Portal Capoeira CAPOEIRA - QUESTÕES A RESOLVER! Capoeira
Capoeira

CAPOEIRA – QUESTÕES A RESOLVER!

“Capoeira, pra estrangeiro, é mato…
/CAPOEIRA brasileira, meu compadre,
/ é de matar”!

me. SUASSUNA (trecho de LP, 1972 ?)

Quando conheci a Internet, minha primeira curiosidade foi saber “a quantas andava” a Capoeira… meu irmão é que pesquisava o assunto, eu passava as horas na lanhouse apenas digitando. E é o que ainda faço, quase 15 anos depois. Naquele longínquo 2008/9 havia bem poucos vídeos de Rodas e de Grupos, o YOUTUBE punha empecilhos, a parte tecnólogica era cara, todas as filmagens estavam em Super8 ou em fitas VHS (pior, em NTSC) e precisavam ser transcodificadas.Sites ou espaço de divulgação ou debate quase nenhum, suponho que o PORTAL CAPOEIRA* surgiria bem depois. Achamos um certo INFOCAPOEIRA… antes não o tivesse encontrado ! A “coisa” parecia uma “feira livre” na hora da “xêpa”, nem vou explicar pra quem não sabe ou não viveu os anos 70. Era um interminável “bate-boca” geral, mestres — alguns de renome — se insultando e um certo “mestre-canguru” como o “maestro” daquela “baixaria”, uma vergonha para a Capoeira. Acusações de todo tipo, algumas “cabeludas”, no tempo em que DIFAMAR não dava processos. Deram sorte, fosse hoje alguns perderiam uma “grana preta” em indenização ! 

Os tempos mudaram — não se fala mais “qualquer coisa” na WEB — e a Capoeira mudou junto ! Diversos sites têm ESPAÇO SÉRIO para discussões relevantes, as “LIVES” esquecem chacotas e “brincadeiras” tolas e levantam questionamentos importantes. Tenho dúvidas sobre a Capoeira atual e as apresento aqui: 1) em que momento (graduação / tempo de aula) um aluno iniciante deve começar a aprender a tocar os 3 instrumentos básicos da Capoeira ? Todos devem saber tocar ? 2) quanto deve SABER um contramestre (ou equivalente) para ser graduado Mestre ?! Meu irmão tem uma teoria interessante: se Pastinha e Bimba sabiam 90% da Capoeira (jogo e toques) de seus mestres e tal “defasagem” permaneceu a partir deles, nossos atuais mestres “dominariam” apenas uns 30% do ideal. Haverá alguém para concordar com tal tese ? Em que momento o “substituto” está pronto para assumir ? Quem concorda com os prazos “oficiais” de Federações e CBC ? Enquanto FOLCLORE a Capoeira raramente “passava o bastão”, o Mestre morria no posto e o contramestre assumia depois disso… por vezes ainda sem o título de mestre !3) porque boa parte dos contramestres atuais, formados mestres, NÃO DÃO continuidade ao nome do Grupo nos quais aprenderam ?! Enquanto temos Escolas de Samba centenárias, talvez por isso são poucos os Grupos de Capoeira com 30, 40 anos de existência… são questões A RESOLVER ! 


Esse texto terminava ali, mas hoje é 13 DE MAIO, 5 da madrugada, data essencial na vida dos escravos e libertos de 1888, sem nenhuma vantagem para êles e seus descendentes. E tal “libertação” foi tardia, fomos o último país (ou quase) do planeta a fazê-lo. Segundo historiadores, anos antes (e mesmo depois) se via nos portos do Rio e Salvador negros com carta de alforria na mão e grilhões nas pernas ou pescoço. Isso me veio à mente porque boa parte da África continuou analfabeta, os portugueses a dominaram para explorá-la, não para instruí-la, trazer progresso. A Igreja cristã estava por trás de boa parte das expedições, o Vaticano — riquíssimo na época, 1300/1600 — tinham exércitos e patrocinava as expedições de Descobrimento, daí a razão de ilhas e países com nomes de santos. E temos mais uma questão “em pauta”… a do mestre moderno de Capoeira revivendo a posição do ancestral GRIOT (lê-se “griô”), do “akpalô kpatitá” (*1),o contador de estórias de cada tribo, “biblioteca ambulante” que guarda fatos e lendas de cada povo / nação africana. Desconheço como se dá a transmissão dessa liderança, é possível que, como nossos pajés, o GRIÔ tenha algum “assessor” sendo preparado para substituí-lo. Quem sabe o atual MESTRE de Capoeira não deva ter, entre suas funções, a de CONTADOR de estórias e da História de seu Grupo ? Porém, se não continuou o nome do Grupo de seu mestre — e seus melhores alunos fazendo o mesmo em relação a êle — tal HISTÓRIA “recomeça” a cada 15-20 ANOS, restando pouco ou nada do Grupo original. Foi preciso depoimento recente para sabermos, aqui em Belém, que o famoso Grupo EU BAHIA nasceu como “Aliança Negra Listrada”… quero cre que muitos dos “capoeiras” entraram e saíram do do Grupo sem saber de tal detalhe !

