Blog

muzenza

Vendo Artigos etiquetados em: muzenza

ENCAMUZENZA

O Grupo Muzenza, sempre buscando formas de trabalhar a Capoeira, de uma forma abrangente, inova, mais uma vez. Nos dias 27 e 28/01/2013, acontecerá o 1º ENCONTRO DE PROFESSORES E ACADÊMICOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA, PEDAGOGOS, PSICÓLOGOS, PSICOPEDAGOGOS E HISTORIADORES QUE TRABALHAM COM A CAPOEIRA, o ENCAMUZENZA.

O tema desta primeira edição será: “A CAPOEIRA ONTEM, HOJE E SEMPRE”…

O objetivo é fomentar a pesquisa e os debates sobre a história, desenvolvimento e o futuro de nossa Arte/Luta, através da intersecção entre o “saber acadêmico” e o “saber popular”. Haverá a apresentação de Temas-Livres sobre a Arte/Luta, nas diversas áreas do conhecimento, além de palestras e mesas-redondas com Mestres renomados, tais como: Luiz Renato Vieira, Gladson, Falcão, Beija flor,Gegê,e o Historiador Carlos Eugênio Líbano Soares. A coordenação do evento ficará a cargo dos Mestres Carson Siega e Sérgio Souza – Sanhaço.

A supervisão, será do Mestre Burguês.

 

Mais informações: encamuzenza@gmail.com

 

O Grupo Muzenza


O Grupo Muzenza de Capoeira, foi fundado em 5 de maio de 1972, na cidade do Rio de Janeiro, tendo como seu fundador, Paulo Sérgio da Silva (Mestre Paulão), oriundo do grupo Capoarte de Obaluaê, do Mestre Mintirinha (Luís Américo da Silva).

Em outubro de 1975, chega a Curitiba – Paraná – Mestre Burguês (Antônio Carlos de Menezes), que depois de lecionar nos bairros do Méier e Madureira, no Rio de Janeiro, decide fundar mais um núcleo do Grupo Muzenza no Sul do Brasil, implantando e desenvolvendo uma metodologia e uma filosofia própria, voltada para as raízes da capoeira, tendo introduzido essa modalidade em clubes, quartéis, escolas, academias, comunidades carentes e comunidades negras.

Mais de 15.000 alunos, já passaram pelo Grupo Muzenza de Curitiba, e hoje o Grupo se faz presente em 26 estados brasileiros, e 35 países, buscando sempre os fundamentos e as raízes da capoeira através de muita pesquisa.

Desde 1975, o Grupo passou a ser presidido pelo Mestre Burguês.

A proposta do Grupo Muzenza, é desenvolver um trabalho de capoeira, essencialmente como arte – luta, mas dando condições aos praticantes de se identificarem com os outros vários seguimentos que existem na capoeira.Dessa forma, o Grupo Muzenza apresenta uma proposta pedagógica que engloba a capoeira como: luta, arte, ritmo, poesia, cultura, desporto, profissão e filosofia de vida. Permitindo que cada aluno se identifique com uma dessas vertentes.

Todavia, a principal proposta do grupo Muzenza é a capoeira como luta, o desenvolvimento de uma metodologia e filosofia própria, nunca esquecendo de buscar as raízes da capoeira através de muita pesquisa, procurando preservar, a Capoeira Angola e Regional, bem como o respeito e valorização ao verdadeiro Mestre.

México: Mania de Vadiar 2012

Regado de axé, capoeira e boa energia, o 2º evento Mania de Vadiar, com a Realização do capoeira Berim Brasil Internacional e que contou com a Organização do Instrutor Monge e Monitor Bujão, esta edição 2012 aconteceu nos dias 11 a 14 de outubro, em Tepotzotlán (México) e contou com grandes nomes da capoeira:

