Blog

liga

Vendo Artigos etiquetados em: liga

Rio de Janeiro: Capoeira, Jongo e Samba são tema de debate em São Gonçalo

A Capoeira está participando do processo eleitoral do Conselho Nacional de política Cultural, através de Mestre Paulão, um dos candidatos do RJ. Por isso, um Fórum será realizado.

Com apoio da Universidade Estácio de Sá – Campus São Gonçalo, a Liga Gonçalense de Capoeira promove, no dia 20/10, das 14h às 17h, o Fórum de Debates sobre o Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro.

Na programação do Fórum, estão discussões sobre a Capoeira como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro e a votação pela UNESCO, em 2013, da Capoeira como Patrimônio Cultural da Humanidade; o Jongo do Sudeste; o Plano de Salvaguarda do Samba do Rio de Janeiro, a Carta Compromisso com a Cultura e Religiões de Matrizes Africanas.

Promovido pelo Departamento Pedagógico, de Programas e Projetos da Liga Gonçalense de Capoeira, o encontro tem como objetivo divulgar nossas propostas, já que pleiteamos uma vaga no Conselho Nacional de Política Cultural – CNPC.

Este será um importante momento não somente para a Cultura Nacional como, em especial, para a Liga Gonçalense de Capoeira, que acata a decisão da Comissão Organizadora Nacional do Conselho Nacional de Política Cultural – CNPC.

A presidência da Liga Gonçalense de Capoeira teve seu nome aprovado pelo Ministério da Cultura para concorrer a uma das vagas no Setorial de Patrimônio Imaterial do Conselho Nacional de Política Cultural.

Esperamos, no dia 20/10, poder contar com a presença de todos e de todas.

Saudações capoeirísticas.

 

Fonte: Cultura.RJ

Dia da Capoeira: Berimbau rola solto no bairros de São Paulo e em Guarulhos

Capoeira é uma expressão cultural que envolve arte-marcial, música, dança, esporte e cultura popular. Em alguns bairros de São Paulo, existem grupos que oferecem esse tipo de atividade. O que poucos sabem é que em imediações como Vila Madalena e Santa Cecília estão dois dos precursores da capoeira do Estado de São Paulo, o Mestre Brasília, do Grupo Ginga Brasília e Mestre Suassuna, do Grupo Cordão de Ouro. Hoje é comemorado o Dia da Capoeira e a reportagem do Futebol e um pouco mais conversou com esses dois grandes nomes do esporte que leva cultura e sabedoria a todo o país.

Antônio Cardoso Andrade, o Mestre Brasília, nasceu em 1942, na Bahia e pratica capoeira há 53 anos. Junto com o Mestre Suassuna, fundou o Grupo Cordão de Ouro e é o principal nome da capoeira de São Paulo. É vice-presidente cultural da Federação de capoeira do Estado de São Paulo, entidade filiada à Confederação Brasileira de Capoeira e à Federação Internacional de Capoeira e presidente do Conselho Superior de Mestres – seção São Paulo.
Atualmente, Mestre Brasília ministra aulas de capoeira no Galpão do Circo, na Vila Madalena e na Avenida São João, Centro de São Paulo. “Eu aprendi muito com a capoeira, tenho muito gratidão por esse esporte. Lutei muito par que a capoeira se tornasse o que é hoje. Posso dizer que conquistei uma vitória”.
O Mestre, que vive 44 anos em São Paulo, ministra palestras sobre capoeira e já foi ao Japão 14 vezes para divulgar essa arte-marcial. “Meu grupo foi o primeiro a sair do Brasil e pisar no Japão. No oriente fiz shows de capoeira e maculele”. Brasilia disse que em suas palestras fala sobre ética, cidadania, hierarquia e principalmente sobre capoeira.

Outro pioneiro da capoeira paulista é Reinaldo Ramos Suassuna. O Mestre Suassuna, como é chamado tem 75 anos e é um dos mais importantes nomes da capoeira do Brasil. Vivendo pela capoeira a mais de meio século, Suassuna já viajou, por aproximadamente, 50 países, entre Japão, Estados Unidos, França, Israel, para levar a cultura brasileira e palestrar sobre os momentos desse esporte cultural.
“A capoeira é tudo em minha vida. Tudo que eu tenho nesses 75 anos vividos devo a capoeira. Ela me deu muitas oportunidades”, disse o Mestre.
Hoje, o Grupo Cordão de Ouro, comandado apenas por Suassuna, tem 2.000 filiais em todo o mundo e tem papel de destaque entre todos os grupos de capoeira do país, não só pelo que representa para o seu Mestre, mas para todo o esporte e cultura do país. 
Suassuna nasceu em Ilhéus, na Bahia e foi criado em Itabuna. Quando criança apresentou um problema de paralisia infantil e o médico recomendou que praticasse um esporte que não fosse futebol, então, Reinaldo começou a praticar capoeira e até hoje vive disso. “A capoeira reestabeleceu minha saúde, se não fosse por ela, talvés eu nem estaria aqui concedendo essa entrevista”, desabafou.

