Blog

competição

Vendo Artigos etiquetados em: competição

Baiano Lucas Ferreira, o Ratto, vence O Red Bull Paranauê

Baiano Lucas Ferreira, o Ratto, vence O Red Bull Paranauê

A final da competição Red Bull Paranauê aconteceu na tarde de ontem no Farol da Barra, Salvador – Bahia.

Quem disse que santo de casa não faz milagre? Sob os olhares da torcida e, por quê não, de todos os santos da Bahia, Lucas Dias “Ratto” provou todo seu talento e se consagrou “o capoeirista mais completo do mundo” no Red Bull Paranauê.  Ele superou outros 15 capoeiristas e levantou o troféu da competição em sua terra natal, Salvador (BA).

Dezesseis capoeiristas em busca de um título: ser o “mais completo do mundo”. Para vencer a primeira edição do Red Bull Paranauê, que aconteceu no Farol da Barra na tarde de ontem, não era preciso ser apenas um bom capoeirista, mas demonstrar que sabe jogar e tem ginga em três dos principais segmentos da luta: angola, regional e contemporânea. Para avaliar o estilo e precisão dos golpes dos participantes, seis mestres – dois especialistas em cada tipo de toque – foram convidados: Nenel, Itapuã, Jogo de Dentro, Vírgilio, Paulinho Sabiá e Capixaba.

A grande final

O último jogo foi entre Lucas Dias “Ratto” e o paulista Arthur Santos “Fiu”. Os toques escolhidos para os últimos jogos foram o de São Bento Grande, representando a capoeira Contemporânea, e o de Jogo de Dentro, representando a capoeira Angola.

“Acho que meu diferencial foi o toque São Bento Grande. Como sou da capoeira Contemporânea, esse era meu forte, principalmente pela minha rapidez e pela facilidade de fazer acrobacias no ar”, diz o campeão.

Mas, mesmo com Ratto levando o título do evento, todos os capoeiristas saíram com a sensação de que ganharam, principalmente, muita experiência e amizades no Red Bull Paranauê.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Foi maravilhoso. A experiência como um todo, as aulas, o campeonato, foi tudo muito bom. Tivemos praticamente uma aula particular com os Mestres, nem todas as pessoas têm a oportunidade de vivenciar isso. Pra quem vive de capoeira, como eu, isso não tem preço.

Arthur Santos Fiu

 

Sou suspeito para falar, passei os melhores dias da minha vida aqui. Todos do grupo que eu faço parte estava do meu lado dizendo que eu era capaz. Meu professor me disse, uma noite, “você vai ganhar”. Eu nem acreditava. E eu ganhei!

Lucas Dias Ratto

Na Platéia

E o público de baianos e turistas, que vibraram a cada movimento mais ousado, viram um soteropolitano, Lucas Ferreira, o “Ratto”, ser campeão. “É muito importante para mim ser primeiro vencedor do campeonato. Não me vejo como um campeão da capoeira, mas um campeão da competição”, disse o atleta de 31 anos.

A torcida, segundo Ratto, fez toda a diferença para a vitória dele. “Eu estava em casa, né? Meu apelido é rato porque sou um rato de roda. Estava aqui com meus amigos na plateia também e foi muito bom sentir essa energia”, comemorou.

A turista catarinense Alessandra Espinola, 42 anos, não tinha um participante favorito, mas estava torcendo por todos.  “Soube pela internet do campeonato e vim para assitir. Gosto muito de capoeira e achei o evento bem massa. Acredito que esse tipo de evento é muito bom para divulgar a capoeira”.

Já o casal de  capoeiristas Erica Almeida e Edson Negrete compareceram ao evento com o filho Denen, de 3 anos, para torcer pela baiana Débora Pérola, única participante feminina da competição. “É importante ver a capoeira acontecendo no berço dela e ver ela ser levada para vários outros países. Como mulher, me senti representada por ela”, disse.

