Blog

vivências

Vendo Artigos etiquetados em: vivências

USP: Capoeira, Cultura e Educação

No dia 24 de Julho de 2010 (Sábado) das 13:00 às 22:00h acontecerá em São Paulo, o Curso: Capoeira, Cultura e Educação. Será ministrado pelo Mestre Gladson e Prof. Vinicius Heine e fará parte da programação do VII Encontro Internacional de Esporte e Atividade Física, promovido pelo Instituto Phorte Educação, Universidade Gama Filho e Phorte Editora (inscrições através do site oficial do evento: http://www.institutophorte.com.br/vii-encontro-internacional-esporte-atividade-fisicacursos.php?tipo=1/) Maiores informações pelo telefone (011)2714-5678.

O Curso acontece pela terceira vez durante o Encontro Internacional do Instituto Phorte Educação. Este ano, houve um aumento da carga horária do Curso, que passou de quatro para oito horas, uma função de uma solicitação dos participantes das edições anteriores.

Neste curso serão abordados importantes temas relacionados aos temas Capoeira, Cultura e Educação, tais como: O Educar através dos movimentos da Capoeira, Integrando Educação e Cultura Popular, O Papel do Professor no processo Educativo da Capoeira, Dinâmicas e vivências educativas, A Dimensão Coletiva da Educação através da Capoeira, Educar para a Inclusão, O papel do prazer no aprendizado da Capoeira, As Emoções e a Inteligência Emocional na Educação da Capoeira.

O objetivo é criar um fórum de reflexão e discussão de importantes temas relacionados à pedagogia e ao processo de ensino e aprendizado da Capoeira. Reunirá profissionais da Capoeira (pesquisadores, Professores, Mestres e Contra Mestres) que atuam em Escolas, Universidades, Academias e Projetos Sociais em diferentes estados do Brasil.

O Encontro Internacional do Instituto Phorte Educação encontra-se na sua 7ª Edição e é um dos mais importantes Congressos em temas relacionados à Educação Física, ao Esporte e à Atividades Físicas. É um grande orgulho para a Capoeira, ver a nossa modalidade ocupando esse espaço e se fazer representar, mostrando o seu valor e sua relevância social.

O curso será teórico prático e as discussões acontecerão dentro de um contexto de vivências, dinâmicas e atividades próprias para o ensino da Capoeira em contextos educacionais. O curso tem como referência bibliográfica os livros Capoeira do Engenho à Universidade, de autoria do Mestre Gladson (cuja 4ª edição, corrigida e ampliada, acontecerá em breve pela Phorte Editora) e Capoeira um Instrumentos Psicomotor para a Cidadania, de autoria do mestre Gladson e do Prof. Vinicius Heine (professores do Centro de Práticas Esportivas da Universidade de São Paulo – CEPEUSP e coordenadores da Projete Liberdade Capoeira www.projeteliberdadecapoeira.com.br).

Os interessados devem se apressar em se inscreverem até o dia 15 de Julho. Após esta data, os valores da inscrição sofrerão uma pequena correção.

Participe! Venha trocar experiências e refletir sobre questões importantes do universo e da atuação da Capoeira.

ACANNE: Na volta que o mundo deu, na volta que o mundo dá…

ACANNE: Associação de Capoeira Angola Navio Negreiro, Apresenta para 2008 o Ciclo de debates, vivências e exibição de vídeos, com intuito de refletir sobre Capoeira Angola, Identidade e Globalização.

"NA VOLTA QUE O MUNDO DEU, NA VOLTA QUE O MUNDO DÁ!"
Ciclo de debates, vivências e exibição de vídeos, com intuito de refletir sobre
Capoeira Angola, Identidade e Globalização.

Apresentação:

Na certeza de que só manterão suas identidades na globalizacao aqueles e aquelas que estiverem em constante permanência com a sua cultura, a ACANNE trabalhará este ano com a idéia de aprofundar conhecimentos sobre o papel da Capoeira Angola, enquanto prática de liberdade contemporânea e guardiã de valores identitários.

Apartir de Março, sempre na última Sexta Feira de cada mês, além da nossa tradicional roda semanal de Capoeira Angola, haverá uma atividade especial que fará parte da programação do projeto: "NA VOLTA QUE O MUNDO DEU, NA VOLTA QUE O MUNDO DÁ"

Local:

ACANNE – Associação de Capoeira Angola Navio Negreiro
Rua do Sodré, 48 – bairro: Dois de Julho – Salvador – Bahia
Fones: (71) 3321-7496 / 3321-1488 / 9148-5999
Maiores informações: [email protected]
ou visitando nossos sites: www.acanne.com e www.acanne.org

Espero você em nosso Quilombo!!

Um abraço,

Mestre Renê Bittencourt

Araraquara: IQ/UNESP ensina a arte secular da Capoeira

Continuando com a crescente inclusão da capoeira no ambiente formal de ensino, agora é a vez do Instituto de Química da UNESP entrar na roda, sob a batuta do mestre Gilson Alves de Almeida.
Foram abertas 40 vagas e as vivências são realizadas aos sábados nas dependências do Daws, das quais 20 já estão ocupadas não apenas pelos alunos do IQ, mas atendendo também à comunidade vizinha, o que demosntra a preocupação em não segmentar ou coibir a participação da comunidade no projeto.
 
