Blog

pará

Vendo Artigos etiquetados em: pará

Aconteceu: IV Festival Internacional de Capoira em Itabira

Ontem, 10 de Janeiro de 2010, foi realizado a 4ºedição do festival internacional de Capoira em Itabira – MG.

Com o intuito de dar continuidade ao projeto “capoeira da Rua para o Futuro” (que atende mais de 400 crianças em 10 bairros de Itabira)

O evento trouxe diversas atrações como palestras, oficinas entre outras.um dos organizadores, Ronaldo Capoeira, participantes de Belo Horizonte, Sete Lagoas, São João Del Rey, Nova Serrana, Carbonita, Santa Maria de Itabira, João Monlevade, Ipoema, Timóteo, Pará de Minas, dos estados da Bahia, São Paulo e de países como Panamá, Colômbia, Estados Unidos participaram do evento nos 2 dias.

Mais informações: (31) 8783-9725 – Ronaldo (Capoeira); (31) 3834-8976
Romério (Guajamun); (31) 3835-5429 – Juarez (Xingu).

Acesse: veja as fotos – www.afrominas.com.br

 

Fonte: Lucas Moraes – Jornal Imprensa Jovem EDITORA

Pará: 8° Festival de Carimbó

Dias 19 e 20 de dezembro em Santarém Novo, no Pará

Acontece, nos dias 19 e 20 de dezembro, na cidade de Santarém Novo, na região do Salgado paraense, o 8° Festival de Carimbó.

O Festival tem como bandeira principal ‘o reconhecimento do Carimbó como Patrimônio Cultural Brasileiro’, revelando ao Pará e ao Brasil toda a beleza, força e originalidade do Carimbó, apresentando as suas diversas expressões, ricas em timbres e estilos, dando visibilidade aos mestres tradicionais e estimulando os jovens músicos e dançarinos que são a garantia de sua continuidade e renovação.

Realizado desde 2002 pela Irmandade de Carimbó de São Benedito, o evento é fruto de uma parceria entre Ponto de Cultura Iaçá e o Centro Cultural Solidariedade, com o apoio da Secretaria de Cidadania Cultural do Ministério da Cultura, por meio do Programa Cultura Viva, da Secretaria de Estado de Cultura-SECULT, da Fundação Curro Velho, do Instituto de Artes do Pará, do SESC Regional Pará, da Câmara Municipal de Santarém Novo e da Secretaria Municipal de Educação.

A programação de 2009 inclui a 8ª versão do Concurso Regional de Carimbó, agora chamado Troféu Mestre Celé em homenagem a um dos mestres da Irmandade já falecido, que é aberto para grupos de todo o Pará nos estilos raiz (ou tradicional, pau-e-corda) e o livre (que permite releituras e fusões). As composições inscritas no concurso são todas originais e inéditas, contribuindo para estimular a renovação do repertório de Carimbó da região.

O Festival oferece ainda Oficinas de Saberes e Fazeres do Carimbó, ministradas por mestres da Irmandade, que se inserem no esforço da comunidade em transmitir sua tradição oral aos mais jovens e assim assegurar sua preservação e continuidade.

Entre a programação do festival estão inseridas atividades como Arrastões de Carimbó e Roda de Tambores, Festa no Barracão, Alvoradas, Taberna da Cultura Popular, Cine-clube Comunitário e animados bailes e shows com grupos regionais, como o Grupo Iaçá (Belém) e locais, como o Grupo Os Quentes da Madrugada.

 

As inscrições para o “Troféu Mestre Celé”- 8º Concurso Regional de Carimbó e para as demais atividades ficam abertas até o dia 15 de dezembro e  podem ser efetuadas nos seguintes endereços e telefones:

 

Em Santarém Novo:

Secretaria do Festival: Centro Solidariedade, Centro, CEP 68.720-000, Santarém Novo/PA

Telefone: (91) 9995-4422 ou 9623-6878

Correio eletrônico: carimbopatrimonioculturalbr@gmail.com ou

quintino_vive@yahoo.com.br

 

Contatos da Coordenação:

Isaac Loureiro (9998-5321)

Solange Loureiro (9623-6878)

Correio eletrônico: carimbopatrimonioculturalbr@gmail.com

 

Confira a programação completa:

 

PROGRAMAÇÃO GERAL

 

Dia 19/dez – Sábado

06:00 – Alvorada do Festival com fogos e cantorias;

09:00 às 14:00 – 5º Seminário da Campanha “Carimbó Patrimônio Cultural Brasileiro”.