Além de Capoeirista, Mestre Brasilia é escritor (Foto: Mônica Cardim)Mestre Brasilia é autor de um livro

Além de 53 anos vividos pela capoeira, o Mestre Brasilia já escreveu um livro onde fala da história da capoeira e da sua história pessoal.
A obra ‘Vivência e fundamentos de um mestre de capoeira’ é um livro didático, onde o autor descreve tudo que viveu sobre a capoeira e sua ética. Além do livro, existe um CD e um DVD que o completam.
“Escrevo sobre minha história e sobre a história da capoeira, pois a minha história está ligada com a capoeira e a capoeira está ligada com a minha história”, explicou o Mestre.

Um recado para os Capoeiristas

Os grandes Mestres de Capoeira do Brasil, não podiam deixar de agradecer a todos os capoeiristas  e passar uma mensagem a esse esporte que leva cultura popular a todo o país.
“Quero dizer a todos os capoeiristas que ame e respeite a capoeira, pois essa luta é nossa. Não use o esporte para se aproveitar dos mais fracos, use e aproveite o que ele tem de melhor”, disse o Mestre Brasilia.
“A capoeira é global e me ajudou em muitas coisas. Através dela tive grandes oportunidades e me tornei um grande cidadão. Se ela transformou minha vida, pode transformar de todos que a praticam”, concluiu o Mestre Suassuna.

Serviço: Grupo Ginga Brasilia – Rua Girassol, 323 – Vila Madalena – São Paulo – Tel: (011) 3815-6147 – As aulas são ministradas de segunda e quarta-feira das 19h às 20h e de terça e quinta-feira das 19h às 20h30.
Grupo Cordão de Ouro – Rua Jesuíno Pascoal, 44 – Santa Cecília – São Paulo – Tel: (11) 3223- 5357 – As aulas são ministradas todos os dias das 10h as 22h.

Semana da Capoeira no Largo da Matriz em Guarulhos

A Liga Guarulhense de Capoeira da cidade de Guarulhos, em comemoração ao Dia do Capoeirista, promove a Semana da Capoeira que começa hoje, com uma grande roda do esporte originado na Bahia, no Lago da Igreja Matriz. As celebrações se estendem no dia 11 de agosto, com uma palestra do Mestre Brasília, o percussor da capoeira em São Paulo, e um Aulão de Capoeira no Adamastor Centro. O encerramento será no dia 12 de agosto com apresentações culturais de dança afros e danças ligadas a capoeira.

Segundo o diretor administrativo de comunicação e marketing da Liga Guarulhense de Capoeira, Amauri Rodrigues, são esperadas, aproximadamente duas mil pessoas, durante esses três dias de comemorações. “Só amanhã (hoje), cerca de 400 pessoas participarão da abertura com a roda de capoeira, entre 27 grupos filiados a liga e os simpatizantes pelo esporte”, disse o diretor.

Desde 2008, acontece essa comemoração ao Dia da Capoeira em Guarulhos, mas esse ano será especial porque é o primeiro ano que a Lei nº 4.649, de 1985, que institui o Dia do Capoeirista a ser comemorado, anualmente, no dia 3 de agosto, é reconhecida na cidade.

Para o Mestre Pererê, que é o atual presidente da Liga Guarulhense de Capoeira, esse reconhecimento é muito importante para a capoeira e para a cidade. “Com a aprovação da lei municipal que institui a capoeira, demos o primeiro passo para o reconhecimento do trabalho e da força que a capoeira através de grandes mestres que a cidade possui”, disse o Mestre Pererê.
Pererê é dono do grupo Negro Fujão. “Temos ainda muitas lutas a serem travadas, uma delas é a implantação da capoeira em todas as escola públicas de Guarulhos, a sede da liga e a Casa da Capoeira em nossa cidade”, concluiu.

