Blog

sul

Vendo Artigos etiquetados em: sul

EVENTO DO CENTRO CULTURAL CAPOEIRA GUNGANAGÔ

Ocorreu nos dias 24 e 25 de Março,  ECONTRO DE CAPOEIRA, BATIZADO, TROCA DE CORDAS E FORMATURA em Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul.
O evento contou com a presença de capoeiristas de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

No sábado tivemos o batismo e troca de cordas de alunos que participam do Projeto Voluntário Capoeira Para Todos, e o ponto alto foi a Formatura do Estagiário Gigante de Novo Hamburgo- RS, e a confirmação da Corda de Instrutor do Estagiário Alf de Florianópolis-SC.

O evento foi coordenado por Mestre Kadu (presidente do Centro Cultural Capoeira Gunganagô) e organizado pelo Formado Gigante.

Estiverem presentes no evento: Mestre Pop (Grupo Aú – Florianópolis/SC), Mestre Carson (Grupo Muzenza – Porto Alegre/RS), Mestre Delmar (Grupo Esporte Nacional- Porto Alegre/RS), Mestrando Grande (Grupo Nação- Porto Alegre/RS), Contra Mestre Ênio (Centro Cultural Gunganagô – Florianópolis/SC), Prof. Esquilo (SC), Prof. Chicão (SC), Prof. Salsicha (RS), Prof Mister M (RS), Prof Cabeleira (RS), Prof Victor (SC), diversos instrutores, graduados, etc.
No domingo dia 25 houve na Escola Municipal Monteiro Lobato uma palestra ministrada por Mestre Kadu, de Florianópolis sobre história da musicalidade na capoeira, suas origens e influências.

Mato Grosso do Sul: 10º Festival de Artes Marciais e Lutas

Mestres e atletas de artes marciais repudiam associação do esporte com a violência

Durante o 10º Festival de Artes Marciais e Lutas de Mato Grosso do Sul, que acontece em Campo Grande neste fim de semana, estão reunidos no Ginásio Guanandizão 1.800 atletas, além de pais, treinadores e admiradores dos esportes.

Com as lutas em evidência no evento, o Midiamax foi conversar com pais, atletas e treinadores sobre a importância de ressaltar a prática esportiva e evitar as agressões físicas.

O professor Bento Vanildo Campos, de 52 anos, é proprietário de uma academia de boxe há dez anos em Ponta Porã e responsável por orientar vários atletas. Ele explica que nos treinamentos os alunos aprendem a não praticar violência e lutar por esporte, apenas.

“Quando um atleta se apresenta mais violento nós conversamos com ele e com os pais, dou exemplo de atletas renomados e fazemos treinamentos mais específicos com o aluno para ele gastar as energias dentro da academia”, destaca o professor.

Nauir Riods, de 14 anos, começou a treinar boxe com dois anos de idade, acompanhando sua irmã nas aulas. “Gosto de lutar, mas só dentro do ringue”, diz Nauir enquanto olha fixamente para o ringue, onde acontecia uma luta.

A mãe Marenil Fátima da Silva, de 45 anos, se enche de orgulho ao ver seu filho, atleta de karatê, Victor Hugo, de seis anos, ganhar uma luta no tatame. Marenil explica que seu filho começou a treinar no ano passado na escola e que adora o esporte.

Ela diz que Victor é um menino muito calmo e que o karatê ajuda em seu desempenho escolar e físico. “Não tenho medo dele se tornar violento, porque sei que o treinador ensina como ele deve agir”, destaca.

Já Lucas Ramos de Campos, de 23 anos, seis dos quais dedicados a capoeira e diz que aprendeu a modalidade em um projeto sócioeducativo da Capital. Para ele, pessoas que usam os golpes que aprendem nos esportes para brigar são covardes. “É uma covardia, porque a pessoa que luta sabe os pontos fracos do adversário e pode machucá-lo”, diz.

Lucas ainda ressalta que nunca se envolveu em brigas e nunca usou os golpes que aprende nas aulas de capoeira fora da academia, nem mesmo para defesa pessoal, além disso, explica que se alguém de seu grupo se envolver em brigas, é punido dentro da academia.