  • Mestre Wellington – Capoeira Berim Brasil São Paulo Brasil
  • Mestre King – Grupo Aprendizes Rio de Janeiro Brasil
  • Mestre Girafa – Capoeira Muzenza Alagoas Brasil
  • Mestre Calango – Grupo União Capoeira São Paulo BrasilMestre Madona – Capoeira Muzenza Toluca México
  • Contramestre Busca Longe – Capoeira Muzenza São Paulo Brasil
  • Contramestre Monise – Capoeira Berim Brasil São Paulo Brasil
  • Contra Mestre Grilo – Caçua Capoeira – México
  • Professor Onça – Atitude Capoeira Xalapa – México
  • Professor Ferrão – Filhos de Bimba – México
  • Professor Mandinga – Abolição México
  • Professor Ponteiro – Jacaranda Capoeira – México
  • Professor Bolinha – Terreiro Capoeira – GDL – México
  • Graduado Mão de Pedra (Thiago) Capoeira Berim Brasil – São Paulo Brasil

Trazendo para o México as melhores aulas e rodas, num ambiente aberto e agradável, o Mania de Vadiar proporcionou a interação da capoeira Brasil e México, contando inclusive com participantes dos EUA.

Ver os rostos cansados em aulas difíceis regidas por grandes mestres, porém com um gás de vontade exalando foi surpreendente. Os risos contidos e olhares de admiração ao verem os contramestres e mestres jogando foi cena constante.

São desses momentos que tiramos as melhores experiências, não só de capoeira, mas de vida. A capoeira une as pessoas, une sentimentos, e tudo isso aconteceu em um dos melhores ambientes possíveis, com a natureza ao redor.

Pra quem foi, temos a plena certeza que saíram realizados e pra quem perdeu talvez seja a hora de se programar para os próximos.

Texto By: Luciana Van Meenen – http://berimbrasil.com.br

Capoeirista Alagoana é selecionada pela Escola Nacional de Circo

A alagoana, Carla Danielle Santos de Albuquerque, moradora do Complexo Habitacional Benedito Bentes, foi selecionada pelo edital Bolsa Funarte para Formação em Artes Circenses 2012 e vai para o Rio de Janeiro estudar circo durante 10 meses com direito a uma bolsa para custear sua estadia.

No dia 24 de setembro, ela irá refazer os exercícios que apresentou em DVD à comissão de análise do edital e, no dia 8 de outubro, inicia as aulas na Escola Nacional de Circo.

A trajetória de Carla Albuquerque começou aos 07 anos com o Grupo de Capoeira Muzenza. Aos 09 anos conquistou o seu primeiro titulo foi 1º lugar na 1ª Copa do Grupo Muzenza de Capoeira na categoria Masculina, naquela época não existia a categoria feminina para a disputa.

Aos 14 anos ficou em 2º lugar no 2º Encontro de Capoeira Alagoana do Grupo Muzenza, desta fez competindo na categoria mista (feminino e masculina). E seus títulos não param de crescer aos 17 anos foi 1º lugar no 3º Muzenza Yá na categoria feminina.

Aos 18 conquistou o 1º lugar na 3º Copa de Capoeira. E aos 20 anos trouxe para Alagoas o título de 3º Lugar na categoria feminina na 2ª Copa Norte/Nortedeste realizado no Estado de Recife. Desde de 2010 passou a fazer aulas de circo no Ponto de Cultura Centro Cultural Armazém do Circo se especializando em acrobacia de solo.

Segundo Carla, no início foi difícil, pois a acrobacia da capoeira é muito diferente da acrobacia de circo exige muita ponta de pé e corpo esticado, mas hoje consigo distinguir bem, na capoeira faço o AU que inicia de lado e as pernas ficam curvadas, já no circo faço a pantana que é de frente, com as pernas esticadas e tem abrir bem a escala. Em 2011 passou a integrar a trupe da Cia Orquídeas de Fogo que é a ONG que criou e gerencia o Armazém do Circo.

Em 2012, a Cia Orquídeas de Fogo montou o espetáculo “Nem tudo são flores” que é o primeiro espetáculo alagoano de circo contemporâneo. Carla Albuquerque faz um número de extrema complexidade com pernas de pau e tira suspiros da plateia. A sua última apresentação como parte da trupe foi na quarta passada, 19 de setembro na praça Deodoro como parte do projeto Aldeia SESC.