O campeonato Red Bull Paranauê contou com o apoio da Prefeitura de Salvador, por meio da Empresa Salvador Turismo, a Saltur. “É muito  importante poder unir esse conteúdo que temos que é o patrimônio imaterial da capoeira  com a  ação de promoção da cidade”, declarou o presidente do órgão, Isaac Edington.

Mais de 3500 pessoas estiveram no Farol da Barra para assistir a Mestres renomados julgando alguns dos maiores capoeiristas do mundo na busca pelo mais completo de todos.

Impressões

“Através de toda a plataforma da Red Bull, temos uma cobertura internacional que ajuda a levar a imagem de Salvador para fora do Brasil. O evento foi uma ótima oportunidade de valorizar as iniciativas que fazem todo o sentido para nossa cultura e promover, ao mesmo tempo, a nossa cidade para o mundo”, completou Edington.

A curadoria do evento ficou por conta do Mestre Sabiá, com 30 anos de experiência em capoeira. “Na minha avaliação,  a grande campeã do Red Bull Paranauê é a própria capoeira. Ela  precisa ocupar novos espaços com um olhar diferenciado e esse evento cria essa possibilidade”, disse Sabiá.

“A capoeira é esporte, é arte, é dança, é cultura. Ela é muito complexa, com um universo muito grande, é difícil dizer quem é o melhor, mas é possível mostrar o mais completo”, explicou.  Segundo o Mestre, a expectativa é que o evento  continue acontecendo, com seletivas em diversas partes do mundo.

Tanto as seletivas quanto a grande final buscaram manter a essência da Capoeira e perpetuar os ensinamentos de grandes nomes como Mestre Bimba, Mestre Pastinha, Mestre João Grande e outros. As regras e o conceito envolviam mostrar as habilidades dos participantes em três dos principais segmentos da Capoeira: Angola, Regional e Contemporânea.

Como prêmio pela vitória, Ratto ganhou três dias na academia do Mestre João Grande em Nova York (EUA).

1º Jogos Energia Pura de Capoeira no Amapá

Treze grupos confirmaram presença no campeonato, além de uma equipe do Pará

Muito ginga e maculelê (luta com bastões praticada em conjunto com os movimentos e o ritmo da capoeira) são esperados para os próximos sábado (19) e domingo (20), em Macapá, durante o primeiro Jogos Energia Pura da Capoeira. Além de difundir a capoeira, a competição será um momento de grande oportunidade de troca de experiência entre os grupos da capital e interior do estado.

De acordo com Claudio Leônidas, que organiza a competição, treze grupos se inscreveram no campeonato. As disputas serão nas categorias infantil, juvenil e adulto – masculino e feminino. Além de competidores do Amapá, uma equipe paraense também confirmou participação.

– A gente espera que os grupos de capoeira façam jogos bonitos e disputados. Um banca de capoeiristas experientes será responsável em avaliar o desempenho de cada jogo e dos atletas – disse Claudio.

Segundo a organização, o objetivo maior da competição é divulgar o esporte e atrair cada vez mais praticantes. No Amapá, existem dezenas de grupos espalhados pela capital e interior, responsáveis pela divulgação da capoeira, além de contribuírem para a melhoria da qualidade de vida dos praticantes.

Os vencedores serão premiados com uma quantia em dinheiro, além de troféus e medalhas. Os jogos iniciam a partir das 9h da manhã na Academia Energia Pura, localizada no bairro Marabaixo 2, na rua Maria Nair de Souza, nº 391, Zona Oeste de Macapá.

 

Fonte: http://globoesporte.globo.com/

Amazonas: Capoeirista vende “quase” tudo para competir no Brasileiro

Lucas (centro) vendeu eletroeletrônicos para viajar – foto: arquivo pessoal

Algumas pessoas cometem loucuras para ir a um show, comprar ‘aquela’ roupa ou realizar a viagem dos sonhos. No caso de Lucas Urquizes, 18, vender quase tudo o que tem foi a saída encontrada para representar o Amazonas no 16˚ Campeonato Brasileiro de Capoeira, de quinta-feira à sábado (5 a 7), em Belém (PA).