Atletas de 11 modalidades estão reunidas, sendo karatê oficial, kung-fu kuoshu, jiu-jitsu, taekwondo, muay-thai e judô, karatê tokay-kan, kung-fu wushu, lutas associadas e boxe.

 

Fonte: http://www.midiamax.com/

 

Convenção da Diversidade

Brasil é o único país Sul Americano a compor Comitê Executivo da Convenção da Diversidade

A Quarta Sessão Ordinária do Comitê Intergovernamental da Convenção sobre a Proteção e a Promoção da Diversidade das Expressões Culturais, no âmbito da Unesco, acontecerá em Paris, França, entre os dias 29 de novembro e 3 de dezembro. O Comitê, que é executivo, é um dos três órgãos da Convenção da Diversidade composto por 24 dos 115 países membros, eleitos a cada quatro anos e o Brasil – único país sul americano – cumpre o segundo mandato no órgão.

A delegação brasileira será composta por membros dos Ministérios da Cultura e das Relações Exteriores e chefiada pelo Secretário da SID, Américo Córdula.

A reunião discutirá as diretrizes operacionais dos artigos da Convenção – implementação e funcionamento; a aprovação de uma logo marca para a Convenção; a viabilidade da nomeação de personalidade pública para ser seu Embaixador e ainda questões ligadas ao Fundo Internacional para a Diversidade, como estratégias para dar visibilidade e formas de captação de recursos e avaliação dos primeiros projetos a serem financiados por ele. Atualmente o Fundo tem cerca de U$ 2,9 milhões oriundos de contribuições voluntárias dos países membros.

Os primeiros projetos a serem financiados com esses recursos foram avaliados por uma equipe de especialistas indicados pelos países membros escolhidos  na última reunião do Comitê, em dezembro do ano passado. O Brasil tem três projetos concorrendo, todos elaborados em cooperação com países africanos e latino americanos.

O Brasil leva para essa reunião uma proposta dos países integrantes do Mercosul Cultural (Brasil, Paraguai, Chile, Peru, Uruguai, Argentina e Bolívia), cuja proposta foi elaborada na última reunião de Ministros do MERCOSUL Cultural, dia 20 de novembro, no Rio de Janeiro.

Conheça a Convenção.

http://www.cultura.gov.br/

ABC da Capoeira de Bocaiúva do Sul apresenta resultados

ACONTECEU, no município de Quatro Barras o 10º Encontro Intermunicipal de Capoeira com a participação de várias cidades onde o Grupo Raízes de Capoeira está instalado. O projeto ABC da Capoeira que é oferecido pela SMEL Bocaiúva do Sul começa a colher os resultados do bom trabalho realizado pelo Mestre Carvoeiro.

O projeto que é oferecido às crianças e jovens de toda rede de ensino do Município tem como objetivo enriquecer a cultura e demonstrar respeito às regras alem de tornar essas crianças e jovens pessoas comprometidas com o próximo e com o município, afastando-as de situações de riscos. No 10º Encontro três atletas bocaiuvenses se destacaram, conseguindo ótimas classificações.

O atleta Edilson Miranda Oliveira ficou em 2º lugar na categoria até 16 anos; Julio Cesar Missioneiro Pereira ficou em 2º lugar na categoria até 11 anos e Willian Dal´lin de Oliveira com o 3º lugar na categoria até 7 anos. A SMEL Bocaiúva do Sul e a Secretaria de Educação e Cultura estão satisfeitas com os resultados obtidos nos últimos festivais, lembrando que o 9º Encontro Intermunicipal foi realizado no Município de Bocaiúva do Sul no dia 30 de Outubro.

Fonte: http://agoraparana.uol.com.br

Capoeiristas do Sul e Sudeste fazem roda de discussão no Rio

Rio de Janeiro – Capoeiristas dos estados do Sul e Sudeste se preparam para uma roda de discussão, a partir de hoje (27), no Rio. A meta é levantar sugestões para um plano nacional de salvaguarda, com medidas principalmente para a profissionalização. No evento, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) lança um prêmio para os mestres da modalidade.

