Blog

prefeitura

Vendo Artigos etiquetados em: prefeitura

Capoeirista quer que a capoeira tenha mais valor em Uberaba

A capoeira, uma arte sem dúvida de grande importância cultural, tanto por sua história, instrumentação ou pelos aspectos físicos e pedagógicos, recentemente foi considerada pelo governo federal como patrimônio cultural do Brasil e é uma das manifestações mais praticadas no país, podendo até estar entre os esportes com mais adeptos. Também conhecida como a única arte marcial genuinamente brasileira, a capoeira ganha o mundo e a cada dia é praticada em mais países.

"Infelizmente em Uberaba os praticantes dessa arte se sentem esquecidos pelo governo municipal, reclamam a cada dia de falta de apoio e da política unilateral com que a arte é tratada. Por causa disso, adeptos abandonam a arte a cada dia, projetos do governo que excluem quem não tem diploma de Educação Física, remunerando os diplomados e tomando o espaço e alunos de quem se sustenta dando aulas de capoeira, talvez os responsáveis por tais projetos não saibam que capoeira é cultura popular e isso não se ensina em faculdade", declara o capoeirista Cydewal.

Há capoeiristas realizando trabalhos sociais de forma gratuita à população sem nenhum tipo de apoio ou assistência, há capoeiristas promovendo eventos culturais abertos ao povo e custeando as despesas do próprio bolso ou pedindo ajuda de porta em porta no comércio local.

"É preciso que se crie um projeto para se assistir, apoiar e orientar a capoeira da cidade que se resume em mais de 15 grupos e todos com inúmeros professores dando aulas. Esse pessoal precisa de apoio e ser orientado, a capoeira de Uberaba precisa de um representante ‘legítimo’, em algumas secretarias da prefeitura, o que está acontecendo com a capoeira é um total desrespeito do poder público. A Prefeitura de Uberaba parece querer acabar com a capoeira na cidade, pois agora nem espaços municipais são oferecidos aos capoeiristas. Para se dar aulas, tem que participar de algum "projeto" onde seus diretores colocam quem eles bem querem, sem direito a uma seleção. Antigamente qualquer espaço público era aberto a qualquer manifestação folclórica ou cultural e isso acabou. Além de não ajudar, agora fecham as portas, isso tem que mudar, pois a capoeira de Uberaba pede respeito. Esperamos que um dia os responsáveis pela cultura de Uberaba entendam o valor e a importância de nossa arte", disse Cydewal.

Fonte: http://www.jornaldeuberaba.com.br/

Aconteceu: 2º Festival de Capoeira – Associaçao Sportiva Axé Capoeira Firenze

A Associaçao Sportiva Axé Capoeira Firenze realizou o 2º Festival de Capoeira aqui na Italia nos dias 23, 24, e 25 maio que contou com a presença de nomes da capoeira baiana como: Mestre Orelha , Mestre Raimundo Dias, Mestre Braga e Mestre Del bruto, contou também com a presença de vários professores de toda Italia, o evento foi organizado pelo Mestre Boca Nua, com o apoio da prefeitura da cidade de Firenze. ( Essa Associaçao existe desde 1995 registrada aqui na Italia ).

Até breve e muito Axé,

Mestre Boca Nua

mestrebocanua@gmail.com

Santos: Aulas de Capoeira ao ar livre no Mercado Municipal

O projeto “Capoeira Escola”, que proporciona aulas gratuitas para portadores de deficiências, crianças e adultos no Mercado Municipal, agora ocorre também ao ar livre, um sábado por mês. A próxima aula externa será no dia 23, às 17h. As outras são realizadas às quartas e sextas-feiras, das 17h às 18h, nas dependências internas do mercado.

Ainda há vagas e os interessados podem se inscrever no horário das aulas, com o professor Márcio Santos, levando um atestado médico e o RG ou Certidão de Nascimento. Este é o segundo ano do projeto, que tem o apoio da Prefeitura e objetiva auxiliar na formação física e no caráter das pessoas.

Fonte: Depto. Imprensa – Prefeitura Municipal de Santos

Natal – RN: Dia do estudante & Capoeira

Os alunos da rede municipal de ensino e também do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, Peti, comemoraram durante toda a semana o dia do estudante, data comemorada hoje. Uma programação esportiva foi montada nos pólos onde funciona o programa e também uma série de outras atividades lúdicas foram realizadas ao longo da semana.