Fonte: http://futeboleumpoucomais.blogspot.pt

Rondonópolis conquista 40 medalhas e fica em 3º no Estadual de capoeira

Uma performance digna de campeão colocou Rondonópolis em terceiro lugar na classificação geral do 6º Campeonato Mato-grossense de Capoeira, disputado neste fim de semana no município de Primavera do Leste. Com 40 medalhas individuais – 10 de ouro, 15 de prata e 15 de bronze, todos os atletas da delegação rondonopolitana subiram ao pódio.

Os 10 competidores que alcançaram o 1º lugar foram automaticamente classificados para o Campeonato Brasileiro. Atletas de 08 a 45 anos, das categorias Masculino e Feminino, participaram da competição.

O presidente da Liga Municipal de Capoeira, Everaldo de Oliveira, o ‘Gunga’, tricampeão Mato-grossense de Capoeira (2010-2011-2012) e vice-campeão Brasileiro em 2011 disse que o excelente resultado obtido pela delegação em Primavera se deve ao trabalho desenvolvido pela entidade.

“A Liga Municipal é uma entidade bem organizada, que cobra de seus atletas dedicação e disciplina, e que busca treina-los com periodicidade, para que todos consigam obter bons resultados como o conseguido em Primavera do Leste”, fala Everaldo de Oliveira.

O presidente da Liga agradeceu o apoio do governo municipal. “O ônibus que transportou os atletas foi cedido pela Secretaria Municipal de Esporte e Cultura, e em nome de todos os atletas gostaria de agradecer a administração municipal pelo apoio”.

 

Fonte: http://www.24horasnews.com.br

Pontos de Cultura do Acre

FEM assina convênio de repasse financeiro com mais quatro instituições da sociedade civil, como parte da edição estadual do Programa Mais Cultura

Mais quatro convênios para repasse financeiro a iniciativas culturais foram assinados na manhã desta quarta-feira, 12, pelo presidente da Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour, Daniel Zen, e pelos presidentes das associações beneficiadas com a edição estadual do Programa Mais Cultura – Pontos de Cultura do Ministério da Cultura.

Participaram da assinatura os representantes da Associação de Aposentados de Plácido de Castro, da Associação Cultural e Desportiva Candeias de Capoeira Acre, da Rede Acreana de Jovens em Ação (REAJA) e da Liga de Quadrilhas Juninas do Acre, que foram contempladas com o repasse no valor de R$ 180 mil correspondente a três anos de realização das atividades, totalizando o valor dos recursos aos quatro Pontos de Cultura em R$ 720 mil. Ao todo, foram contemplados com o programa 15 Pontos de Cultura.

A parceria entre o Ministério da Cultura (MINc) e o Governo do Estado, através da Fundação Elias Mansour, tem como ação a expansão do Programa Cultura Viva, que se baseia na descentralização de recursos orçamentários. O programa, que já contempla o projeto Culturalizando o Quinari, tem como objetivo apoiar os projetos de instituições da sociedade civil sem fins lucrativos, de caráter cultural ou com histórico de atividades culturais; instituições que atuem na produção artístico-cultural há pelo menos dois anos, contribuindo para a inclusão social, a construção da cidadania, seja através da geração de emprego e renda, seja por meio de ações de fortalecimento das identidades culturais.

Valorizando as histórias de Plácido – Para Marinete Oliveira de Araújo, presidente da Associação de Aposentados de Plácido de Castro, não só a inclusão social e a continuidade das atividades são frutos importantes do Ponto de Cultura Pacatuba Cultural, mas principalmente a valorização da cultura do município.

“Com esse projeto nós pretendemos não só promover oficinas e atividades para os idosos, que são nosso público alvo, embora a sociedade em geral também seja atendida, mas permitir, principalmente, que eles ajudem a reafirmar a cultura local, através das contações de histórias e dos conhecimentos populares que eles tanto sabem.”

Além do incentivo a leitura, o projeto Pacatuba Cultural de Plácido de Castro promove ainda atividades em outras áreas, como Artes Cênicas através de teatro e dança, Cultura Afro com a capoeira recreativa e Cultura Popular promovendo a quadrilha junina e o forró pé-de-serra.

Capoeira e cidadania

Com uma proposta mais voltada para a inclusão social, a Associação Cultural e Desportiva Candeias do Acre pretende, através do projeto Portas Abertas Capoeira e Cidadania, atender moradores e crianças que estão em situação de rua com escolinhas de capoeira. Não só estimular a prática do esporte é o objetivo do projeto, mas também incentivar a participação escolar dessas crianças e jovens.