Tema: Carimbó e Natureza.

Convidados: Prof. Dr. Antônio Francisco Maciel (pesquisador e educador/Belém), Esperança Alves (Mana-Mani/Belém), Mestre Maninho (Resex Mãe Grande/Curuçá), Isaac Loureiro (Irmandade de S. Benedito/Santarém Novo), Dorotéa Lima (IPHAN/Belém), Lélia Fernandes (DPAT-SECULT/Belém);

17:00 – Arrastão do Carimbó – grande cortejo cultural de abertura do Festival com todos os grupos presentes;

18:00 – Mística de Chegança – Grupo Os Quentes da Madrugada/Irmandade de São Benedito (Santarém Novo) e grupo de idosos “Reviver” (Maracanã);

18:30 – Mini Festival – Mostra de Grupos Mirins de Carimbó – Grupos Trinca Ferro Mirim (Santarém Novo) e Tio Milico (Fortalezinha);

19:30 – Etapa Eliminatória do Troféu “Mestre Celé” de Carimbó (Estilo Raiz);

22:30 – Etapa Eliminatória do Troféu “Mestre Celé” de Carimbó (Estilo Livre);

00:00 – Festa de Carimbó no Barracão da Irmandade – Grupos Os Quentes da Madrugada (Santarém Novo) e Sancari (Belém).

 

Dia 20/dez – Domingo

06:00 – Alvorada do Festival com fogos e cantorias;

09:00 às 14:00 – 5º Encontro dos Mestres de Carimbó: Roda de Saberes e Fazeres – Lançamento da Campanha pela Lei Griô Nacional e pela Lei dos Tesouros Humanos do Pará;

Convidados: Mestres e Mestras, Ação Griô Nacional, Delson Cruz (Ministério da Cultura), Prof. Edilson Moura (SECULT/Belém);

16:00 – Arrastão Cultural “Carimbó Patrimônio Cultural Brasileiro: nós queremos!”;

17:00 – Roda de Carimbó com Mestres do Salgado e grupo de idosos “Reviver” (Maracanã);

17:30 – Cordão Tradicional “Os Pretinhos” (S. Novo);

18:00 – Orquestra de Carimbó de Santarém Novo;

18:30 – Mini Festival – Grupos Alegria Mirim (Cafezal) e Zimba Mirim (Maracanã);

19:30 – Entrega da chama da Lei Griô Nacional a todos os(as) mestres(as) presentes;

20:00 – Etapa Final Troféu “Mestre Celé” de Carimbó (Estilos Raiz e Livre);

00:00 – Show do Grupo de Cultura Regional “Iaçá” (Belém);

00:40 – Resultado e Premiações do Festival;

01:00 – Encerramento do 8º FEST RIMBÓFesta de Carimbó no Barracão da Irmandade;

OUTRAS ATIVIDADES

Oficinas de Saberes e Fazeres do Carimbo

Parceria com a Fundação Curro Velho

1. Confecção de Instrumentos Tradicionais do Carimbó

  • Instrutor: Mestre Sabá (Irmandade de S. Benedito/S. Novo)
  • Período: 09 a 18/dezembro/2009
  • 15 vagas

2. Danças Tradicionais de Carimbó

  • Instrutora: Solange Loureiro (Irmandade de S. Benedito/S. Novo)
  • Período: 14 a 18/dezembro/2009
  • 20 vagas

3. Percussão Tradicional do Carimbó

  • Instrutor: Mestre Dico Boi (Irmandade de S. Benedito/S. Novo)
  • Período: 14 a 18 de dezembro/2009
  • 15 vagas

 

 

Comunicação SID/MinC

Telefone: (61) 2024-2379

E-mail: identidadecultural@cultura.gov.br

Acesse: www.cultura.gov.br/sid

Nosso Blog: blogs.cultura.gov.br/diversidade_cultural

Nosso Twitter: twitter.com/diversidademinc

Projeto Social de capoeira fabrica campeões

O projeto Social Comunidade Capoeira de Belém do Pará, participou nos dias 30 e 31 de maio de 2009, do 2° Jogos Intermunicipal de capoeira, realizado na cidade de Marituba (Região metropolitana de Belém).

