias survived this repression and is now one of, if not, THE most traditional street rodas in Brazil today.

Mestre Russo is an organic academic and poet. He strives to share his knowledge and love equally with his family and a group of young men from his region, who, like him, endure tremendous hardships and danger. These young men form the core of his group, or his extended family as he calls it. This part of his work started in 1996 and has given hope and joy to all associated with it.

This film O ZELADOR is a record of his life. How, as a youth, he discovered the value of his ancestral culture and recognized its power. He and his students continue with the development of capoeira and provide a link to a culture that has existed for many years within this impoverished region of Rio de Janeiro. The film is a social document of one man and his family living with the unique culture of Afro-Brazilian capoiera and charts its significance within the political and cultural history of Brazil. It is the story of a man who has gained the love and respect from students and contemporaries alike, who all owe so much to this remarkable person, teacher, father and a true master.

Genre Documentary

Running time Approx 84 minutes

Format DV Cam / Super 8

Language Brazilian Portuguese (English Subtitles)

Production Company Bantam Films

O Zelador is an independently funded production

Paris: Lançamento Europeu do DVD “Mestre Bimba a Capoeira Iluminada”

O LANÇAMENTO EUROPEU DO DVD DE "MESTRE BIMBA, A CAPOEIRA ILUMINADA" NO FESTIVAL DE CINEMA BRASILEIRO DE PARIS .

Foram 3 sessões lotadas, no CINEMA LATINO de PARIS. De diversas cidades francesas chegaram capoeiras para ver o filme. Além disso, o público presente à décima edição do festival, brasileiros e simpatizantes franceses da cultura brasileira, já havia assistido a documentários como "OPERAÇÃO CONDOR", "SIMONAL, NINGUÉM IMAGINA O QUE EU PASSEI" "GINGA"e tantos outros. Para mim, era um momento que sempre esperei, de colocar um filme sobre capoeira em uma sessão oficial de um festival internacional, mostrando-o principalmente a pessoas que pouco sabem da nossa capoeira. Um sentimento de passar para os outros a mesma emoção que tive, há apenas 5 anos, ao entrar em contato com essa maravilhosa arte brasileira mas que se torna universal. Foi um grande prazer apresentar meu filme a esse público e um prazer maior ainda quando me perguntavam onde poderiam ver mais e aprender capoeira em Paris. É, eu pensava, mais um que o virus da capoeira pegou. Do palco, onde apresentava o filme, pude ver alguns amigos que fiz na estrada da capoeira, entre eles estava a IGUANA, uma capoeirista francesa, que veio de GRENOBLE especialmente para a sessão do filme e já tinha feito o mesmo se deslocando até o Rio de Janeiro, em um gesto que muito me comoveu e aumentou a minha crença em uma capoeira espalhada pelo mundo todo, sem qualquer distinção de credo, cor, origem étnica ou qualquer outra forma de diferenciação da raça humana. Uma PANGEA CAPOEIRA, onde o único elo de ligação se faz através dos sentimentos que são comuns a toda a humanidade.

Bem, pensava isso enquanto procurava usar o meu fraco francês para me fazer entender. Após a sessão, tivemos um pequeno coquetel, com caipirinhas e pão de queijo e fomos. Foi boa a festa, principalmente porque serviu também para que fosse anunciado o lançamento do DVD do filme em toda a Europa, a começar pela França, ainda nesse mês de junho. Tive reuniões com o pessoal da DG DIFUSION, que se responsabilizará pelo lançamento na França, em versão francesa e da Exportacion-DISCMEDI, de Barcelona, que comandará a operação Europa, para a colocação do DVD nos países europeus. Uma operação especial está sendo tramada para ocuparmos espaços no verão da Grécia, com exibições do filme ao ar livre, seguidas de muita capoeira, nas ilhas gregas. Outras ações estão sendo pensadas, o que me deixa bastante animado quanto à meta de fazer pelo menos 1 milhão de pessoas descobrirem a capoeira através do filme, em todo o mundo. Se a operação verão europeu der certo, partiremos para outros continentes.

Em Paris houve ainda uma sessão para estudantes do primeiro grau que, entre todos os filmes do Festival, escolheram o MESTRE BIMBA, A CAPOEIRA ILUMINADA para ver. Foi mais uma sessão lotada, com um público entre 10 e 12 anos, dos quais a maioria não conhecia mas já ouvira algum amigo falar. Uns poucos praticam ou já praticaram a capoeira, segundo uma pesquisa que me mandaram. Foi outro momento inesquecível para mim, ver o interesse deles, principalmente dos que estavam ali descobrindo essa magia sensacional da arte da nossa gente. Um grupo de portugueses, onde apenas uma menina fazia capoeira, também estava entre os mais animados. Foram quase meia hora de fotos com eles. Tenho certeza que muitos, depois do filme, irão procurar aulas de capoeira. Se isso acontecer, tudo terá valido a pena.

Luiz Fernando Goulart

Mestre Bimba no 10° Festival de Cinema Brasileiro de Paris!

O 10° Festival de Cinema Brasileiro de Paris acontece de 7 a 27 de maio de 2008 na capital francesa. Dentro da programação, temos o orgulho de apresentar o filme "Mestre Bimba, a capoeira iluminada" de Luiz Fernando Goulart.

"Mestre Bimba, a capoeira iluminada" conta, através de depoimentos de antigos alunos e imagens inéditas em cinema, a historia de Mestre Bimba – Manuel dos Reis Machado (1900-1974), que dedicou a vida a dar dignidade e luz à capoeira. Um homem de origem humilde, grande jogador de capoeira e, principalmente, um extraordinario educador. Seu nome é a primeira referência do aluno de capoeira em qualquer pais que esteja. A ele são dedicadas milhares de musicas cantadas nas rodas de capoeira dos cinco continentes.

O filme sera exibido no cinema Le Latina (20 rue du Temple – 75 004 Paris), nos dias seguintes:

– Sexta-feira 23 de maio às 14h
– Sábado 25 de maio às 22h
– Segunda-feira 26 de maio às 14h

para mais informações sobre o festival (programação, horarios, etc.) : www.jangada.org

 

para mais informações sobre o filme Mestre Bimba, a capoeira iluminada : http://www.mestrebimbaofilme.com.br/