A data foi mais um dos eventos promovidos pela prefeitura no município de Ipanguaçu, que tem sempre procurado garantir que as principais datas do calendário escolar não passem em branco, para isso as secretarias tem recebido total apoio da administração do prefeito José de Deus.

Semana

O dia do estudante comemorado hoje, teve uma semana inteira de atividades no município de Ipanguaçu. Estas atividades aconteceram principalmente com os alunos do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, Peti que realizou desde atividades esportivas iniciadas no último dia sete até atividades lúdicas que contarão com a participação de todos os atendidos pelo programa no município de Ipanguaçu.

Para o prefeito José de Deus, garantir as crianças do município, condições para que elas se desenvolvam de forma macro é uma constante meta de sua administração e para que essa realidade seja atendida, todas as secretarias devem se empenhar e favorecer atividades para que isto aconteça e a comemoração do dia do estudante, é mais uma ação da prefeitura através de suas secretarias.

O ponto alto das comemorações para os alunos do Peti foi a final dos jogos conhecida como Campeonato Estudantil Petiano, que aconteceu no ginásio de esportes José de Araújo Filho, reunindo um bom público e principalmente garantindo um maior congraçamento e lazer ao mesmo tempo, para todos os envolvidos com o programa no município de Ipanguaçu.

Esportivas

As atividades esportivas já são uma prática constante para os alunos do Peti e nada mais justo do que comemorar o dia do estudante com uma competição que já promete se tornar uma das maiores ações do programa no município. Vale lembrar que em Ipanguaçu os alunos também contam com o projeto de capoeira – cidadania que é mais uma iniciativa esportiva.

O projeto capoeira, como é chamado é uma promoção conjunta do Peti e do de Proteção Básica Social modalidade-ASEF. Esse projeto possibilita, as crianças a oportunidade de participarem da capoeira, visando reforçar a importância de se participar da vida esportiva como elemento de aperfeiçoamento na conduta e também no convívio social.

Duzentas crianças dos dois programas das comunidades de Pedrinhas, Porto, Serra do gado e Pataxó são atendidas pelo projeto capoeira.

Aconteceu: Miranda – MS: Batizado, Cultura & Cidadania

Capoeira: Miranda promove “batizado” de sessenta alunos 
 
Cerca de 60 alunos do projeto social da Prefeitura que oferece aulas gratuitas de capoeira receberam a primeira graduação do esporte, no I Batizado do Grupo Cultural de Capoeira Brasileirinho, na tarde do domingo, 22, no Ginásio de Esportes. Além de alunos do projeto social, foram graduados ainda alunos da Academia Corpo e Alma e da Associação Mirandense de Educação e Cultura (Amec), totalizando 100 atletas mirandenses.
 
O evento foi realizado pela Prefeitura Municipal. “A prefeita Bethe entende a importância da promoção do esporte e do lazer. O batizado foi apenas mais uma fase deste projeto social que começou no ano passado e faz muito sucesso, oferecendo ocupação saudável no tempo livre de muitas crianças e jovens mirandenses que não teriam condições de pagar para ter aulas de capoeira” disse a colaboradora benemérita da Secretaria Municipal de Ação Social, Juliana Almeida, na abertura do batizado que, por sua vez, teve um diferencial: o Hino Nacional foi cantado embalado pelo berimbau, tradicional instrumento que marca o jogo de capoeira.
 
O grupo de Maculelê do Peti (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil) abriu o evento levantando o público. Nas arquibancadas estavam pais e familiares de alunos que seriam batizados pelos professores e mestres de outras cidades de MS e também de São Paulo e Paraná que vieram para Miranda especialmente para o evento. Entre eles, estava o mestre de capoeira, Carlos Mancini, o Carlão, fundador e presidente de honra do Grupo Cultural de Capoeira Brasileirinho. Na abertura do batizado Carlão agradeceu o empenho de toda a estrutura da Prefeitura.
 