O projeto Social participou da competição com 5 integrantes  e obtiveram um ótimo resultado. Consagrando a atleta Marinete do Carmo, conhecida nas rodas de Capoeira como Neth Muzenza como Bi – Campeã de Capoeira  na categoria Adulto, peso médio. E o atleta Jhonici da silva (Pitt Bul), como Vice Campeão da categoria adulto, peso médio. Os dois atletas pertencentes ao Grupo Muzenza Capoeira.

A Competição foi realizado pelo Mestre Chaguinha e pelo Professor Paulo, ambos da Associação de Capoeira Luta Nossa do Pará, e contaram com o patrocinio da Secdel(secretaria de esporte e lazer de Marituba) e o apoio da Federação Paraense de capoeira.

O evento teve a participação expressiva do publico paraense e das academias de várias cidades do Pará, que lotaram o Ginasio municipal.
Um dos momentos mais marcantes da Competição foi a homenagem ao Grã-Mestre Bezerra, que foi pioneiro na organização da capoeira no Estado e um dos mais importantes Mestre da atualidade.

O Projeto social Comunidade Capoeira, foi criado e desenvolvido pelo Monitor Mac Iver(Grupo Muzenza Capoeira), que atende gratuitamente crianças carentes na Escola Jarbas passarinho(Souza), aos sábados e domingos às 16:00 horas e conta com atividades socio-culturais, com a realização de apresentações nos parques e jardins botanicos de Belém, além das já tradicionais apresentações folcloricas na praça da republica.

O telefone de contato é através do telefone: (91) 3231-6556 / 9115-2965 ou do E-mail: macivermuzenza@hotmail.com.

Lançamento do Livro: A política da capoeiragem

A Editora da Universidade Federal da Bahia fará seu próximo lançamento em Ilhéus-BA. O livro A política da capoeiragem :  a história social da capoeira e do boi-bumbá no Pará republicano (1888-1906), escrito por Luiz Augusto Pinheiro Leal, retrata a história da capoeiragem  durante a república no Brasil. O evento será realizado no Auditório Jorge Amado, na terça feira, dia 02 de junho, às 18:30h.

 

A política da capoeiragem: a história social da capoeira e do boi-bumbá no Pará republicano (1888-1906)

 

Luiz Augusto Pinheiro Leal

ISBN 978-85-232-0482-2

Editora: UFBA

237 p

 

 

A obra faz um relato sobre capoeira no Brasil no início do século XX . Tem como foco a região do Pará, onde a capoeira tem peculiaridaes diferentes da região da Bahia e do Rio de Janeiro. O livro é dividido em três capítulos e mostra a relação da capoeira com o Boi-bumbá e a capangagem política. Revela, também, a participação da capoeiragem na implantação da República no Brasil e as campanhas repressivas à capoeira e à “vagabundagem” na cidade de Belém. No fim da obra encontra-se uma lista com os capoeiristas do Pará antes da década de 70,  assim como, um elucidário com termos característicos do lugar e da época  citada.

” Ao mesmo tempo , a capoeira é transformada na competente pena de Luiz Augusto em uma janela para se observar a história dessa classe trabalhadora. Neste e em outros aspectos, é especialmente criativo o uso que ele consegue fazer da literatura como fonte para a história que narra.”

João José Reis

O quê: Lançamento do livro A política da capoeiragem :  a história social da capoeira e do boi-bumbá no Pará republicano (1888-1906, escrito por Luiz Augusto Pinheiro Leal

Quando: 02 de junho, terça-feira.

Onde: Auditório Jorge Amado – UESC

Ilhéus-BA

Horário: 18:30 horas

Att,
Esther Paola
Assessoria de Comunicação
EDUFBA (71) 32836163
www.edufba.ufba.br

Nota de Falecimento: Mestre Docinho

Transcrevo,  com tristeza, notícia da morte do amigo Mestre Docinho (Eudóxio Leunir Matos Santos Barbosa), um dos grandes baluartes da organização desportiva da Capoeira no Estado do Pará.
 