 

TH – http://www.tribunahoje.com

Rio Claro: Abordagem lúdica e pedagógica coloca bebês em contato com capoeira

Arte marcial misturada com dança, a capoeira teve início no Brasil no século XVI, servindo de instrumento da resistência cultural e física dos escravos frente à repressão dos colonizadores e senhores de engenho. Ao som de berimbau, o jogo mescla golpes mais rápidos e, também, lentos e próximos ao solo, cujo gingado e musicalidade são o diferencial desse esporte.

Em Rio Claro, a tradição é mantida com o passar das gerações. Para que a cultura afrodescendente continue sendo valorizada, bebês já estão tendo o primeiro contato com a capoeira. Com o apoio da Secretaria Municipal de Esportes, o Grupo Muzenza de Capoeira desenvolve projeto na Academia do Bairro Mãe Preta para o aprofundamento das padronizações técnicas e difusão do esporte.

De acordo com Luís Roberto de Lima, instrutor Guerreiro, que teve o primeiro contato com a arte aos sete anos de idade, a proposta em atender bebês é para colocá-los em contato com um momento histórico importante para o Brasil, além de incentivá-los para a música, cultura e atividades físicas. Sem riscos aos menores, reforça que as atividades desenvolvidas são lúdicas e pedagógicas. “Quis trabalhar com bebês para que o interesse pelo esporte seja despertado logo cedo, para que não se tornem indivíduos sedentários futuramente. Outro ponto é a possibilidade de lhes apresentar o contexto histórico da capoeira como uma expressão cultural brasileira”, comenta o instrutor.

Bananeiras, cambalhotas, exercícios em forma de gincana, uso de instrumentos musicais e alongamentos são as principais atividades desenvolvidas com os bebês de um e meio a quatro anos de idade. “Não tem perigo algum, ao contrário do que possam imaginar, pois a arte marcial não é aplicada, apenas elementos musicais, culturais e exercícios que trabalham e aperfeiçoam a coordenação motora e a musculatura”, reforça Guerreiro.

As aulas voltadas a essa faixa etária tiveram início há duas semanas, com vagas em aberto. São atendidos, também, grupos de seis a 12 anos e de jovens e adultos. Para o instrutor, a gratificação ao trabalhar com os menores consiste em ser uma opção frente à ociosidade das ruas, cuja arte faz parte da sua vida. “Ainda criança, estava próximo a uma praça, quando uma senhora me chamou para jogar capoeira com seu filho. A partir disso, interessei-me pela capoeira e, hoje, já são 12 anos atuando como instrutor”, conclui.

Mais informações, ligue: (19) 8325-3812 Guerreiro ou (19) 3533-5422/5433 Secretaria Municipal de Esportes. Acesse: www.muzenza.com.br. Local: Avenida 2-MP, esquina com Rua 16-MP, Parque Mãe Preta.

 

Aulas

As aulas acontecem de segunda, quarta e sexta-feira, na Academia do Bairro Mãe Preta, nos seguintes horários: das 18h30 às 19h, para bebês de um e meio a quatro anos; das 19h às 19h40, para alunos de seis a 12 anos; e das 19h40 às 21h, a jovens e adultos.

 

Grupo Muzenza

O Grupo Muzenza de Capoeira foi fundado em 5 de maio de 1972, no Rio de Janeiro, tendo como seu fundador Paulo Sérgio da Silva (Mestre Paulão), oriundo do grupo Capoarte de Obaluaê, do Mestre Mintirinha (Luís Américo da Silva). O Grupo se faz presente em 26 estados brasileiros e 35 países, buscando sempre os fundamentos e as raízes da capoeira. Desde 1975, é presidido por Ms. Burguês.

 

Fonte: http://jornalcidade.uol.com.br

Escola Marista Santa Marta: I Encontro de Bambas da Capoeira

A Escola Marista Santa Marta sedia e participa do I Encontro de Bambas. Realizado no dia 8 de julho, domingo, durante o dia, o encontro objetiva finalizar o projeto “Da Literatura a Capoeira” e também se despedir do Ir. Dener Souza, noviço presente na Escola desde março deste ano.

