Blog

cabo

Vendo Artigos etiquetados em: cabo

Cabo Verde: Ginga e debate de Capoeira, em S. Vicente

A ginga, ao som do berimbau, voltou a invadir as ruas de Mindelo, no passado fim-de-semana. O 21º Encontro Nacional de Capoeira mobilizou mais de cem capoeiristas das escolas de S. Vicente Santo Antão e Sal, além de um praticante cabo-verdiano residente na Bolívia. “Este foi um dos encontros mais bem organizados que já fizemos. Recebemos os patrocínios solicitados e cumprimos toda a nossa programação. Estendemos o nosso convite aos capoeiristas da ilha de Santiago, mas, infelizmente, devido a problemas de ligação aérea, não puderam estar presentes”, afirma Djê, professor da academia Liberdade de Expressão, anfitriã do evento que costuma acontecer no mês de Dezembro.

Além das habituais aulas colectivas nas escolas e na rua, a reunião dos capoeiristas foi o momento escolhido para a graduação de 56 alunos, bem como, para o debate sobre o desenvolvimento desta expressão cultural e desportiva em Cabo Verde e a visualização de vídeos. “Foi também uma oportunidade para fazermos um balanço de 2012 e perspectivarmos 2013”, acrescenta o professor, que enalteceu o trabalho que a sua academia tem em curso na ilha de S. Vicente envolvendo um grupo considerável de crianças que estão a ser iniciadas na arte da ginga, uma aposta no futuro da Capoeira. Para o próximo mês de Abril está marcado um encontro internacional que deve assinalar mais um aniversário da academia Liberdade de Expressão.

Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

De acordo com o governo brasileiro, a reforma ortográfica pretende simplificar e unificar a grafia entre os diferentes países que falam português. No discurso de assinatura do acordo ortográfico, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse o seguinte: “[O acordo ortográfico] É o reencontro do Brasil com suas raízes mais profundas. Como avançar sem fortalecer a língua, como produzir bens culturais e didáticos sem uniformidade?”. Especialistas apontam que a unificação do idioma pode facilitar a assinatura de documentos diplomáticos, o comércio exterior e a cooperação entre os países de língua portuguesa.

Quais são os países que participam do acordo?

Participam Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. Brasil, Portugal, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe já ratificaram o acordo – ou seja, reafirmaram o compromisso de implantá-lo. O Brasil é o país que está mais adiantado, pois já tem um cronograma claro. Portugal se comprometeu a adotar as novas normas até 2014.

Quando foi firmado o acordo ortográfico?

As mudanças da língua portuguesa foram acordadas em 1990, entre Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe. Em 2004, foi assinado um documento diplomático que inseria no grupo dos países de língua portuguesa o Timor Leste.

Quantas palavras são modificadas pela reforma ortográfica?

Segundo o Ministério da Educação (MEC), 0,8% das palavras sofrem alteração no Brasil. Em Portugal, a proporção de palavras modificadas chega a 1,3%. Especialistas divergem sobre esse percentual: também já foi divulgado que 1,6% das palavras de Portugal e que 0,5% das do Brasil serão afetadas.

É possível voltar atrás e desfazer as mudanças?

No Brasil, de acordo com o decreto assinado pelo presidente Lula, qualquer revisão do acordo ortográfico está sujeita à aprovação do Congresso Nacional.

Até quando posso escrever na antiga ortografia?

É possível escrever na antiga ortografia até o dia 31 de dezembro de 2012. A partir de 2013 ficam valendo apenas as novas normas ortográficas.

Quais são as principais mudanças na ortografia que a reforma traz?

As principais mudanças são o acréscimo de três letras no alfabeto, a extinção do trema, a retirada dos acentos em partes das palavras, além de alterações no uso do hífen.

A queda do trema e de acentos muda a pronúncia?

Não. A pronúncia continua a mesma. A reforma ortográfica só modifica a escrita.

Os livros escolares vão adotar as novas regras?

De acordo com o MEC, os livros escolares estão autorizados a circular em 2009 nas duas grafias, a velha e a nova. Em 2010 as obras deverão circular apenas na nova ortografia – com exceção das reposições de livros.