Foi professor de Capoeira durante alguns meses no Grupo Rei Zumbi de Capoeira, em  1989, no antigo DEFID, hoje DEAFI, aqui em Belém do Pará.
 
Faço minhas as palavras de despedida do meu amigo Mestre Ferro do Pé: 
 
“Bom dia Mestre Fernando,
É com tristeza (porém tenho multiplicar esta informação), que informo o falecimento de modo súbito, vítimado por ataque cardíaco, do Mestre Docinho no último domingo dia 29.03.2009, sendo que o sepultamento ocorreu no dia 30.03.2009 às 11:00h no cemitério parque das palmeiras em Marituba – Pa.
 
Momentanêamente o Berimbau se cala e o atabaque não ecoa o seu toque, mas, a alegria não pode morrer.   A vida segue seu curso apesar da dor e do lamento,  o toque de Iúna dará lugar a outros toques mais festivos e a irreverência as controvérsias e os saberes do Mestre Docinho embalararão conversas e contos, e a lembrança não morrerá jamais.
 
Axé e crescimento espiritual ao Mestre Docinho.”
 
Ferro do Pé.

Capoeiristas participam de encontro em Belém do Pará

O grupo de Capoeira Angola Pai e Filho, juntamente com outros mestres e contramestres de capoeira de Salvador, irão participar do I Encontro de Capoeira Norte e Nordeste, com o apoio do Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura. O evento será realizado entre os dias 14 e 21 do mês corrente, em Belém do Pará.

O I Encontro de Capoeira Norte e Nordeste tem o objetivo de promover a troca de experiências entre os participantes. Durante o encontro serão realizadas oficinas de capoeira, batizados e palestras com grandes mestres de capoeira do Brasil.

Veja abaixo relação dos mestres que irão representar a Bahia:

Pelé da Bomba / Tonho Matéria
Baixinho / Angola
Santa Rosa / Carlinhos
Faísca / Máximo / Sasá
Pequeno Mestre / Já Morreu

Fórum Social de Capoeira

Fórum Social de Capoeira, realizado Pelo Grupo Muzenza Capoeira, sob a coordenação de Mestre Burgues e Wander Mac Iver Rodrigues Beckman, o responsável pelo Grupo no Pará, é um conjunto de eventos realizados em 04(quatro) dias, que irá contemplar diversos seguimentos; promoção social, lazer, cultura, entretenimento, educação, esporte, folclore e etc

É com enorme alegria e prazer que nós do Portal Capoeira, agradecemos a menção e o convite para partilhar com toda a família Muzenza a riqueza e a diversidade deste evento. Em Novembro estaremos lá fazendo a cobertura em parceria com a SBT.

Luciano Milani – Editor

 

  Fórum Social de Capoeira

1- Identificação:

Nome do projeto: Fórum Social de Capoeira.

1.2 – Data de execução do projeto: 06 a 09 de Novembro de 2008.

1.3 – local de execução do projeto: Casa da Linguagem (Fundação Curro Velho), Cinema Olímpia e Instituto de Arte do Pará (IAP).

1.4 – Área de Manifestação:

Promoção Social, Cultural, Lazer, Esportiva e Folclórica.

1.5 – Instituição Proponente:

Grupo Muzenza Capoeira do Estado do Pará.

1.6 – CNPJ da Instituição Proponente (Anexar)

1.7 – Responsável pela instituição proponente: Antonio Carlos de Menezes (Mestre Burguês)

1.8 – Contato do responsável pelo projeto:

1.8.1 – Nome: Wander Mac Iver Rodrigues Beckman.

1.8.2 – Endereço: Psg – Auxiliadora n°15-a, Marambaia, Cep: 66,623-090 – Belém – Pará.

1.8.3 – Telefones: (91)3231-6556 / 9115-2965.

1.8.4 – E-mail:macivermuzenza@hotmail.com

1.8.5 – Página na Internet:http://graduadomaciver.blogspot.com

2 – Apresentação.