O mesmo empenho foi lembrado por Roberto Perez, professor responsável pelas aulas no projeto social da Prefeitura, na Academia Corpo e Alma e na Amec. “Quero agradecer à prefeita Bethe que não mediu esforços para a realização do batizado. Sempre que precisamos de algo procuramos a Prefeita que nos atende dentro das possibilidades do município”, afirmou Roberto, agradecendo ainda a presença do público. “É significativa a presença do público no ginásio para apreciar um evento que não é o futebol”, disse Juliana Almeida.
“Parabenizamos aos professores, à Secretaria Municipal de Ação Social pelo trabalho que desenvolvemos em conjunto em prol do esporte municipal”, disse o secretário Municipal de Esporte e Lazer, Adilson Saraiva, que representou a prefeita Bethe Almeida.
 
Apresentações
 
Antes do batizado, no sábado, 21, os mestres e professores visitantes se juntaram aos capoeiristas mirandenses para apresentações no Centro Referencial da Cultura Terena e na Praça Agenor Carrilho, dando uma prévia do que seria o evento no ginásio. 
 
Fonte: Aquidauana News – http://www.aquidauananews.com

Mato Grosso: Publicação reunindo redações e ladainhas de Capoeira é lançada

Publicação reunindo redações e ladainhas é lançada
 

Idéias que buscam transformação, valorização das diversidades e respeito às diferenças. Redações elaboradas por alunos da rede municipal, estadual e particular de ensino revelam sensibilidade diante do tema "Combatendo o Racismo, Construindo a Paz". Vencedores do Iº Concurso de Redação com a temática Étnico-Racial, realizado no ano passado, pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da Vice-Prefeitura/Diretoria de Políticas Especiais, os textos agora estão reunidos numa publicação, que traz também ladainhas de capoeira, escolhidas em concurso promovido pela Federação Mato-Grossense de Capoeira.

O catálogo será distribuído nas escolas municipais, e também disponibilizado no primeiro acervo temático sobre Gênero, Raça/Etnia e Direitos Humanos do país, anexo à sede do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial, na Avenida Tenente Coronel Duarte (Prainha).
 
A publicação foi lançada na manhã desta quarta-feira, por ocasião da implantação da Casa Brasil unidade Cuiabá no Espaço Silva Freire, e contou com a participação de mestres de capoeira, que apresentaram uma das ladainhas integrantes do catálogo. Além das redações, o compêndio traz ilustrações dos alunos da Fundação Bradesco.
 
Segundo a vice-prefeita, Jacy Proença, a publicação é fruto de um esforço muito grande, do desafio de desenvolver políticas públicas de transformação positiva, e o resultado foi extremamente gratificante, tanto é que o Concurso alcançou sua segunda edição. "O Concurso foi parte integrante dos eventos do compuseram a Agenda Única, em celebração ao Dia Nacional da Consciência Negra, 20 de novembro. A participação foi excelente, tivemos muitos parceiros. A seleção das redações, por exemplo, foi feita em parceria com a Academia Mato-Grossense de Letras", afirmou a vice-prefeita.
 
Nesta segunda edição, as inscrições podem ser feitas entre 1 e 31 de agosto, devendo o participante retirar o formulário na Vice-Prefeitura ou na Secretaria de Educação, Desporto e Lazer de Cuiabá. "Lançamos agora para que as escolas trabalhem com o aluno a temática "Combatendo o Racismo, Construindo a Paz", daí ele vai escrever textos mais elaborados", informou Jacy Proença.
 
O Concurso de Redação "Combatendo o Racismo, Construindo a Paz" tem como objetivo contribuir na implementação da Lei 10.639/03, que altera a LDB para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino Pública e Privada e obrigatoriedade do ensino da "História e Cultura Afro-Brasileira", fomentado o desenvolvimento de políticas educacionais que promovam a igualdade racial e o respeito à diversidade.
 
24Horas News – Cuiabá,MS

Cuiabá: 9ª Prefeitura em Movimento: Oficinas de Capoeira conquistam crianças

Centenas de crianças participam de oficinas e se divertem na Tenda Circense montada pela Secretaria da Cultura de Cuiabá, na 9ª da Prefeitura em Movimento, que contempla 10 bairros da regional sul, do pólo III, de 13 a 18 de março. O espaço para as artes está montado no bairro Osmar Cabral e abriga uma série de atividades, envolvendo também ações de outras secretarias.
 