Capoeirista há 40 anos, mestre Levi Tavares de Souza, de 53 anos, diz que os professores querem empregos formais e aposentadoria. Com a profissionalização, ele acredita que ficam protegidos os saberes tradicionais da prática, conhecida por aliar arte, cultura e história. O mestre lembra que desde que a capoeira deixou de ser crime, na década de 30, a questão não foi discutida.

“A capoeira não sofre mais o preconceito de antes – não é mais associada à marginalidade”, disse, lembrando que a luta que mistura golpes rápidos e movimentos acrobáticos à dança, ao som de atabaques, foi criminalizada dois anos depois da Abolição da Escravatura (1888). “Mas os mestres esbarram na exigência do diploma de educação física e na formalização”, reclamou.

No encontro chamado Pró-Capoeira, os participantes também debatem a internacionalização da prática, levada para fora do país por vários mestres, além de formas de organização social, ações que estimulam o uso da capoeira na educação e no lazer e maneiras de garantir a preservação do meio ambiente na elaboração de instrumentos musicais como o berimbau.

“Os instrumentos são fabricados de madeira e sementes. São materiais que exigem formas adequadas de manejo”, destaca a coordenadora-geral de salvaguarda do Departamento de Patrimônio Imaterial do Iphan, Teresa Paiva Chaves. “A roda de capoeira precisa da musicalidade, precisa desses instrumentos, mas com sustentabilidade”, acrescenta.

Considerados Patrimônio Cultural Imaterial pelo Iphan há dois anos, a Roda de Capoeira e o Ofício dos Mestres passaram a exigir políticas públicas de promoção e de preservação. Nesse sentido, o instituto também lança hoje o prêmio Viva meu Mestre, que oferecerá R$ 15 mil para os professores mais velhos, em situação de vulnerabilidade social.

O edital será conhecido no encontro e contemplará professores escolhidos pelos próprios alunos. Podem participar do lançamento do prêmio e do encontro  praticantes e instituições ligadas à capoeira no Sul e Sudeste. O evento será realizado no Centro de Convenções SulAmérica, no centro, e contará com representantes da Fundação Palmares e do Ministério da Cultura.

As sugestões aprovadas no Rio para o plano nacional de salvaguarda  se somarão a contribuições de todo o país, que voltarão a ser discutidas no ano que vem em Brasília. O documento ainda contará com contribuições da roda de discussões da Região Centro-Oeste, que se reúne em  novembro. O Pró-Capoeira no Nordeste foi realizado em setembro, em Recife.

Edição: Graça Adjuto

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Portugal: Encontro Euro-Muzenza de Capoeira

O Grupo Muzenza de Capoeira e a Associação de Capoeiragem Malta do Sul, irá organizar no dia 5 e 6 de novembro, o Encontro Euro-Muzenza de Capoeira, na Casa do Povo de São Bartolomeu de Messines em Portugal.

Programação

Dia 5 de Novembro ( Pavilhão Desportivo de Albufeira )

21hs – Roda de confraternização com os convidados

Dia 6 de Novembro (Casa do Povo de São Bartolomeu de Messines)

10hs – Aulas com os convidados
12:30 – Almoço
15hs – Batizado e troca de Graduações dos alunos do Algarve
18hs – Encerramento do Evento
19:30 – jantar de confraternização (Snack – Bar Estrela do Sul)

Organização
Mestre Namorado | Professor Pena

 

Márcio Cruz Damião
Professor Pena
Grupo Muzenza de Capoeira – Portugal
Tel. 91 3369316 / 92 6570955