2.1 – Histórico: O Grupo Muzenza Capoeira, foi fundado no dia 05 de maio de 1972, na cidade do Rio de Janeiro, pelas mãos do Mestre Paulão (Paulo Sergio da Silva). Em outubro de 1975, chega a Curitiba – Paraná, Mestre Burguês (Antonio Carlos de Menezes), Presidente do Grupo Muzenza Capoeira, o qual tem sua matriz localizada na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 148-1° andar – Centro – Curitiba – Paraná.

O Grupo Muzenza Capoeira é uma entidade de utilidade pública, que tem como objetivo difundir a cultura da Brasileira. Atualmente o Grupo Muzenza é um dos maiores divulgadores da cultura brasileira, dentro e fora do país. Realiza cursos, palestras, projetos e os mais significativos eventos de capoeira no Brasil e no mundo. Tem representação em 33 municípios paraenses, 27 estados do Brasil e 34 países no mundo, com um total aproximadamente de 35.000 mil associados.

2.2 – Apresentação Evento: Fórum Social de Capoeira.

O Fórum Social de Capoeira é um conjunto de eventos realizados em 04(quatro) dias, que abrangerá os seguimentos; promoção social, lazer, cultura, entretenimento, educação, esporte, folclore e etc.

2.2.1 – Encontro de projetos Sociais.

Cursos/oficinas de capacitação e atualização de profissionais nas áreas de projetos sócio-culturais, capoeira, educação Física entre outros.

Debate e apresentação de projetos sociais participantes e intercambio entre profissionais ligados a área.

2.2.3 – Encontro Feminino de Capoeira.

Debates e mesa redonda com mulheres capoeiristas convidadas discutindo sobre problemas e preconceitos relacionados a capoeira e o universo feminino.

Curso e oficina com mulheres capoeiristas dos Estados do Tocantins, Goiás e Maranhão.

Grande encontro e gravação do documentário dentro do Fórum Social de Capoeira.

2.2.4 – Mostra Cultural de capoeira.

Exibição de filmes e documentários:

Mestre Bimba e a Capoeira Iluminada.
Capoeira – Paz no Mundo.

Concurso cultural de capoeira:

Concurso de criações artísticas e desenhos, que premiará obras e trabalhos artísticos de crianças e adolescentes participantes dos projetos sociais envolvidos.

Mostra Cultural de capoeira:

Apresentação de trabalhos artesanais do universo da capoeira e de seus integrantes.

Apresentações em pontos turísticos da cidade de Belém.

2.2.5 – Batizado e Troca de corda

Formatura dos alunos dos programas e projetos sociais participantes.

Apresentação de professores e alunos dos projetos.

Intercambio de Mestre e Professores de Capoeira do Pará.

2.3 – Abrangência do evento:

Belém e mais 23 cidades do Pará.

Maranhão, Tocantins, Piauí, Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso.

Divulgação em todo território Nacional brasileiro e mais 21 países através de intercambio e distribuição do Dvd no Mundial Muzenza de 2009.

3 – Justificativa:

Promoção da qualificação e atualização dos profissionais de capoeira e projetos sociais, em vista da grande necessidade que tais profissionais precisam.

Exposição dos projetos e programas participantes envolvidos e suas atuações para conscientização de uma maior participação da sociedade, empresas, instituições publicas e privadas.

Proporcionar intercâmbios entre os vários seguimentos da capoeira e dos profissionais envolvidos.

Revelar talentos artísticos e incentivá-los através da realização do evento.

Inclusão social de crianças e adolescentes através da capoeira e seus projetos.

Desenvolvimento e aperfeiçoamento de projetos já existentes e o incentivo de criações de novas propostas de trabalho e projetos.

4 – Objetivo Geral e Específico.

4.1 – Objetivo Geral:

Realização de cursos de qualificação para futuros profissionais que desejam ingressar na área de projetos sociais desenvolvidos a partir da capoeira.

Desenvolvimento e Melhorias de projetos, grupos e associações de capoeira.

Realização de intercâmbios entre capoeiras dos mais variados Estados e até mesmo do exterior.

Adquirir recursos para grupos, projetos e programas envolvidos pelo evento.

Formatura dos alunos e participantes dos projetos e programas envolvidos no evento.

Criação de um concurso cultural nacional, que premiará obras artísticas de crianças e adolescentes participantes de projetos sócio-culturais.

Geração de renda para alunos, pais, comunidade e pessoas ligadas aos projetos e programas existentes.