“Já vendi celular, notebook e emprestei dinheiro dos familiares. Até agora, arrecadei R$ 500 para as passagens (ida e volta), que custam R$ 1.600 por causa do feriado prolongado”, disse. Além dele, mais dez atletas de Manaus estão classificados para a competição, porém, esbarram na falta de recursos para garantir presença.

“Não vamos nem pela premiação, mas pela vontade de representar o Amazonas, que nunca ficou fora dessa competição”, disse o pentacampeão estadual.

Segundo o diretor-técnico da Federação Amazonense de Capoeira (FAC), mestre ‘Chaguinha’, 61, a pretensão era levar o grupo completo de capoeiristas. “A capoeira é um patrimônio cultural brasileiro e somos bicampeões (2008 e 2012). Já conseguimos passagem para mais longe. Não acredito que não iremos conseguir, pelo menos, duas para ir ao Estado vizinho”, lamentou.

Fonte: http://www.emtempo.com.br/

Competição: Rio-pedrense é vice-brasileiro de capoeira

Com capoeiristas de diversas regiões do país, competição foi de alto nível

O capoeirista Vanderlei de Souza França, conhecido como Jamaica, retornou da cidade de Jales (interior de São Paulo) com o troféu de vice-campeão brasileiro de capoeira, um feito e tanto para o atleta que começou a praticar o esporte com 17 anos. Jamaica disputou a competição em 9 e 10 de dezembro, na categoria Amadora. Enfrentando capoeiristas de diversas regiões do país, disse que a competição é de alto nível. “Enfrentei adversários do Ceará, Alagoas, Paraná. Empenhei-me ao máximo para trazer o ouro, porém, não foi dessa vez”, disse o jovem de 22 anos.

O professor de capoeira e mestre de Jamaica, Joaldo Gonçalves de Oliveira, acredita que o resultado foi bastante positivo e destacou as qualidades técnicas do aluno. “Durante a competição ele demonstrou um profundo conhecimento técnico e tático do jogo de capoeira. O bom desempenho dele se deve ao trabalho sério que desenvolvemos em nossas aulas, além da dedicação do Jamaica nos treinos”.

Dedicação essa que fez com que Jamaica de aluno se tornasse monitor do projeto “Joba Capoeira”, ministrando aulas de capoeira. “Comecei como aluno dentro do projeto e hoje com a orientação do mestre dou aulas”. E sobre a importância da capoeira na vida, o garoto conta que o esporte foi “divisor de águas”. “Antes eu era simplesmente um estudante, um trabalhador rural. Depois que tive contato com a capoeira, me tornei um bom marido, um cidadão, um ótimo funcionário”.

Desta forma, o projeto “Joba Capoeira” vai cumprindo o seu objetivo social. “A nossa meta é que o aluno aplique no dia a dia os conhecimentos adquiridos na capoeira. Autoconhecimento, respeito pelo próximo, solidariedade são esses os nossos valores”, comentou Joba.

 

Fonte: http://www.tribunatp.com.br

Campeonato Mato-grossense de Capoeira

Mais de 600 atletas devem participar do Campeonato Mato-grossense de Capoeira, nos dias 24, 25 e 26 de junho. A competição será realizada em Sorriso e classificará os ganhadores para o Campeonato Brasileiro da modalidade, que será realizado na Bahia, em novembro.

O Sendero Capoeira é o atual tetra campeão mato-grossense de capoeira, e está confiante.

Estamos preparados para subirmos em nível de Brasil – garante Jarbas Sokolowski, treinador da equipe.

Serviço

A abertura do campeonato acontecerá na sexta-feira (24), às 19h, no Ginásio Domingão. As disputas estão previstas para serem realizadas no sábado (25), a partir das 8h. O encerramento acontecerá no domingo (26).