“Para participar das escolinhas é necessário que o jovem esteja estudando ou, se não, que pelo menos firme o  compromisso de entrar na escola. E nós estaremos sempre incentivando para que isso se torne verdade.”, explica Janosson da Silva Carvalho, o Falcão, presidente da Associação Cultural e Desportiva Candeias de Capoeira Acre.

Música e luteria

Já o Ponto de Cultura Som Nativo, da Rede Acreana de Jovens Em Ação (REAJA), é voltado para a música feita por jovens acreanos. “Com a assinatura do convênio, o REAJA, além de produzir oficinas de iniciação musical  e de luteria, que é a construção de instrumentos de corda, vai incentivar a  produção de música independente através do estúdio que será construído com o repasse financeiro do Programa Mais Cultura” , relata Francisco Marnilson Neris da Silva,  presidente do REAJA.

Liga de Quadrilhas

Segundo Aurimar Aragão, presidente da Liga de Quadrilhas Juninas do Acre a partir desse convênio a Liga vai poder se organizar mais como representante de todos os grupos de quadrilhas do estado. “Desde a criação de adereços até a  formação de produtores culturais, o Ponto de Cultura ‘Cultura é Popular’ pretende fomentar a cultura das quadrilhas capacitando não só dançarinos e aderecistas mas, principalmente, multiplicadores que possam estender esse trabalho para todos os municípios”.

Sobre o Programa Mais Cultura, Aurimar Aragão acredita ser uma parceria muito vantajosa para a sociedade, uma vez que ela atinge diretamente a massa. “O Programa  dá oportunidade para a sociedade civil, que é a quem mais tem conhecimento sobre as suas precariedades, para desenvolver soluções que supram esse deficit de cultura, chegando nos mais distantes bairros, dentro da comunidade”, explica.

Acre: Capoeira da Gente todos os sábados na Difusora

Programa valoriza a modalidade esportiva, cada vez mais praticada no Acre

Com o objetivo de levar a cultura da capoeira a todos os 22 municípios do Estado, suas aldeias e seringais, a Liga Acreana de Capoeira, em parceria com a Rádio Difusora Acreana, realiza todos os sábados, a partir das 10 horas da manhã, o programa Capoeira da Gente, com apresentação de Ithamar da Silva, o presidente da Liga Acreana de Capoeira e convidados.

O programa Capoeira da Gente leva até as pessoas informações sobre a capoeira, sua cultura, dança, estilos de luta e as principais características desse esporte, que já está presente em todos os municípios do Acre e possui adeptos no mundo inteiro. Cada edição também traz uma entrevista especial sobre essa modalidade. A capoeira faz parte da identidade cultural brasileira, tornando-se patrimônio cultural.

“A programação musical do Capoeira da Gente será composta exclusivamente por canções que contagiam e animam as rodas e brincadeiras dos capoeiristas acreanos”, explica Ithamar. Tudo isso com intenção de levar o gingado e o encanto da capoeira para todas as localidades do Acre. A capoeira é uma expressão cultural brasileira que mistura luta, dança, cultura popular, música, esporte, artes marcais e brincadeira, desenvolvida no país por escravos africanos e seus descendentes.

A Liga

Fundada no dia 28 de março de 2001, a Liga Acreana de Capoeira contava com a participação de cinco grupos na sua fundação – atualmente a Liga possui 11 grupos filiados dos 12 existentes no Estado: Senzala, Candeias, Acrebrasil, Aruanda, Axé Capoeira, No Toque da Banguela, Mameluco, Acre Capoeira, Guanabara, ABADÁ e Cordão de Ouro.

A Liga Acreana de Capoeira é uma entidade de direito privado, voltada à prática cultural e desportiva da capoeira, que propõe congregar academias, associações e grupos de capoeira, além de outras entidades, bem como os capoeiristas, promovendo torneios, festivais, simpósios, seminários, cursos, oficinas, copas e campeonatos de capoeira. Propõe ainda preservar as tradições e valores culturais da capoeira, promover e fomentar estudos e pesquisa referente a esse mundo.

Fonte. http://www.agencia.ac.gov.br

Tombamento da Capoeira como Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro

MOMENTO HISTÓRICO PARA A CAPOEIRA DO RIO DE JANEIRO

Numa iniciativa inédita, a Capoeira será tombada, pelo Governador do Estado do Rio de Janeiro como Patrimônio Cultural Imaterial do Estado do Rio de Janeiro no dia 20 de novembro, data em que se comemora o Dia Nacional da Consciência Negra.