Aconteceu: II° SEMINÁRIO INTEGRADO DE CAPOEIRA EM PORTO ALEGRE

Dia 25 de setembro de 2010 marcará mais uma vez a história da Capoeira no Rio Grande do Sul. Com a participação das principais escolas, associações e grupos gaúchos, realizou-se no Teatro Glenio Perez da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, o II Seminário Integrado de Capoeira do Rio Grande do Sul. Sob a coordenação da Federação Riograndense de Capoeira e da Liga Regional de Capoeira RS, presidida pelo Mestre Gavião, com o apoio da Super Liga Riograndina de Capoeira do presidente Graduado Pipoca, Liga Metropolitana de Gravataí do presidente Mestre Klaity e Metropolitana Liga de Capoeira de São Leopoldo do presidente Mestre Soneka. O evento teve a presença do Secretário de Esportes do Município de Porto Alegre o Senhor Edgar MeurerSecretário de Esportes de Eldorado do Sul senhor Paulo Sérgio BaicoaSecretário de Assitencia Social CRAS da Prefeitura de Tramandaí senhor Fernando Lopes Silva, representante do Deputado Federal Raul Carrion o companheiro Professor e Quilombola Waldemar Moura Lima (Pernambuco) .

Estiveram presentes mais de 150 lideranças da capoeira do Estado do Rio Grande do Sul cidades; Santo Ângelo, São Sepé, São José do Norte, Canoas, Esteio, Gravataí, São Leopoldo, Cachoeira do Sul.

Os objetivos do evento – valorização dos mestres de Capoeira; afirmação dos valores e dos fundamentos da capoeira perante a sociedade; integração dos capoeiristas das diferentes entidades e troca de experiências entre os participantes – foram alcançados com êxito.

Dia 25 de setembro de 2010

Iniciou as 09:00h – da manhã com a apresentação do Mestre Klaity que divulgou seu livro infantil “O Menino Mestre e o Rei Zumbi – arte da capoeira – abrindo um debate sobre o trabalho pedagógico na escola.

“O Menino Mestre e o Rei Zumbi é fruto do trabalho de pessoas que acreditam no potencial da capoeira, das crianças, no potencial dos sonhos e da fora que cada um carrega dentro de si. Conta nossa história, fala sobre o nosso povo, revive nossa origem e transmite sua mensagem com imensa beleza e amor.

As 10:00 – Após ouve um bate papo aonde a Federação Riograndense de Capoeira ouviu os anseios e necessidades do capoeirista local, a dificuldade de conseguir espaços para ministrar aulas de capoeira o comprometimento com a capoeira, foi discutido também a formação continuada para profissionais da área.

As 14:00 – Iniciou-se a palestra da Professora Adélia Kervalt Costa Atti (Didi).

Palestra “A Prática da Capoeira nas Escolas Especiais da Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre, Rio Grande do Sul.”

Este Trabalho foi a monografia de conclusão de Curso de Educação Física na UFRGS, recebendo conceito (A) pela banca.

“Procuro descrever como se deu a inclusão da prática da Capoeira nas Escolas da Rede Municipal em POA.Desde seu Projeto inicial, Escolas beneficiadas, implementação

da Lei 10.639/ 11.645, luta das lideranças da Capoeira. Descrevo com mais profundidade as Escolas Especiais,com relato de observações, fotos e filmagens.

Logo após o Slides da apresentação a professora Adélia Kervalt Costa Atti recebeu nas mãos do Presidente da FERGS CAPOEIRA Mestre Gavião o Certificado de Honra ao Mérito pela luta de Políticas Públicas para Capoeira, recebendo também um presente da entidade.

As 15:00h – Foi aberta a Palestra do professor Ivan Dourado que palestrou sobre As Afirmações Afirmativas Para o Povo Negro, em uma profunda reflexão dos participantes do evento, na qual ouve um acirrado debate pela proposta apresentada, onde o companheiro Professor e Quilombola Waldemar Moura Lima (Pernambuco) e Mestre Gavião,saíram em defesa da palestra muito bem ministrada pelo Professor Ivan Dourado.

As 16:00h – Teve a entrega para o Mestre Vladimir Farias da cidade de Santo Ângelo e do Mestre Jean Batista Cleber Mestre Churrasco Certificado e medalha 52ª Legislatura da Assembléia do Estado do Rio Grande do Sul por serviços prestados pela luta de Políticas Públicas para capoeira.

As 17:00h – Tivemos a abertura do II Seminário de Capoeira com a participação de todos os colegas onde decidimos continuar com a luta do Movimento da Capoeira em todo o estado lutando pela inclusão da capoeira na Rede Escolar a nível estadual através da Lei 10.639/03 e também do estatuto da Igualdade Racial.