4.2 – Objetivo Específico.

Realização de 4 dias de cursos, oficinas e debates com profissionais de renome nacional dentro da capoeira, Ed. Física e áreas relacionadas ao social.

Auxiliar através dessas oficinas na organização e criação de projetos, com profissionais capacitados para a realização do mesmo.

Desenvolver melhorias nas propostas sociais através do conhecimento de políticas publicas voltadas ao esporte, cultura e lazer.

Proporcionar o intercambio cultural dos participantes a outros países no qual serão distribuídos as produções visuais(Documentário), proporcionando assim a visita de estrangeiros a nossa cidade.

Adquirir recursos com o evento e utilizá-los nos projetos sociais desenvolvidos pelo Grupo Muzenza capoeira.

Propor a criação de um concurso cultural de nível nacional com os participantes do evento de outros Estados e debater assuntos referentes a ele.

Proporcionar renda as famílias e comunidades envolvidas, dando condições de trabalhar nas confecções dos materiais utilizados no evento.

Ex: Camisas, panfletos, pintura, banners e etc.

5 – Metas

Realização dos eventos, palestras, cursos e debates em 04(quatro) dias de eventos pelo Fórum Social de Capoeira.

5.1 – Encontro de Projetos Sociais.
06 e 07 Novembro de 2008.

50 pessoas participantes por dia de evento.

Faixa etária: Crianças a partir dos 04 anos e adultos.

5.2 – Encontro Feminino

08 e 09 de Novembro de 2008.

50 pessoas participantes por cada dia de evento.

Faixa etária: Mulheres praticantes de capoeira.

5.3 – Mostra cultural de Capoeira
09 de novembro de 2008.

Cerca de 40 obras de crianças selecionadas por jurados no dia 06 de novembro.

Faixa etária: Crianças de 03 a 09 anos na categoria infantil e na categoria infanto-juvenil crianças e adolescentes de 10 a 16 anos.

5.4 – Batizado e troca de cordas.
09 de Novembro de 2008.

80 pessoas participantes pela cerimônia de formatura e batismo da capoeira.

Faixa etária: crianças e adultos.

5.5 – Encontro de Mestres e professores de capoeira.
09 de Novembro de 2008.

30 pessoas participantes da roda de apresentação.

Publico estimado pelo 4° dia de evento: 500 pessoas.

6 – Publico alvo:

Mestres, Professores, profissionais ligados às áreas de projetos sociais e Ed. Física, alunos de academias de musculação e etc.

6.2 – Beneficiários diretos:

Crianças e adolescentes dos programas Escola de Portas Abertas e do projeto Comunidade Capoeira.

Comunidade Capoeiristica em geral.

Associações e grupo participantes.

6.2 – Beneficiários indiretos:
Comunidades em geral.
Pais e Mestres.

Geração de trabalho autônomo temporário.

Aquisição de produtos e serviços das comunidades em geral(custo beneficio).
Outros.

7 – Parcerias

Grupo Muzenza Capoeira.

Superliga Brasileira de Capoeira.

MINC – Ministério da Cultura.

Movimento Capoeira Mulher (Pará).
Fundação Curro Velho

IAP (Instituto de Arte do Pará)
Cinema Olímpia

Fundação de Cultura de Belém(FUMBEL)

SBT BELÈM – Sistema brasileiro de televisão.

Portal Capoeira – www.portalcapoeira.com

8 – Divulgação e Marketing.

Flay’s, cartazes, outdoors, chamadas em rádios e televisão, convite, ingressos, panfletos e etc.

Citação do apoiador / patrocinador no Fórum social de Capoeira nos 04 dias de eventos, como instituição socialmente.

Divulgação em nossas apresentações e chamadas para o evento.

Logomarca do apoiador / patrocinador nas camisas do evento.

Cobertura em sites de capoeira, esportes e noticias.

Stand de divulgação no Fórum Social de Capoeira.

9 – divulgação do Projeto:

Apresentações:

Shoppings de Belém, Pontos turísticos, orlas a beira mar, escolas, programas de televisão e etc.

Distribuição de flays e cartazes:

Academias de musculação, praças, Grupos de capoeira, supermercados e etc.