O objetivo deste guia é expor ao leitor, de maneira objetiva, as alterações introduzidas na ortografia da língua portuguesa pelo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, assinado em Lisboa, em 16 de dezembro de 1990, por Portugal, Brasil, Angola, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e, posteriormente, por Timor Leste. No Brasil, o Acordo foi aprovado pelo Decreto Legislativo no 54, de 18 de abril de 1995.

Saiba o que muda na ortografia brasileira a partir de 2009.

Para baixar o Guia da Nova Ortografia da Lingua Portuguesa, clique aqui.

Cabo Verde: Jovens Capoeiras impedidos de Viajar

Recentemente a capoeira foi tombada como patrimônio imaterial, do país do samba e do futebol… Mas, a capoeira é, com certeza a nossa mais singular expressão cultural e de resistência.

Nossa Capoeiragem é praticada em todos os continentes é um potente veículo de expansão de nossa língua, nossa forma de viver e de nosso sentimento… alegria, solidariedade, respeito e cidadania.

Porém mesmo diante deste contexto, dois jovens capoeiras de Cabo Verde foram impedidos de viajar para Portugal e tiveram seus vistos indeferidos, assassinando um sonho alimentado a mais de um ano e meio a custa de muito trabalho, dedicação e economia. Os dois capoeiras, membros da Associação de Capoeira Liberdade de Expressão, não puderam participar do "Nosso Encontro" em Évora e ainda por cima ficaram com o CARIMBO DE INDEFERIDO EM SEUS PASSAPORTES, situação que irá sempre dificultar a entrada destes jovens cidadãos de Cabo Verde em outros Países.

Há algumas semanas notíciamos o caso de Mestre Nô, que foi barrado nos EUA (leia a matéria completa)

Segundo o Mestre Carlos Xexeu:

O trabalho social na verdade é uma consequência de um trabalho sério do nosso ambiente na Academia. Hoje somos a Associação Cultural e Desportiva que mais tirou e tira meninos da rua na cidade do Mindelo.

Os meninos gostam da capoeira, eles chegam aqui nas nossas aulas de qualquer jeito, drogados, sujos e não são rejeitados. A porta esta sempre aberta. Chega o dia em que ele passa a se sentir bem no espaço de treinamento e começa a praticar a capoeira.

Aqui na Associação eles aprendem artesanato, capoeira e o mas importante aprendem valores de um cidadão. Hoje temos muitos jovens que já não tem tempo para vir praticar a capoeira porque trabalham de dia e estudam a noite, isso é gratificante para um arte educador.

O que aconteceu com estes dois meninos é de extremo mal gosto e uma completa falta de vergonha!!!

Associação de Capoeira Liberdade de ExpressãoA Associação de Capoeira Liberdade de Expressão é uma entidade filantropica que tem como principal objectivo divulgar a arte capoeira no Brasil e no Mundo, hoje a Associação é referência no mundo inteiro pelo trabalho desenvolvido no Brasil e em Cabo Verde com crianças, adolescentes, homens e mulheres, um trabalho de caracter cultural, desportivo e social.

 

Leia Mais: http://capoeiracaboverde.com

Resultado: Campanha “Nestor Capoeira”

Editora Record e o Portal Capoeira tem o enorme prazer de contemplar os 20 vencedores da Campanha Nestor Capoeira

O Portal Capoeira fechou uma parceria com a área de Marketing do grupo Editorial Record. Por meio delas, foram sorteadas obras do Nestor Capoeira, lançadas pela Record: “O pequeno manual do jogador”, publicado em 1998 e hoje em sua 8ª edição; e “A Balada de Noivo-da-Vida e Veneno-da-Madrugada”.


Os 20 vencedores foram selecionados automaticamente com base na pontuação obtida no Quiz.

Somente os participantes que obtiveram uma percentagem igual a 100% é que se habilitaram para o sorteio dos livros.