Após o Encerramento os colegas foram confraternizar na Banda da Saldanha, aonde foi realizado um churrasco e muito pagode.

Dia 26 de setembro de 2010.

Os capoeiristas se reuniram pela manhã para praticar um aulão e depois finalizar com a roda de capoeira, tivemos o apoio da Secretaria de Cultura na qual cedeu o som e microfones a Secretaria de Esportes entrou com Ônibus Brincalhão aonde as crianças e adultos puderam se divertir com jogos de ping pong cama elástica e muitas brincadeiras com os recreacionista da Secretaria de Esportes.

 

“Gostaria de agradecer o convite e afirmar que foi uma experiência maravilhosa e me sentí muito bem acolhido.

Quero agradecer o carinho de todos os mestres e futuros mestres de capoeira,

Parabenizar também a organização do evento, com a qualidade dos integrantes desse movimento social que luta, pela melhoria da educação pública  inserindo a capoeira no contexto formal de educação”.

Um abraço á todos e estamos em movimento e na luta,

Contem comigo.

Ivan Dourado

Mestre Gavião,

Muito obrigado!

Só tenho que agradecer, pela oportunidade de apresentar e de assistir a palestra do Ivan, que tensionou na medida certa, problematizando e levantando questões importantes!

O Evento, sem dúvida foi um sucesso!

Percebi a vibração de vários Grupos, que se tornaram um só, coeso, num só desejo…

…de crescer e evoluir com Capoeira aqui no Sul.

Todos foram valorizados pelo seu importante papel na Comunidade capoeiristica e foram ouvidos.

Isto é importante, dar ouvidos.

Pq ali se encontraram autoridades da Capoeira, conhecimento de causa.

Parabéns, pq foi um grande sucesso.

Um abraço,

Professora Didi

Olá Mestre, no momento que lhe cumprimento, aproveito a oportunidade para agradecer o convite para o II Seminário de Capoeira ocorrido no último sábado, Seminário promovido pela FERGS. Acredito que são momentos como estes que fortalecerão a Capoeira, bem como todo o capoeirista. Pois é, sem dúvidas, através de debates e troca de idéias é que faremos as mudanças necessárias que visão integrar de uma vez por todas a cultura da capoeira nas políticas públicas.

Fernando Lopes da Silva

Secretário Casa da Cidadania de Tramandaí

Mestre quero  parabenizar pelo  evento  meus alunos estiveram  e falaram muito  bem  eu  estava em  Foz do  Iguaçu em  outro  evento.

Se poder mande seus contatos vou realizar um  encontro  de capoeira em  novembro  ok  abraço! fabiano silveira silva Kabeça Muzenza

A Federação Riograndense de Capoeira agradece todos participantes que fizeram deste evento o maior encontro da Capoeira gaúcha das últimas décadas e convida seus filiados à participar das discussões da formação do Centro de Pesquisa da Capoeira do Rio Grande do Sul. Este Centro de Pesquisa será referência nacional nas pesquisas realizadas sobre a Capoeira no Brasil. Participe conosco da construção desta nova realidade da Capoeira gaúcha, filie-se à Federação Riograndense de Capoeira!

Participaram do evento capoeiristas da cidades: Caxias do Sul, Esteio, Gravataí, Santo Ângelo, Teotônia, Panambi, Uruguaiana, São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Canoas, Eldorado do Sul, Cachoeira do Sul, Viamão, Rio Grande, Pelotas, São Sepé, Santo Augusto,  Lajeado, São Sepé, São José do Norte, Canoas, Cachoeira do Sul.

 

Entre em contato com Mestre Gavião FERGS CAPOEIRA (051)8400.5500 Entre nessa luta!