Queiramos ou não, nossa Capoeira É AFRICANA, as raízes dela estão lá ! O título CAPOEIRA provavelmente também ! Em “mato ralo, baixo” NÃO DÁ pra jogar Capoeira (*2), por favor, contem outra… e, FUGIR, todos fugiam das senzalas, se a ocasião permitia. E fugiam para as matas, para LONGE de tudo e das vilas, a cor da pele “os denunciava” (?!) como escravos ! Dizer que SÓ OS “CAPOEIRAS” íam “para o mato” é “esperteza” de algum pesquisador malandro. A origem DO NOME da Dança, depois LUTA, tem que estar ao menos em um dos 1200 e tanto dialetos africanos… “contra a Lógica não há argumentos”, tal nome NÃO NASCEU no Brasil ! Para findar, “aporto” na casa de mestre Luiz Carlos, em Icoaraci, Belém Amazônia… jovem ainda, por seu próprio esforço L. Carlos trouxe ao Pará diversos dos maiores mestres do país, marco (e história) para seu Grupo, marco também para o Estado. Êle aguarda a vinda do sucessor, mais um JOÃO a entrar nesse Mundo insano. Não fez sozinho… a bela Pretha NZINGA Jamile contribuiu muito ! Felicidades ao casal, mas se fôr apelido, é o mais belo que já vi… sendo nome real, também ! NZINGA NGOLA NBANDI fez história entre seu povo, lá por 1300 e tanto ! Rainha Guerreira, foi a única a vencer os portugueses… duas vezes, se não me engano ! Levantaram a “bandeira branca”, rendendo-se, comissão de brancos reinóis “aos pés” da altiva Negra, cadeira para os homens, nenhuma para a MULHER ! A seu sinal, 2 guerreiros agacharam-se e ela, “sentada” neles, assinou o Tratado de Paz ! É isso que os GRIÔS cantam hoje, cantarão sempre !     “NATO” AZEVEDO (em 12-13/maio 2021) 

OBS: (*1) AKPALO KPATITA – os “acentos” são meus, vários idiomas acentuam a SÍLABA FINAL, como o Japonês, Árabe, Francês, etc. (*2) todos os pintores (Debret, Rugendas) que registraram a Capoeira entre 1750 e 1830, a exibem EM CHÃO LIMPO e sem o “mbolunGUNGA”, o nosso berimbau, que teria entrada nela DEPOIS dessa época, talvez até lá por 1900 e pouco. Quem sabe, o tocador inicial NEM FOSSE um “capoeira” e se meteu nela “como MÚSICO”… tudo é possível ! “Sem imaginação não se reconstrói a História”! Vou além… DEBRET retrata para a História o embate entre a REGIONAL (que só surgiria cem anos depois) e a primitiva ANGOLA… lá está a GINGA de ambos, a “base fixa” de um contra a “dançada” do menor !

Sobre o PORTAL CAPOEIRA:

O Portal Capoeira foi criado em Agosto de 2005. Sua missão e principal objetivo é divulgar a capoeira e todas as suas manifestações correlatas de forma democrática, coerente e imparcial. Contamos com uma equipe especializada que carrega consigo um intrínseco e incondicional amor pela capoeiragem…

Luciano Milani

Artigos Relatados

0 0 votos
Avaliar Artigo/Matéria
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários