Blog

caic

Vendo Artigos etiquetados em: caic

Ginga Moleque promove terceiro batizado de capoeira nas comemorações de aniversário de Itajaí

Em meio às comemorações dos 148 anos de Itajaí, o grupo Ginga Moleque realiza troca de graduação entre as crianças que participam do Projeto Social Beneficente Cultural de Capoeira da cidade. A cerimônia de batizado acontece no sábado, dia 14 de junho, no Centro Educacional Cacildo Romagnani (Caic), com início às 14h.

Atualmente a ONG Ginga Moleque atende cerca de 50 jovens. O segundo batizado promovido pela equipe conta com a presença de autoridades do município e com a participação dos Grupos Maracatu e Millenium. Além disso, às 10h, grandes nomes da capoeira vindos do Paraná, nordeste, Estados Unidos e outras cidades do Estado, já estarão presentes para abrilhantar a roda que, tradicionalmente, precede a cerimônia.

A consagração dos capoeiras mirins é marcada pela conquista de novas cordas, que a cada graduação, sinalizam a evolução e o empenho de cada jogador. O cordel define a posição do capoeira dentro da roda e a responsabilidade que ele assume perante os demais jogadores.

O projeto Ginga Moleque existe há cerca de dois anos e ensina às crianças carentes do bairro Promorar a superar os próprios limites através da filosofia da capoeira, que transmite lições de disciplina, cidadania e responsabilidade. Para os coordenadores do projeto, Edvaldo Souza Silva, o Massa, Marcos Martins, o Sansão e Fábia Simone de Aguiar, a Capitã, não há satisfação maior do que direcionar estes jovens para o caminho do esporte, longe da marginalidade e das ruas.

Serviço:

O quê: Batizado e troca de graduação das crianças do grupo de capoeira Ginga Moleque

Quando: Sábado, dia 14 de junho, início às 14h

Onde: No Centro Educacional Cacildo Romagnani (Caic) – Promorar

Mais informações:

Assessoria de Imprensa voluntária prestada pelas acadêmicas do quinto período de Jornalismo da Univali:

Carina Carboni Sant’Ana – 47 9138 1281/
E-mail: carinacs@univali..br

Luana Fachini Lemke – 47 9177 8259/
E-mail: luana.lemke@univali.br

Luana Martins – 47 9921 3920 /
E-mail: luana_martins_jornalismo@hotmail.com

Fábia Simone de Aguiar – 47 91632343

Lages: Capoeira Angola no CAIC Nossa Senhora dos Prazeres

O projeto de extensão intitulado “Capoeira Angola instrumento de Identidade Cultural e Cidadania: contribuindo na formação de iniciantes”, coordenado pelas professoras Maria Aparecida Gomes e Renilda Aparecida Costa de Liz está em andamento no Caic Nossa Senhora dos Prazeres desde o mês de abril. Ao todo atende quarenta e quatro alunos deste educandário.
 
A realização do projeto está propagando e desenvolvendo a prática da Capoeira Angola, valorizando os seus aspectos culturais, sociais e educacionais, além de estar resgatando suas raízes e manifestações populares, contextualizando a arte e a musicalidade envolvidas no processo ensino aprendizagem, na perspectiva da construção da cidadania das crianças e adolescentes.
 
Ações como esta promovem a auto-estima individual e a valorização da cultura africana nos grupos que a preservam através da prática da capoeira. Além de contribuir com a implementação da lei 10.639/03, que tornou obrigatória a inclusão no currículo oficial da história e cultura africana, é também uma proposta do Grupo de pesquisa negro e educação – hoje Núcleo de estudos afrobrasileiros- NEAB-NEU/UNIPLAC.
 
 
WebLages.com – Lages, SC

Natal: Capoeira no Caic de Cidade Satélite

Neste fim de semana, a capoeira toma conta da E M Otto Guerra – o popular Caic Esportivo de Cidade Satélite: a escola abre as portas para o 3º Festival de Capoeira no Bairro Planalto, com rodas da modalidade, palestras, vídeos, mini-cursos e aulões.

Este ano com o tema "Capoeira e Liberdade do Novo Milênio’", o Festival será aberto às 13h, com solenidade e Hino Nacional, seguindo-se apresentações e práticas de capoeira de Angola, instrumentação, maculelê, cultura negra e jogo-de-fogo.
 
No domingo tem mais. Pela manhã, será organizado um campeoanto de capoeira e a apresentação dos trabalhos realizados nas oficinas, seguindo-se apresentavcões de kickboxing, pauta de boxe e palestra sobre cultura negra. À tarde, a partir das 13h, vai haver ginástica olímpica, seguindo-se futsal e basquete, encerrando às 18h com a apresentação de capoeira.
 
O Festival está aberto a todos quantos queiram participar – a entrada custa apenas R$ 2,00. O Festival de Capoeira no Bairro Planalto tem realização da Associação de Capoeira Nacional Origem Angola (organização de mestre Marcos); apoio de Papelaria Lima, Mercadinho Bom Jesus, Mega House, Universo da Criança, CEM e Panificadora Planalto.
 
Toninho Pantera
 
No bairro Planalto, o professor Toninho Pantera já é uma referência do bem. Sem contar com apoio dos poderes públicos ele mantém sua roda de capoeira fazendo um trabalho social de valor incalculável. Toninho não visa lucro, mas apenas promover o bem comum, tirar as crianças das ruas e das drogas e contribuir para que o bairro Planalto deixe de fazer parte do noticiário policial.
 

Fonte: Diário de Natal – Natal