MESTRE BIMBA, A CAPOEIRA ILUMINADA JÁ ESTÁ NOS CINEMAS DO BRASIL.
14 Ago 2007

MESTRE BIMBA, A CAPOEIRA ILUMINADA JÁ ESTÁ NOS CINEMAS DO BRASIL.

As festas foram muito bonitas e emocionantes para todos que participaram delas. Em Brasília, onde o caminho do filme começou, foi organizada

14 Ago 2007

As festas foram muito bonitas e emocionantes para todos que participaram delas. Em Brasília, onde o caminho do filme começou, foi organizada pelo Ministério da Cultura uma linda pré-estréia, no CINE ACADEMIA, que contou com a presença de muitos mestres, dos produtores do filme, representantes do Ministério e de outros órgãos federais. O cinema estava completamente cheio, com poltronas e chão totalmente ocupados.

Depois de uma pequena palestra, presidida pelo Presidente da Fundação Palmares, Zulu Araújo, ex-capoeirista da capoeira angola e durante muitos anos presidente do OLODUM. Para nós, que fizemos o filme, a emoção era muito forte pois seria a primeira vez que o Mestre Luizinho veria o filme sobre o seu pai.

 

Na época das filmagens pelo fato do Mestre Luizinho estar morando em Goiânia deixamos sua participação para o final. Acabamos ficando sem dinheiro e tivemos, infelizmente, que voltar para o Rio. Na minha cabeça ficou morando essa frustração e eu queria muito que o Mestre visse finalmente o filme, o que aconteceu na pré-estréia de Brasília. Foi um dos grandes momentos que vivi naquele dia. O outro foi ver, com um grande sorriso e muita felicidade no rosto, a chegada do queridíssimo Mestre Skisyto, recém saído de um grave problema de saúde, mais um jogo que ele soube vencer com muita categoria.

Fotos LFG

Já chegou de longe mesmo falando em capoeira. Depois, foi um papo sem fim, após a sessão do filme, no coquetel com que o Ministério homenageou a capoeira de Brasília ali presente. Há muito tempo eu não participava de uma roda de PAOEIRA tão interessante, que terminou com a necessidade de fechamento da academia de tênis, já tarde da noite. Foi um papo extremamente técnico onde os Mestres Luizinho, Skisyto, Camisa, Gilvan e tantos outros davam uma aula de técnica de ensino e de desenvolvimento de esquivas e golpes, muitas vezes exemplificados com movimentos e tudo, além de muita conversa sobre toques, ladainhas e perguntas dos que não tiveram a felicidade de compartilhar os ensinamentos do Mestre Bimba. A cada resposta, Mestre Camisa se certificava com Mestre Luizinho sobre o que estava respondendo, com o Mestre Luizinho fazendo o mesmo. Para mim, e para todos que ouviam, foi uma fantástica aula de capoeira, que não queríamos que terminasse nunca.

 

Imaginei que aquele seria o mundo da capoeira em que todos nós gostaríamos de viver, sem brigas, mágoas e rancores. Ao fundo o som e a roda de Mestre Gilvan e seu grupo de capoterapia ajudavam a dar mais "clima" ao ambiente.

Ao final, fomos todos nos despedir do Mestre Luizinho que, amante das estradas e da sua vida "Easy Rider" voltaria naquela hora mesmo para a sua Goiânia, a bordo de um possante triciclo, capaz de atingir, com muito orgulho, diz ele, os 120 kms. Por hora.

Fotos LFG

 
Para mim ficou a lembrança de uma noite inesquecível, sem saber ainda do me esperava no Rio.
 

A SESSÃO ESPECIAL DE "MESTRE BIMBA, A CAPOEIRA ILUMINADA", NO RIO, PARA MAIS DE 700 CRIANÇAS E MESTRES DE PROJETOS SOCIAIS.

No dia seguinte de Brasília, tudo recomeçava para mim, no Rio de Janeiro, minha cidade querida e tão sofrida. Nós da produção tínhamos tomado a decisão, apoiada pela PETROBRAS, de fazer no Rio uma pré-estréia diferente das que normalmente se fazem. Pensei muito em Bimba e propus que a sessão fosse de manhã, em um fim de semana e totalmente dedicada às crianças de projetos sociais da capoeira, que viriam acompanhadas por seus mestres e responsáveis e alí não só poderiam conhecer uma sala de cinema, onde a maioria entrava pela primeira vez, como conhecer a história de Mestre Bimba e ainda participar de uma grande roda, após a sessão, com quase todos os grandes Mestres da VELHA GUARDA DA CAPOEIRA CARIOCA.

Fotos LFG

 

No palco, subiram mais de 20 mestres, de quase todos os grupos do Grande Rio. Muitas crianças, para ali chegarem às 10:30 da manhã, tinham madrugado e pouco dormido. Mas o clima de felicidade era geral. Antes do início formaram-se torcidas e OLAS, cada um gritando o nome do seu Mestre mais alto do que os outros. Um clima de harmonia, felicidade e respeito que chegou a balançar meu coração, confesso. Muitos vestiam camisetas feitas por eles próprios, com o nome e a marca do filme, retiradas do site, na internet. O Mestre Renato Baiano me presenteou com uma, feita por ele, que logo passei a vestir.

Fotos LFG

 

Um dos momentos mais emocionantes para mim foi quando eu pude chamar ao palco, representando todos os alunos de capoeira que ali estavam, o CABELEIRA, do grupo do Mestre Arerê, que devidamente uniformizado, havia sido escolhido para representar a capoeira na condução da tocha olímpica do PARA PAN 2007, em Copacabana, que seria pouco depois do término da sessão. Todos aplaudiram de pé.

Mestre Joel Marques conseguia não parar de fotografar um só instante.

Fotos LFG

 

Após a sessão, a Praça em frente ao CINE ODEON na Cinelândia, foi totalmente ocupada pela roda dos Mestres da VELHA GUARDA DA CAPOEIRA CARIOCA, que jogavam com as crianças para felicidade de todos que alí estavam ou apenas passavam.

Fotos LFG

 

Bem, estou seguindo o meu caminho de lutar para transformar o filme em um sucesso de público e colocar a capoeira em todas as mídias. A VOLTA AO MUNDO não pára e a próxima festa será em SALVADOR, a terra do MESTRE BIMBA. Viajo dentro de duas horas para lá e deixo aqui, umas fotos do que aconteceu em Brasília e no Rio.

Luiz Fernando Goulart
MESTRE BIMBA, A CAPOEIRA ILUMINADA

Confira a programação completa e as salas onde será exibido o filme

Leave a comment
Mais Artigos
comentários
Comentário

cinco × um =