 

Campeonato de Capoeira em MT servirá de seletiva competição nacional

Fonte: http://globoesporte.globo.com

Estadual de Capoeira define equipe capixaba para o Campeonato Brasileiro

Disputado no último fim de semana, em Vitória, o 13º Campeonato Estadual de Capoeira reuniu cerca de 360 capoeiristas, nos Ginásios Jones Santos Neves e Jayme Navarro de Carvalho, na sede da Secretaria de Estado de Esportes e Lazer (Sesport), em Bento Ferreira, Vitória. Além de apontar os melhores na modalidade no Espírito Santo, a competição serviu de base para convocação da equipe que representará o Estado, no 13º Campeonato Brasileiro, que acontecerá nos dias 24, 25 e 26 de setembro, em Campo Grande (MS).

Em dois dias de competição, atletas de 15 municípios “duelaram” em busca de vagas para o torneio nacional. Ao todo, 29 capoeiristas foram convocados para representar o Estado no Centro-Oeste.

Na disputa por equipes, o título ficou com a Associação de Capoeira Aliança, de Vitória, com 18 medalhas, sendo 15 de ouro e três de prata. A equipe da capital somou ao todo 435 pontos, seguido da Associação Nossa União Capoeira, com 179 pontos e a Associação Capoeira São Salvador, com 142.

Vista como uma dança, a capoeira quer ser reconhecida como esporte de alto rendimento. Por isso, os duelos do Estadual desse ano serviram como uma espécie de laboratório para modalidade. Em vez de avaliar detalhes como vestimentas, por exemplo, os árbitros foram orientados a valorizar aspectos táticos e físicos ligados à luta.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sesport
(27) 9901-9914
(27) 3235-7192

Site: www.sesport.es.gov.br

Espirito Santo: Campeonato Estadual de Capoeira

Prorrogadas as inscrições para o Campeonato Estadual de Capoeira

A Federação Capixaba de Capoeira decidiu prorrogar, para até o dia 10 de agosto, o período de inscrição para o Campeonato Estadual de Capoeira, que acontece no dia 22 de agosto, no Centro de Treinamento Jayme Navarro de Carvalho, sede da Secretaria de Estado de Esportes e Lazer, que apoia o evento.

Além de reunir os principais nomes do Espírito Santo na modalidade, o Estadual servirá como seletiva para o Campeonato Brasileiro, que será disputado em Mato Grosso do Sul.

Das diversas categorias, apenas os dois melhores, em cada uma delas, garantirão passagem para o Brasileiro. As inscrições podem ser feitas na sede da Sesport, ou pelo email da Federação Capixaba de Capoeira ([email protected]).

Os favoritos para desbancar a atual campeã, Muniz Freire, são as equipes da Grande Vitória, além de Cachoeiro, Linhares, Guarapari e São Mateus. Os critérios de avaliação da competição já estão definidos. Quem apresentar os melhores índices técnicos nos quesitos volume de jogo, harmonia, técnica e tradição, será campeão.

Reunindo nomes como da bicampeã brasileira Carla, atleta de Serra, e do terceiro colocado no último Brasileiro, Bert Karl Bereuel, de Vitória, a expectativa da organização é de uma competição de altíssimo nível e com um grande número de participantes.

“Acredito que vai ser o melhor Estadual de todos os tempos, com premiação em dinheiro e tudo. Somos mais de 20 mil capoeiristas no Espírito Santo e nossa expectativa é que mais de dois mil participem da competição”, afirmou Bert Karl Bereuel, que além de atleta é o diretor Institucional da Federação.

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação/Sesport

Júnior Costa

9901-9914 / 3235-7192

[email protected]

Extraído do site: www.es.gov.br

Sebastianense conquista primeiro lugar em Campeonato Mundial de Capoeira

No início deste mês, a sebastianense Yasmim Rocha conquistou o primeiro lugar no Campeonato Mundial de Capoeira realizado em Londrina, no Paraná, que registrou a participação de mais de 200 capoeiristas.

A competição contou com nove atletas do Grupo Mandinga, desenvolvido em Maresias, na Costa Sul de São Sebastião, pelo professor Gustavo Simba. Os alunos tiveram o apoio da Prefeitura por meio das Secretarias de Esportes (Seesp) e de Cultura e Turismo (Sectur).