 

Lista dos Vencedores:

 

  1. Marcus Nascimento, São Paulo/SP mvnas@yahoo.com
  2. LUIZ CLÁUDIO MARQUES DA SILVA, RIO DE JANEIRO, RJ, mestreteacher@gmail.com
  3. Ramon Lourenço Maslak Fabisiak, Porto Alegre/RS, ramonmaslak@yahoo.com.br
  4. Frederico José de Abreu, Salvador, Bahia fredeabreu@gamil. com
  5. Hélio Fernandes, Sorocaba/SP, heliop@usp.br
  6. giovana victoria – Recife – Pernambuco – plano11gerais@gmail.com
  7. Beatriz Lima / BH / MG / bia_bh@bol.com.br
  8. Vanessa Vieira Midlej Silva, Natal, Rio Grande do Norte, vanessacdonatal@hotmail.com
  9. Antonio Lannersson A. dos R. Silva, José de Freitas/Piauí e yaremaleite@ig.com.br
  10. ESNEYDER VEGA, BOGOTA/COLOMBIA ,PIGMEO_55@HOTMAIL.COM
  11. graco ruiz espinosa, cidade do Mexico, Mexico, lebre22@gmail.com
  12. Luana Motta Coelho, Arraial do Cabo, RJ/ – inez_arraial@hotmail.com
  13. Ramsés Helenos da Silva,Cidade:São Vicente,SP, e-mail:contatoramses@bol.com.br
  14. Paulo Junior, Ilha Solteira SP, jpxis2002@hotmail.com
  15. Daniel Ferreira Mafra, Brasília/DF dfmafra@yahoo.com.br
  16. carlley miguel rodrigues,cabo de santo agostinho/pe carlleypezao@hotmail.com
  17. walter dos Santos Dias, teresina-PI instrutorpardal@yahoo.com.br
  18. Alessandro C. Fortunato, Contagem/MG – alessandro.acf@bol.com.br
  19. Andreia Mariana Cardoso, Mogadouro, PT, andreia_mariana1@hotmail.com
  20. Rodrigo Fernando Bunese, Curitiba – PR, barrilzao@gmail.com

Entrega dos Livros:

Os vencedores serão contactados diretamente pela Editora Record a qual ficará responsável por todo o processo de entrega dos livros aos contemplados.

www.record.com.br

Nota de Falecimento: Vanderley Monteiro Silva (Cabo 7)

Bom dia!

Meu nome é Walace Rocha, capoerista batizado como 100% pelo Mestre Pelé (Associação de Capoeira Casa do Engenho), de Duque de Caxias, Rio de Janeiro.

É com pesar que solicito a este sério site, a informação do óbito de uma das maiores promessas da capoeira carioca no dia 27/10/07, vítima de acidente automobilístico na Estrada de Três Rios. O jovem professor Vanderley Monteiro Silva, 33 anos, muito conhecido no meio da capoeiragem como Cabo 7, motivo de luto e registro, que pelo atropelar dos fatos, muitos de seus admiradores e amigos ainda não sabem.
Que a sua memória seja resgatada em cada roda; que seus amigos tenham sempre a sua alegria e espontaneidade nos treinos e apresentações.

Vanderley Monteiro Silva, 33 anos, muito conhecido no meio da capoeiragem como Cabo 7
Clique para ampliar as imagens…

Desde já agradeço a colaboração, em nome dos Mestres Levy, Pelé e da Associação de Capoeira Casa do Engenho/RJ.

Axé,
100%

Desejamos a toda família e amigos do Cabo 7 muito força e união neste momento delicado da caminhada do ser humano…

Um grande abraço, repleto de muito axé de toda equipe do Portal Capoeira.

Cabo Verde: Mestre carlos Xexeu e Festival Internacional de Capoeira

Cabo Verde acolhe Festival Internacional de Capoeira

Cerca de 500 capoeirist as de Cabo Verde, do Brasil, da Espanha e da Alemanha participam de 12 a 17 de Outubro na ilha cabo-verdiana de São Vicente no III Festival Internacional de Capoeira.

 

O festival, uma iniciativa da academia de capoeira Liberdade de Expressão do mestre brasileiro Carlos Xexeu, visa a troca de experiências entre os capoeiristas.

Durante o evento serão realizadas mesas redondas para debate dos fundamentos da capoeira, projectados filmes sobre a modalidade e organizadas palestras e rodas de rua.

 
Com a presença de mestres brasileiros, a capoeira vem ganhando expressão em Cabo Verde onde já existem diversas escolas desta disciplina que mistura desporto, luta, dança, cultura popular, música e brincadeira.
 