Confira a programação:

10h – Recepção dos convidados na Casa de Cultura de Santa Maria – Local: Praça Saldanha Marinho

10h30min – Roda de Confraternização.

12h – Almoço – Local: Escola Marista Santa Marta

15h – I Encontro de Bambas – término do projeto, roda de capoeira, despedida do monitor Foguete e do Ir. Dener Souza

18h – Encerramento

Os convidados para o evento são:

  • Mestre Peixinho Moreno – Grupo Muzenza – Barra do Ribeiro;
  • Mestre Nino Alves – Grupo Muzenza – Porto Alegre;
  • Mestre Biriba – Escola de Capoeira Irmãos da Beira – Mar de Angola- Santa Maria;
  • Mestre Militar – Associação de Capoeira de Rua Berimbau – Santa Maria;
  • Mestrando – Dungha – Capoeira Ilha de Mar Grande – Canguçu;
  • Contra-Mestre – Jarrão – Capoeira Ilha de Mar Grande – Pelotas;
  • Contra-Mestre -Gelo – Ass.de Capoeira de Rua Berimbau – Santa Maria;
  • Contra-Mestre – Gura – Ass.de Capoeira de Rua Berimbau – Santa Maria;
  • Prof.-Tião – Associação Amigos da Capoeira – Candelária;
  • Prof.Costela – Ass.de Capoeira de Rua Berimbau – Santa Maria;
  • Instrutor-Kabeça – União da Bahia – Quaraí;
  • Instrutor-Soldado – Desterro Capoeira – Porto Alegre;
  • Instrutor-Pacato – Ass.de Capoeira de Rua Berimbau – Santa Maria;
  • Instrutor-Gaga – Ass. de Capoeira Herdeiros da Ginga – Cachoeira do Sul;
  • Monitor-Italo de Paula – Capoeira Ilha de Mar Grande – Canguçu;
  • Monitor-Kamaleão – Ass.de Capoeira de Rua Berimbau – Santa Maria;
  • Monitor-Motta – Grupo Muzenza – Santa Maria;

Além da presença de graduados e alunos de todas as escolas citadas acima.

Participe deste evento e descubra porque a capoeira é o melhor esporte do mundo.

 

Fonte: http://colegiomarista.org.br/santamarta

2º Encontro Sergipano de Capoeira Muzenza

Abertura com Roda de capoeira será na Orla de Atalaia

No mês de agosto ocorrerá o 2º Encontro Sergipano de Capoeira Muzenza.

O evento terá início no dia 3 com Roda de capoeira na Orla de Atalaia às 19h30. Mais informações por meio do wesleysabia@yahoo.com.br.

Confira a programação completa:

Dia 03 : Abertura do evento com Roda de capoeira na Orla de Atalaia às 19:30h

Dia 04 : Grande aulão para criança e adultos com os mestres convidados. Mestre Burguês/RJ – Presidente do Grupo Muzenza de Capoeira, Mestre Abano/RJ e Contra Mestre Busca Longe/SP – Bicampeão Mundial de Capoeira.

Local: IFS – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (antigo CEFET). Avenida Eng. Gentil Tavares da Mota, 1166 – Bairro Getúlio Vargas, Aracaju/SE.

Dia 05 : Troca de corda e apresentação de Maculelê.

Local: IFS – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (antigo CEFET). Avenida Eng. Gentil Tavares da Mota, 1166 – Bairro Getúlio Vargas, Aracaju/SE