Para Yasmim, o torneio foi uma grande oportunidade. “Achei o máximo, pois pude competir e conhecer pessoas de outros países”, conta ela, ao participar pela primeira vez de uma disputa internacional. A capoeirista venceu na categoria iniciante, também com a sebastianense Amanda Cristina Figueiredo em terceiro lugar.

Uma semana antes do mundial, a vencedora ganhou o melhor solo no Campeonato Mandinga, realizado em Maresias. Yasmim também já conseguiu o segundo lugar no evento Ginga Criança, realizado em São Paulo.

Outro destaque da competição em Londrina foi a performance do atleta Cleber Almeida. Após competir com 20 capoeiristas na categoria graduado, o atleta ficou com a terceira posição. “A experiência que adquirimos com pessoas de várias partes do mundo é muito importante para melhorar o desempenho”, analisa Almeida, que pretende participar do próximo evento internacional a ser realizado em Orlando (EUA), em 2011.

O professor Gustavo Simba agradece o apoio da Prefeitura em conceder o transporte dos capoeiristas até Londrina, além de ajudar no trabalho do Projeto Mandinga em Maresias. Em outubro, um grupo de alunos participará do Ginga Criança, competição a ser realizada em Guarulhos (SP).

(RS/CF)

Fonte: Depto de Comunicação – http://www.saosebastiao.sp.gov.br

Capoeiristas de Naviraí promovem competição interestadual

A cidade de Naviraí vai sediar nos dias 10 e 11 de julho (sábado e domingo) no ginásio poliesportivo “Mané João”, a competição denominada de “I É DI BAMBA HÊ de Capoeira”, em que vão participar atletas de sete cidades do Paraná, nove de Mato Grosso do Sul e duas do Estado de São Paulo.

Fazem parte da organização Alex Costa – instrutor; Marcelo Miguel e Edmar dos Santos – aluno. A competição promovida pelo do Centro Cultural Abaluaê de Capoeira. A abertura oficial deste evento esportivo será no sábado (10), às 19h30, com a apresentação das delegações que irão disputar os troféus e a premiação, apresentações culturais.

No domingo (11), acontecerá o torneio que indicará os vencedores em suas respectivas categorias (ao todo 22 categorias). A premiação será por equipe e por maior pontuação, sendo que as equipes também serão agraciadas com troféus por conseguirem maior arrecadação de alimento não perecível.

Batizado e Graduação

Durante a realização desse evento de capoeira, irá acontecer também no ginásio de esportes, a cerimônia de batizado para iniciantes nessa modalidade esportiva e, ainda, a troca de faixas entre os graduandos (ao todo são 12 graduações durante o aprendizado).

 

http://www.agorams.com.br/

MG: Capoeiristas levam ginga à Praça da Matriz

Aconteceu no último final de semana o 1º Encontro internacional de capoeira na Praça da Matriz. O animador e radialista João Froes revela que o evento contou com a participação de capoeiristas não apenas do Brasil mas de outros países como, por exemplo, Japão, Alemanha e Coréia do Norte.

Afirma ainda que o evento alcançou o objetivo no tocante ao de uma competição esportiva, mas, sobretudo, social uma vez que houve a interação dos povos ali representados.

De acordo com João Froes a realização das apresentações de capoeira também tem como objetivo a divulgação de uma arte bastante difundida no Brasil e que naturalmente já faz parte da cultura do povo brasileiro. Frisa ainda ter sido fundamental a escolha da praça Matriz durante a feira de artesanato uma vez que as famílias que tradicionalmente frequentam este local aos domingos teve a oportunidade de socializar com uma dança verdadeiramente artística.

COMPETIÇÃO

O mestre Lagartixa, do grupo Geração capoeira, um dos organizadores do evento também enaltece a realização da referida competição e agradece o apoio de todos os colaboradores na realização da competição. Salienta ser relevante este tipo de apresentação em praça pública uma vez que além do alcance social é uma maneira de popularizar ainda mais a arte da capoeira.