Outdoor: utilização de 01(um) na Av. Alm. Barroso em Belém.

Divulgação virtual: convites e programações distribuídas em sites.

10 – Prazo de Execução

A execução do evento ocorrerá em etapas de 6 meses desde o inicio das divulgações até a conclusão da produção do documentário.

Apresentações mensais a partir de janeiro de 2008.

Distribuição de panfletos e flays: a partir de Março de 2008.

Confecção de Camisas e panfletos: 10 de Agosto de 2008.

Outdoor: 15 de Outubro de 2008.

Edição e entrega do material áudio-visual: A partir de dezembro de 2008.

Grupo Muzenza Capoeira

Psg-Auxiliadora n°15-a, Marambaia – Cep: 66.623-090.
E-mail: macivermuzenza@hotmail.com
http://graduadomaciver.blogspot.com
Tel: *55(91)3231-6556 / 9115-2965

Aconteceu: Campeonato Paraense 2008

A Federação Paraense de Capoeira – FEPAC realizou no dia 13 de julho o campeonato paraense 2008. Segundo avaliação do Diretor de Arbitragem, Mestre Docinho, foi uma inesquecível maratona de 11 horas de jogos, entre apresentações de conjuntos, duplas e as tradicionais disputas homem x homem e mulher x mulher.

A competição, que vem sendo realizada anualmente desde 1999, tem entre seus objetivos a divulgação e fomento da prática da Capoeira no Estado do Pará. A Federação, apesar das dificuldades, tem cumprido seu papel. Pelo menos é o que indica o número de participantes: nove associações representadas por 180 atletas cobrindo todas as fases da vida, das categorias mirim até terceira idade, segundo informou o Formado Ivan “Bareta”, Vice-Presidente da Entidade.

FEPACÁrbitros e atletas durante a execução do Hino Nacional Brasileiro na abertura do Campeonato Paraense de Capoeira 2008, em Belém-PA.

Os campeonatos anuais da FEPAC são bastante apreciados pelos praticantes. Não há impedimento algum à participação, exceto quanto a exigência de que o grupo esteja devidamente legalizado e se apresente com seus atletas e técnicos.

 

Quem mais ganhou com o campeonato este ano foram as pessoas que compõem as nove Associações participantes:

• Vitória Régia
• Rei
• Luta Nossa
• Zambo
• Ginga Pará
• Pará Capoeira
• Berimbau Brasil
• Helena Coutinho
• Guerreiros da Libertação

Essas associações possuem em seus quadros vários campeões brasileiros, atletas muito experientes e árbitros que vêm participando dos eventos da Confederação Brasileira de Capoeira – CBC desde 1998.
Isto somado à experiência local agrega valor social à Capoeira paraense e promove o reconhecimento dela como importante elemento de formação humana. Tal benefício se estende a todos os praticantes de Capoeira do Pará, mesmo aos não filiados.

FEPACEsteve presente na abertura do evento, também, o Mestre Bezerra, pioneiro na organização desportiva da Capoeira no Pará.

Considerado hoje o Mestre da Capoeira Angola do Pará, Mestre Bezerra, que também é fundador, árbitro da Federação e vice-campeão brasileiro master da CBC, não pode atuar este ano no Paraense por que estava se preparando para viagem a Salvador onde participaria do ato de registro da Capoeira como Patrimônio Cultural do Brasil.

É de se acreditar, pelo visto, que a capoeiragem paraense está preparada para os desafios que estão postos à Capoeira moderna, seja no campo da organização e prática desportiva, seja no da preservação dessa jóia da cultura brasileira.

A galera do Pará tem muito axé!

(fotos por Fernando Rabelo)

Capoeira, açaí e carimbó

Os capoeiristas paraenses têm um encontro marcado no dia 28 de junho de 2008. Nesta data acontece o I Festival de Capoeira do Projeto Castelo dos Sonhos, promovido pela ABECA (Associação Beneficente e Educativa Castelo dos Sonhos) e pelo GETI (Grupo da Terceira-Idade). A atividade acontece no Ginásio de Esporte José Maria Cardoso, no bairro da Jaderlândia, na cidade de Castanhal (PA), das 9 às 15 horas.