O evento de tombamento será realizado no Monumento em homenagem à Zumbi dos Palmares localizado na Praça Onze. Esta semana ainda estaremos confirmando o horário para que todos (as) possam participar deste momento histórico.

A proposta de tombamento foi apresentada na Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro pelo Deputado Estadual Gilberto Palmares, através do Projeto de Lei 2414/2009, atendendo a uma solicitação da Liga de Capoeira do Estado do Rio de Janeiro.

Dia Estadual da Capoeira

No dia 23 de novembro comemora-se, no Rio de Janeiro, o Dia Estadual da Capoeira. Criado através do Projeto de Lei 1890/2000, de autoria do então Deputado Estadual Artur Messias, hoje prefeito de Mesquita, este dia nunca foi comemorado oficialmente pelo Estado.

Para mudar este quadro, a Liga de Capoeira do Estado do Rio de Janeiro – LICAERJ, presidida pelo Mestre Paulão Rio Brasil, solicitou apoio ao Deputado Estadual Gilberto Palmares (PT), para que intercedesse junto ao Governo do Estado para que esta data fosse comemorada este ano.

Atendendo prontamente ao nosso pedido, o nobre deputado solicitou e conseguiu que esta data fosse incluída na agenda única COMEMORATIVA AO MÊS DA CONSCIÊNCIA NEGRA realizada em parceria entre os governos estadual e municipal (RJ) e a ALERJ (Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro).

Para comemorar esta data em grande estilo, o Deputado Estadual Gilberto Palmares irá homenagear Mestres de Capoeira que muito contribuíram e vem contribuindo para o desenvolvimento da Capoeira do Estado do Rio de Janeiro. Entre os Mestres a serem homenageados estão Mestres Paulão Muzenza, Edvaldo Baiano, Duda Pirata, Tio Régis, Arerê, Burguês, Dentinho, Darcy Malandrinho, entre outros. Além, é claro, das Mestras de Capoeira, dentre as quais China, Siomara e Surisan.

Portanto, não se esqueça dia 23 de novembro, às 18 horas, na Praça XV, Centro do Rio de Janeiro, você é o (a) nosso (a) convidado para comemorar conosco o Dia Estadual da Capoeira. Além de rodas de Capoeira, teremos apresentação de Maculelê (Associação de Capoeira Engenho) e Samba de Roda.

Este evento é realizado em parceria pela Liga de Capoeira do Estado do Rio de Janeiro, Gabinete do Deputado Estadual Gilberto Palmares, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ), Liga Niteroiense de Capoeira – LINC, Super Liga Brasileira de Capoeira, Associação Grupo de Capoeira Quilombo do Arerê, Federação de Capoeira Desportiva do Estado do Rio de Janeiro (FCDRJ), Grupo Muzenza, Associação Cultural Rio Brasil Arte Capoeira e Rede Nacional da Capoeira (RJ).

A comissão que tem participado para a construção da programação do evento é composta pelos seguintes membros: Mestre Paulão Muzenza, Mestre Arerê, Mestre Burguês, Mestre Paulão Rio Brasil, Contramestre Caixote, Robertinho, presidente da Federação de Capoeira Desportiva do Estado do RJ.

Se você quer fazer parte deste momento histórico, traga sua instituição pra vir somar conosco nesta luta.

Venham participar! Tragam seus (as) alunos (as) e mostrem os seus trabalhos.

Ceará: Fundação da Liga Cearense de Capoeira

No dia 08 de Setembro do Corrente ano, demos mais um pontapé com a Capoeira do Estado do Ceará, criamos a LIGA CEARENSE DE CAPOEIRA – LCC, Tendo sua Diretoria composta da seguinte maneira: Mestre Gerson – Presidente, Mestre Ratto – Vice Presidente, 1ª. Secretaria Contra Mestra Claudinha, 2ª. Instrutora Sandra, Tesoureiro – Mestre Severo – Conselho Fiscal: Mestre Auricélio, Mestre Pano e Contra Mestra Paulinha. Suplente Mestra Carla. Tendo como Fundadores os seguintes grupos e seus responsáveis: Cia Terreiro Capoeira – Mestres   Gerson e Auricélio, Legião Brasileira – Mestres Zebrinha, Severo e Tereza Veras, Água de Beber – Mestre Ratto, Associação Zumbi – Mestre Lula, Mestra Carla, Mestre Buldog e Contra Mestre Dery, Cordão de Ouro – Contra Mestra Paulinha, Papa-léguas e Instrutora Sandra, A Capoeira Pura Arte – Mestre Maisena, Grupo Capoeira Mundi – Mestre Dingo, Escola Brasileira – Mestre Pano, Grupo Capoeirarte – Contra Mestre B2, Grupo São Salvador – Prof. Aramola, Grupo Arte Capoeira – Mestre Marrudo, Grupo União Capoeira – Mestre Marrom, ASCAP – Mestre Grande, Capoeira Brasil – Profº Sapim (Mestre Boneco), e o Sr. Flávio Valente – Colaborador na Construção da LCC.