Att,

Mestre Gavião,

Presidente da Federação Riograndense de Capoeira,

Liga Regional de Capoeira RS

FONE: (051) 8400.5500

 

AGRADECIMENTO ESPECIAIS:

VEREADOR JOÃO BOSCO VAZ, DEP. RAUL CARRION, SECRETÁRIO DE ESPORTES EDGAR MEURER, SECRETÁRIA ADJUNTA DA CULTURA ANA FAGUNDESCOORDENAÇÃO DA DESCENTRALIZAÇÃO LUTTI PEREIRA, COORDENADOR DA USINA CACO COELHO, COORDENADOR DO TRANSPORTES DA PREFEITURA CTAROBERTO COSTA, COORDENADOR ETNIA MANOEL JOSÉ ÁVILA DA SILVA PALESTRANTES: IVAN DOURADO E PROFESSORA ADÉLIA KERVALT COSTA, SECRETÁRIO DE ESPORTES DE ELDORADO DO SUL SENHOR PAULO SÉRGIO BAICOA, SECRETÁRIO AÇÃO SOCIAL DE TRAMANDAÍ FERNANDO LOPES SILVA, AO INCANSAVEL COMPANHEIRO E VICE PRESIDENTE DA FERGS ROBERTO COSTA DE ÁVILA (MESTRE TUCANO)  AOS FUNCIONÁRIOS DA SME, SMC, TCA , CAMARA DE VEREADORES DE PORTO ALEGRE E AOS CAPOEIRISTAS EM GERAL QUE PARTICIPARAM DO NOSSO EVENTO.

Capoeira encanta crianças sul-africanas

Casa Brasil, espaço de promoção na Copa de 2010, oferece oficina de capoeira para estudantes de Joanesburgo na tarde desta segunda-feira (5/7)

Os alunos da escola Orange Farm, de Joanesburgo, tiveram aulas de capoeira no espaço de promoção do Brasil na Copa de 2010. Cerca de 40 crianças sul-africanas participaram da oficina para aprender um pouco mais sobre a cultura brasileira durante a tarde desta segunda-feira (5). Depois da aula, as crianças fizeram um passeio para conhecer os espaços da Casa Brasil.

A iniciativa de integração da juventude sul-africana com a cultura brasileira por meio de visitas à Casa Brasil é resultado de uma parceria da representação brasileira da Copa com o Departamento de Desporto, Lazer, Arte e Cultura de Gauteng e o grupo Conquest For Life. Cerca de 600 sul-africanos destas organizações são esperados para visitar o espaço, que vai até o dia 11 de julho.

Os jovens estão comparecendo ao local em pequenos grupos, para que possam receber atenção especial. A visita pelas regiões brasileiras e pelos chamados “cubos” (cada um representa um elemento da cultura do país) é feita com a presença de um guia. No local, as pessoas também são seduzidas pela cozinha tradicional brasileira, além de terem acesso a uma sala de jogos.

A  Casa Brasil é uma parceria entre os Ministérios do Esporte, do Turismo, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, da Ciência e Tecnologia e das Relações Exteriores, Apex (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência da República), o Comitê Organizador Local da Copa Fifa de 2014 no Brasil e as doze cidades sede brasileiras.

Imprensa Embratur
Contato em Joanesburgo
+ 27 724 155 120 (Flávia Carrijo)
[email protected]
www.braziltour.com/sensationalexperience

Assessoria de Comunicação da EMBRATUR
(61) 2023-8519
http://aquarela2020.wordpress.com
[email protected]

Capoeira, mosaico e estrelas africanas agitarão abertura da Copa

Os sul-africanos prometem organizar uma grande festa para a cerimônia de abertura da Copa do Mundo, na próxima sexta-feira, no Estádio Soccer City, em Johannesburgo. Segundo o jornal sul-africano Sunday Times, a cerimônia contará com mais de 1.500 pessoas, além de diversos artistas famosos do continente africano e culturas típicas do continente, como a capoeira. Mais de 50 chefes de Estado são aguardados para o evento.

O diário afirma que o cantor de R&B americano R. Kelly cantará o hino oficial da Copa do Mundo, ao lado de um coral do bairro de Soweto. Estrelas africanas, como os grupos locais HHP e TKZee, além do cantor pop argelino Khaled, o jazzista nigeriano Femi Kuti e Timothy Moloi, artista sul-africano de R&B que substituirá o tenor Siphiwo Ntshebe, que iria se apresentar no show de abertura, mas morreu no último dia 26 de maio, vítima de meningite.

