Blog

fundac

Vendo Artigos etiquetados em: fundac

Capoeira inclui Piauí no ano da França no Brasil

O Ano da França no Brasil, que começou em abril e vai até dezembro, em várias cidades do país, inclui agora Teresina, com a vinda ao Piauí de 22 integrantes franceses da Associação de Capoeira Viola, de Paris. A abertura solene da programação, com recepção do grupo, aconteceu nesta manhã, na Sala Torquato Neto, do Clube dos Diários. As atividades de intercâmbio cultural serão cumpridas nesta terça-feira (18) e quarta-feira (19), tanto no Clube dos Diários como no Espaço Trilhos do Teatro, do Ponto de Cultura nos Trilhos do Teatro.

O intercâmbio cultural Piauí-França é promovido pela Fundação Cultural do Piauí (Fundac), juntamente com o Ponto de Cultura nos Trilhos do Teatro, com a Associação de Capoeira Cordão de Ouro, do Piauí, e a Associação de Capoeira Viola, da França. As atividades do Ano da França no Brasil se concentram mais no Nordeste, sobretudo em Salvador (BA) e São Luís (MA). Em Teresina, o evento é parte do calendário oficial e é o único agendado para Teresina, segundo informações de Francisco Pellé, coordenador do Ponto de Cultura nos Trilhos do Teatro.

A abertura solene teve participação da presidente da Fundac, Sônia Terra, da coordenadora da Associação de Capoeira Viola, mestra Joagnes Brocaedi; do coordenador da Associação de Capoeira Cordão de Ouro, contramestre Silvan César. Também participou a vereadora Rosário Bizerra.

Integração entre os povos

Joagnes Brocaedi disse que, assim como no Brasil, a capoeira tem cumprido papel importante, incluindo jovens da periferia das grandes cidades francesas na sociedade. “A Europa vê essa prática como um elemento artístico que une percussão, a dança e o corpo e por isso é valorizada. Além disso, proporciona a integração cultural entre comunidades estrangeiras na França, ajudando as pessoas a se aceitarem melhor”, afirmou.

Para Sônia Terra, o Ano da França no Brasil e, em especial, em Teresina é um momento importante, por ser fruto das ações dos pontos de cultura, especificamente do Ponto de Cultura nos Trilhos do Teatro. Ela acrescentou que a Fundac tem um carinho especial pela capoeira. “É uma atividade que está nas raízes culturais do país e está além das fronteiras nacionais, integrando a juventude”, afirmou. Ela levou o abraço do governador Wellington Dias e dos piauienses aos franceses.

Ainda participou como membro do grupo francês o percussionista piauiense, de Teresina, José Mendes dos Santos, o Pizeca, que se radicou na França há 6 anos e há um ano e meio integra a Associação de Capoeira Viola. Também participaram da abertura alunos da Unidade Escolar Presidente Vargas, escola fundamental que desenvolve programa educativo com aulas de capoeira. Após a abertura, capoeiristas franceses e teresinenses fizeram um animado jogo no salão do Clube dos Diários.

Encontro reúne mais de 600 capoeiristas em Campo Grande

Mais de 600 capoeiristas da capital e do interior do Estado estão reunidos neste sábado (19/11) e domingo (20/11) no Encontro Estadual de Capoeira que acontece no Teatro de Arena do Horto Florestal. Durante o evento, promovido pela Fundação Municipal de Cultura (Fundac), haverá apresentações de mestres da capoeira e também oficinas que vão tratar de assuntos relacionados ao ritual de corpo, ginga ritmada e tempo do movimento. No domingo, os participantes do Encontro farão uma grande roda de capoeira marcando o encerramento do Encontro. As inscrições para o evento são gratuitas
 
O objetivo do encontro é proporcionar aos capoeiristas novos conhecimentos na área e uma intensa reflexão sobre o trabalho realizado pelos grupos. Para comandar as atividades foram convidados o mestre Anande das Areias (Londrina- PR), e mestre Paulo (São Paulo-SP). Participam do Encontro 12 grupos de Campo Grande e 8 grupos dos municípios de São Gabriel do Oeste, Jardim, Corumbá, Bonito, Rochedo, Aquidauana, Água Clara e Três Lagoas.
 
Na programação estão previstas as seguintes palestras: “Da Senzala à Universidade” , a ser proferida pelo mestre Anande das Areias e “A Introdução da Acrobacia na Movimentação do Jogo” , a ser proferida pelo Mestre Paulo. “É preciso incentivar a preservação e divulgação das manifestações culturais afro-brasileiras como a capoeira, que é rica em suas múltiplas facetas e apropriada a todas as faixas etárias, seja como dança, arte, esporte ou jogo”, destaca o presidente da Fundac, Américo Calheiros.