A LIGA CEARENSE DE CAPOEIRA – LCC, tem por finalidade precípua, a difusão, promoção a pratica desportiva, cultural, social, ecológica, tecnológica e do fomento a eventos desenvolvidos pelos indivíduos e grupos associados bem como, na defesa do patrimônio material e imaterial desenvolvidos por estes e da  manutenção de todas atividades sócio-culturais e esportivas de seu integrantes em concomitante as iniciativas previstas no Estatuto da mesma. Tem personalidade jurídica distinta dos seus filiados, patrimônio próprio e jurisdição no município de Fortaleza/CE, sem fins lucrativos, partidarismo político, discriminação racial ou religiosa.

Maiores informações já estamos no Orkut, e-mail: [email protected], breve sairá o Informativo com tudo que esta acontecendo na Capoeira do Ceará.

Contamos com o apoio do Portal da Capoeira para a divulgação desta nova entidade aqui criada no Estado do Ceará, com o intuito de engrandecer cada vez a nossa Capoeira.

Atenciosamente:

Mestre Gerson do Valle

085.9954.8989 / 8754.2803

Interbairros de Niterói de Capoeira Estilo Livre

Aos Presidentes de Federações, Ligas e Associações, Mestres, Professores, Alunos e amantes da Capoeira,

No dia 26 de setembro de 2009, de 8 às 14h, a Federação Fluminense de Capoeira, a Liga Niterói de Capoeira, Liga Gonçalense de Capoeira e o Instituto Brasileiro dos Profissionais de capoeira, em parceria com o SESC Niterói, realizarão o Interbairros de Niterói de Capoeira Estilo Livre. Este é mais um evento de confraternização entre os capoeiristas fluminenses e os amantes desta modalidade esportiva.

Além de muita capoeira, o público presente poderá participar das atividades que estarão acontecendo no SESC Niterói nesta data, gratuitamente: Terapias alternativas, recreação infantil (brinquedos gigantes) e banho de piscina (menores de 12 anos somente acompanhados por responsável maior de 18 anos).

Nesta ocasião estaremos premiando com troféus os representantes dos bairros que comparecerem com maior número de capoeiristas, além do destaque do dia.

Esperamos contar com a sua ilustre presença e a participação de seu grupo.

Agradecemos desde já sua atenção e colocamo-nos à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas.

 

Justificativa:

Acredita-se que a denominação “capoeira” surgiu em analogia ao mato rasteiro ou vegetação rasteira.

Durante o regime escravo, o negro que fugia era perseguido pelos capitães do mato e quando não conseguia êxito em sua perseguição, ao retornar, era questionado pelo senhor de engenho sobre o motivo de não ter conseguido e, como resposta tinha: “a capoeira me pegou” – fazendo alusão a vegetação rasteira, pois o negro aparecia de repente e acertava chutes, cabeçadas e rasteiras.

A capoeira nos dias atuais, derrubando as barreiras culturais, já é praticada nos cinco continentes e, é reconhecido pelo Ministério da Cultura e, está em todos os níveis de nossa sociedade (clubes, creches, escolas, universidades, praças, empresas, etc) atendendo a todas as faixas etárias.

Atualmente possui vários estilos e a capoeira está organizada através de Associações, Ligas, Confederação, Federação Nacional e Internacional, o estilo livre integra todas as características e é uma das mais importantes e genuínas expressões afro-brasileira  manifestando-se através expressões como a dança, jogo, luta, etc.

Buscando a integração dos capoeiristas e amantes desta modalidade esportiva, a Federação Fluminense de Capoeira, a Liga Niterói de Capoeira, a Liga Gonçalense de Capoeira, a Associação dos Profissionais de Capoeira e o Instituto Zezeu Capoeira Livre promovem, em parceria com  o SESC Rio de Janeiro, o Interbairros de Niterói de Capoeira Estilo Livre. Este será realizado no dia 26/09,  das 8 h às 14 horas, no SESC Niterói (Rua Padre Anchieta, 56 – Centro – Niterói), e contará com a presença de vários mestres com reconhecimento mundial.