http://www.infonet.com.br

Muzenza: Mundial Capoeira Brasil 2013

INTRODUÇÃO

A CIDADE DO RIO DE JANEIRO SERÁ A SEDE DO FESTIVAL MUNDIAL DA CULTURA BRASILEIRA , NÃO É SÓ PELA SUA HISTÓRIA DE CAPOEIRA, SAMBA, JONGO E OUTRAS CULTURAS  NA ERA COLONIAL COMO PELA SUA POSIÇÃO GEOGRÁFICA ESTRATÉGICA POSSIBILITANDO A VINDA DE CAPOEIRISTAS DO MUNDO INTEIRO.
SUA BELEZA ARQUITETÔNICA, SUAS BELAS PRAIAS, O SAMBA, O JONGO, O FUNK , O FUTEBOL, AS PRAIAS E A ALEGRIA DO CARIOCA NOS FAZ CHEGAR AO EQUILÍBRIO, PORTANTO A PRESENÇA DOS MESTRES CONHECIDOS MUNDIALMENTE VEM DAR CREDIBILIDADE AOS GRANDES EVENTOS REALIZADOS PELO GRUPO MUZENZA NESSES 41 ANOS DE EXISTÊNCIA.
OBJETIVO
PROMOVER O 1º ENCONTRO DE PROFESSORES , ACADÊMICOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA, PEDAGOGOS, PSICÓLOGOS, PSICOPEDAGOGO E HISTORIADORES, NO INTUITO DE CONTEXTUALIZAR OS DEBATES E NOVAS PROPOSTAS PARA A ARTE DA CAPOEIRA.
O CAMPEONATO MUNDIAL É UMA COMPETIÇÃO DO JOGO DA CAPOEIRA  RESPEITANDO AS TRADIÇÕES E OS FUNDAMENTOS DA RODA.
OS CURSOS DE VÁRIOS SEGMENTOS.
RODA ABERTA DE RUA, PROMOVENDO A TROCA DE DISSEMINAÇÃO DE CONHECIMENTOS, TREINAMENTOS, RITUAIS, E FILOSOFIAS DA ARTE DA CAPOEIRA.
SOB A COORDENAÇÃO DO MESTRE BURGUÊS E COM A PARTICIPAÇÃO DE VÁRIOS MESTRES, AMIGOS, CONVIDADOS E DEMAIS INTERESSADOS, QUE TRABALHAM COM A ARTE DA CAPOEIRA.
APRESENTAÇÃO
DURANTE SÉCULOS O NEGRO FOI ESCRAVO, MALTRATADO E HUMILHADO NA NOSSA TERRA BRASIL, E GRAÇAS A ESSES INFORTÚNIOS, NA ÂNSIA DE LIBERDADE, A CAPOEIRA SURGIU.
SURGIU DO TERROR DAS IMUNDAS SENZALAS, DAS MAZELAS DA ESCRAVIDÃO, DO DESCASO DOS SENHORES E DA TOTAL FALTA DE HUMANIDADE REINANTE. PORÉM, ENQUANTO A ARTE DE RESISTÊNCIA, A CAPOEIRA, NO INÍCIO NÃO FOI TÃO BEM ACEITA ASSIM. PERSEGUIDA E QUASE IRRADICADA, TORNOU-SE FORMA DE VIDA DAS POPULAÇÕES URBANAS, A PARTIR DO SÉCULO XIX. POPULAÇÕES ESTAS MARGINALIZADAS, EM SUA MAIORIA, ATÉ HOJE.
LUTA, DANÇA, JOGO, CULTURA POPULAR, TUDO ISSO É A CAPOEIRA. EM BUSCA DE LIBERDADE DO CORPO E DO ESPÍRITO, A CAPOEIRA CAMINHA RUMO A PROFISSIONALIZAÇÃO. NO ENTANTO, COM RESPONSABILIDADE DE ALGUNS EM MANTER A CHAMA DA ANCESTRALIDADE ACESA, EM UM INTENSO RESGATE A CAMINHO DA CONSCIENTIZAÇÃO DE UMA IDENTIDADE PRÓPRIA.SENDO ASSIM O GRUPO MUZENZA DE CAPOEIRA BUSCA O RESGATE DE NOSSAS TRADIÇÕES E FAZENDO UM TRABALHO INDEPENDENTE DE REGRAS E NORMAS TÃO ESTRANHAS A SEUS VALORES E PROPÓSITOS, BUSCANDO, NO PASSADO DE LUTAS SOCIAIS E CULTURAIS(NÃO PESSOAIS), O CAMINHO QUE DÊ À CAPOEIRA A SUA VERDADEIRA IDENTIDADE.
PROGRAMAÇÃO
DIA 26 E 27 01/2013
1º ENCONTRO DE PROFESSORES E ACADÊMICOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA , PEDAGOGOS, PSICÓLOGOS, PSICOPEDAGOGOS E HISTORIADORES DO GRUPO MUZENZA