Na tarde de quinta-feira, o palhaço Tampinha arrancou o riso da criançada. Em seguida, o mestre Macarrão, idealizador do Grupo de Capoeira Lendas do Cativeiro, ensinou noções de Capoeira para mais de 20 crianças. Mestre Macarrão desenvolve o projeto no Osmar Cabral desde o ano passado, reunindo 30 crianças de 8 a 15 anos, e conta com a parceria da Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria da Cultura.
"Iremos ampliar o projeto, alcançar mais bairros", adiantou Macarrão, que destaca a importância da capoeira na vida das pessoas. Segundo ele, a criança aprende a ter mais disciplina, tocar berimbau, atabaque, cantar, refletindo num melhor aprendizado na sala de aula. No sábado, todos os capoeiristas do Grupo Lendas do Cativeiro vão participar das atividades na Tenda Circense. Outra oficina que conquistou a turminha foi a de Pandeiro, ministrada por Caçula do Pandeiro. Ritmo e manuseio do instrumento de percussão conduziram a aula, que terminou com a elaboração de coreografia. Na noite, o show da Aptus ganhou o picadeiro.
Na sexta-feira, as atividades começam a partir das 9 horas e seguem durante todo o dia com oficinas de capoeira, hip hop, percussão, samba, mostras de cinema, performances circenses, e a alegria do palhaço Tampinha. O show fica por conta do eletro ritmo da Mingau Mix. (Ana Cristina Vieira/PMC)

Santos – SP: Prefeitura abre mais de 800 vagas para modalidades esportivas

Prefeitura de Santos abre mais de 800 vagas para modalidades esportivas
A Prefeitura de Santos vai abrir inscrições para diversas modalidades esportivas no próximo dia 26, nos equipamentos da Secretaria Municipal de Esportes. Só o Complexo Esportivo Rebouças abrirá 800 vagas para basquete, capoeira, ciclismo, dança de salão, dança do ventre, emagreça dançando, futsal, ginástica, ginástica rítmica, handebol, hidroginástica, judô, caratê, musculação, natação e vôlei. As primeiras 200 inscrições são para pessoas acima de 50 anos e serão distribuídas senhas no local (Praça Eng. José Rebouças s/nº, Ponta da Praia).
 
Mais informações: 3261-1980.
 
Já o Centro Esportivo Manoel Nascimento Júnior (Rua João Fracarolli, s/nº, Bom Retiro, Zona Noroeste) terá uma novidade este ano: a Escola de Esporte, destinada a crianças de seis a nove anos, com o objetivo de trabalhar com diversas modalidades esportivas de iniciação. Há vagas abertas também para o basquete, handebol e vôlei, para crianças e jovens de 10 a 16 anos; e futsal, futebol e pólo aquático (sete a 16 anos). Para praticar o pólo aquático é necessário ter noções de natação. Informações: 3203-3802.
 
A Semes Praia terá vagas para as seguintes modalidades: ginástica, tênis de praia, capoeira, tamboréu, tai-chi-chuan e canoagem. A unidade fica no Posto 2 (José Menino). Informações: 3251-9838. Já a quadra esportiva Adalberto Mariani abre inscrições no dia 27 para futsal, basquete e vôlei, para crianças e jovens de sete a 16 anos.  
O endereço é Av. Pedro Lessa, 2.880, no Embaré. Informações: 3271-0652. Os documentos necessários para as inscrições de todas as unidades são: duas fotos 3×4, cópia do RG, ou certidão de nascimento, comprovante de residência e atestado médico. As inscrições serão realizadas até o preenchimento de todas as vagas.

Prefeitura de Santos utiliza capoeira como método de inclusão social

A Prefeitura de Santos vem utilizando a capoeira como método de inclusão social de moradores de áreas carentes e portadores de deficiência. O trabalho, uma iniciativa da Seção de Assuntos Comunitários da Região Central Histórica (Sascom –RCH), da Secretaria de Governo (SGO), é desenvolvido há três meses pela Associação Capoeira Escola, aos sábados, das 14 às 16 horas, na área de eventos do Mercado Municipal (Praça Iguatemi Martins, Vila Nova).
 
De acordo com o professor Márcio Rodrigues dos Santos, o método utilizado por sua equipe de instrutores procura dar sentido educacional ao esporte, desmistificando-o como luta praticada por marginais. Atualmente o grupo é formado por 30 alunos, sem restrições de idade, sexo ou deficiência física.
 