O presidente do Comitê Organizador da Copa, Danny Jordaan, prometeu que a cerimônia mostrará aos milhares de telespectadores do mundo o talento, tecnologia e o espírito de hospitalidade do continente africano. Artistas locais ameaçaram boicotar a abertura, por conta da ausência de artistas do continente – o que foi revertido, já que R. Kelly é o único artista não-africano confirmado para o evento, analisa o periódico.

Capoeiristas e percussionistas do estilo afro-brasileiro, de 10 a 59 anos, também demonstrarão suas habilidades, além de um mosaico humano no Soccer City, que mostrará ao público a direção das outras oito sedes do Mundial. As seis equipes africanas que participarão do torneio – África do Sul, Camarões, Costa do Marfim, Argélia, Gana e Nigéria – também serão lembradas durante a performance.

A cerimônia antecederá a partida de abertura da Copa, entre África do Sul e México, válida pelo Grupo A da Copa, às 11h desta sexta-feira. A outra partida da chave terá Uruguai e França, às 15h30, no Cape Town Stadium, na Cidade do Cabo.

Copa 2010 no celular

Notícias, fotos, classificação, tabelas, artilheiros, estatísticas e curiosidades também estão no celular.

Acompanhe o minuto a minuto de todos os jogos do Mundial e escolha os melhores em campo.

Acesse: m.terra.com.br/copa

Baixe o aplicativo: m.terra.com.br/appcopa

 

Fonte: http://esportes.terra.com.br/

FCMS oferece aulas de capoeira com o Mestre Zumbi

Campo Grande (MS) – A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul está com inscrições abertas para as aulas de capoeira estilo “capitães de areia” que serão ministradas pelo Mestre Zumbi. As aulas são direcionadas para pessoas a partir de 5 anos e tem início em 2 de março, sempre as terças, quartas e quintas-feiras com uma turma das 16h às 17h30min e outra das 17h30min às 18h45min no Centro Cultural José Octávio Guizzo.

As aulas proporcionarão as crianças, jovens e adultos uma integração, induzindo conhecimento sobre uma arte genuinamente brasileira, oriunda de valores culturais afro-brasileiros, levando aos adeptos dessa cultura desportiva condicionamento físico, conhecimento cultural e controle emocional.

A capoeira é música, poesia, festa, diversão e uma forma de luta, um fenômeno nacional, sendo a expressão de uma síntese de gestos e movimentos que caracterizam a herança cultural afro-brasileira, que teve inicio no período da escravidão, nas lutas de libertação dos negros e ao sofrimento e aspirações de um povo, desde o descobrimento do Brasil.

“A capoeira além de esporte é cultura, é filosofia de vida para muitos, ensinando a quem prática a respeitar a história de um povo que ajudou a construir a história do Brasil”, explica o Mestre Zumbi.

“Aprender capoeira, não é aprender a brigar, mas sim aprender a história de um povo que se expressou em movimentos físicos pela necessidade de liberdade: A liberdade de ser gente” finaliza Zumbi.

Juarez Moraes Corrêa, conhecido como “Mestre Zumbi” iniciou a prática de capoeira em 1986 na Academia de Capoeira Conceição da Praia com o Mestre Mato Grosso em Campo Grande, formando-se em 1989 como professor e passou a mestre no ano de 2000. Participando então de projetos e eventos da Fundação de Cultura de Campo Grande (FUNDAC) e da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), realizou inúmeras apresentações, palestras, cursos e rodas de capoeira em ruas, praças, escolas, universidades e teatros na capital e no interior de Mato Grosso do Sul.

Zumbi participou também da gravação de 2 cds, de peças teatrais, é militante do Movimento Negro Sul-Mato-Grossense e foi membro do Conselho Estadual de Direitos do Negro.

A mensalidade tem o valor de R$ 40,00. Mais informações podem ser obtidas no Centro Cultural José Octávio Guizzo, na rua 26 de agosto, 453 ou pelo telefone 3317-1795 de terça a sábado das 8h às 22h e domingo das 14h às 19h.

 

Fonte: Pantanal News/FCMS – http://www.pantanalnews.com.br/