I) Na área do Treinamento Físico:
a) A importância da Flexibilidade para a prática da Capoeira.
b) Novos métodos de treinamento como auxiliares na preparação física do atletas de Capoeira: Treinamento Funcional, Treinamento suspenso, Pilates, Ballness (Bolas Suíça),etc.
II) Na área do Ensino:
a) Pedagogia da Capoeira na Escola;
b) A didática da Capoeira com adolescentes e adultos;
c) A importância do ensino da História e sua contextualização no ensino da Capoeira.
III) Na área Profissional:
a) Marketing pessoal;
b) Organização de eventos.
c) Utilização das redes sociais de forma profissional.
IV) Na área da Pesquisa:

a) Apresentação de oito temas-livres (dois para área Educação Física, dois para Pedagogo, dois para historiadores um para Psicólogo e um para Psicopedagogo) das áreas da História, Ed.Física, Pedagogia, Psicologia e Psicopedagogia.
b) Palestra: A importância da pesquisa para o desenvolvimento da Capoeira.
V) Na área Social:
a) Projetos sociais na Capoeira.
28/01/2013
2º ENCONTRO INTERNACIONAL DOS MESTRES DO GRUPO MUZENZA

29/01/2013
CURSOS

TREINAMENTO DE CAPOEIRA ANGOLA – REGIONAL – MODERNA  – ( MESTRES CONVIDADOS )
30/01/2013
TREINAMENTO COM OS MESTRES DA MUZENZA E A METODOLOGIA APLICADA NO GRUPO.

31/01/2013
EXAME PARA TROCA DE GRADUAÇÃO
TROCA DE GRADUAÇÃO E FORMATURA

DIA 01/02/2013
7º (CMMA) – CAMPEONATO MUNDIAL MUZENZA DE CAPOEIRA
CATEGORAIS MASCULINO E FEMININO:
CORDA – CRUA
CORDA – CINZA  /  CINZA E AMARELO
CORDA – AMARELO  /  AMARELO E LARANJA
CORDA – LARANJA  / LARANJA E VERDE
CORDA – VERDE   /  VERDE E VERMELHA
CORDA – VERDE E AZUL  / VERMELHA E AZUL (MONITOR)
CORDA – AZUL  /  VERMELHA E ROXA / VERMELHA E MARROM /  VERMELHA E PRETA
CORDA – CONTRA MESTRES E MESTRES
MASTER – DE 40 A 50 ANOS   (QUALQUER CATEGORIA PODE ENTRAR)
SÊNIOR – ACIMA DE 50 ANOS (QUALQUER CATEGORIA PODE ENTRAR)
INFANTIL – ATÉ 12 ANOS INCOMPLETOS
JUVENIL – DE 13 ANOS A 17 ANOS
ADULTO (MASC. E FEMININO) ACIMA DE 18 ANOS

DIA 02/02/2013
WFC (WORLD FIGHT CAPOEIRA MUZENZA)
CAMPEONATO DE CONTATO DE CAPOEIRA
CAPOEIRA É LUTA PRÁ QUEM É LUTADOR

Visitas as rodas de capoeira dos amigos do Grupo Muzenza.
Visitas e pesquisas a museus, bibliotecas e etc.
Obs.: A programação dos cursos, palestras, regulamento e locais serão divulgados através do site:
www.mundialmuzenza.com.br
CLIENTELA
PROFESSORES DE CAPOEIRA,
CAPOEIRISTAS EM GERAL,
PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA,
HISTORIADORES,
PEDAGOGOS,
PSICÓLOGOS,
PSICOPEDAGOGOS,
PESQUISADORES,
SIMPATIZANTES.
INSCRIÇÕES
FAZER DEPÓSITO:
Banco Bradesco – Ag. 541-0 Conta Corrente 76.624-0
Em favor de ANTONIO CARLOS MENEZES (MESTRE BURGUÊS)
Banco Itaú – Ag. 8325 – Conta Corrente 01673-4
Em favor de LILIA BENVENUTI DE MENEZES (PROFESSORA CRIANÇA)