Entre os praticantes estão também portadores de déficit de aprendizado, triplegia, paralisia cerebral, autista e portadores das síndromes de Down e de X frágil. O professor é praticante de capoeira há 15 anos e foi discípulo dos mestres Sombra e Parada. Interessados em participar podem ir diretamente ao local no horário das aulas ou obter mais informações pelo tel: 9772-0996 ou pelo site www.capoeira.escola.com
 
Como surgiu – Segundo Márcio, a capoeira surgiu como luta de arte marcial para defesa e sobrevivência dos escravos africanos que, na ânsia de liberdade, se refugiavam na comunidades denominadas quilombos. Durante a fuga, se deitavam em áreas, onde a vegetação era formada por um tipo de mato chamado capão ou capoeira, à espera de seus perseguidores, os capitães-do-mato. No confronto, os negros desferiam golpes como cabeçadas e coices, inviabilizando suas capturas.
 
No retorno às fazendas, os capitães-do-mato relatavam que era difícil prender os “negros da capoeira”. Após a libertação dos escravos veio a Proclamação da República e os negros continuaram excluídos na nova sociedade em formação.
 
Para sobreviver, passaram a roubar com os golpes da capoeira e, os mais espertos, introduziram os instrumentos musicais (berimbau, atabaque e pandeiro) para disfarçar de dança a luta por eles praticada. Por volta de 1938, no governo de Getúlio Vargas, a capoeira conquistou caraterísticas de esporte pelas mãos do Mestre Bimba, que criou uma indumentária, graduação e metodologia de aulas.
 
Fonte: http://www.clicklitoral.com.br

ITATIAIA: Futebol e Capoeira agitam município

Fim de semana esportivo na cidade. 
  
Acontece hoje, a partir das 8 horas, no Estádio Municipal Antônio Corrêa, a abertura do 13º Campeonato de Futebol Intersecretarias, com três jogos, realizados pelo Departamento de Esportes da prefeitura. Às 19 horas, a Rua Prefeito Assumpção recebe o grupo Raízes da Angola com apresentação de roda de capoeira que realiza até amanhã seu 11º evento, na Associação de Moradores da Vila Magnólia (Amovim).
 
Seis equipes participam do Futebol Intersecretarias, disputando cinco rodadas até a grande final, prevista para acontecer dia 13 de dezembro. Hoje, às 8 horas, jogam Câmara Municipal x Guarda Municipal; em seguida, às 10 horas: Obras I x SMEC/SMS/Smica; e encerrando a rodada, às 12 horas: SMG/SMA/SMF/Secplan x Obras II.
 
Segundo Elisângela Souza Alfredo, diretora de Esportes da prefeitura, o objetivo maior é a integração entre os servidores. “Queremos promover a sociabilidade, o lazer e ainda proporcionar a integração geral dos servidores com outras secretarias”, comenta.
 
Capoeira Raiz da Angola
 
O grupo de capoeira Raiz de Angola, um dos que integram o projeto Nosso Esporte Capoeira, da prefeitura, realiza neste final de semana seu décimo primeiro evento com a presença de capoeiristas de outras cidades, como Resende, Volta Redonda, Barra do Piraí e Angra dos Reis. A programação começa hoje com uma apresentação de roda de capoeira no calçadão de Resende, seguida de uma aula de capoeira às 15 horas na Amovim e uma roda de capoeira no centro, às 19 horas.
 
Amanhã, na associação, vai acontecer um curso de capoeira, às 9 horas e uma roda de apresentação, às 14 horas. O batizado será às 15 horas, quando 85 alunos trocarão de corda; desses 50, são do rojeto. “Vai ser uma festa de confraternização entre os mestres e alunos. Um encontro de energia, cultura, troca de informações e muita emoção”, afirma o mestre Nilson Correa da Rocha, mais conhecido como mestre Negão. Um baile no Social Esporte Clube (SEC) hoje, à noite, também está na programação do evento.
 
O projeto Nosso Esporte Capoeira é realizado pelo Departamento de Esporte, visando ocupar o tempo livre das crianças e atende 50, de cinco a 12 anos. “Quem quiser participar é só se inscrever porque ainda dá tempo, temos vagas”, salienta Elisângela. As inscrições podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 13h30min até 17 horas, na Rua São José, 210, no Centro, ao lado da Secretaria Municipal de Educação. Mais informações pelo telefone 3352-3954.
 
A Voz da Cidade – Barra Mansa, RJ – http://www.avozdacidade.com