Serão premiados os representantes dos grupos que conseguirem mobilizar maior número de capoeiristas, além do Destaque do evento.

Com esta atividade não iremos auferir lucros.

 

Atenciosamente,

Elizeu dos Santos Felipe

Presidente da Federação Fluminense de Capoeira

[email protected]

(21)9589-1358

RS: Filmagem para TVE 7 Federação Riograndense de Capoeira

A Federação Riograndense de Capoeira e Liga Regional de Capoeira do Estado do Rio Grande do Sul, vem por meio desta convidar seus filiados para filmagem dia 27 proximo as 14:30 na Usina do Gasômetro para o programa do canal 7 TVEprograma Hip hop Sul, com mano Nezo como entrevistador. Os interessados deverão estar devidamente uniformizados de branco.

Maiores informações Ligue Federação:
(051)9812.8737
Atenciosamente,
Mestre Gavião

 

FEDERAÇÃO RIOGRANDENSE DE CAPOEIRA
Entidade de Direção, Administração e Regulamentação Esportiva
CENTRO DE REFERÊNCIA DA CAPOEIRA GAÚCHA

LIGA REGIONAL DE CAPOEIRA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
 
Fundada da em 23 de outubro de 2006 – Rua Marcilio Dias 1081 – Menino Deus – Porto Alegre – RS – Brasil – Fone: – 9812.8737 – www.rs.portalcapoeira.com[email protected]

 
Mestre Presidente Gavião
(051) 9812.8737
Secretário Gigante
(051) 8144.8525

FRGC – Plenária Pública

MOVIMENTO DE RESISTÊNCIA CULTURAL
 
A FRGC (Federação Riograndense de Capoeira) e a Liga Regional de Capoeira do Estado do Rio Grande do Sul, com intuito de contribuir para o crescimento e a organização da capoeira tem o prazer e honra, de convidá-lo para participar da plenária pública a se realizar no dia 17 de Março de 2007. Com as seguintes pautas:
1ª Oficinas da SMC
2ª Fórum Gaúcho de Capoeira
3ª Semana de Capoeira
4ª Oficinas da SMED
No momento em que nos colocamos à disposição e possíveis esclarecimentos, solicitamos a confirmação de sua presença através do fone: 9812.8737 – Vitor Hugo Narciso Mestre Gavião.
 
Local: Rua Pelotas, 280 esquina com Farrapos, sede do partido PPS.
Data: 17/03/2007
Horário: 18h00min
Porto Alegre, 14 de Março de 2007.
FEDERAÇÃO RIOGRANDENSE DE CAPOEIRA
Liga Regional de Capoeira do Estado do Rio Grande do Sul
Fundada em 23 de Outubro de 2006
Sede: Rua Marcilio Dias, 1081 Menino Deus – Fone: (051) 9812.8737 – Porto Alegre – RS
Atenciosamente,
Vitor Hugo Narciso
Presidente
As políticas públicas em Porto Alegre
 
Introdução
 
A Liga Regional de Capoeira desde 2003 vem, por meio da sua entidade, discutindo e buscando parcerias para estabelecer uma linha metodológica que estabeleça, em conjunto com a população discriminada, diagnostico para ações fundamentais na realidade. Trata-se da pesquisa participante.
 
A viabilização de um enfoque para cidadania e direitos humanos, que disseminem condições de superação dos limites referidos deverá, necessariamente, estar inserida no dia-a-dia da luta e organização das populações mais diretamente atingidas pela discriminação e violência.
 
Um dos aspectos que se destacam na análise do processo que perpetua a discriminação em nossas comunidades é o fato de que a exclusão social política, cultural econômica, a que foram submetidos escravos e trabalhadores livres da cidade e do campo, corresponde à exclusão de tais camadas da população da possibilidade de elaborar sua história e do direito à sua memória étnica. A negação de tal direito cria extrema dificuldade para desenvolver a identidade coletiva, que é um dos pilares do exercício da cidadania.
 
Oficinas de Capoeira da Descentralização
 
Propostas
 
A Descentralização da Cultura da SMC tem por objetivo estimular oficinas de arte nos bairros, promover o Programa Ações Culturais, organizar Fórum Gaúcho de Capoeira, Semana Municipal de Capoeira e oficinas.
 
Começamos com 12 oficinas de capoeira em 2003, passamos no governo do PT para 16 oficinas, proporcionando uma troca de experiência aos grupos de diferentes faixas etárias, através do canto, ritmo e do jogo, resgatando assim parte da história da Capoeira no Brasil, e consequentemente fortalecendo nossa cultura.
 