A capoeira é uma expressão cultural desenvolvida por escravos africanos e pelos seus descendentes, sobretudo de Angola, levados ao Brasil.

Abadá e Mestre Cobra em Cabo Verde

Abada recebe mestre "Cobra" em Cabo Verde  
 
A Associação Abada Capoeira de Cabo Verde, que é filiada na maior associação de capoeira do mundo com mais de 60 mil praticantes em 33 países e ainda representantes em todos os estados brasileiros, realiza até ao próximo dia 16 de Julho um festival de capoeira, com a presença de mestres e professores internacionais, pelas ilhas. É assim que depois de Santiago, Sal e Santo Antão, São Vicente prepara-se para receber a partir de hoje, sexta-feira, 13, três professores de capoeira brasileiros, sendo que um deles reside actualmente em Portugal e um mestre de capoeira conhecido no meio por “Cobra”.
 
A vinda desses especialistas brasileiros de capoeira a Cabo Verde para participar no festival internacional de verão da Abada, que marca o arranque da campanha contra a violência, é a acção mais visível desta actividade que terá a duração de um ano. “Estivemos 10 dias na ilha de Santiago, dois dias no Sal e dois dias em Santo Antão. A partir de hoje, sexta-feira, 13, vamos estar em São Vicente, ilha onde iremos realizar uma seria de actividades até a próxima segunda-feira, data do término do festival”, explica António Marques, ou melhor ‘Patcha’, responsável do Abada em Cabo Verde.
 
Esta campanha contra a violência, de acordo com o professor de Abada Pacha, vem na sequência de uma campanha idêntica realizada em 2006, nessa ocasião a favor da água. Esta campanha arrancou em princípios de Junho com a distribuição de folhetos em escolas do Ensino Básico Integrado de São Vicente e foi levado às principais ilhas do país, com a realização de actividades nas ilhas de Santiago, Sal, Santo Antão e São Vicente. “Estamos a passar uma mensagem muito educativa. Em simultâneo, estamos a distribuir folhetos com informações sobre as formas de combater a violência, a conversar com as crianças e, claro, a utilizar a capoeira para passar a nossa mensagem de paz e amor”.
 
Esta mensagem, mesmo depois do término do festival internacional de capoeira, indica Pacha, está presente em todas as actividades realizadas pelas diversas filiais da Abada Capoeira ao longo do ano de 2007. Pacha destaca ainda o facto de, nesta altura, o país estar a ser procurado com regularidade por grandes empreendimentos turísticos que vêm a Cabo Verde sobretudo por causa da tranquilidade que essas ilhas oferecem.
 
Foi com esse propósito que, em cada uma das ilhas visitadas, o Abada Capoeira realizou uma série de localizadas com a presença de capoeiristas nacionais e dos convidados especiais, os três professores de capoeira e do mestre Cobra, que se encontram em Cabo Verde. “Sabemos do impacto da capoeira, sobretudo entre os jovens e estamos a utilizá-la como chamariz”, admite este responsável, que aproveita para informar que todo esse trabalho do Abada está a ser desenvolvido em parceria com a Comissão Nacional dos Direitos Humanos e Cidadania (CNDHC) e dos órgãos de comunicação social.
 
 
Constânça de Pina
A Semana online
http://www.asemana.cv

Pernambuco: I Aulão Integrado Ginga Brasil.

A cada dia nosso Portal tem recebido mais e mais visitas dos mais diferentes e distantes pontos do Brasil e do Mundo… Posso seguramente afirmar que o Portal já está sendo lido e conhecido do Iapoque ao Chuí, da Malasia ao  Sudão, de Israel a Australia…
Nos chegam emails de diversas grupos e lugares… A força da Capoeira espalhada pelos 7 mares… pelos 4 cantos do globo….
 
Tudo isto somente pode ser tornado realidade devido a importante presença das novas tecnologias, da massificação do uso da internet como um dos principais meios de comunicação de nossos tempos… e pela coragem e espírito desbravador dos capoeiristas que tem gingado pelo universo da capoeiragem em busca de um espaço…
Não devemos esquecer a energia da camaradagem e da união e cidadania inerentes deste movimento…
 
Lá de Pontezinha (Cabo de Santo Agostinho – Pernanbuco), nos chegam notícias de que a capoeiragem vai muito bem obrigado!