Após efetuar depósito enviar fotocópia para o EMAIL: mundialmuzenza@hotmail.com ou enviar fotocópia para o endereço:

Av. Roberto Silveira, 348 – Apto. 103 – Bloco B – Icaraí
CEP 24230-161 – Niterói – Rio de Janeiro – Brasil
INFORMAÇÕES:
FONES:
(21) 9190.3234 TIM
(21) 8215.5979 TIM
(21) 7253.7339 VIVO

HOTÉIS E POUSADAS:
POUSADA FLAMENGO
TEL: (21) 2265.4476 / 2557.4659
AV: SILVEIRA MARTINS, 183 –
CATETE – RJ
POUSADA ART RIO
TEL. (21) 2205.1983 /2557.1058
AV: SILVEIRA MARTINS,135 –
CATETE – RJ
POUSADA GLÓRIA
TEL: (21) 2558.8064
RUA: DO CATETE, 34 – 1º ANDAR
CATETE – RJ
POUSADA REPÚBLICA
TEL: (21) 2556.2315
RUA: SILVEIRA MARTINS, 139
CATETE – RJ
HOTEL LEÃO
TEL: (21) 2205.2146 / 2556.0009 / 2556.1879
RUA: CORREA DUTRA,141
FLAMENGO – RJ
HOTEL MAGIC
TEL: (21) 2507.2037
RUA: SANTO AMARO, 11
GLÓRIA – RJ
HOTEL MONTE ALEGRE
TEL: (21) 2277.7300 / 2509.1820
RUA: RIACHUELO, 213
LAPA – RJ

13° Maringá Open de Capoeira

Open de Capoeira reúne mestres de três Estados em Maringá

 

Mestres e alunos do grupo Muzenza encontram-se em Maringá neste sábado no 13° Maringá Open de Capoeira. O evento tem início às 16 horas no Teatro Reviver. Antes, às 11h, integrantes do grupo participam de roda de capoeira na Praça Raposo Tavares, no centro da cidade.

Além do tradicional batizado e troca de cordas, o 13° Maringá Open vai comemorar os 30 anos do grupo na cidade, recebendo mestres e alunos de Curitiba, Foz do Iguaçu, Ponta Grossa, Itaipulândia, Cascavel, Apucarana, Francisco Beltrão, Florianópolis (SC), Presidente Prudente (SP) e São Paulo.

“Chegar aos 30 anos em plena atividade é motivo de muito orgulho”, diz Mestre Narizinho, que ao lado de Mestre Boca coordena atualmente o Grupo Muzenza em Maringá.

Fonte: http://www.odiario.com – O Diário do Norte do Paraná

RJ: Na roda com Théo

O gingado e a elasticidade não são os mesmos da adolescência, quando jogava capoeira em Brasília. Mesmo assim, Théo voltou no tempo e aceitou o convite para encontrar o Grupo Muzenza, do Mestre Burguês, numa roda no Aterro do Flamengo. Durante alguns momentos, o oposto da Seleção de vôlei e do RJX recordou a época de capoeirista e, ao falar do passado, comentou o grande ‘pulo do gato’ da sua carreira: ter virado atacante depois de ser levantador.

“Não dou conta de jogar capoeira mais, não”, brincou Théo, preocupado em não se machucar, depois de arriscar alguns movimentos para a sessão de fotos com o Grupo Muzenza.
Simpático, Théo logo se enturmou na roda e ganhou até apelido do Mestre Burguês, hábito comum entre os capoeiristas. “Poderia ser Coqueiro”, sugeriu o mestre, referindo-se aos 2,02m do jogador. “Não lembro do apelido que eu tinha, mas não tem muito como fugir disso. Quando parei com a capoeira, com 15 anos, já tinha mais de 1,90m”, recordou o oposto, melhor atacante da Liga Mundial.