Promovido pelo Mestrando em Educação José Nazareno Abraçado Henriques, professor da Universidade Federal do Pará e idealizador da Clínica de Capoeira, o evento tem o objetivo de arrecadar fundos para a construção do local da distribuição da merenda escolar dos alunos do projeto.

O festival terá a presença dos mestres Jorge de Freitas (Ferro do Pé) e Nazareno (presidente da Federação de Capoeira do Pará. O jornalista Mano Lima, colunista do Portal Capoeira e editor da Revista Capoeira em Evidência, participa do evento como convidado especial, para fazer o lançamento de seus livros “Dicionário de Capoeira” e “Eu, você e a capoeira”.

O encontro é aberto a todos os grupos de capoeira do estado. No encerramento serão entregues os prêmios dos atletas de futebol do projeto Castelo de Sonhos. Além do batizado de capoeira, uma intensa programação cultural, que inclui carimbo e outras danças folclóricas, vai animar essa atividade de intercâmbio dos capoeiristas da terra do açaí e do carimbo.

Confira a programação:

9 h – Abertura do Festival
Hino Nacional, Histórico da Capoeira, Berimbalada, Maculelê, Danças Folclóricas e Batizado.
10 h – Sessão de autógrafos das obras “Dicionário de Capoeira” e “Eu, você e a capoeira”.
10:30 as 14 h – Apresentação de grupos de capoeira de projetos sociais da 1ª Idade, 2ª Idade e da 3ª Idade e outros grupos e associações de capoeira e de folclore.
14:30 h – Entrega da premiação para os atletas de futebol do Projeto Castelo dos Sonhos
15:00 – Encerramento.

 

Serviço: ABECA – Rua Universitária S/N – Bairro: Jaderlândia – Castanhal – PA – CNPJ: 48805980/0001-50
CEP: 68745-000 – Telefones: (91) 3721-2395 / 3721 8284

 

Livro: A política da capoeiragem: a história social da capoeira e do boi-bumbá no Pará republicano

O livro A política da capoeiragem: a história social da capoeira e do boi-bumbá no Pará republicano (1888-1906), escrito por Luiz Augusto Pinheiro Leal, será lançado na Casa de Benim (Pelourinho), no dia 11 de abril, às 18 horas. O autor retrata a história da capoeiragem durante a república no Brasil.

A obra faz um relato sobre capoeira no Brasil no início do século XX. Tem como foco a região do Pará, onde a capoeira tem peculiaridaes diferentes da região da Bahia e do Rio de Janeiro. O livro é dividido em três capítulos e mostra a relação da capoeira com o Boi-bumbá e a capangagem. Revela, também, a participação da capoeiragem na implantação da República no Brasil e as campanhas repressivas à capoeira e à "vagabundagem" na cidade de Belém. No fim da obra encontra-se uma lista com os capoeiras do Pará antes da década de 70, assim como, um elucidário com termos característicos do lugar e da época citada.
Sem dúvida, A política da capoeiragem: a história social da capoeira e do boi-bumbá no Pará republicano (1888-1906) é uma valiosa contribuição para a historiografia da capoeira no Brasil.

Luiz Augusto Pinheiro Leal graduou-se em História pela Universidade Federal do Pará, cursou Especialização em Teoria Antropológica pela mesma universidade, concluiu o Mestrado em História Social pela Universidade Federal da Bahia e, atualmente, desenvolve sua formação no Doutorado em Estudos Étnicos e Africanos da UFBA. É membro do Malungo Centro de Capoeira Angola e Colaborador do Conselho de Capoeiras do Pará.

"Ao mesmo tempo, a capoeira é transformada na competente pena de Luiz Augusto em uma janela para se observar a história dessa classe trabalhadora. Neste e em outros aspectos, é especialmente criativo o uso que ele consegue fazer da literatura como fonte para a história que narra."

João José Reis

Luiz Augusto Pinheiro Leal
ISBN 978-85-232-0482-2
Editora: UFBA
237 p / R$ 25,00

O quê: Lançamento do livro A política da capoeiragem: a história social da capoeira e do boi-bumbá no Pará republicano (1888-1906), escrito por Luiz Augusto Pinheiro Leal
Quando: 11 de abril, sexta-feira.
Onde: Casa de Benim (Pelourinho)
Horário: 18 horas