No decorrer do ano de 2006, as 16 oficinas de capoeira se mantiveram e assim estiveram se desenvolvendo em diversas comunidades e tiveram um papel social importante no exercício da cidadania. No ano de 2007 passaram a ter apenas 5 (cinco) oficinas de capoeira, razão essa que nos causou uma grande decepção, pois lembrávamos do nosso Prefeito José Fogaça que dizia – O Que está bom vai continuar, o que está ruim vamos mudar.
 
A inclusão da Capoeira na periferia é bem vista na comunidade. A capoeira tem o poder transformador no jovem. Com a diminuição das oficinas, nos traz conseqüências para o profissional de capoeira, que tem nela a sua subsistência.
 
Para isso requeremos que no mínimo tenham 12 vagas de oficinas de capoeira na SMC para 2007. E que tenham uma comissão de Capoeira para julgar os projetos de capoeira.
 
V Fórum Gaúcho de Capoeira e 5ª Semana Municipal de Capoeira
 
O Fórum Gaúcho de Capoeira que é uma conquista da comunidade capoeiristica realiza eventos culturais reunindo Capoeiristas sem distinção de estilo, escola ou linguagem, criando um espaço democrático de discussão e reflexão sobre a capoeira em seus diversos aspectos.
 
Para esse ano gostaríamos de reunir o V Fórum Gaúcho de Capoeira e 5ª Semana Municipal de Capoeira para obter uma maior visibilidade na capoeira, para isso contamos coma verba da Semana Municipal no valor R$ 40.000,00 e do Fórum Gaúcho de Capoeira de R$ 15.000,00
 
Um setor para tratar das questões da capoeira
 
A Federação Riograndense de Capoeira e Liga Regional de Capoeira do Estado do Rio Grande do Sul organizadas, em suas reinvidicações, pauta a necessidade de uma representação que respondesse pelas questões da capoeira, em virtude das demandas de implementação das ações afirmativas do povo negro, Orçamento Participativo, Semana Municipal de Capoeira, que ocorre de 01 a 07 de agosto (Lei 9470/04) e Fórum Gaúcho de Capoeira. Como experiência está conveniando com a SMED, projeto de Inclusão da Capoeira na Rede Pública, na qual somos a ferramenta para distribuição de vagas para comunidade capoeiristica.
 
No ano de 2005 a Liga Regional de Capoeira do Estado do Rio Grande do Sul, também se responsabilizou pela Organização da SECON(Semana de Consciência Negra de PoA), Semana de Umbanda, Seminário de Capoeira Angola demanda OP e IV Fórum Gaúcho de Capoeira, assim tendo uma longa experiência na administração de eventos com verba pública.
 
Centro de Referência da Capoeira Gaúcha
 
Que a Federação Riograndense de Capoeira receba um Centro de Referência da Capoeira Gaúcha para preservação do patrimônio cultural que servirá como estudo da história da capoeira do RS. São valores que tem sido desprezados e deturpados e devem ser revisto.
 
Que se constitua em espaço para colocação de idéias e organizações do movimento social da capoeira, para que todos possam usufruir dos bens políticos e sociais.
 
Deverá resgatar o direito ao acesso a informação da história verdadeira com o dinamismo típico da capoeira.
 
O Centro de Referência da Capoeira Gaúcha deve ser um espaço de formação e informação, voltado a projetos sociais, culturais e divulgação, contemplando questões atuais (formado e informado).
 
Propõense que o Centro de Referencia da Capoeira Gaúcha seja sediado em Porto Alegre, mas abrangendo todo o Rio Grande do Sul.
 
Que o Centro de Referencia da Capoeira Gaúcha se constitua em Laboratório onde sejam experimentados projetos educacionais e culturais avançados que conduzam a mudanças profundas e transformadoras.
 
FEDERAÇÃO RIOGRANDENSE DE CAPOEIRA
LIGA REGIONAL DE CAPOEIRA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
Presidente: Vitor Hugo Narciso – Gavião
Vice-Presidente: Ari Rodrigues Filho – Gororoba
Secretário: Tairone Walzer San'anna – Gigante
Tesoureira: Letícia muner Otton
Fone: 98128737

Mestre Gavião
Presidente da Federação Riograndense de Capoeira.
Vice-Presidente Gororoba
Liga Regional de Capoeira do Rio Grande do Sul
(051) 9812.8737