I Aulão Integrado Ginga Brasil.

Dia: 17 de Junho de 2007
Horário: 14:00 às 17:00hs
Local: Escola Guimarães
Pontezinha – Cabo de Santo Agostinho – PE

Programação:

14:00hs Oficina de Vídeo.
14:30hs Aulão de Capoeira com os Convidados.
15:30hs Aulão de Maculelê
16:00hs Rode de Capoeira
17:00hs Enceramento.

Organização: Instrutor Bambinho.
Direção: Professor João.
Supervisão Geral: Contra Mestre Galo.

 

{ mospagebreak title=Page Title&heading=Page heading }
 

 

CAPOEIRANDO 2007

CAPOEIRANDO 2007 Em Arraial do Cabo, o paraíso das praias do Rio de Janeiro, a antiga vila de pescadores, com todas suas belezas naturais.
 
Em Arraial o Cabo, além das aulas de CAPOEIRA, CAPOEIRA REGIONAL e ANGOLA.
 
Diferentes mestres, como de costume, as noites cariocas serão quentes e agitadas com luaus na Praia Grande e o samba da rapaziada. Em Arraial do Cabo ainda teremos passeios de barco pelas prainhas do Pontal do Atalaia, Gruta Azul, Praia da Marinha e Praia do Forno mais exposição de fotos de capoeira da Pimpa.
 

Varíos mestres do grupo Senzala e de outros grupos para estar passando toda a experiencia adquirida em varios anos de convivio com a nossa Capoeira.

Chegada (arrival): 17/01/07
Seminários (classes): 17 a 20/01/07
Encerramento (ends): 21/01/07
 
Locais:
Seminários – Colégio CIEP da Prainha;
Palestras – Centro Cultural da Prefeitura;
Rodas na Praça da Rodoviária 19h.
Classes: Dias 17 – 16h, 18 e 19 – 10 às 14h
Sábado 20/1 – 10 às 18h!
 
Capoeira Angola
Capoeira Regional
Maculelê
Percussão
Dança Afrobrasileira
 
Para se inscrever no CAPOEIRANDO 2007 – http://www.capoeirando.com.br

II Festival Internacional da Capoeira no Mindelo

Perto de quinhentos capoeiristas são esperados na segunda edição do festival internacional de capoeira da Academia Liberdade Expressão, evento que decorre de hoje a 2 de Dezembro, na cidade do Mindelo.
A abertura do festival acontece na Rua de Lisboa, com um espectáculo de ritmo e expressão corporal envolvendo centenas de capoeiristas ao longo da avenida. “O espectáculo vai contar a história da escravatura. Vamos colocar em evidência as diversas facetas da capoeira: o lado cultural, a dança, a luta… A capoeira é uma cultura homogénea mas, quando se expõe, torna-se heterogénea”, explica Xexéu.
 
Para este encontro internacional, a Academia já assegurou a presença do Mestre China, Mestre Jó, Professor Boca d’Peixe, Professor Jurado, Professor Adílio e de um instrutor que virá de Portugal. Paralelamente, a organização conta com um número expressivo de alunos que virão de determinados países europeus, especialmente das Canárias e da Espanha. Os convidados chegaram a S. Vicente ontem e logo nessa noite houve uma Roda do Galo, que se prolongou pela madrugada dentro.
 
“A expectativa é que este encontro sirva para a troca de informação e de experiência. Existe a minha filosofia, a filosofia dos outros e a verdadeira. É necessária a troca de ideias e ninguém deve ter medo de ser questionado”, defende Carlos Xexéu.
 
O programa do festival inclui actividades ao ar livre, destinadas à comunidade, e outras internas, viradas somente para os capoeiristas. Em princípio, uma centena de alunos será baptizada durante o evento e outros cento e cinquenta vão fazer a troca de graduação. Segundo Xexéu, o evento vai envolver workshops, rodas, palestras além de uma noite dedicada à cultura negra presente em Cabo Verde. A Academia vai ainda aproveitar o festival para lançar um DVD, colocar à venda os primeiros postais fotográficos da capoeira cabo-verdiana e inaugurar o site da associação Liberdade Expressão.
 
A Semana online – Portugal – http://www.asemana.cv