Pra que é de Araraquara – SP e região fica aqui a dica…
Luciano Milani

O Diretório Acadêmico Waldemar Safiotti (Daws), do Instituto de Química da UNESP, campus de Araraquara, em parceria com a Prefeitura Municipal abriu, 18 de maio, inscrições para aulas de capoeira, uma das atividades oferecidas pelo projeto de Oficinas Culturais, implantado na cidade desde 2002.
 
Oficinas Culturais são espaços que oferecem aos interessados atividades de caráter prático, com o objetivo de proporcionar oportunidades de novos conhecimentos e novas perspectivas. Isso é conseguido com a experimentação e o contato com os mais diversos tipos de linguagens, técnicas e idéias, possibilitando, assim, a formação de público e profissionais para o setor cultural.
 
No IQ, as vivências são realizadas aos sábados, ministradas pelo mestre Gilson Alves de Almeida, nas dependências do Daws. "Há uma preocupação em apresentar a capoeira aos alunos de forma integral. Eles aprendem tanto os movimentos característicos, quanto a sua história e fundamentos. Temas como cultura, arte, política, direitos e discriminação racial são discutidos, com interesse, pelos alunos durante a oficina", comenta o mestre.
 
Não há custo para os participantes. Os recursos para a manutenção do material e o salário dos monitores são repassados pela prefeitura. "Embora as pessoas não paguem pelas oficinas, elas não são gratuitas. É um serviço público, e como tal, um direito. São os impostos sendo convertidos em benefícios para a população", ressalta Gilson.
 
A capoeira é uma manifestação da cultura popular brasileira que reúne características particulares. Misto de luta, jogo e dança, ao som de instrumentos musicais (berimbau, pandeiro e atabaque), palmas e cânticos, ela é também uma forma de autodefesa e treinamento físico, destacando-se entre as modalidades desportivas por ser a única originalmente brasileira e fundamentada em nossas tradições culturais. "Uma roda de capoeira é uma filosofia de vida. Lá, assim como na vida, você toma uma rasteira e cai. Mas não pode ficar caído! Tem que se levantar e continuar jogando", diz.
 
"O objetivo de trazer a capoeira para a Universidade é a disseminação dessa filosofia. É o triunfo de uma cultura genuinamente brasileira que foi discriminada e marginalizada, por ter vindo das classes mais pobres, mas que hoje é aceita pela sociedade tornando-se um importante veículo de transformação cultural e social", lembra Gilson.
 
Foram abertas 40 vagas das quais 20 já estão ocupadas não apenas pelos alunos do IQ, mas atendendo também à comunidade vizinha. Os interessados em participar das vivências devem fazer sua inscrição no Daws, que fica na rua Francisco Degni, s/n, no bairro Quitandinha. O mestre Gilson também ensina sua arte a outros 300 alunos, no Centro Cultural de Capoeira Aracoara, que fica na rua Arcângelo Nigro 59, em Araraquara.
 
Fonte: UNESP 

CAPURAPAZ

  • SE VOCÊ É CAPOEIRA, NÃO FIQUE DE FORA DESSE GRANDE EVENTO.
    15/05/2005 – Tatuápé – SP

JUSTIFICANDO O EVENTO – CAPURAPAZ

A capoeira como uma manifestação da cultura popular na atual sociedade, se apresenta como uma das atividades mais completas, pois envolve um misto de dança, luta e jogo. Além disso, o seu processo histórico, o qual suas origens estão arraigadas a nossa história, nos leva a uma viagem ao passado, reconstruindo valores e fatos ocorridos no Brasil, trazendo aos dias de hoje a marca e a força dos agentes formadores de nossa cultura. Ao mesmo tempo em que a capoeira transmite informações sobre a história do nosso país, a mesma gera muito prazer ao público com o seu aspecto lúdico e combatente.

Esta manifestação foi proibida e severamente perseguida durante muitos anos. Atualmente, a capoeira é considerada como um dos mais ricos e legítimos símbolos da nossa cultura popular, estando presente nas escolas, nas universidades, nos clubes, nas academias, nas ONG’s, nos projetos sociais e em diversos países.

Porém, devido a essa popularidade, precisamos ter uma melhor compreensão acerca desta manifestação, pois estamos observando que na atual sociedade, as pessoas não estão entendendo e muito menos respeitando o processo histórico que a constituiu.

Neste sentido, acreditamos que seja necessário compreendermos a capoeira como uma manifestação da cultura popular capaz de contribuir para a elevação da auto-estima, o desenvolvimento da consciência crítica e para a construção de uma sociedade mais justa para os cidadãos brasileiros.

Sendo assim, nós, brasileiros, profissionais, praticantes dessa manifestação popular brasileira, passamos a ter uma grande responsabilidade com o futuro dessa arte e com as próximas gerações que irão conhecê-la através de nosso trabalho.

Entretanto, torna-se necessário oferecer ao grande contigente de profissionais, praticantes e estudiosos desta manifestação, informações que proporcionem não apenas um resgate histórico e cultural das origens e dos fundamentos da capoeira, mas também palestras, vivências e oficinas culturais que possibilite o desenvolvimento de reflexões e discussões acerca dos conhecimentos, saberes e fatores que influenciam diretamente a nossa sociedade e a prática da capoeira.
 

Read More