Na vida de Théo, a capoeira deu lugar às quadras. Ele jogava vôlei no colégio em Brasília e foi chamado por um amigo para treinar num time.

“Lembro que, no primeiro dia, eu não fui porque estava na roda de capoeira”, recordou o atacante, que por pouco não iniciou sua carreira esportiva nas lutas. “Meu pai tentou me colocar no caratê. Ele comprou quimono, faixa, fez matrícula e, quando eu cheguei na porta da academia, desisti e voltei para casa. Acabamos entrando na capoeira eu, meus dois irmãos, Thiago e Samuel, e meu pai, Ronaldo, que gostava muito e era amigo do mestre”, contou Théo, orgulhoso com o presente que recebeu do Mestre Burguês: uma camisa do Grupo Muzenza. “Meu pai vai adorar”, comentou.

O destino de Théo era mesmo o vôlei. Começou no clube Sodeso, de Brasília, e teve uma experiência como levantador. Foi chamado nessa posição para a seleção infanto-juvenil, mas acabou cortado. Quando treinava na Ulbra, em 2004, veio a grande mudança. “Era para eu ser o terceiro levantador e comecei a atacar num treino. Foi aí que o Marcos Pacheco me passou para atacante. Tenho até que mandar um abraço para ele. Se não fosse ele, eu tinha parado de jogar”, brincou, aos risos.

Como atacante, sua carreira deslanchou, e Théo foi parar no Japão, atuando pelo Santory Sunbirds, na cidade de Osaka. “Lá é bom de morar, tranquilo”, elogiou o oposto, que não sentiu os efeitos do terremoto que devastou o país no início deste ano. “Eu estava longe de onde aconteceu. Mas é lógico que atrapalhou o país inteiro, os trens pararam”, lembrou ele, festejando a mudança para o Rio: “Aqui, no inverno faz sol. Lá, cheguei a pegar zero grau e até neve”.

A performance de Théo nas quadras do Rio pode ser conferida já na quinta-feira, quando o RJX disputa um amistoso contra a Cimed, no Maracanãzinho, com direito à participação do ex-jogador Nalbert.

 

Fonte: http://odia.terra.com.br/blog/sacaessa – referenciado pelo Mestre Burgues

Muzenza: Encontro Internacional de Capoeira – Portugal/2011

É com grande satisfação que convidamos os AMIGOS para mais um Encontro Internacional de Capoeira – Portugal/2011, que estaremos realizando no Shopping Dolce Vita Tejo, dia 04 de Junho, com início às 17h.

 

Programação:

Data

Local

Actividades

Domingo, 29 de Maio

16h

Parque Salgueiro Maia

Massamá

  • Roda aberta

6ª feira, 3 de Junho

20h

Real Sport Clube

Massamá

  • Roda aberta

Sábado, 4 de Junho

10h

Shopping Dolce Vita Tejo

  • Aulas

Sábado, 4 de Junho

17h

Shopping Dolce Vita Tejo

  • Shows
  • Batizado e troca de graduação dos alunos

 

Contaremos com as presenças especiais do Mestre Burguês (Presidente do Grupo Muzenza), Mestre Madona (Mexico)  Mestre Wellington (Grupo BerimBrasil – Brasil), Mestre Abdula (França), Mestre Nikimba (Espanha), Mestre Feijão (Espanha) e a participação de contra-mestres, professores, instrutores, monitores e graduados que desenvolvem seus trabalhos no Grupo Muzenza – Europa, bem como os AMIGOS de outros grupos.

Estamos contando com a participação de todos para que essa iniciativa seja um sucesso.

Contacto para confirmações: 00351 963 548 283 (Mestre Sargento)

    *Estaremos dedicando a realização desse evento em MEMÓRIA do Mestre Artur Emídio e do Mestre Peixinho (Grupo Senzala).

     

    Informações:

    http://www.rabodearraia.com

    Home

    http://www.muzenza.com.br